quinta-feira, dezembro 29

Feliz Ano Novo! Nas alturas da Ponte chinesa a Meio quilômetro de altura

 Aos que nos acompanham e nos ajudaram a alcançar marcas exponenciais, neste 2016. Por falar nisto:2016 terá mais um segundo do que o ano passado!
Muitos de nós temos certos preconceitos com produtos chineses. mas, outra vez ele provam que são sábios e, além da pólvora, da porcelana chinesa caríssima, da seda, mostram com a mesma técnica que os fez construir 5500 km da Muralha chinesa, e hoje ele mostram mais uma  construção monumental, uma ponte construída a meio km do solo, Além do fato que também constroem pontes de vidro!  
A meio quilometro do solo 565 metros.
Uma arte da construção, levando em conta a altura, ventos, e equipamentos especiais para construí-la. 
Não temos como negar a engenhosidade dos numerosos chineses. Eles possuem as maiores empresas, as maiores estatais, cidade e país mais populoso do mundo. E agora, 8 pontes do nosso top 10 é ‘made’ in China, baseando-se no tamanho, ou altura e sua extensão total.
Conheça a moderna e novo colosso da construção: A Ponte Beipanjiang, no sudoeste da China, que foi aberta ao tráfego após três anos de construção.
Erguida sobre o vale de Beipangjiang, a construção fica a 565 metros do solo, o equivalente a um edifício de 200 andares.
Com 1.341 metros de extensão e conecta as Províncias de Guizhou e Yunnan. Deverá reduzir em três horas a viagem entre as cidades de Liupanshuim e Xuanwei. A obra começou em 2013 e consumiu cerca de R$ 460 milhões. Hoje, oito das dez pontes mais altas do planeta estão na China.

Na Lista Abaixo ela ainda não aparece e também, porque lidera relação da altura da construção e não do comprimento-extensão total!
*A maior do Brasil é a ponte Rio-Niterói, tem 13.2 km.” Construída nos anos 70!
10° - Ponte Jintang, China; liga a ilha de Jintang a Zhenhai, na China. A região faz parte do maior arqueogeólogo chinês. Sua extensão tem um total de 26.5 km.
9° -Ponte Atchafalaya Basin, EUA; inaugurada em 1973, em Luisiana, Estados Unidos. Através de seus 29 km, liga a região de Baton Rouge a Lafayette.
8° -Ponte de Donghai, China; Em português se chama “Ponte do Mar Oriental”. Ela liga o porto de Xangai ás ilhas de Yangshan. Mede exatamente 31.5 km de extensão.
7° -Ponte de Runyang, China; na China, na província de Jiangsu se encontra a ponte Runyang sobre o rio Yangtzé. Ela mede 35.6 km de uma ponta a outra.
6° -Ponte da baía de Hangzhou, China; baia de Hangzhou, na China, ela conecta dois grandes centros econômicos chinês – Xangai e Ningbo, na província de Zhejiang. A ponte possui 36 km de extensão.
5° -Ponte do Pântano Manchac, EUA; sobre o misterioso pântano de Manchac, a ponte mede 36.7 km. Funciona desde 1970 em Louisiana, Estados Unidos.
Ponte do Lago Pontchartrain, EUA; 40 mil veículos circulam diariamente entre as ilhas de Madeville a Mandeville, subúrbio de New Orleans. São 38,4 km de extensão.
3° -Ponte Qingdao Haiwan, China; Construída em apenas 4 anos (2007 e 2011), essa ponte foi reconhecida como a maior ponte sobre água salgada do mundo pelo Guinness em 2012. A ponte possui 42 km de extensão e se localiza na cidade Qingdao, na China.
2° -Grande ponte de Tianjin, China; espetaculares 113 km de extensão, ela liga a Langfang e Qingxian, duas cidades populosas da província de Hopei, na China.
1° -Ponte de Danyang-Kunshan, China; A maior ponte do mundo não poderia ser em outro lugar. Na China, tudo é feito em tamanho maior devido a grande população (vide maior shopping do mundo). Essa ponte liga a cidade mais populosa do pais, Xangai (23 milhões) a Nanjing (8 milhões) sobre o rio Yangtze. Ela é reconhecida como a mais longa do mundo pelo Guinness com 164 km de extensão.

Fonte: http://top10mais.org/top-10-maiores-pontes-do-mundo/#ixzz4UHDpj41M

quinta-feira, dezembro 22

Natal da crise: saiba como explicar ao seu filho que o presente não vem de Papai Noel!

Natal da crise: saiba como explicar ao seu filho que o presente não vem de Papai Noel!
Jesus Cristo É O Verdadeiro Motivo do Natal!
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” João 3:16,17
Feliz Natal a todos!
Natal da crise: saiba como explicar ao seu filho que o presente não vem”. A pretexto de ensinar aos pais a não sentirem-se frustrados por não darem presentes aos filhos nestes dias.
Este é o título da reportagem na Internet que me inspirou a escrever estas linhas.
Assim, acrescentei ao título da mesma o final com outro título.
Em época de Natal, presentes e outros que tais, os pais são levados a apresentar aos filhos a figura do “Papai Noel”. 
Propalado, anunciado em todas as lojas, comerciais de TV, anúncios em out-doors, de tal forma, que fica grudado no inconsciente das crianças e até mesmo dos adultos.
Estes, por sua vez, se sentem como “traidores” e preferem não desmitificar esta figura extemporânea desta data da Humanidade, de tal forma, que a comemoração principal deste dia fica sublimada, ou no mínimo incrustrada, ou embaçada pela figura do “bom velhinho”.
Papai Noel, ou Saint Nicholas é uma figura mista de um homem considerado santo pela ICAR e o “bom velhinho” de uma marca de refrigerantes, com as suas cores.
Uma figura estranha no centro do Natal.
Com isto, muitos passam até dificuldades econômicas para presentear seus filhos. Alguns não conseguem explicar de onde vem esta figura.
Nós, os cristãos evangélicos, devemos ensinar aos nossos filhos e netos que esta figura simpática não pode substituir, duas outras figuras que são responsáveis por nosso sustento e que nos presenteiam:
O pai da Família. Aquele a quem Deus dá forças para suprir a casa da família e seus filhos.
E Jesus Cristo, o verdadeiro motivo do Natal. O qual fez todas as coisas e tudo que foi feito, foi feito por Ele.
O melhor presente que possamos dar aos nossos familiares, incluindo os filhos, jamais pode superar o presente dado a Humanidade pelo Pai.
Lendo uma notícia na Internet, a mesma ensina aos pais que evitem desmitificar o Natal, sem comprometer a figura do “Papai Noel”, com subterfúgios junto as crianças.
Sugiro aos pais que coloquem em pratica a verdade e anunciem a todos que Jesus é o Centro do Natal, seu nascimento proporcionou o melhor presente de Deus a todos os homens de bem!
Abaixo, compilação da reportagem, que lista artifícios para ensinar aos pais mentirem sobre o natal, sob o argumento de não criar “frustação” aos filhos.
Pela verdade e só Jesus Cristo é a Verdade”
LEIA UM TRECHO DA MATÉRIA Do UOL
A história do Papai Noel, o senhor de barba e cabelos branquinhos que, junto com seus assistentes fabrica brinquedos no Pólo Norte para oferecer àqueles que se comportaram bem durante o ano, é contada há décadas pela maioria dos pais aos filhos pequenos. E eles tendem a acreditar que o Papai Noel sempre vai realizar seus desejos.
O presente deve ser encarado apenas como um símbolo do sentimento de quem está presenteando. Por isso, é essencial que os pais comprem itens que estejam de acordo com as suas possibilidades financeiras. Da mesma forma, a criança precisa aprender a reconhecer outras formas de amor. Ela pode até se frustrar no início, mas certamente vai evoluir a partir da experiência. “Se o presente do amigo é melhor, tudo bem, é natural que haja tristeza. Mas essa tristeza não pode ser grande o suficiente para fazê-la desvalorizar aquilo que ganhou”, diz Fabíola. Cabe ao pais incentivá-la a criar meios de alcançar o que deseja futuramente. “Assim, os pais garantem a tolerância à frustração, mas não criam um padrão de acomodação, que pode ser prejudicial”, diz a psicóloga.
http://estilo.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2016/12/22/natal-da-crise-saiba-como-explicar-ao-seu-filho-que-o-presente-nao-vem.htm?cmpid=tw-uol

domingo, dezembro 18

Tomar uma decisão Lição 12 – CPAD – Nov/2016 - 2ª Parte

Tomar uma decisão
Lição 12 – CPAD – Nov/2016 - 2ª Parte
Estudo Subsídio Pr Osvarela
Texto Áureo
“Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca vem o conhecimento e o entendimento.” Pv 2.6
Texto Leitura Bíblica - 1 Reis 4:29-34
E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que está na praia do mar.
E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios ... ss
Cont...Exórdio
O alcance da sabedoria é disponível para todos os que buscam ao Senhor.
Sabedoria, conhecimento, percepção, e coisas semelhantes, são necessárias e fundamentais para o desenvolvimento espiritual.
Texto apoio:
“Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida. Peça-a, porém com fé, sem duvidar, pois, aquele que duvida é semelhante à onda do mar, levada e agitada pelo vento. Não pense tal pessoa que receberá coisa alguma do Senhor, pois tem mente dividida e é instável em tudo o que faz.”
Tiago 1: 5-8
Pode ser por necessidade pessoal, familiar, comunitária ou extremando uma decisão nacional.
Decidir é fazer escolhas sabendo que esta escolha por vr mais simples resultará em resultados, positivos ou negativos.
בחר - bachar; v. escolher, eleger, decidir-se por
כח  yakach; v. decidir, julgar, repreender, reprovar, corrigir, ser correto; decidir, julgar; determinar, apontar; mostrar que está certo, provar
Tomar uma decisão envolve: convencer, condenar; reprovar, repreender; corrigir, repreender.
Sabedoria e Inteligência:
Muito se tem confundido sabedoria com inteligência ou até mesmo com formação acadêmica, ou tempo de estudo.
O que é uma inverdade, pois, uma pessoa com muito estudo, seria obrigatoriamente  sábia?
Mesmo alguém inteligente pode tomar decisões erradas.
A filosofia grega [herança da filosofia grega] imputa aos anciãos a sabedoria pela vivencia, cabelos e cãs embranquecidas, dos anciãos, como portadores empiricamente do saber viver bem a vida mesmo sem terem anos de estudo, mas anos de vivência.
As Neoescrituras nos ensinam através de suas linhas:
Alguns versículos nos orientam deles:
1.       Cl 4:5 - "Andai em sabedoria para com os que estão de fora, usando bem cada oportunidade." (ARA) –
2.      "Sejam sábios na sua maneira de agir com os que não creem e aproveitem bem o tempo que passarem com eles." (NTLH)
3.      Tg 3:13 - "Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom procedimento as suas obras em mansidão de sabedoria." (ARA)
4.      "Existe entre vocês alguém que seja sábio e inteligente? Pois então que prove isso pelo seu bom comportamento e pelas suas ações, praticadas com humildade e sabedoria." (NTLH)
Ganhadores de Nobel, ricos cientistas renomados, que até negam a Deus, com toda a sua sabedoria terrena, animal e diabólica, devemos entender que isto é possível, segundo Tiago nos ensina.
“Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa. Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.” Tiago 3:15-17
O que Tiago afirma, e chama de sabedoria terrena, animal e diabólica. O que ele chama de sabedoria nada tem que ver com inteligência, mas com o saber viver, com o comportamento das pessoas.
Por isto necessitamos da sabedoria divina, pois é ela que, atua em todas as áreas da vida humana e aquele que a adquire conhece a diferença na tomada de decisões, em qualquer atividade. E se manifesta na vida de cada um que a adquire, importando em diferencial, não para e tão somente riqueza, como alguns preferem ver em Salomão, mas sobretudo, na vida dos que dependem de nossas decisões.
Como obter a sabedoria que decide situações:
Oração
Boa vontade
Não ser duvidoso
Não ter a mente dividida
Ser estável e não instável
“O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a sabedoria.” Provérbios 18.15
“E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa. O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos.
Tiago 1:5-8
A sabedoria de Deus é ensinada pelo Evangelho é aperfeiçoadora para tudo e para tomada de decisões.
Deus nas Escrituras, afirma que ele derramará sua sabedoria sobre aqueles que pedem, é mais que suficiente para sobrepujar qualquer obstáculo que pareça estar presente, ou decisão difícil. Isto encontra-se no texto-contexto da passagem supra Texto Leitura Bíblica - 1 Reis 4:29-34, texto deste estudo.
            “A quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo;” Colossenses 1:28
“Peço que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o glorioso Pai, lhes dê o Espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dele” Efésios 1:17
O alcance da sabedoria é disponível para todos os que buscam ao Senhor.
Essa ênfase bíblica sobre sabedoria e conhecimento divinos, para decisões não limita o desenvolvimento espiritual a apenas um pequeno número de cristãos.
Sem elas, é impossível compreender a “vontade de Deus”, ter o “pleno conhecimento dele”, discerniro que é melhor”, e sermos “puros e irrepreensíveis até o dia de Cristo”.
Alguns não entendem, isto, é até afirmam de forma contraditória: “Posso não conhecer muito a Bíblia, mas conheço a Deus”, ou mesmo “posso não saber muito teologia, mas sei muito sobre Deus”.
As boas novas é que a sabedoria espiritual que é necessária para se desenvolver como um crente, e para crescer em fé, amor e esperança, está disponível a todo cristão através dos meios que Deus providenciou, tais como, a oração e o estudo. Mas isso também remove qualquer escusa do crente para ignorância espiritual e teológica. Uma falta de educação formal não é escusa, visto que a sabedoria espiritual vem de Deus, e não do homem.
Se entendermos, a luz dos atributos divinos, veremos que o hino de Paulo, em Romanos é uma Ode desta sabedoria, compartilhada, a nível humano, mas conhecida em profundidade pelo Espírito Santo que em nós habita.
“Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” Romanos 11:33-36
Charles Hodge diz, sobre esta passagem, que Deus não pode ser “plenamente compreendido”. Entretanto, entendemos que, aquilo que Ele nos deu sua Palavra e Espírito, entendemos – muito bem, de fato (I Co. 2:6-10, 13-16), pois, “Deus o revelou a nós por meio do Espírito” (I Co. 2:10).
Mas, a incompreensibilidade de Deus, não resulta definitivamente, na não compreensão, da Sua Revelação, pelo Espírito Santo que, a todos dá para a Obra e de maneira liberal e reparte com quem Ele quer, de sua escolha.
Em sua Teologia Sistemática, Louis Berkhof precede sua discussão dos atributos de Deus em um capítulo sobre a “Cognoscibilidade de Deus”, afirmando:
“A igreja cristã confessa, por um lado, que Deus é o Incompreensível, mas também, por outro lado, que ele pode ser conhecido e que conhecê-lo é um requisito absoluto para a salvação”.
Parte de parágrafos acima, temos trechos compilados da obra: A Incompreensibilidade de Deus, Vincent Cheung, Adaptado do livro Paul's Letter to the Colossians.
Assim temos que:
“... falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória. Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.”
1 Coríntios 2:6-13
Com esta sabedoria podemos discernir as coisas naturais e tomarmos decisões, de forma espiritual, por isto, Salomão a recebeu de Deus para fazer-se sábio sobre até mesmo, aos famosos cientistas do Egito, conforme o texto nos diz: “Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca vem o conhecimento e o entendimento Pv 2.6... E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que está na praia do mar. E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios. 1 Reis 4:29 ss
Na medida em que vimos a conhecer a palavra de Deus e a saber como aplicá-la a nossa situação, mais e mais iremos compreendê-lo e concordar com Ele.
Devemos buscar compreender, isto, que temos a “mente de Cristo” e assim podermos aprender a pensar como Ele pensaria, a decidir como Ele decidiria e nos comportarmos como Ele se comportaria. Muito embora, “os pensamentos de Deus não sejam os nossos pensamentos”, contudo ao deixarmos Deus nos usar pela mente de Cristo poderemos decidir sob a orientação do Santo Espírito.
Busquemos aprender em que a maneira de Deus é diferente da dos homens, em que a Sua maneira é de longe melhor e muito mais sábia.
Neste mundo que combate contra a Igreja necessitamos reconhecer que, Deus não nos deixa desamparados nem sem recursos espirituais para tomada de decisões, que de maneira espiritual mudarão nossas vidas e impactarão outras vidas, por meio de nossas decisões.
Salomão foi conhecido e reconhecido, não só pelas suas riquezas, mas os reis vinham a ele para ouvir sua sabedoria. Mesmo a sua riqueza concedida por Deus, foi devido a sua escolha pela sabedoria para “entrar e sair, no meio deste grande povo”, e o resultado foi mais riqueza assentada sobre a coluna da Sabedoria concedida, por meio de Deus, assim, como José ou Daniel.
Por isto, ainda que pareça que muitos problemas possam ser contornados com dinheiro e poder, e ainda que Deus seja sempre capaz de livrar o Seu povo por meio de forças miraculosas, no decorrer de providência normal Ele nos fará enfrentar as nossas dificuldades com inteligência. Cheung; Sermonettes ~ Volume 4 - Claudino Marra, Jazanias de Oliveira
Deus quer que compreendamos a mente d’Ele
Se nesta vida temos muitos momentos de decisão o que nós mais precisamos é da sabedoria de Deus.
Fonte:
Apontamentos do autor
Dicionário Strong
Biblia online
O que é sabedoria? Postado por Ruy Marinho; Autor: André R. Fonseca

E citações no corpo do texto

sábado, dezembro 17

Sabedoria Divina para Tomada de Decisões Lição 12 – CPAD - Nov 2017

Sabedoria Divina para Tomada de Decisões
Lição 12 – CPAD - Nov 2017
Estudo Subsídio Pr Osvarela
Texto Áureo
“Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca vem o conhecimento e o entendimento.” Pv 2.6

Texto Leitura Bíblica - 1 Reis 4:29-34
E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que está na praia do mar.
E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios.
E era ele ainda mais sábio do que todos os homens, e do que Etã, ezraíta, e Hemã, e Calcol, e Darda, filhos de Maol; e correu o seu nome por todas as nações em redor.
E disse três mil provérbios, e foram os seus cânticos mil e cinco.
Também falou das árvores, desde o cedro que está no Líbano até ao hissopo que nasce na parede; também falou dos animais e das aves, e dos répteis e dos peixes.
E vinham de todos os povos a ouvir a sabedoria de Salomão, e de todos os reis da terra que tinham ouvido da sua sabedoria.
Introdução
A História Do Reino Davídico e sua sucessão por seu filho Salomão, previamente avisada por Davi em promessa a sua esposa Bate-Seba, é um dos momentos cruciais em termos de decisão de tal importância.
Tendo em vista, os 40 anos de governo de Davi, sua importância para formação união e formação de uma verdadeira Nação como Estado reconhecido pelos seus vizinhos.
A escola ou tomada de decisão por Davi inspiraria seu sábio filho Salomão a confiar na Sabedoria Divina pra consolidar ampliar e manter o Reino que seu pai Davi, o mais venerado rei de Israel, até aos nossos dias, usando a sabedoria que ele tinha como um superdotado homem que, mesmo com este dom natural buscou a Deus para suas decisões, que o mantiveram como destacado rei e conhecido por suas decisões em todo o Mundo da época, de tal forma, que reis e rainhas de outras nações ouviam falar de sua sabedoria e vinham a Israel para ouvir seus ditos e conhecer a sua coorte real que impressionava pela condução de seus servos, generais e criados.
            E vinham de todos os povos a ouvir a sabedoria de Salomão, e de todos os reis da terra que tinham ouvido da sua sabedoria.

Faremos uma coluna especial sobre Davi, no qual estão listados, os filhos de suas diversas mulheres, com base em nosso estudo publicado, aqui no sítio de internet: estudandopalavra.blogspot.com.br
A Decisão de Davi sob a visão bíblica, da existência das chamadas sub-famílias:
“...há uma manifestação e citação do nome das mães de cada pretendente ao trono:
Hagite e Bate-Seba, pelo visto, uma trabalhava nos bastidores, e a outra trabalhou utilizando a preferência do Rei por si, e pela legalidade matrimonial diversificada [subfamílias] daquele tempo, utilizando o dito do Rei Davi, amplamente divulgado em sua Casa Real: Salomão seria o seu sucessor!
6 E nunca seu pai o tinha contrariado, dizendo: Por que fizeste assim? E era ele também muito formoso de parecer; e Hagite o tivera depois de Absalão.
11 Então falou Natã a Bate-Seba, mãe de Salomão, dizendo: Não ouviste que Adonias, filho de Hagite, reina? E que nosso senhor Davi não o sabe?”
Situação histórica do contexto deste momento em Israel:
É um caso típico de Aliança e escolha de Deus e sua relação com uma Nação – Israel.
Relação entre povo e nação, a teologia da eleição e a teologia da aliança”. Antigo e Novo Testamento – CPAD - Gerhard Hasel citando Clements.
Adonias se rebela seis anos após Absalão.
Davi teria por volta de 70 anos, para mais, [II Sm.5.4,5; I Cr. 3.4] e estava adoentado e envelhecido, talvez pelas lides do reino e pela família que criara ou alguma doença não citada pela Bíblia, que lhe baixava a temperatura e trazia-lhe frio incomum.
...e entre os filhos de meu pai se agradou de mim para me fazer reinar sobre todo o Israel. E, de todos os meus filhos (porque muitos filhos me deu o Senhor), escolheu ele o meu filho Salomão para se assentar no trono do reino do Senhor sobre Israel.”
1 Crônicas 28:4,5
A sucessão pós-davídica, passava por alguns caminhos:
O Caminho da primeira sucessão real em Israel unificado;
O caminho da trivial escolha pelo rei;
O caminho natural da primogenitura e sua seqüência lógica;
O caminho da escolha divina
Aliado a esta:
O caminho, da escolha para o cumprimento da promessa.
O caminho de descanso [shabat] do povo de Deus.
Temos aí uma bifurcação especialmente dispare, na qual o Rei Davi se encontrou, ao chegar o momento da sucessão, dois nomes e duas mães diferentes:
Adonias e Salomão.
Bate-Seba e Hagite, mãe do insurreto rebelde.
a-    A Soberania da escolha de Deus:
Não importa o tempo de cada um, numa Igreja ou Ministério, falo isto após muitas experiências sobre o assunto, permitidas por Deus.
Quando Deus resolve escolher, ninguém pode impedir a ação de Sua Soberania.
Ele é absoluto e Único em poder e Autoridade. Pv.8. 15. Por mim reinam os reis...
Sl. 113. 7,8. “Ele levanta do pó o pobre, e do monturo ergue o necessitado, para o fazer sentar com os príncipes, sim, com os príncipes do seu povo.”
Na Bíblia existem cinco listas de filhos de Davi.
1ª - Filhos nascidos em Hebrom: II Sm. 3.2-5;
2ª - Filhos nascidos em Hebrom – I Cr. 3.1-4;
3ª - Filhos nascidos em Jerusalém: - II Sm . 5.13-16;
4ª - Filhos nascidos em Jerusalém: I Cr. 3.5-8;
5ª - Filhos nascidos em Jerusalém – I Cr. 14.4-7.
Só uma esposa de Davi é citada nestas listas – Eglá.
Davi reinou em Hebrom por 7 anos e meio.
Davi reinou em Jerusalém por 33 anos.
Davi reinou primeiro sobre Judá e depois por todo o Reino de Israel, unido por ele.
II SAMUEL 5.1-5. Então todas as tribos de Israel vieram a Davi em Hebrom e disseram: Eis-nos aqui, teus ossos e tua carne! Além disso, outrora, quando Saul ainda reinava sobre nós, eras tu o que saías e entravas com Israel; e também o Senhor te disse: Tu apascentarás o meu povo de Israel, e tu serás chefe sobre Israel. Assim, pois, todos os anciãos de Israel vieram ter com o rei em Hebrom; e o rei Davi fez aliança com eles em Hebrom, perante o Senhor; e ungiram a Davi rei sobre Israel. Trinta anos tinha Davi quando começou a reinar, e reinou quarenta anos. Em Hebrom reinou sete anos e seis meses sobre Judá, e em Jerusalém reinou trinta e três anos sobre todo o Israel e Judá. Ver também I Cr. 3.4.
Destaque entre os filhos:
Natã, nome de profeta, é peça importante nestas listas genealógicas, pois, dele descendeu o Messias. A família da mãe de Jesus, Maria vinha dele.
Salomão é outra peça importante desta linhagem messiânica, pois a família de José, pai de Jesus, descendia dele.
Curiosidades entre os filhos:
Davi teve o seu segundo filho por nome de Daniel, ou Quileabe.
Teve uma filha, como apresentado nas listas genealógicas: Tamar – I Cr. 3.9.
Absalão – ladrão de corações; o filho que furtava o coração do povo.
II Sm.15. 6. Assim fazia Absalão a todo o Israel que vinha ao rei para juízo; desse modo Absalão furtava o coração dos homens de Israel.
O nome de um de seus filhos aparece aparentemente duplicado na lista de I Cr. 3. 5-8.
“Estes lhe nasceram em Jerusalém: Siméia, Sobabe, Natã e Salomão...lhe nasceram de Bate-Sua...Nasceram-lhe mais: Ibar, Elisama, Elifelete, Nogá, Nefegue, Jafia, Elisama, Eliadá e Elifelete, nove... sendo o sétimo da lista chamado de Elifelete”, enquanto na lista de I Cr. 14.4-7 “....os nomes dos filhos que lhe nasceram em Jerusalém: Samua, Sobabe, Natã, Salomão, Ibar, Elisua, Elpete, Nogá, Nefegue, Jafia, Elisama, Beeliada e Elifelete...”, o nome do sétimo filho aparece como Elpete.
Davi foi um homem amante das mulheres e as teve em profusão, muito embora fosse um preceito real ter por esposa a donzela que quisesse.
Sendo que na sua velhice era aquecido por uma jovem donzela por nome Abizague, sunamita, mui formosa, mas Davi não entrou a ela. I Rs. 1.3.
Pois além destes listados nas cinco [5] listas ele ainda teve filhos com suas muitas concubinas. I Cr. 3.9-a
Só foi suplantado neste item por seu filho Salomão.
Os Conselheiros de Davi:
Aitofel – Principal Conselheiro ou Chefe da Casa Civil dos nossos dias.
Aitofel – Bate-Seba era sua neta.
II Sm.15.12;32-35. Aitofel, o gilonita, conselheiro de Davi... Husai, o arquita..., veio encontrar-se com ele, com a roupa rasgada e a cabeça coberta de terra. Disse-lhe Davi: Se fores comigo, ser-me-ás pesado; porém se voltares para a cidade, e disseres a Absalão: Eu serei, ó rei, teu servo; como fui dantes servo de teu pai, assim agora serei teu servo; dissipar-me-ás então a conselho de Aitofel.E não estão ali contigo Zadoque e Abiatar, sacerdotes?
As características espirituais de Davi foram ressaltadas nas Escrituras:
Características Espirituais:
Davi é um homem segundo o coração de Deus.
Aprovação e verdade da história pessoal:
I Rs.15.3-5. E andou...não foi perfeito para com o Senhor seu Deus como o coração de Davi, seu pai. Mas por amor de Davi o Senhor seu Deus lhe deu uma lâmpada em Jerusalém, levantando a seu filho depois dele, e confirmando a Jerusalém. Porquanto Davi tinha feito o que era reto aos olhos do Senhor, e não se tinha desviado de tudo quanto lhe ordenara em todos os dias da sua vida, senão só no negócio de Urias, o heteu.
Davi tinha como característica a tomada de decisão, e quando ele errou Deus puniu o povo, mas ele se arrepende e toma uma Decisão de chamar para si, a culpa.
Continuação
Após este quadro podemos entender, melhor, como Salomão se tornou famoso por suas decisões inéditas e conciliadoras.
E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que está na praia do mar.
E era a sabedoria de Salomão, maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios.
דעת - da‘ath; n. m/f; conhecimento; conhecimento, percepção, habilidade; discernimento, compreensão, sabedoria.
חכם - chakam; v. ser sábio; (Qal) ser ou tornar-se sábio, agir sabiamente; (Piel) tornar sábio, ensinar sabedoria, instruir; (Pual) ser feito sábio; (Hifil) tornar sábio -  (Hitpael) mostrar-se sábio, mostrar a sabedoria de alguém.
חכמה - chokmah; n. f. sabedoria; ; sabedoria (em administração); sabedoria, prudência (em assuntos religiosos); sabedoria (ética e religiosa)
משל – mashal; n. m.  sentenças de sabedoria ética, máximas éticas.
קנה - qanah; v. obter, adquirir, criar, comprar, possuir; referindo-se ao ato de adquirir conhecimento, sabedoria.
תושיה - tuwshiyah ou תשיה - tushiyah; n. f. sabedoria, conhecimento judicioso, sucesso, sabedoria sã ou eficiente, sucesso duradouro; sucesso duradouro (referindo-se ao efeito da sabedoria sã)
Sabedoria e Entendimento.
Podemos usar uma palavra grega para representar ambas, num só vernáculo.
γνωσις - gnosis; n. f. conhecimento que significa em geral inteligência, entendimento; conhecimento geral da religião cristã; sabedoria moral, tal como é vista em uma vida correta
σοφια - sophia; n. f. sabedoria, inteligência ampla e completa; usado do conhecimento sobre diversos assuntos – veja sobre Salomão, como a alcançou e a utilizou.
a-      espec. conhecimento variado de coisas humanas e divinas, adquirido pela sutileza e experiência, e sumarizado em máximas e provérbios; a ciência e o conhecimento; habilidade na administração dos negócios; inteligência suprema, assim como a que pertence a Deus; sabedoria de Deus que se evidencia no planejamento e execução dos seus planos na formação e governo do mundo e nas escrituras
Exemplo em Salomão:
“E disse três mil provérbios, e foram os seus cânticos mil e cinco. Também falou das árvores, desde o cedro que está no Líbano até ao hissopo que nasce na parede; também falou dos animais e das aves, e dos répteis e dos peixes.”
A sabedoria que Salomão adquiriu era concedida por Deus de forma que fosse duradoura e sem reserva ou cessação. Independia da vida do próprio Salomão.
Salomão mostrou ao mundo o que era, realmente, ser sábio, fazer-se sábio, para tomada de decisões e comportar-se sabiamente ao tomar decisões. Mas, sempre fruto de seu entendimento de que estas decisões e sapiência eram devidas ao Seu Deus.
De onde obtivera resposta ao subir ao trono de seu pai Davi:
A sabedoria em tomada de decisões traz prosperidade.
“E Salomão amava ao Senhor, andando nos estatutos de Davi seu pai; somente que nos altos sacrificava, e queimava incenso.” 1 Reis 43.3
Algumas decisões não tomadas na direção, sem ouvir a Deus, destroem nações, famílias e igrejas.
O caminho pra decisões acertadas é na Sabedoria Divina, que vem do alto, em todos os termos (áreas) da nossa vida:
Eram, pois, os de Judá e Israel muitos, como a areia que está junto ao mar em multidão, comendo, e bebendo, e alegrando-se. E dominava Salomão sobre todos os reinos desde o rio até à terra dos filisteus, e até ao termo do Egito; os quais traziam presentes, e serviram a Salomão todos os dias da sua vida. ... dominava sobre tudo quanto havia do lado de cá do rio, Tifsa até Gaza, sobre todos os reis do lado de cá do rio; e tinha paz de todos os lados em redor dele. E Judá e Israel habitavam seguros, cada um debaixo da sua videira, e debaixo da sua figueira, desde Dã até Berseba, todos os dias de Salomão.” 1 Reis 4:20-25
Foi no altar de adoração que Salomão conseguiu benefício divino da Sabedoria, indizível, única e útil para tomar suas decisões como rei, sobre um grande povo:
“E esta palavra pareceu boa aos olhos do Senhor, de que Salomão pedisse isso. E disse-lhe Deus: Porquanto pediste isso, e não pediste para ti muitos dias, nem pediste para ti riquezas, nem pediste a vida de teus inimigos; mas pediste para ti entendimento, para discernires o que é justo; Eis que fiz segundo as tuas palavras; eis que te dei um coração tão sábio e entendido, que antes de ti igual não houve, e depois de ti igual não se levantará. E também até o que não pediste te dei, assim riquezas como glória; de modo que não haverá um igual entre os reis, por todos os teus dias. E, se andares nos meus caminhos, guardando os meus estatutos, e os meus mandamentos, como andou Davi teu pai, também prolongarei os teus dias. E acordou Salomão, e eis que era sonho. E indo a Jerusalém, pôs-se perante a arca da aliança do Senhor, e sacrificou holocausto, e preparou sacrifícios pacíficos, e fez um banquete a todos os seus servos.” 1 Reis 3:10-15
Muitas vezes, ao assumirmos uma posição na Igreja, sobre o povo, ou departamento não consultamos a Deus como devemos nos instruir para tomar decisões sábias e isto, nos leva a fracassos. Que cheguemos a “Gibeom” para oferecer sacrifício de louvor e obtermos a graça da decisão, em nossos lábios. Mas, é necessário saber pedir!
“E em Gibeom apareceu o Senhor a Salomão de noite em sonhos; e disse-lhe Deus: Pede o que queres que eu te dê. E disse Salomão: De grande beneficência usaste tu com teu servo Davi, meu pai, ... e lhe deste um filho que se assentasse no seu trono, como se vê neste dia. Agora, pois, ó Senhor meu Deus, tu fizeste reinar a teu servo em lugar de Davi meu pai; e sou apenas um menino pequeno; não sei como sair, nem como entrar. E teu servo está no meio do teu povo que elegeste; povo grande, que nem se pode contar, nem numerar, pela sua multidão. A teu servo, pois, dá um coração entendido para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; porque quem poderia julgar a este teu tão grande povo?”
1 Reis 3:5-9
Tomar decisão é coisa fácil, mas, para quem tem sabedoria divina, e infere muita responsabilidade.
טים - ta ̀am; n. m. juízo (fig.); decisão, decreto
משפט – mishpat; n. m. julgamento, justiça, ordenação; ato de decidir um caso; processo, litigação (diante de juízes); caso, causa (apresentada para julgamento); sentença, decisão (do julgamento); justiça, direito, retidão (atributos de Deus ou do homem).
Mostrando a sabedoria decisória em um caso que repercute, até hoje:
“Então vieram duas mulheres prostitutas ao rei, e se puseram perante ele. E disse-lhe...: Ah! senhor meu, eu e esta mulher moramos numa casa; e tive um filho, estando com ela naquela casa...depois do meu parto, teve um filho também esta mulher; ... E de noite morreu o filho desta mulher, porquanto se deitara sobre ele....Então disse o rei: Esta diz: Este que vive é meu filho, e teu filho o morto; e esta outra diz: Não, por certo, o morto é teu filho e meu filho o vivo. Disse mais o rei: Trazei-me uma espada. E trouxeram uma espada diante do rei. E disse o rei: Dividi em duas partes o menino vivo; e dai metade a uma, e metade a outra. Mas a mulher, cujo filho era o vivo, falou ao rei (porque as suas entranhas se lhe enterneceram por seu filho), e disse: Ah! senhor meu, dai-lhe o menino vivo, e de modo nenhum o mateis. Porém a outra dizia: Nem teu nem meu seja; dividi-o. Então respondeu o rei, e disse: Dai a esta o menino vivo, e de maneira nenhuma o mateis, porque esta é sua mãe. E todo o Israel ouviu o juízo que havia dado o rei, e temeu ao rei; porque viram que havia nele a sabedoria de Deus, para fazer justiça.” 1 Reis 3:16-28
1ªPARTE – Continua...

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical