sexta-feira, junho 3

Assembléia de Deus: 100 anos de Pentecostes.Lição 10-CPAD – 05/2011

Assembléia de Deus: 100 anos de Pentecostes.

Lição 10-CPAD – 05/2011                                                                            Autor:Osvarela

TEXTO ÁUREO:
De sorte que as igrejas eram confirmadas na fé e cada dia cresciam em número.” .At 16.5.
 
Verdade Prática:
Deus levantou as Assembléias de Deus no Brasil para proclamar ao mundo que Jesus salva, cura, batiza com o Espírito Santo e em breve voltará.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE:
1 Co 3.6-11
Objetivos
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
- Explicar como se deu o chamado missionário de Daniel Berg e Gunnar Vingren;
Deus Prepara Um Caminho do Outro Lado do Oceano:
Dados levantados pelo autor na Lição 09.
Início do Século XX.
Está se iniciando um novo ciclo da Igreja.
1904 - De Gales – 100.000 pessoas em Gales – Europa.
1905 - Joseph Smale pastor da Primeira Igreja Batista em Los Angeles foi pessoalmente a Gales para testificar o avivamento. No seu regresso a Los Angeles tentou inflamar um evento similar em sua própria congregação. Deixou a Primeira Igreja Batista para fundar a Primeira Igreja do Novo Testamento.
At.1. 8. Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra.
Interessante ressaltar, que a Chama do Movimento Pentecostal que atingiu o Brasil, através de Daniel Hurberg Berg e Gunnar Adolf Vingren, teve seu início na Europa, mas Deus tem seus caminhos, os mandou para o outro lado do Oceano, sem se conhecerem e para prepará-los para a Grande Comissão Brasileira, com início em Belém do Pará.
Assim começa a saga das Assembléias de Deus.
Despertamento nos EUA:
DA SUÉCIA ATÉ A RUA AZUZA,312.
A febre dos Estados Unidos – relata Emílio Conde.
Foi vivenciado em várias Cidades americanas, com a participação de vários homens ansiosos de receber o Batismo com Espírito Santo, como ouviram falar, que acontecera na em Gales – Europa.
Assim, Joseph Smale foi, viu e voltou impactado e para impactar com mais força o movimento em ação, já com Charles Parham (1873 –1929).
O Avivamento da Rua Azusa, na cidade de Los Angeles - EUA, que tem marcado profundamente o Cristianismo dos últimos cem anos. Hoje, dos 660 milhões de cristãos protestantes e evangélicos no mundo, 600 milhões pertençam a igrejas que foram diretamente influenciadas pelo avivamento da Rua Azusa (Pentecostais, Carismáticos, Terceira-Onda etc).
-em Minnesota Carolina do Norte
-Texas. Neely Terry uma mulher afroamericana foi a Houston ao final de 1905, onde visitou  a igreja de William Joseph Seymour onde ele pregava que a evidencia do batismo no Espírito Santo.
Seymour foi a mola desta ligação, ao iniciar o Grande Movimento Pentecostal dos tempos modernos, na América.
O Avivamento da Rua Azusa durou apenas três anos, mas foi instrumental na criação do movimento Pentecostal, que é o maior segmento da igreja evangélica hoje. William H. Durham recebeu seu batismo no Espírito Santo em Azusa, formando missionários na sua igreja em Chicago, como E. N. Bell (fundador da Assembleia de Deus dos EUA), Daniel Berg (fundador da Assembleia de Deus no Brasil) e Luigi Francescon (fundador da Congregação Cristã no Brasil)
Para Chicago, Deus encaminhou primeiro Gunnar Vingren e depois Daniel Berg.
Dois Suecos nos EUA.
Gunnar Vingren
GUNNAR ADOLF VINGREN [8 de Agosto de1879 a  29 de Junho de 1933].
Östra Husby, Östergotland, Suécia, situada às margens do lindo lago de Väsnern.
Sua Vida:
Nasceu em um Lar de crentes.
Batizado nas águas aos 18 anos.
Em junho de 1903 inicia-se a viagem de Vingren em direção ao Brasil.
Mas, antes ele tinha que passar pelos EUA para receber o Revestimento Pentecostal.
Conheceu a enfermeira Frida Standberg, em 1º de Agosto de 1917, quando viajar para a Suécia e passou pelo Brasil, [a encontrou novamente na volta em Nova Iorque] que lhe contou ter também uma chamada para o Brasil.
Em 16 de outubro de 1917, Gunnar e Frida se casaram, tendo Samuel e Lina Nyström como testemunhas.
Frida passa a ser a Missionária frida Vingren, a autora de hinos como o 97 – Há Um Caminho Santo; 28 – Deus Vai te Guiar; 158 – Que Farás de Jesus Cristo? - 177 – Salvo Estou. 196 – Já Achei Uma Flor Gloriosa, que ainda, se pode ouvir a gravação, na voz de Daniel Berg em entrevista em Santa Catarina. 390- Um Coração Bondoso. 515 – Se Cristo Comigo Vai – hino missionário. O Corinho – 472 – Em Meu Lugar
Vida Dedicada ao Ministério e Chamada Missionária:
Gunnar Vingren tinha uma Chamada Missionária, a Primeira Igreja Batista de Menomnee, no Michigan decidiu envia-lo e a sua noiva para Assam, na Índia, mas ele recusou, sentindo, que não era o local que estava em seu coração, mesmo sem saber, qual era.
Perdeu a noiva e a passagem para a Índia, mas logo depois recebeu o Batismo com o Espírito Santo, na Primeira Igreja Batista sueca, em Chicago, na época sob o fogo de Deus.
Vingren antes de vir ao Brasil:
Estudou no Seminário Teológico Batista Sueco – Chicago;
Congregou, nas seguintes Igrejas, nos EUA:
Na Primeira Igreja Batista Sueca – Chicago;
Pastoreou a 1ª Batisra em Menominee-Chicago;
Esteve pregando em Sycamore, Illinois
Em Blue Island, Illinois;
Igreja Batista de South Bend, Indiana. Onde 30 pessoas receberam o batismo com o Espírito Santo;
Era Deus preparando oprimeiro Pastor das Assembléias de Deus no Brasil, começando por Belém do Pará, onde pastoreou por 12 anos;
Cunhou a sua pregação:
“Jesus Cristo batiza com o Espírito Santo e com Fogo”.
Veja como Deus realiza sua Obra, prepara homens, mesmo sem eles saberem.
Vingren era um pastor de certa forma preparado para uma Igreja como a Brasileira,
-por ter Chamada missionária,
-por ter sido Itinerante nos EUA,
-por ter sofrido perdas emotivas, como uma noiva por causa da chamada,
-por ter sido recusado pela sua pregação pentecostal em suas Igrejas.
-Por ter participado de Convenções – vide abaixo;
Daniel Horberg Berg.
Nasceu em 19 de abril de 1884, na cidade de Vargön - “Ilha do Lobo” -, na Suécia, às margens do lago de Vernern.
Em 1899, quando contava 15 anos de idade, Daniel converteu-se e foi batizado nas águas na Igreja Batista de Ranum –Suécia.
Esposa Sara [Sara, faleceu em 11 de abril de 1981]
- Fihos: Davi e Débora
27 de maio de 1963, aos 79 anos, Daniel Berg morreu 
Filho de Gustav Vernern Horberg e Fredika Horberg.
Sua Vida e Missão:
Seus pais eram membros da Igreja batista Sueca.
Batizado em águas em 1899.
Aos dezoito anos foi para os EUA.
Embarcou no Navio M.S.Romeu em 05 de Março de 1902, em Gothemburgo.
A depressão financeira lançou o jovem Horberg, que seria conhecido no Brasil como Berg para longe de seu Lar, mas para perto da Chamada para o Brasil.
Desembarcou em Boston, EUA – 25 de março de 1902.
Locais onde esteve nos EUA:
Providence, Estado de Rhode Island;
Retornou a Suécia.
1909 - neste ano voltou aos EUA e neste ano recebeu o Batismo com o Espírito Santo.
Neste mesmo ano encontrou-se com Vingren em Chicago.
A Chamada Profética.
Pará – A Terra da Chamada Missionária.
1909- Olof [Adolfo] Uldin relata a Gunnar Vingren e Daniel Berg um sonho:
Vira de forma nítida o nome Pará.
Vingren e Berg agora companheiros entenderam como a resposta das suas orações:”iriam aonde Deus os mandasse...”
Buscaram informações numa Biblioteca de Chicago:
Pará ficava na Região Norte do ‘Brazil’.
Oração para Confirmar:
Uma semana de oração e Deus confirmou em seus corações o local – Pará.
Sem apoio:
Nem  oferecendo Bíblias e Novos Testamentos, conseguiram arrecadar fundos, vieram assim mesmo, em Nome do Senhor Jesus Cristo.
Dinheiro: U$90,00 – dinheiro da passagem de Nova Iorque ao Brasil;
Lanche da viagem:
Uma banana e uma bolacha. Mal sabia aquele que lhe dera a banana, que esta era farta no Brasil.
Viagem de Terceira classe:
Em um navio de Terceira classe eles embarcaram para o destino da Chamada, era o Navio Clement – dia 05 de Novembro de 1909.
Já no navio ganharam um tripulante para Cristo e o batizaram.
100 anos de Pentecostes.
DA RUA AZUZA ATÉ AO BRASIL: leia texto da Lição 09, deste autor.
- Conhecer como foi a fundação da Assembléia de Deus no Brasil.
Chegando ao Brasil em 19 de Novembro de 1910 sem falar a língua portuguesa e sem dinheiro.
Iniciaram a caminhada pela Rua 15 de Março.
Descansaram na Praça da república.
Nesta Praça realizaram a primeira Oração pentecostal, em solo Brasileiro da futura Igreja.
Ambiente:
Malária
Febre amarela
Peste bubônica
Afinal, estavam em Plena Amazônia.
Primeira Igreja:
Igreja Batista de Belém. Rua João Balby, 406.
Deus prepara um encontro:
Adriano Nobre, membro da Igreja presbiteriana de Belém – letrado em inglês, era comandante da Companhia Porto of Pará – Bacia Amazônica.
Cumprimentando-os em Inglês os levou para a Igreja Batista.E.Conde-1982
Movimento Pentecostal – um americano Justus Nelson, os levou a Igreja Batitsa – I.Araújo.M.Pentecostal.-CPAD.
Alojaram-se com a ajuda do Irmão Adriano Nobre.
Primeiro local de moradia:
Hotel de segunda – Rua João Alfredo; custo da diária – 16 mil réis – 4 U$/dia
Foram depois morar na casa do Pastor Batista Jerônimo Teixiera de Souza, ao custo de 8 mil réis – 2 U$/dia – no porão da casa, sem nenhuma janela, só o calor úmido dos trópicos e o ruído dos mosquitos.
Vou usar o texto de Emílio Conde, no Livro História das Assembléias de Deus no BrasilLUCAS 10.1-7. Depois disso designou o Senhor outros ... e os enviou adiante de si, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir. E dizia-lhes: Na verdade, a seara é grande, mas os trabalhadores são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara. Ide; eis que vos envio como cordeiros ao meio de lobos. Não leveis bolsa, nem alforge, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho. Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: Paz seja com esta casa. E se ali houver um filho da paz, repousará sobre ele a vossa paz; e se não, voltará para vós. Ficai nessa casa, comendo e bebendo do que eles tiverem; pois digno é o trabalhador do seu salário. Não andeis de casa em casa.
Conhecidos de Adriano Nobre, primeiro brasileiro amigo, este se afeiçoou a Vingren e a Berg, convidando-os para visitarem sua casa em uma Ilha do Rio Tajipuru – Boca do Ipixuna.
Ali conheceram um primo de Adriano, Adrião Nobre, que viria anos depois através do Mensageiro da Paz, questionar a Igreja sobre o estado de Daniel Berg em Santo André –SP, para onde fora.
Assim, se iniciou a Obra Centenária das Assembléia de Deus no Brasil.
Primeira pessoa batizada com Espírito Santo a Irmã Celina Albuquerque – 08 [02] de junho de 1911-E.Conde-;
Segunda Irmã a ser batizada com o Espírito Santo– Maria de Nazaré;
10 de Junho de 1911.
13 de Junho de 1911- O Diário do Pioneiro – também na Ata 222 da Igreja Batista de Belém.
Excluídos por causa do Dom do Espírito Santo:
Irmãos que iniciaram o trabalho – o motivo, todos devem procurar saber, em consulta do Livro de Emílio Conde e outros como o Dicionário Movimento Pentecostal do Pastor Isael Araújo - CPAD.
Foram 11 irmãos dos excluídos.
17 segundo Emílio Conde;
Excluídos por um seminarista Raimundo Nobre.
Celina Albuquerque
Seu esposo Henrique de Albuquerque – não fora excluído, mas saiu com a esposa;
Maria de Nazaré
José Plácido da Costa - este era diácono, Moderador do Trabalho, e Superintendente da Escola Dominical da Igreja;
Maria Piedade da Costa – não excluída, mas presente na reunião de fundação - Segundo Antonio B. de Almeida – historiador Batista. M.P. Isael de Araújo.
Prazeres da Costa
Manoel Maria Rodrigues e esposa
Jerusa Dias Rodrigues – Emílio Conde – 2ª Edição do compendio História das Ass...Brasil 1982-CPAD
Emília Dias Rodrigues – não excluída, mas presente na fundação da nova Igreja;
Manoel Dias Rodrigues
João Domingues
Os Silva – estavam na fundação, mas não eram excluídos, pois não eram passíveis de exclusão, pois  freqüentavam a Igreja na qualidade de Congregados. MP.pag.40 – Antonio B. de Almeida diz que eles foram excluídos em 12 de junho de 1911, onde deve-se depreender, que a data de 10 de junho de 1911 é factível.
1-Joaquim Silva -
2-Benvinda Silva
3-Teresa Silva de Jesus
4-Isabel Silva
Ana Silva
José Batista de Carvalho – Moderador do Trabalho, em sua casa funcionou a primeira Escola Dominical  - agosto de 1911.
Maria José Batista de Carvalho
Antonio Mendes Garcia
Lourenço Domingues – excluído, mas não estava presente na data da reunião de fundação da Igreja;
Uma peculiaridade:
Na noite da exclusão estavam 6 portugueses e 5 espanhóis.
Foi publicada no Jornal A Folha do Norte a declaração que a Igreja Batista não era mais responsável pelo trabalho da Rua Siqueira Campos – Ata 226-01/09/1911.
18 de Junho de 1911 – resolução de formar uma Igreja.
LOCAL:
Rua Siqueira Mendes, 79 – atual 161 – E.Conde [67 – segundo o Isael Costa em seu Compêndio Movimento Pentecostal] – Bairro Cidade Velha - – casa de Henrique Albuquerque;
Primeiro Pastor Gunnar Adolf Vingren.
Pastor Vingren como lemos, acima tinha experiência pastoral e formação;
Por muitos anos se discutiu, o Ensino nas Assembléias de Deus, como não necessário, mas Ela já nasceu sob a direção do Espírito Santo, com dois homens, com formação de Seminário.
Segundo narrativa do Pr. Gunnar Vingren:
Texto que o pastor que conduzia a reunião de exclusão leu, apesar de ser imposto, segundo “O Diário do Pioneiro” pelo seminarista, leu no dia:
2º Co. 6.17,18. Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor; e não toqueis coisa imunda, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.
Daí em diante a Igreja cresceu e se estabeleceu nacionalmente, até chegar a este ano do Centenário!Glória a Deus.
NOMES DA NOVA IGREJA:
Missão da Fé Apostólica – remetendo ao nome usado pelos pentecostais nos EUA[Charles Parham e Missão da Fé Apostólica da Rua Azuza-William Seymour];
Assembléia de Deus – 2 de abril de 1914 – data da fundação do Concílio da Assembly of God nos EUA – Hot Springs. – Pr. Thomas King Leonard.
25 de Outubro de 1914 – chegada dos missionários suecos Otto e Adina Nelson dos EUA e se juntaram ao Pastor Gunnar Vingren e Pr. Daniel Berg.
1914 é importante na História das Assembléias de Deus, pois neste ano o Pastor Daniel Berg viajou para Suécia e foi nomeado Pastor da Igreja Filadélfia, onde esta semana passada, esteve uma Caravana de pastores brasieiros, entre eles o Pr. Edson Melo e esposa, meu pastor no Setor 28-Diadema – SP-Belenzinho, e foi através do Pastor da 7ª Igreja Batista de Estocolmo – Suécia, agora pentecostal, organizara a Igreja Filadélfia em 1913.Esta Igreja ainda está no mesmo local.
Em 3 de julho de 1917, Frida Vingren missionária recém enviada de Estocolmo, relata em carta: “O local da igreja era bonito, todo branco contrastando com o verde escuro. Sobre a porta está escrito ‘Assembléia de Deus’..”confirmando o uso do Nome, da Nova Igreja: Assembléia de Deus no Brasil. Aleluia!
Assim, Daniel Berg e Gunnar Vingren foram registrados como seus Missionários nos registros daquela Igreja.
Local:
Travessa 9 de janeiro, 75 -Av. São Jerônimo, 224 – três meses aproximadamente depois da fundação a Igreja saiu da casa de Celina Albuquerque para este endereço.
Oficialização da Igreja:
Sociedade Evangélica Assembléia de Deus.
“A Sociedade Evangélica Assembléia de Deus é uma Associação para fins religiosos sob a denominação de Assembléia de Deus (Pentecostal), com sede nesta capital à Travessa 9 de janeiro n.º 75, reger-se-á pelo disposto em seus Estatutos e de acordo com o Código Civil em vigor.Fazem parte da Sociedade além de outros sócios fundadores, os Missionários GUNNAR VINGREN, DANIEL BERG,  ilimitadamente, outros sócios adeptos ao mesmo culto que a ela queiram pertencer...A Sociedade será administrada pelos Missionários GUNNAR VINGREN, DANIEL BERG e SAMUEL NYSTRÖM...Belém, 4 de janeiro de 1918”. Diário Oficial do Estado doPará, sob o n.º 7665.
Transcrição parcial de M.P. pág.41.
Código Civil fora promulgado em 1917.
DISCURSO NARRATIVO DE UMA ÉPOCA:
Exórdio:
Gostaria de iniciar este texto contando as experiências pessoais dentro das Assembléias de Deus, durante mais de meio século de sua existência.
Nascido num lar onde os pais iniciavam-se na fé pentecostal diretamente nas Assembléias de Deus, no Rio de Janeiro - Brasil.
A minha visão da Assembléia de Deus foi formada sob alguns ângulos:
Primeiro-
A intensa ação dos Missionários estrangeiros, com destaque dos suecos.
A forma de comando estabelecida pelos mesmos, junto aos Obreiros da Obra.
Uma palavra destes homens era obedecida com intenso fervor e lealdade e muito labor.
Foi assim que eu vi meu papai – Pr. José Bezerra Varella – viver a sua vida embora sendo trabalhador diário no Ministério da Marinha, não se recusar a atender os chamados, para abrir trabalhos na Zona Norte.
Vivíamos a mudar de bairro e casa, por décadas.
As Escolas Bíblicas, no caso, realizadas na Igreja Central, em São Cristóvão, onde até hoje está localizada a Igreja.
CPAD- HARPA CRISTÃ:
A Atividade da Casa Publicadora, localizada na Rua Luiz Gonzaga,1951[antiga Rua Olímpio de Melo, 581; via central (passavam as lotações e o Bonde Elétrico) com destino ao centro da Cidade em Benfica, via de acesso ao Campo de São Cristóvão, onde participávamos, à época, de eventos da Igreja, como: Congressos, Campanhas e Concentrações [Gesiel Gomes, Missionário e Pr Bernard Johnson, Morris Cerullo – sim é o mesmo - ], e hoje se ergue o Centro de Comércio com o maior vão livre das Américas.
Destaco, quanto à Casa, como a chamo até hoje, a minha ida até as gráficas, acompanhando mamãe – Ir. Mariana Varella, cooperadora daquela Casa, com a montagem das Harpas Cristãs, manualmente.
Cada HC era impressa e montada da seguinte forma:
Imprimiam-se as folhas duplas e eram furadas no centro das mesmas, para costura.
Esta costura era realizada pelos crentes da Assembléia de Deus.
Juntava-se um bloquinho determinado, com varias folhas, duplas e costurava-se, e passando-se a linha nos quatros furos.
Depois de feito este trabalho em nossa casa levava-se de novo até a Rua Luiz Gonzaga para que fossem unidos até formar uma HC.
Depois se passava cola e colocava-se a capa.
Era um trabalho artesanal.
Memórias:
Guardei em minha memória o encontro, para mim expressivo, semanal com figuras como:
-Emílio Conde;
-Paulo Leivas Macalão;
-Pastor Palatino;
Os Missionários da época dos anos 50.
Ficou marcada, em minha memória, até a cor dos galpões, onde se destacava o marro dos batentes e dos telhados e o ocre das paredes.
Até a rampa de acesso, depois do grande portão de entrada, por onde descíamos e subíamos depois de deixar o bonde que passava na Luiz Gonzaga e nos trazia diretamente de nossa casa,
Ali saíamos e adentrávamos com sacolas cheias de futuras Harpas Cristãs, algumas devem estar com vários crentes pelo imenso Brasil.
Se você tem uma destas HC vai ver o ano e a figura de uma Harpa em preto nas primeiras folhas.
A Marca da Missão:
Os obreiros foram forjados com muita disciplina e sem pressa.
A Ascensão:
De auxiliar de trabalho – Cooperador;
Diácono;
Presbítero;
Evangelista;
Pastor.
Era uma escala, com exceções, de muitos anos e com muitas atribuições, formada sob a marca do Batismo com Espírito Santo e muito desempenho e fidelidade à Obra de Deus, sob os olhares dos missionários.
Assim os Obreiros, mesmo diáconos, eram lideres locais para a Obra de Evangelização e abertura de trabalhos nos bairros mais distantes da Sede de São Cristovão.
Culto ao ar-livre;
Vigílias – quando as mães levavam todos os seus filhos e nós dormíamos, após bater o sono, de baixo dos bancos e só acordávamos, quando era servido o café quente, às vezes, com pão e manteiga, ou uma simples bolacha de maisena, daquelas redondas;
VIVENCIANDO UMA INFÂNCIA NO CRESCIMENTO DA OBRA:
Foi assim que eu cresci, andando com meu Papai, subindo lugares quase inabitados naqueles anos, como a Grota, a Nova Brasília, Morro do Alemão, Morro do Juramento, Engenho da Rainha, Ramos, Olaria, Bonsucesso e cercanias, sem a violência de hoje, quando são chamados de Complexos.
O valor da Obra era fazê-la, assim papai inaugurava ou consolidava uma Congregação, era transferido imediatamente para começar outros trabalhos, não só ele, mas todos os veteranos, citados abaixo.
Lembranças que me levam a ver a acomodações nos fundos de um salão, desses de porta de correr, iguais a todos, onde se começavam o s trabalhos no bairro e logo implantava-se uma Igreja própria.
Lembro- me do ano de 1959.
Pastor Alcebíades Pereira de Vasconcelos era o Pastor do Rio de Janeiro, como campo total, antes de voltar ao Belém do Pará, orientado por Deus concedeu Autonomia às Congregações, com capacidade de ter uma vida própria e onde seus líderes se mostravam fortes para tal empreitada, e com número de crentes compatível:
Para toda a Região da Leopoldina, onde corria uma linha da Empresa de Trens, com este nome em homenagem a Imperatriz Leopoldina.
Logo Depois de São Cristóvão:
Bonsucesso – meu papai Presbítero consagrado a Pastor José Bezerra Varella; Como ele, os demais , recebiam com alegria a nova Igreja, sem dinheiro, mas com poder, bancos com cupins, algumas com salões alugados, mas com fé para comprar um terreno e construir o primeiro Templo próprio – Rua Pesqueira, 45, saídos da Avenida Londres, 204-A, com a banda ‘furiosa’, com Pedrinho, com embocadura no canto da boca, e a tuba soprando, eu as vezes, aí já mais a frente, batendo um bumbo maior do que eu.
Hoje o Presidente é o meu amigo e testemunha de meu casamento o Nobre e conhecido Pastor Jaime Soares, que levou a Igreja a um novo patamar, transferindo a Igreja, para uma rua, próxima ao antigo endereço. Veja texto nesta página publicado em 01/06/2011.
O novo Templo em Bonsucesso, está agora na Rua Frei Jaboatão, 44, um lugar bem estratégico na cidade, em frente à Avenida Brasil, principal da Cidade do Rio de Janeiro e ao lado do Hospital Geral de Bonsucesso
Ilha do Governador – Pastor Álvaro, depois Pastor Francisco de Assis, pai de Gesiel Gomes, depois o próprio Pr. Gesiel;
Caetés – próximo a Bonsucesso, dividido deste pela famosa Avenida Brasil; Pastor Agostinho.
Olaria – Pastor Moisés – sogro dos pastores Gesiel Gomes e Napoleão Falcão;
Penha – Pastor José dos Santos [esta igreja teve um período de ter dois líderes com o mesmo nome, o sogro do Pastor Silas Malafaia, Pr. José dos Santos, e o Pr. José dos Santos- um antigo Gari das ruas do Bairro, mas um grande homem de Deus] – sempre diferenciada nos costumes, mais livre na época, olhada de viés por nós outros....;
Cordovil – Brás de Pina - na liderança do Pastor do sorriso, frequentador de nossa casa e amigo de carreira de papai – PR. Marcelino Margarida, um dos primeiros pastores consagrados no RJ pelos missionários.
Duque de Caxias -
Na outra área da Zona Norte, capitaneada pelo carioca bairro do Meyer:
Todos os Santos – que teve o seu primeiro pastor o irmão Pastor Agripino, e depois o Pr. Sebastião Firmino – Farmacêutico, egresso de Bonsucesso;
Jacarezinho -
Bento Ribeiro – Pastor Horácio, pai do Pastor Horacinho, ex-diretor da CPAD;
Cavalcante;
Rio Comprido;
Talvez algumas, na época eram congregações de uma ou outra nova igreja ou tenham obtido autonomia, mais adiante.
E outras tantas Congregações da época.
Lembro-me das vitórias destas Igrejas:
Papai Pastor José Bezerra Varella, ou Pastor Varella, construindo igrejas nos morros e núcleos com material do próprio morro, da terra saibrosa do RJ, até hoje usada para rebocar casas, o Irmão Domingos um negro retinto, com vários filhos, fabricava tijolos que serviam para edificar, em mutirão, as Congregações... Festa!
Pr Moisés construindo o seu espaço em Olaria.
Pastor Agripino construindo, com dificuldades o seu espaço em Todos-os-Santos;
As nossas visitas ao outro lado da Baía de Guanabara, de Barcas, como são chamadas as barcaças que fazem a travessia entre Rio e Niterói, na época dois estados distintos:
Porto da Madama
São Gonçalo
As visitas a Santo Aleixo – Igreja dos De Paula – Pr Antonio de Paula – os cantores amigos – Osiel e Otoniel, Oséias - menino, Otilia, Otoni;
Cantores:
Feliciano do Amaral – Pr Batista, que gravava discos naquela época, e depois saía a pé para pegar ônibus;
Luiz de Carvalho
Conferencia Mundial no Maracanã, com o coral de mil vozes, regido, com destreza, mas com mão firme, sob a direção séria [de dar frio no estomago, nos coristas] do Pr Varjão;
Vitorino Silva – conheci o cantor Vitorino Silva, quando o mesmo convidado pela nossa Igreja esteve cantando em várias congregações, inclusive, naquelas do hoje Complexo, mas precisamente em Nova Brasília.
Desconhecido, sem gravar ainda, mais magrinho, praticamente um crente novo.
Vitorino acabou trabalhando como pintor, apesar da sua deficiência motora, junto com um dos nossos membros, depois pastor em Jacarepaguá, Antonio ‘Pequeno’; seu trabalho era no Banco do Brasil.
Depois ele se tornou um dos cantores da Grande Caravana de Bernard Johnson, pelo Brasil todo, com o maestro Misael Passos, Joá Caitano – e seu opala – o Irmão Cantelli – ‘in memorian’.
Nosso Programa na Rádio:
Sob o impacto do Programa de Lawrence Olson e sua esposa, no rádio, a Igreja em Bonsucesso começou a freqüentar o referido programa.
Missionário, pastor, pioneiro do radioevangelismo e do ensino teológico nas Assembleias de Deus, Nels Lawrence Olson , exerceu cargos de importância no Conselho de Doutrina da CGADB e no Conselho Administrativo da CPAD, do qual foi fundador e membro vitalício.
Em 1947, Olson fundou um programa na Rádio Cultura de Lavras, e nesse mesmo ano, trabalhou em Araraquara (SP).
Em 1949, voltou para Lavras, e iniciou a Escola Bíblica.
No primeiro domingo de janeiro de 1955 foi lançado o célebre programa “Voz das Assembleias de Deus”, na Rádio Tamoio, que passou também pelas rádios Mayrink Veiga, Tupi, Relógio, Copacabana, Boas Novas e Universo de Curitiba.
Com convite direto do Pastor L.Olson, ao Coral, um dos melhores do RJ, após o encerramento do culto todo o Coral ia de ônibus para os estúdios da Rádio Copacabana, onde transcorria o programa e nós corríamos para casa, para ouvir, a voz solene de Olson e a apresentação do nosso Coral.
Assim nasceu uma chama no coração da Igreja de Bonsucesso para ter seu próprio programa.
O que efetivamente ocorreu, sob a liderança do Pastor José Bezerra Varella, na Rádio Copacabana, sob a apresentação do Irmão Josias Peixoto [que acabou sendo contratado como locutor daquela rádio comercial], de família tradicional daquela Igreja; depois com o Irmão Francisco, jovem talentoso e com a pregação do pastor da Igreja e participação de grupos musicais e do Coral,tudo ao vivo.
ABC – Santo André – São Paulo:
A Importância de Santo André na História Assembleina.
A História das Assembléias de Deus passa pela estada de Daniel Berg, em Santo André, onde esteve por anos.
Fotografei a Igreja atual, onde moravam os patriarcas, junto com o Pastor ‘in memorin’ Antimo Pucca, que congregou e dirigiu trabalhos junto com Daniel Berg.
Santo André foi das poucas, ou talvez a única cidade de pequeno porte ou médio porte, que abrigou 2 [duas] Convenções gerais, papai participou de ambas.
Em Santo André, numa destas Convenções elaborou-se uma Carta Doutrinária, de usos e costumes, chamada de Carta de Santo André, em voga com revisão. Vide http://estudandopalavra.blogspot.com em Doutrinas.
Uma na Rua do Egito, cujo prédio foi desapropriado propiciando a Construção na Avenida Antonio Cardoso, 979, onde o Templo encontra-se erguido até esta data.
Estes eventos ocorreram sob a direção do Pastor Joaquim Marcelino da Silva.
Na Inauguração estavam presentes:
Pastores: Cícero Canuto de Lima, Alfredo Reikdal, Paulo Leivas Macalão, João Pereira de Andrade e Silva, João Branco – pastor do Belenzinho, filho de pastor.
A Igreja de Bonsucesso compareceu, com grande número, pela amizade do Pr. Varella , com Pastor Marcelino, neste dia recebi um abraço de Pastor Cícero.
A Igreja em Santo André, veio do litoral, Santos, para o Planalto paulista, tendo o pR. Asa Bueno realizado muitos cultos na cidade.
Os primeiros obreiros, como Pr. Antonio Rodrigues, ex-boxeador, se abrigaram na casa de minha sogra Irmã Alice [Ricarda Lourenço Sampaio e Domingos Sampaoi – ‘in memorian’], na Rua Suíça, 444 e o primeiro templo  foi na Avenida Brasil, está de pé até hoje[até pouco tempo era um açougue].  
A GRANDEZA PROVENIENTE DA SABEDORIA E DA FÉ:

DETALHES DA ORGANIZAÇÃO DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS:
Eu tenho uma visão prática do crescimento das Assembléias de Deus.
Nasceu diferentemente do Brasil [nada contra Portugal], de uma plêiade de missionários suecos, que procuraram Organizar e incutir na mentalidade da Igreja, algumas características:
-Nome Nacional – caracterizando a denominação como sendo de uma só.
-Expansão Nacional – veja gráfico da Lição.
-Convenções Estaduais e Nacionais
-Escolas Bíblicas
-Imprensa – Uma Tipografia (palavra derivada dos elementos que se utilizavam para montar o jornal, o tipo gráfico) [Gráfica] em 1923
CPAD – fundada em 1937 – Teve entre seus fundadores o Pastor Cícero Canuto de Lima, ao qual sucedeu na direção da Igreja em São Paulo, o atual Presidente da CGADB, Pr. José Wellington Bezerra da Costa.
Dia 7 de setembro de cada ano como o “Dia da Casa Publicadora”.
A CPAD nasceu com um Conselho, vejam a visão de repartir dos nossos patriarcas.
-Jornal –
-Voz da Verdade;
O jornal teve como primeira Chamada de capa, a verdadeira face da nova Igreja: “Jesus é quem batiza no Espírito Santo e fogo”;
-Boa semente – fundador Vingren; passou a ser o jornal oficial da Igreja em Belém do Pará;
-O Som Alegre – 1929 – 1930; Rio de Janeiro;
-Mensageiro da Paz – união dos jornais – “Boa semente” com o Jornal “Som Alegre”.- 1930 Rio Grande do Norte;
Lembro dos textos do pastor Antonio Aplonio, de Campina Grande – irmão de Antonio Gilberto – gostava de ler os testemunho, hoje amplificados nas TV’s pelas Igrejas Neo.Ressuscitamento, curas milagrosas, passamentos, Estudos Bíblicos, Poesias de Joanir de Oliveira, tinha um pouco de tudo.
Principalmente o Nosso Credo, pouco conhecido, no seio da Igreja.são 14 pontos dogmático consolidados comoa Doutrina das Assembléias de Deus.
-Revista –
-A Seara – 1977 – Joanyr de Oliveira – Pastor, poeta e jornalista;
-Jovem cristão – 1978 – Joanyr de Oliveira.
Hoje temos o Ensinador Cristão
ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL:
Revistas “Lições Bíblicas”.
O ensino nas Assembléias de Deus é uma conquista do povo assembleiano, que gratuitamente, tem aulas todos os finais de semana para compreender e estudar a Bíblia Sagrada.
Aliás, o uso das Escrituras serviu para muitos crentes, antes analfabetos, se voltarem para o estudo, com a ajuda do Espírito do Conhecimento e Sabedoria.
Muito do pouco que conheço das Escrituras aprendi na Escola Dominical.
Antonio Gilberto, de quem fui aluno no Instituto Bíblico, ali na região da estação da Central do Brasil, São Francisco, é a quem chamo um dos pais da EBD.
A MESMA CHAMA APOSTÓLICA:
Apostolic Faith – A fé pentecostal é uma característica do nascedouro das Assembléias de Deus.
Iniciando o trabalho os irmãos Berg e Vingren utilizaram-se de um nome que lhes era conhecido “Fé Apostólica” – este título estava no Jornal da Fé Apostólica: “Samuel Nyström e Daniel Berg...batizaram 90 – São Luiz do Maranhão...foi tão abençoado que precisou ir para lá um missionário da Fé Apostólica
Esta notícia me lembra Atos 8.14-15. Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, tendo ouvido que os da Samaria haviam recebido a palavra de Deus, enviaram-lhes Pedro e João; os quais, tendo descido, oraram por eles, para que recebessem o Espírito Santo.
HINÁRIO PRÓPRIO:
Uma das características das Assembléias de Deus é o seu hinário. A Harpa Cristã é um conjunto de hinos sacros e outras melodias, poemas, com letras e musicas tradicionais na Europa e/ou nos EUA adaptadas, ou vertidas para o português.
Nesta fase a contribuição do Pastor Paulo Leiva Macalão foi fundamental, também do Miss. Samuel Nyström.
A HC originou-se da evolução do Hinário da Igreja CongregacionalSalmos e Hinos - organizado pelos fundadores da Igreja Evangélica Congregacional, Dr Robert Kalley Sarah Poulton Kalley.
Devido a sua visão e liturgia pentecostal a Assembléia de Deus - 1921 - Cantor Pentecostal – editado pela gráfica Guajarina por Almeida Sobrinho - 44 Hinos e 10 corinhos.
O Cantor Pentecostal foi distribuído pela Assembleia de Deus de Belém, PA; Depois foi lançado em Recife-PE e depois sob a orientação do Pr. Adriano Nobre, filho de Adrião Nobre, surgiu este hinário como oficial da Igreja.
A primeira tiragem - 1.000 exemplares. A segunda edição da Harpa Cristã - 300 hinos; Oficinas Irmãos Pangeti – RJ - 1923.
- Psaltério Pentecostal - Junho de 1931 - editor responsável: Gunnar Vingren. Este hinário foi impresso pelo Estabelecimento Gráfico Fernandes & Rohe, Rio de Janeiro, 1931. Nove anos depois, em 1932, a Harpa Cristã já contava com 400 hinos. Devido a escassez do hinário.
Psaltério Pentecostal1931220 hinos e seis corinhos;
Em suas páginas, também contêm, hinos escritos pelos missionários, pelos patriarcas, pelos membros e cooperadores das Assembléias de Deus por todo o Brasil.
Lembro-me de alguns dos quais conheci pessoalmente:
-Emílio Conde;
-Frida Vingren;
-Paulo Leivas Macalão;
-Francisco Pereira do Nascimento – Pastor presidente em São Cristóvão por alguns anos.
-Maestro Varjão -
Como principal hinário pentecostal do Brasil, é utilizado por outras denominações, com acréscimos ou decréscimos.
É hoje o hinário presente na Liturgia de todos os cultos das Assembléias de Deus do Brasil e de muitas outras Igrejas.
Pena, que muitas estejam valorizando músicas e corinhos do ‘momento’, em detrimento dos seus hinos.
Nada contra, mas vemos a qualidade da HC, quando até líderes de Igrejas Neo-Pentecostais estão gravando hinos da HC.
Parabéns, aos que gravam hinos da HC, como o cantor evangélico Nani, o fez.
Mas, a importância desta face musical é muito importante, pois consolidou a música na Igreja e construiu carreiras fora e dentro da Igreja para muitos crentes.
Corais, Orquestras, Camerattas, fazem parte da constituição departamental das Assembléias de Deus.
CONCLUSÃO:
Esta pujança das Assembléias de Deus não pode jamais ser pretendida por homem algum, em impedir a Igreja Assembléia de Deus das diversas Convenções nacionais, de festejar o CENTENÁRIO.
Nascida em Belém do Pará, mas com visão nacional,tanto que os grandes pastores do Sudeste do Brasil vieram quase sempre de Belém do Pará e do Nordeste Brasileiro, sem sentimentos de regionalismo mas de nacionalismo visando o crescimento da Igreja.
Vivamos este domingo meditando no que iremos fazer até Jesus Voltar e nos próximos projetos para unidade centenária da Igreja, ao redor do único dono- Jesus Cristo.
Fonte:
Movimento Pentecostal – Isael de Araújo - CPAD
Historia das Assembléias de Deus no Brasil – Emilio Conde – Direção Técnica Abraão de Almeida –CPAD
Memórias pessoais do autor
www.adbonsucesso.com.br
O.S.Boyer
Bíblia digital – cortesia Tio Sam
Harpa Cristã –CPAD.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical