domingo, maio 21

ABIGAIL, UM CARÁTER CONCILIADOR Lição 8 – CPAD - Maio 2017 - ATUALIZAÇÃO

ABIGAIL, UM CARÁTER CONCILIADOR
Lição 8 – CPAD - Maio 2017
TEXTO ÁUREO
Provérbios 15.1 “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”
Leitura indicada no link:
http://estudandopalavra.blogspot.com.br/2009/09/tema-do-4-trimestre-quem-foi-davi.html
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
1 Samuel 25:18-24
Então Abigail se apressou, e tomou duzentos pães, e dois odres de vinho, e cinco ovelhas guisadas, e cinco medidas de trigo tostado, e cem cachos de passas, e duzentas pastas de figos passados, e os pôs sobre jumentos.
E disse aos seus moços: Ide adiante de mim, eis que vos seguirei de perto. O que, porém, não declarou a seu marido Nabal.
E sucedeu que, andando ela montada num jumento, desceu pelo encoberto do monte, e eis que Davi e os seus homens lhe vinham ao encontro, e ela encontrou-se com eles.
E disse Davi: Na verdade que em vão tenho guardado tudo quanto este tem no deserto, e nada lhe faltou de tudo quanto tem, e ele me pagou mal por bem.
Assim faça Deus aos inimigos de Davi, e outro tanto, se eu deixar até amanhã de tudo o que tem, até mesmo um menino.
Vendo, pois, Abigail a Davi, apressou-se, e desceu do jumento, e prostrou-se sobre o seu rosto diante de Davi, e se inclinou à terra.
E lançou-se a seus pés, e disse: Ah, senhor meu, minha seja a transgressão; deixa, pois, falar a tua serva aos teus ouvidos, e ouve as palavras da tua serva.
1 Samuel 25:27,28
E agora este é o presente que trouxe a tua serva a meu senhor; seja dado aos moços que seguem ao meu senhor.
Perdoa, pois, à tua serva esta transgressão, porque certamente fará o SENHOR casa firme a meu senhor, porque meu senhor guerreia as guerras do SENHOR, e não se tem achado mal em ti por todos os teus dias,
Características físicas e morais de Abigail
O típico A Bela e a Fera:
“E era o nome deste homem Nabal, e o nome de sua mulher Abigail; e era a mulher de bom entendimento e formosa; porém o homem era duro, e maligno nas obras, e era da casa de Calebe.” 1 Samuel 25.3
Meu senhor, agora não faça este homem vil, a saber, Nabal, impressão no seu coração, porque tal é ele qual é o seu nome. Nabal é o seu nome, e a loucura está com ele, e eu, tua serva, não vi os moços de meu senhor, que enviaste.” 1 Samuel 25. 25
Certamente não estamos mitificando a história de Abigail, mas ressaltando o disparate de caráter entre ela e Nabal seu primeiro marido.
Tenho para mim que a Bíblia ressalta esta dupla para nós compreendermos que podemos conviver com alguém problemático e sermos para este um recurso salvífico.
“...Nabal ... porque tal é ele qual é o seu nome. Nabal é o seu nome, e a loucura está com ele...”
Viver com problema mas, o caráter moldado pela fé não nos faz ser parte do problema, mas ser parte da solução.
Abigail vivia neste contexto:
Ela estava com o problema – Nabal -: “tolo e estúpido”.  
Ela era casada com o problema.
Ela dormia com o problema. Mas, tinha a solução para o problema. “...ela vigia seu marido a respeito de seus defeitos nas relações sociais”.
Perfil de Nabal:
         Homem duro – 1 Sm 25.3
         Maligno nas suas obras – 1 Sm 25.3
         Egoísta (era avarento)
         Não honrava às pessoas – (desonrou a Davi)
         Ingrato – (Esqueceu o que Davi fez por ele    anteriormente)
        Escarnecedor e desdenhador (desprezou e desdenhou Davi – 1 Samuel 25.11,21
Coloque isto diante das atitudes de Abigail e simplesmente você verá o oposto, na própria narrativa bíblica.
Coragem
A fez sair de casa e ir ter com um Rei que poderia não a poupar de sua ira.
“Considera, pois, agora, e vê o que hás de fazer, porque o mal já está de todo determinado contra o nosso amo e contra toda a sua casa, e ele é um homem vil, que não há quem lhe possa falar... Então Abigail se apressou... disse aos seus moços: Ide adiante de mim, eis que vos seguirei de perto. O que, porém, não declarou a seu marido Nabal.1 Samuel 25.17;19
Sábia e Sensata
“E disse aos seus moços: Ide adiante de mim, eis que vos seguirei de perto. O que, porém, não declarou a seu marido Nabal.”
Caráter é fruto de convivência?
Abigail, mostra que a influência anterior ao seu casamento moldou seu caráter, com ótimas qualidades.
Vivia com Nabal, porém, contrariando a percepção da Psicologia sobre a formação do caráter, por convivência, se manteve, certamente pela sua criação e personalidade, sem dúvida alguma, sem deixar-se contaminar pelo duro coração de seu marido.
Provavelmente seu casamento foi ao molde oriental – uma menina bela casa com um rico através do dote bem aceito pela sua família, mas culturalmente era o normal.
"E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada" Tiago 1:5-5
Primeiro tinha atitude – era “reparadora de brechas”.
“Porém um dentre os moços o anunciou a Abigail, mulher de Nabal, dizendo: Eis que Davi enviou mensageiros desde o deserto a saudar o nosso amo; porém ele os destratou. Todavia, aqueles homens têm-nos sido muito bons, e nunca fomos agravados por eles, e nada nos faltou em todos os dias que convivemos com eles quando estavam no campo. De muro em redor nos serviram, assim de dia como de noite, todos os dias que andamos com eles apascentando as ovelhas. Considera, pois, agora, e vê o que hás de fazer, porque o mal já está de todo determinado contra o nosso amo e contra toda a sua casa, e ele é um homem vil, que não há quem lhe possa falar. Então Abigail se apressou, e tomou duzentos pães, e dois odres de vinho, e cinco ovelhas guisadas, e cinco medidas de trigo tostado, e cem cachos de passas, e duzentas pastas de figos passados, e os pôs sobre jumentos. E disse aos seus moços: Ide adiante de mim, eis que vos seguirei de perto. O que, porém, não declarou a seu marido Nabal.” 1 Samuel 25: 14-19
Tinha controle de sua casa e sua fazenda, como ensina Provérbios 31.
Ela tinha chave da despensa e respeito de seus servos.
Isto nos é apresentado em alguns momentos:
1-      Quando seus servos lhe anunciam a tragédia prestes a acontecer. Sabedores da senhora a quem serviam eles não contaram o recado de Davi a nabal, mas foram conta-lo a Abigail.
2-     E no momento que se fazia necessário o silencio de seus servos, em ela ir ter com Davi, na missão pacificadora, ela pode contar com seus fiéis servos em ajudá-la a carregar seus animais e acompanha-la na jornada de paz.
3-     Mostrou que eles já conheciam seu caráter pacifico e que ela, provavelmente já tivesse feito alo parecido, mas não tão crucial. Ela era reconhecida pela habilidade em negociar e pacificar.
Cuidava da segurança de sua casa – “diz que toda a mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola a derruba com as suas mãos.” Provérbios. 14:1
A narrativa não quer apenas ressaltar a questão da mulher, muito embora, no contexto oriental seja uma ode à mulher sábia. Mas, ressalta sobre tudo o caráter de uma mulher firme e atenciosa em manter seu lar em segurança e paz. Edificadora de sua casa sabia dar ordens a seus empregados e fazer-se obedecida e prudentemente se conduziu numa situação terrível.
Contou a seu marido o que fizera, o que apenas fez ressaltar a dureza, (aqui literatizada no rompimento do coração, num possível enfarte), do caráter oposto de seu marido, que o fez sofrer a tal ponto de lhe sobrevir uma situação doentia pela ira. Mas, tudo tem propósito na vida de quem tem fé e sabedoria e caráter de Abigail.
Tinha personalidade forte, mas era humilde, tomando para si a transgressão de seu marido. Ela era realmente um só corpo com Nabal, mas “Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; ...” 1 Coríntios 7.14
Perdoa, pois, à tua serva esta transgressão, porque certamente fará o SENHOR casa firme a meu senhor, porque meu senhor guerreia as guerras do SENHOR, e não se tem achado mal em ti por todos os teus dias... E há de ser que, usando o SENHOR com o meu senhor conforme a todo o bem que já tem falado de ti, e te houver estabelecido príncipe sobre Israel,” 1 Samuel 25:28;30
Era bem informada
Cria nas Promessas de Deus
 “Perdoa, pois, à tua serva esta transgressão, porque certamente fará o SENHOR casa firme a meu senhor, porque meu senhor guerreia as guerras do SENHOR, e não se tem achado mal em ti por todos os teus dias...”
Pacificadora
                        “Vendo, pois, Abigail a Davi, apressou-se, e desceu do jumento, e prostrou-se sobre o seu rosto diante de Davi, e se inclinou à terra. E lançou-se a seus pés, e disse: Ah, senhor meu, minha seja a transgressão; deixa, pois, falar a tua serva aos teus ouvidos, e ouve as palavras da tua serva. Meu senhor, agora não faça este homem vil, a saber, Nabal, impressão no seu coração, porque tal é ele qual é o seu nome. Nabal é o seu nome, e a loucura está com ele, e eu, tua serva, não vi os moços de meu senhor, que enviaste.” 1 Samuel 25:23-25
Uma Conselheira reconhecida. Evita outros de pecarem.
 “Então Davi disse a Abigail: Bendito o Senhor Deus de Israel, que hoje te enviou ao meu encontro. E bendito o teu conselho, e bendita tu, que hoje me impediste de derramar sangue, e de vingar-me pela minha própria mão.” 1 Samuel 25:32,33
Tinha cuidado com o futuro de sua família.
Sabendo e reconhecendo que Davi era Rei Ungido, mesmo que ainda não coroado, e entronizado, após a morte de Samuel (cap.25.1) ela se coloca a disposição do Rei para atende-lo em qualquer momento de seu futuro reinado.
A mulher de caráter sabe entender, o que é melhor a ser dito, prevenindo seu futuro. Mais do que ela esperava aconteceu, a ponto de tornar-se mulher de Davi.
No momento em que se colocou à disposição do futuro rei ela não sabia que seu marido morreria, como veio acontecer.
Caráter se sobrepõe a beleza
Quando a beleza é destacada na narrativa bíblica é sinal que a pessoa era realmente dotada de beleza exuberante.
Mas, contudo, em momento algum Abigail se insinuou a Davi, por conta de sua beleza, mas conquistou o respeito de Davi com suas sabias palavras. Ela tomou a transgressão de seu marido como sua para conquistar o respeito do rei, chegando até se prostrar diante de Davi.
“Vindo, pois, os criados de Davi a Abigail, no Carmelo, lhe falaram, dizendo: Davi nos tem mandado a ti, para te tomar por sua mulher. Então ela se levantou, e se inclinou com o rosto em terra, e disse: Eis que a tua serva servirá de criada para lavar os pés dos criados de meu senhor.” 1 Samuel 25:40,41
E quando foi chamada a estar como mulher de Davi, após ter ficado viúva, ela se colocou como Rebeca em fazer tudo e mais do que lhe fosse exigido pelo seu futuro esposo.
Sua vida se transforma pelas suas ações.
Até mesmo no momento que sai de sua casa, sem consentimento de seu marido, ou ciência, de Nabal, ela só o fez com proposito de não vê-lo morto e sua família destruída pela ira do Rei.
Mas, Abigail foi valente, se manteve sabia e fiel mesmo convivendo com um homem mau, e Deus a protegeu e honrou sua fé.
Um caráter brilhante a levou ao palácio. Ações geram reações, no plano físico, no relacionamento intersocial, mesmo nos tempos de um Rei sem coroa, andando em bando, Abigail se mostrou uma mulher de visão.
Sabia falar na hora certa. “Sucedeu, pois, que pela manhã, estando Nabal já livre do vinho, sua mulher lhe deu a entender aquelas coisas....”
Aprendemos que quem tem caráter e personalidade sabe a hora certa de dar um relato. De nada adiantaria ela falar com um homem bêbado e em meio a seus servos, tosquiadores, principalmente sendo uma mulher. Ela aguardou a hora certa de falar. A morte de Nabal, por inferência não foi pela ida ou relato da ida de sua esposa até Davi, mas pela forma que por pouco ele não tivera sua família destroçada. Isto lhe deve ter causado intensa comoção ou ira.
 “E, vindo Abigail a Nabal, eis que tinha em sua casa um banquete, como banquete de rei; e o coração de Nabal estava alegre nele, e ele já muito embriagado, pelo que ela não lhe deu a entender coisa alguma, pequena nem grande, até à luz da manhã. Sucedeu, pois, que pela manhã, estando Nabal já livre do vinho, sua mulher lhe deu a entender aquelas coisas; e se amorteceu o seu coração, e ficou ele como pedra. E aconteceu que, passados quase dez dias, feriu o Senhor a Nabal, e este morreu. 1 Samuel 25:36-38
Caráter de Abigail na sua cesta de presentes
Abigail essa mulher sábia, tomou pães, vinho, ovelhas, trigo, passas e figos para Davi e seus companheiros. (a Bíblia diz que foi “a toda pressa”). No caminho enquanto estava cavalgando no seu jumentinho Davi e seus homens encontram Abigail e os servos de Nabal.
duzentos pães, e dois odres de vinho, e cinco ovelhas guisadas, e cinco medidas de trigo tostado, e cem cachos de passas, e duzentas pastas de figos passados...” 1 Samuel 25:18
Pão – alimento necessário para um bando de famintos, mas mostra que ela era essencial na vida de qualquer pessoa. Caráter bom nos faz ser alimento para almas. Símbolo de Cristo.
Vinho – a alegria é tipificada nas Escrituras pelo vinho. O caráter bom de uma Abigail torna qualquer lugar onde ela está alegre, mesmo ao lado de um Nabal. Não há amargura nas palavras de Abigail, mas prazer em livrar sua família.
Ovelhas guisadas – ela sabia sacrificar-se pelos seus. Caráter de alguém que não tem por usurpação uma vida egoísta. Símbolo de Jesus.
Trigo – ela era temperada. Tinha temperança. O que preservou a vida de sua família. mostra que ela estava pronta para servir a outros. E poderia alimentar ao reino. Qual Gedeão ela estava no lugar aparentemente estranho, mas “malhava o trigo”, a sua própria personalidade e caráter. (“Então o anjo do IHVH veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas”)
“Esta palavra vem do termo hebraico “hittâ” com o mesmo significado. O interessante é que em sua raiz temos os termos: “hanat” que significa “temperar, tornar temperado” e “hanutim” que significa “embalsamamento. O trigo é o elemento que traz “tempero” à humanidade e ele deve ser “embalsamado” – no sentido de ser “preservado” – pois somente assim a humanidade alcançará o favor do Eterno em sua busca pelo reino espiritual. O trigo é que fornece esta “matéria prima” para que a humanidade venha a ter um conhecimento do Eterno. O trigo transforma-se em farinha que evolui para tornar-se pão e o pão é o alimento essencial para a humanidade. A palavra é pão e Ieshua declarou ser o “pão da vida”. Desta forma percebemos que a finalidade do trigo é abençoar a vida daqueles que buscam ter um relacionamento com o Eterno. Por isso o grão de trigo quando cai na terra precisa primeiro morrer para depois gerar a vida que abençoará aos que dele necessitam. Sem a morte do trigo não existe a vida. Então, neste caso a morte preserva a vida!” M.Moreno
Passas – amadurecimento. Ela conseguiu pensar a ira e dor emocional de Davi, que ferido se torno irado. Passa serve para sarar feridas. As passas de amêndoas dão excelente odor e mel. Por isto, ela pode convencer a Davi a não matar sua família, com palavras doces, aos ouvidos do rei, como mel. “...deixa, pois, falar a tua serva aos teus ouvidos, e ouve as palavras da tua serva.”
Figos – fruta que tem tempo de brotar em tempo certo. Ela usou bem seu tempo, curto na realidade, mas necessário para ela salvar a sua casa. Ela representava a união de Israel a Figueira de Javé.
““E dissera Isaías: Tomem uma pasta de figos, e a ponham como emplastro sobre a chaga; e sarará.” (Isaías 38:21). Uma pasta de figos como emplastro, uma receita caseira, nada de médicos, remédios convencionais ou tratamentos demorados, uma simples pasta de figos abundantes nas regiões próximas ao mar Mediterrâneo.” Pasta de Figos - Postado há 26th November 2012 por Gratidão
Mulheres de Davi
Abigail casou com Davi pelo seu caráter, sobressaindo sobre sua beleza física.
A situação familiar de Davi sempre foi deficiente, sua primeira mulher (lembramos rapidamente) Mical o desprezou e fora dada a um outro homem. Bate-Seba foi uma paixão e dominou o coração de Davi a ponto de seu filho Salomão ter sido escolhido por Deus e pelo Rei para ser seu sucessor.
Olhando para Abigail a veremos posteriormente como mulher de Davi, pela sua persistência tenacidade e um caráter forjado por dificuldades e pelo próprio relacionamento com Nabal.
“Também tomou Davi a Ainoã de Jizreel; e ambas foram suas mulheres.  Porque Saul tinha dado sua filha Mical, mulher de Davi, a Palti, filho de Laís, o qual era de Galim.” 1 Samuel 25:43,44
Davi teve várias mulheres – entre elas, Mical e Bate-Seba, as duas mulheres de Davi são as mais conhecidas.
Mical era insensata, pagã e elitizada. O desprezou por ele ter dançado em público na ocasião da entrada da arca a cidade.  A outra foi, motivo de erro e pecado de Davi, era Bate-Seba que causou a morte de um inocente, trazendo a ira de Deus contra Davi.
Casamento de Abigail e Davi
 O casamento de Abigail foi um ato normal, dentro do que estava destinado aos reis da época, e mesmo em Israel, segundo o próprio profeta Samuel vaticinara:
“Vindo, pois, os criados de Davi a Abigail, no Carmelo, lhe falaram, dizendo: Davi nos tem mandado a ti, para te tomar por sua mulher. Então ela se levantou, e se inclinou com o rosto em terra, e disse: Eis que a tua serva servirá de criada para lavar os pés dos criados de meu senhor. E Abigail se apressou, e se levantou, e montou num jumento com as suas cinco moças que seguiam as suas pisadas; e ela seguiu os mensageiros de Davi, e foi sua mulher.” 1 Samuel 25:40-42
Abigail teve filhos com Davi. O que nos mostra uma curiosidade sobre o primeiro filho do casal, e segundo filho de Davi.
Chamava-se Quiliabe (Chiliabe) ou Daniel.
Transcrevo parte do que escrevi em 2009, no link, citado, acima:
“Curiosidades entre os filhos:
Davi teve o seu segundo filho por nome de Daniel, ou Quileabe.
Teve uma filha, como apresentado nas listas genealógicas: Tamar – I Cr. 3.9.
Absalão – ladrão de corações; o filho que furtava o coração do povo.
II Sm.15. 6. Assim fazia Absalão a todo o Israel que vinha ao rei para juízo; desse modo Absalão furtava o coração dos homens de Israel.
O nome de um de seus filhos aparece aparentemente duplicado na lista de I Cr. 3. 5-8. “Estes lhe nasceram em Jerusalém: Siméia, Sobabe, Natã e Salomão...lhe nasceram de Bate-Sua...Nasceram-lhe mais: Ibar, Elisama, Elifelete, Nogá, Nefegue, Jafia, Elisama, Eliadá e Elifelete, nove... sendo o sétimo da lista chamado de Elifelete”, enquanto na lista de I Cr. 14.4-7”....os nomes dos filhos que lhe nasceram em Jerusalém: Samua, Sobabe, Natã, Salomão, Ibar, Elisua, Elpete, Nogá, Nefegue, Jafia, Elisama, Beeliada e Elifelete...”, o nome do sétimo filho aparece como Elpete.
Davi foi um homem amante das mulheres e as teve em profusão, muito embora fosse um preceito real ter por esposa a donzela que quisesse.
Sendo que na sua velhice era aquecido por uma jovem donzela por nome Abizague, sunamita, mui formosa, mas Davi não entrou a ela. I Rs. 1.3.
Pois além destes listados nas cinco [5] listas ele ainda teve filhos com suas muitas concubinas. I Cr. 3.9-a
Só foi suplantado neste item por seu filho Salomão.”
Etimologia
אביגיל ’ - Abiygayil - אביגל ’Abiygal; n pr f Abigail = “meu pai é alegria” ou “alegria de seus pais”; esposa de Nabal, depois esposa de Davi.
Fonte:
Abigail uma mulher Sabia - Nathalia Martins
Trigo - por Mário Moreno
Marcelo Augusto

O Arauto - Pastor Marcos Antonio; Maio de 2016

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical