sexta-feira, abril 4

AS DISCIPLINAS DA VIDA CRISTÃ

Lição 01-2º Trimestre 2008 Autor: Osvarela
INTRODUÇÃO:

Todo reino para se manter em atividade plena em com resultados favoráveis, necessita de leis que rejam a vida de seus cidadãos.
Este conjunto de leis torna viável o crescimento de todos os cidadãos deste reino.
Regras que determinam crescimento de um reino:
· Disciplina – Lei ou leis.
· Ensino;
· Justiça;
· Saúde.
O exercício e obediência, de cada uma destas vertentes, dentro de um reino, sem dúvida, levará cada cidadão pertencente ao mesmo, a ter uma vida com qualidade.
Aparentemente estamos falando de algo terreno do mundo físico e de pessoas.
Mas é fundamental atentar que a Lei é disciplina em ação legal ou espiritual.
Não falaremos, de todos os pontos acima, ficarão para uma outra oportunidade. Quando chegar o momento de abordá-los.
O pensamento que o Espírito Santo nos orientou é quanto a necessidade dos professores serem práticos como Paulo, Tiago, Pedro no ensino deste trimestre, com muito uso de texto bíblico.
Mas, esta é a lógica divina estabelecida pelo próprio Deus:
Cada uma das disciplinas, ou regras ou leis ou Lei, foi estabelecida pelo próprio Rei de todo o Universo, o poderoso Deus Trino e Criador.
Esta regra funciona em toda a extensão de Seu Reino, seja, no Reino Celestial Eterno, seja, no Reino Terreal Físico – Mundo em todas as dimensões – criação animal, criação humana, criação celeste - firmamento, exército dos céus: luminares corpos celestes...;
Também está estabelecida no Reino Terreal Divino – Igreja, por Jesus Cristo, Cabeça da Igreja.
REGRAS PRINCIPAIS DA DISCIPLINA DA VIDA CRISTÃ:
Servir a Deus deve obedecer necessariamente a esta regra áurea ditada por Jesus Cristo. Nela estão incluídos todos os parâmetros, disciplinares da vida cristã.
Alguém poderia questionar: "mas Jesus está falando da Lei para os judeus...", contudo Jesus está estabelecendo uma grande fissão entre o entendimento disciplinar que os judeus, principalmente os seus líderes, utilizavam para auto-disciplina e infligir ao povo uma disciplina de vida pautada apenas no que lhes interessava.
Lógico que a Lei Mosaica, foi fator preponderante da manutenção e existência do povo de Israel, vivo e unido por todos os séculos, incluindo o presente.
Deus estabeleceu regras ou a Lei para a disciplina de uma grande multidão: o seu povo, liberto do Egito, como povo, mas não como Nação, o que só veio ocorrer durante o Reinado de Davi.
Pode parecer paradoxal falar isto, mas demonstra o cuidado de Deus com o seu Povo e o quanto Deus conhecia o povo aliançado com Ele (Ex.19), de tal forma, que a Lei, ou os oráculos de Deus lhes foi dado para permitir:
1. Servirem ao Senhor;
2. Organizar as tribos;
3. Mostrar aos povos, com os quais Israel teve contato, que serviam a um Deus que cuidava dele.
4. Deus era tão cuidadoso que os corrigia, porque os amava, de tal maneira, que obedecendo a disciplina da Lei de Moisés, eram sempre bem-sucedidos.

Pro 6:23 - Porque o mandamento é lâmpada, e a lei é luz; e as repreensões da correção são o caminho da vida.
Garantir pela disciplina da Lei: A Vida de Israel.
Jesus Cristo resumiu de maneira irretocável o Fundamento de toda Lei:
Mt.22.35.ss:E um deles, doutor da lei, interrogou-o para o experimentar, dizendo: Mestre, qual é o grande mandamento na lei?E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profeta
Rom 13:9 - Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
Ao lermos o texto exegeticamente, encontramos algo precioso:
A disciplina da Lei, quanto a disciplina da vida diária, torna-se Biblicamente de igual valor a Disciplina da Lei do Amor, que vige sobre a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.
A epístola de Tiago, muitas das vezes, dita como incongruente com as epístolas paulinas, quanto ao pensamento, Lei ou Obras versus Graça, mostra no versículo abaixo, o mesmo: a principal disciplina da vida cristã é o Amor.
Tia 2:8 - Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a Lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis
O Apóstolo Paulo que foi ensinado por Jesus no deserto da Arábia, cita:
Gal 5:14 - Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
Demonstrando o resultado do que "recebeu do Senhor...". Por isto, ele pode ensinar sobre a disciplina na vida cristã como item fundamental.
O entendimento é idêntico ao do Senhor Jesus, disciplina também vos ensinei".
O QUE PRESSUPÕE A DISCIPLINA NA VIDA CRISTÃ:
A Disciplina ensinada na Bíblia Sagrada, Obras versus Graça, a ser vivenciada na Vida Cristã, demonstra que há algo melhor e superior aos que são exercitados por ela, ou seja, a Disciplina do amor é produtora de melhor qualidade de vida do Cristão, além de qualificá-lo para uma Vida Eterna futura, esta, em muito superior a terrena.
Nos ensina ainda como a lei ou disciplina de Deus ensinou a Israel que somos Filhos.
Israel era chamado de filho por Deus enquanto estava em disciplina, à nós é requerida a mesma coisa:
I-Disciplinados ou sob a disciplina divina somos filhos:
Fora da disciplina somos filhos bastardos, ou seja, espúrios ou sem os direitos dos filhos legítimos.
Heb 12:5 - E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, E não desmaies quando por ele fores repreendido;
Heb 12:7 - Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?
Exemplo do Unigênito:
Heb 5:8 - Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.
II-Exercitados na disciplina produzimos fruto:
Paulo exemplifica a questão da disciplina comparando o cristão com os Atletas olímpicos de seu tempo.
Ele demonstra o quanto de privação, a disciplina é necessário para que resultados que não a vitória seja alcançada.
1 Coríntios 9 .24.ss: Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.
Lutadores e corredores romanos e gregos, para serem vitoriosos exercitavam-se duramente, não diferente dos nossos dias.
Quando grupos querem ser vencedores se afastam dos prazeres mais profundos de seu coração; carne, bebidas doces, tempos de reflexões, concentração máxima, foco no objetivo.
São corrigidos pelos seus treinadores, na postura, posicionamentos, são duramente exigidos no cumprimento dos horários, enfrentam duras provações, ao extremo rigor de suas capacidades.
Testados após a iluminação do evangelho, após decidirem-se por Cristo:
Heb 10:32 - Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições.
Antes frutos de vergonha:
Rom 6:21 - E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte.
Agora fruto da disciplina, um fruto de outra qualidade:
Heb 12:11 - E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de nos exercitados por ela.
Tia 3:18 - Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.
Tia 5:7 - Sede pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia.
Exemplos da vida secular que os professores podem utilizar-se nesta Lição:
Existem pessoas que para passar num vestibular, se disciplinam, de tal forma, que passam a perdem noites de sono, passeios com amigos, convívio com familiares, viagens, durante todo o ano até chegar o dia do vestibular, para ainda assim, ver se serão aprovados. Quando não o são, muitos desistem, mas existem muitos que realizaram a mesma estafante disciplina até alcançarem o seu objetivo.
Trazendo isto para a vida cristã, não é diferente.
O atleta cristão tem que ter disciplina para vencer, pelos seguintes pontos:
Perdas aparentes e Alvo:

Flp 3.7.ss - Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo.E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo.Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos. Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
Hebreus 12 .1.ss: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos.Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado
Correção do Senhor:
Esta figura dispensa maiores comentários, pois o texto bíblico é muito cristalino, para nos dar entendimento quanto a necessidade desta dura etapa da vida, em todos os sentidos:
- Na vida como filhos de nossos pais terrenos;
- Na vida como Filhos de Deus, nosso Pai Eterno, que nos fez filhos por adoção por Jesus Cristo, Seu Filho Unigênito.

Hebreus 12 .1.ss: Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta. Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai,pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos.Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado.E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, E não desmaies quando por ele fores repreendido;Porque o Senhor corrige o que ama,E açoita a qualquer que recebe por filho.Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos?Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade.E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela.Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados,
Tribulações ou tentações:
Ser testado com tribulações (hipérbole), torna o cristão vencedor, sabendo o mesmo que Céus assim permite acontecer para preparar o cristão.
Tg.1.12: Bem-aventurado o homem que sofre a tentação (é testado ou provado); porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam. 7Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa.
1Co 10:13 - Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.
Experiência:
Também é componente frutífero da Disciplina cristã.
Os que são aprovados nas tribulações, que são testes que Deus nos reserva para sermos fortalecidos em toda boa Obra, para a edificação da Igreja dos Santos, recebem qualificações espirituais, comprovando o Amor de deus derramado em seus corações.
Romanos 5.1.ss: Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
CONCLUSÃO:
Portanto neste trimestre sejamos aprovados em toda a disciplina de deus, pois Tiago diz que o homem que é dúbio, não espere alcançar alguma coisa do Senhor, a Disciplina nos capacita a sermos mais que vencedores por Jesus Cristo Nosso Senhor e esperança nossa.
Não perca as lições deste trimestre.
Que Deus abençoe pastor Claudionor de Andrade, e toda a Casa, incluindo nosso querido professor, com quem aprendi no IBP-RJ, pastor Antonio Gilberto, "um dos pais da teologia assembleiana."
Fonte:
Bíblia ACRFiel;
Apontamentos do autor.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical