sexta-feira, outubro 17

O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA.
Lição 03 4 º Trimestre 2008–CPAD. Autor: Osvarela
Texto áureo: Isaías 46.9-10: Lembrai-vos das coisas passadas desde a antigüidade; que eu sou Deus, e não há outro; eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antigüidade as coisas que ainda não sucederam...
Leitura Bíblica em Classe: Gn.6.1-7.
"Estou certo que a intervenção divina na Terra é uma verdade irretorquível e demanda totalmente do Poder e Soberania de Deus sobre toda a sua Criação".Osvarela.
CONFRONTANDO PENSAMENTOS:

- A verdadeira posição de Deus na História – ou seu devido Lugar pela Bíblia Sagrada:
Posição do teísmo Aberto: É um Deus que, basicamente, recusou-se a viciar os dados e resolveu correr o risco da rejeição, na esperança de poder experimentar o verdadeiro amor."
Posição Bíblica:
"...Se todo aviso que se encontra na Bíblia é o deflagrar de um desígnio, então a história está mais para um grande teatro do que para o desenrolar de uma batalha pela salvação da humanidade".
Continua Ariovaldo: "Outra coisa que mencionei foi que o fato de Deus não conhecer o futuro não é uma questão de abrir mão da onisciência, mas de abrir mão da eternidade, porque nesta não há passado, presente ou futuro – tudo está vívido diante do Eterno.
Esse teísmo aberto não seria apenas uma derivação da teologia da morte de Deus? " Finalmente, eu disse [Ariovaldo Ramos] ao seminarista: 'Essa teologia não faz sentido e teologia tem de ter um mínimo de lógica'."
Ariovaldo Ramos é filósofo e teólogo, diretor da Faculdade Latino-americana de Teologia Integral, missionário da Sepal e presidente da Visão Mundial, membro da equipe editorial da Edições Vida Nova.
A -Exórdio:
Eis uma lição que confronta o poder de autoritativo e realizador de Deus com pensamentos contrários à este poder criador e interventor.
· Quem mais pode intervir na coisa criada que não o Seu Criador?
· Quem mais pode intervir na vida do homem criado que Seu formador?
Deus é um interventor por excelência sobre as suas criações, sejam elas com conhecimento, inertes, vivas sem poder pensante, mas sobre todas elas ele tem poder para chamá-las e elas atender ao seu chamado.
Sem cair no bom calvinismo ou sem entrar no Teísmo aberto, mas apenas estudando as Palavras de Deus, as quais são a Bíblia Sagrada poderemos entender este conflitante assunto.
Porque conflitante?
Por que suscita dúvidas como:
Por que Pedro negou Jesus três vezes?

"Mas e quanto àquelas de aviso, como a de que Pedro negaria a Cristo três vezes antes do cantar do galo ou o anúncio da traição de Judas Iscariotes?"
Porque Deus foi surpreendido com a corrupção do gênero humano em Gn.6?
É uma sucessão de porquês....
A deidade divina jamais pode ser contestada por estes pequenos acontecimentos, no entanto existem alguns que assim procedem.
Mas, se nos envolvermos pela verdade bíblica veremos que toda a ação divina interventiva na História é proveniente de uma ação anterior, seja do homem ou de algum dos seus seres criados que o levam a reagir com Justiça e Juízo, pois Ele é Justo e leal a sua Palavra exarada sobre todos e tudo, pois é o Deus.
- Conformismo?
Não! Reconhecimento do poder de Deus.
Quando pensamos na nossa própria existência como homem antropológico, vemos que se não houvesse a intervenção de Deus neste Mundo em que vivemos, não existiríamos.
Gênesis 1: 26. E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra.27 Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
Ora! A nossa própria existência foi um querer interventivo de Deus.
B - DISCURSO:
I - A intervenção de Deus na História é fruto e limitadora de alguns acontecimentos, leia à seguir:
· Ação do homem.
À extrema corrupção dos dias de Noé, muito embora sabedores da divindade e querer de Deus, atuou como agente desencadeante da Justiça perfeita de Deus, para cumprir a Sua Palavra [Jr.1. 12 Então me disse o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.].
Toda a ação de Deus é fruto de seu amor para com o homem, mas através do cumprimento de seus mandamentos, por isto os porquês...
Gn 6.11.ss: A terra, porém, estava corrompida diante de Deus, e cheia de violência. Viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. Então disse Deus a Noé: O fim de toda carne é chegado perante mim; porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os destruirei juntamente com a terra.
· Ação de seres criados, na esfera celestial e decaídos.
Mesmo nos Céus, Deus manifesta o seu poder interventivo em Seu reino Universal, não há desordem neste Reino, mas sim uma perfeita forma de agir, sendo que cada ser tem todo o direito de escolher entre servir à Deus ou não, apenas está cientificado de que sua volição o conduzirá para perto ou para longe de Deus.
Hb.11. 6 Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.
Ez. 28.2: Príncipe de Tiro: Assim diz o Senhor Deus: Visto como se elevou o teu coração, e disseste: Eu sou um deus, na cadeira dos deuses me assento, no meio dos mares...e não deus, embora consideres o teu coração como se fora o coração de um deus.Tu eras o selo da perfeição, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estiveste no Éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a cornalina, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro. Em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniqüidade. Pela abundância do teu comércio o teu coração se encheu de violência, e pecaste; pelo que te lancei, profanado, fora do monte de Deus, e o querubim da guarda te expulsou do meio das pedras afogueadas.
I Co. 6. 3: Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?
II Pe.2. 4: Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo;
· Ação de Deus para dar condições aos seus escolhidos.
a- Quando Deus decide o momento de Libertar seu povo – Israel – do Egito, parece na leitura bíblica que há um adiamento deste dia de tal forma que muitos ao ler o texto não entendam.
Porém Deus como Interventor da História, sabia exatamente o dia e hora de libertar Israel, para isto ele utilizando o tempo sob seu controle, deu condições do povo de Israel:
Saquear os egípcios, tal qual, uma forma indenizatória, pelo tempo que este povo trabalhou para aquele povo africano, sob cruéis e severas condições.
Vejo nesta ação interventiva a ação da Justiça perfeita de Deus.Você já ouviu falar em Justiça do Trabalho, foi Deus quem a "criou".
Vejo nesta ação Deus criando condições para que o 'tal endurecimento – calosidade' – do coração do faraó, o levasse a ser mais implacável e indo atrás de um povo e descumprindo a sua própria palavra autorizativa para saída do povo hebreu, os perseguiu e assinou a sua sentença de morte e de seus melhores cavalheiros e guerreiros.
Vejo a diferença entre o poder do homem e o Poder interventor de Deus.
Deus cumpriu a sua palavra e o Faraó egípcio descumpriu a sua.
Ex. 14.1.ss Disse o Senhor a Moisés: Fala aos filhos de Israel que se voltem e se acampem diante de Pi-Hairote, entre Migdol e o mar, diante de Baal-Zefom....Então Faraó dirá dos filhos de Israel: Eles estão embaraçados na terra, o deserto os encerrou. Eu endurecerei o coração de Faraó, e ele os perseguirá; glorificar-a me-ei em Faraó, e em todo o seu exército; e saberão os egípcios que eu sou o Senhor. E eles fizeram assim.
a-Intervenção anunciada:
Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que ele hoje vos fará; porque aos egípcios que hoje vistes, nunca mais tornareis a ver; o Senhor pelejará por vós; e vós vos calareis.
b-O Homem pode ser e é usado na ação da Intervenção de Deus:
Deus precisa de parceiros fiéis para agir em certas situações sob suas ordens e orientações, e ele os encontra no meio do seu povo.
Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim?....levanta a tua vara, e estende a mão sobre o mar e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco....Então o anjo de Deus, que ia adiante do exército de Israel, se retirou e se pôs atrás deles; também a coluna de nuvem se retirou de diante deles e se pôs atrás, colocando-se entre o campo dos egípcios e o campo dos israelitas....;Então Moisés estendeu a mão sobre o mar....; e o Senhor fez retirar o mar... e fez do mar terra seca, e as águas foram divididas...e as águas foram-lhes qual muro à sua direita e à sua esquerda.
c-Os incrédulos vêem e confirmam a Intervenção de Deus:
E os egípcios os perseguiram, e entraram atrás deles até o meio do mar...o Senhor...olhou...e alvoroçou o campo dos egípcios...fê-los andar dificultosamente...os egípcios disseram: Fujamos de diante de Israel, porque o Senhor peleja por eles contra os egípcios.
Então Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o mar retomou a sua força ao amanhecer...; assim o Senhor derribou os egípcios no meio do mar...todo o exército de Faraó; não ficou nem sequer um deles...Assim...salvou Israel da mão dos egípcios;
II -Intervindo na Criação para alimentar uma Multidão [de murmuradores]:
Mesmo Israel murmurando a promessa incondicional, faz com que O Senhor alimentasse o seu Povo.Ele é Fiel!
Ex.16. 35.ss:...E aconteceu que à tarde subiram codornizes, e cobriram o arraial; e pela manhã havia uma camada de orvalho ao redor do arraial.14 Quando desapareceu a camada de orvalho, eis que sobre a superfície do deserto estava uma coisa miúda, semelhante a escamas, coisa miúda como a geada sobre a terra.15 E, vendo-a os filhos de Israel, disseram uns aos outros: Que é isto? porque não sabiam o que era. Então lhes disse Moisés: Este é o pão que o Senhor vos deu para comer.
III - Retomando o PORQUE:

PORQUE Deus age desta maneira, intervindo na História:
· Para atingir um propósito futuro:
Do homem: salvífico
Hebreu - confirmar sua semente escolhida e prometida a Abraão, seu amigo. Deus é um deus itinerante, acompanha a história, mas se mostra estar além da história, como também além do templo e de toda estrutura religiosa. II SAMUEL 7..1.ss:... Natã, dizendo: Vai, e dize a meu servo Davi: Assim diz o Senhor: Edificar-me-ás tu uma casa para eu nela habitar? Porque em casa nenhuma habitei, desde o dia em que fiz subir do Egito os filhos de Israel até o dia de hoje, mas tenho andado em tenda e em tabernáculo. E em todo lugar em que tenho andado com todos os filhos de Israel, falei porventura, alguma palavra a qualquer das suas tribos a que mandei apascentar o meu povo de Israel, dizendo: por que não me edificais uma casa de cedro?.... e fui contigo, por onde quer que foste..
Deus anda conosco pelos lugares mais simples e singulares, Ele tem prazer em andar com o homem, como quando passeava no Jardim para falar com Adão. O grande Interventor da História é mais simples que muitos homens que se acham importantes e desprezam os humildes.
IV - Deus intervindo na religiosidade do seu povo:
- Ponto de partida:
As falsas imagens de
Deus que prevalecem na linguagem e em muitas manifestações religiosas verificadas até mesmo dentro da Igreja.
Da mesma forma que em Israel outros deuses se imiscuíram na religiosidade [esta não é uma palavra desgastada, como muitos querem - TIAGO 1. 27: A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.].
Da mesma forma Deus interviu na vida de Israel, quando este se lançou aos pés de ídolos como Baal, Asera e outros tantos ao longo de sua história, e através de seus profetas e juízes deu intervem na vida da Nação de Israel e continua intervindo na vida da Igreja.
a- Na sua Intervenção Deus mais uma vez, usa homens, dispostos a mudar a situação:
I REIS 17.1.ss: Então Elias, o tisbita, que habitava em Gileade, disse a Acabe: Vive o Senhor, Deus de Israel, em cuja presença estou, que nestes anos não haverá orvalho nem chuva, senão segundo a minha palavra.
Toda a atividade agrícola era essencial naqueles dias. Mas, Deus intervem e paralisa toda a atividade agro-pastoril, para dar exemplo que Ele é quem sustenta a todo Israel.
I REIS 18.1: Depois de muitos dias veio a Elias a palavra do Senhor, no terceiro ano, dizendo: Vai, apresenta-te a Acabe; e eu mandarei chuva sobre a terra. Então Elias foi apresentar-se a Acabe. E a fome era extrema em Samária.....Acabe chamou a Obadias, o mordomo....e disse Acabe a Obadias: Vai pela terra a todas as fontes de água, e a todos os rios. Pode ser que achemos erva para salvar a vida dos cavalos e mulas, de maneira que não percamos todos os animais.
b- Deus intervem de forma sobre natural para restaurar seu povo da Idolatria:
I REIS 18.36.ss: Sucedeu pois que, sendo já hora de se oferecer o sacrifício da tarde, o profeta Elias se chegou, e disse: Ó Senhor, Deus de Abraão, de Isaque, e de Israel, seja manifestado hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme a tua palavra tenho feito todas estas coisas. Responde-me, ó Senhor, responde-me para que este povo conheça que tu, ó Senhor, és Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração. Então caiu fogo do Senhor, e consumiu o holocausto, a lenha, as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego. Quando o povo viu isto, prostraram-se todos com o rosto em terra e disseram: O senhor é Deus! O Senhor é Deus!
c- E Deus ainda dá sinal da Sua Intervenção:
I REIS 18.43.ss: E disse ao seu moço: Sobe agora, e olha para a banda do mar. E ele subiu, olhou, e disse: Não há nada. Então disse Elias: Volta lá sete vezes. Sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis que se levanta do mar uma nuvem, do tamanho da mão dum homem: Então disse Elias: Sobe, e dize a Acabe: Aparelha o teu carro, e desce, para que a chuva não te impeça. E sucedeu que em pouco tempo o céu se enegreceu de nuvens e vento, e caiu uma grande chuva.
Is. 38.7: E.. da parte do Senhor como sinal de que o Senhor cumprirá esta Palavra: Eis que farei voltar dez graus a sombra no relógio de Acaz pelos quais já declinou com o sol. Assim recuou o sol dez graus.

V – Retomando: Intervenção com propósito de salvar, a nós os gentios:
Gentio – Para em Justiça dar oportunidade à todos, igualmente e pela palavra dita à Abraão.
Rm.11.25: Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado;
I Tm. 2. 4: o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.
· Do Universo e dos Céus –
Gn 1; Is.40.15.ss: Eis que as nações são consideradas por ele como a gota dum balde, e como o pó miúdo das balanças; eis que ele levanta as ilhas como a uma coisa pequeníssima. Todas as nações são como nada perante ele; são por ele reputadas menos do que nada, e como coisa vã. E ele o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e o desenrola como tenda para nela habitar. E ele o que reduz a nada os príncipes, e torna em coisa vã os juízes da terra.
Is.41.1.ss: Calai-vos diante de mim, ó ilhas; e renovem os povos as forças; cheguem-se, e então falem; cheguemo-nos juntos a juizo....Quem faz que as nações se lhe submetam e que ele domine sobre reis? Ele os entrega à sua espada como o pó, e ao seu arco como pragana arrebatada pelo vento.Ele os persegue, e passa adiante em segurança, até por uma vereda em que com os seus pés nunca tinha trilhado. Quem operou e fez isto, chamando as gerações desde o princípio? Eu, o Senhor, que sou o primeiro, e que com os últimos sou o mesmo. As ilhas o viram, e temeram; os confins da terra tremeram; aproximaram-se, e vieram.
Isaías 40. 26 Levantai ao alto os vossos olhos, e vede: quem criou estas coisas? Foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por ser ele grande em força, e forte em poder, nenhuma faltará.
· Para evitar a propagação do mal. Gn.6 - Dilúvio; Gn.19 – Sodoma e Gomorra
· Seja na vida do homem: estabelecendo limites, fornecendo subsistência, estabelecendo ordem, autorizando, delegando ações.
· Na vida da Igreja através de Jesus cristo:
Instituindo,
Estabelecendo,
Organizando:
Ef.2.18.ss: porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim, pois, não sois mais estrangeiros, nem forasteiros, antes sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina; no qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor, no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito;
Aperfeiçoando
Capacitando
Orientando
Hierarquizando:
Ef.4.11.ss: E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo;
Espalhando [com propósito]:
ATOS 8.1.ss:Naquele dia levantou-se grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos exceto os apóstolos, foram dispersos pelas regiões da Judéia e da Samária. E uns homens piedosos sepultaram a Estêvão, e fizeram grande pranto sobre ele. Saulo porém, assolava a igreja, entrando pelas casas e, arrastando homens e mulheres, os entregava à prisão. No entanto os que foram dispersos iam por toda parte, anunciando a palavra.
· Na vida dos seres:
A -Moralmente – Rm 1. 19.ss: Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis; porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos, e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso Deus os entregou, nas concupiscências de seus corações, à imundícia, para serem os seus corpos desonrados entre si; pois trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém.
B -Judicialmente – Tg.2.23: E se cumpriu a escritura que diz: E creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça, e foi chamado amigo de Deus.
C -Legalmente – Rm 4. 23: Ora, não é só por causa dele que está escrito que lhe foi imputado;24 mas também por causa de nós a quem há de ser imputado, a nós os que cremos naquele que dos mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor;25 o qual foi entregue por causa das nossas transgressões, e ressuscitado para a nossa justificação.
No bem-estar – Jr. 29. 11: Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.
Na própria existência destes seres. João 1.12: Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus;
Familiar – João 11.1...35.ss Jesus lhes disse claramente: Lázaro morreu;Jesus chorou. Disseram então os judeus: Vede como o amava. Mas alguns deles disseram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer também que este não morreste? Jesus, pois, comovendo-se outra vez, profundamente, foi ao sepulcro; era uma gruta, e tinha uma pedra posta sobre ela. Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque está morto há quase quatro dias. Respondeu-lhe Jesus: Não te disse que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram então a pedra. E Jesus, levantando os olhos ao céu, disse: Pai, graças te dou, porque me ouviste. Eu sabia que sempre me ouves; mas por causa da multidão que está em redor é que assim falei, para que eles creiam que tu me enviaste. E, tendo dito isso, clamou em alta voz: Lázaro, vem para fora! Saiu o que estivera morto, ligados os pés e as mãos com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o e deixai-o ir.
- Deus não habita ou não permite nada sem organização em Seu Reino.
Gn.1.9,10.ss: E disse Deus: Ajuntem-se num só lugar as águas que estão debaixo do céu, e apareça o elemento seco. E assim foi. Chamou Deus ao elemento seco terra, e ao ajuntamento das águas mares. E viu Deus que isso era bom.
VI - A Intervenção para organizar: Organizando o cosmo terrestre:
Foi Deus quem fez a Ordenação cósmica e mantém todo o Universo em Pleno funcionamento pelo seu Eterno Poder. Foi Ele quem determinou períodos de dias, tempos e estações fez brotar sementes, cada animal, seja terrestre, alado ou marítimo, todo ser que respira "segundo a sua espécie", foi ele quem determinou o período semanal e o descanso para o homem, bem como o trabalho, tudo Deus organizou.
A organização aparece na história como característica fundamental e inseparável do universo e do próprio Deus.
· Deus é antes de tudo um organizador do Caos [SEJA DA TERRA OU DO HOMEM].
Terra caótica: Gn.1. 2: A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas.
E disse Deus: haja luminares no firmamento do céu, para fazerem separação entre o dia e a noite; sejam eles para sinais e para estações, e para dias e anos; e sirvam de luminares no firmamento do céu, para alumiar a terra. E assim foi. Deus, pois, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez também as estrelas. E Deus os pôs no firmamento do céu para alumiar a terra, para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom.
Ex.25.40: Atenta, pois, que os faças conforme o seu modelo, que te foi mostrado no monte.
Lc. 9.13.ss: ...disse: Dai-lhes vós de comer....Não temos senão cinco pães e dois peixes....eram cerca de cinco mil homens... [ORGANIZANDO] disse a seus discípulos: Fazei-os reclinar-se em grupos de cerca de cinqüenta, cada um. Assim o fizeram...E tomando Jesus os cinco pães e os dois peixes, e olhando para o céu, os abençoou e partiu, e os entregava aos seus discípulos para os porem diante da multidão.
Desta forma é natural a sua intervenção Organizadora.
- No princípio, o Caos estava estabelecido por fatores que deixaremos de comentar aqui, até que Deus instaurou a ordem.
'O primeiro capítulo de Gênesis enfatiza à exaustão o caráter organizatório da iniciativa divina primordial'.
GÊNESIS 1.1.ss: No princípio criou Deus os céus e a terra.
A ordem das coisas na terra enumeradas em Gênesis, as quais possuem um equilíbrio e formas que o homem tenta decifrar há séculos mesmo sob um mandato de dominar a terra refletem o planejamento da mente divina do Deus Criador ou a sua intervenção para estabelecer a Ordem.
Gn1.2.ss: A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas. Disse Deus: haja luz. E houve luz. Viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz dia, e às trevas noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
É extremamente necessário se ter esta compreensão, sem ela caímos no vazio da falta de luz ou caos teológico, imposto pela falta de amplidão de pensamento dado pelo Espírito Eterno de Deus, que nos da Plena Luz pela a a - Luz que é Cristo.
João1.1.ss: No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
a- Agindo na História:
Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
b- Criando vida:
João1.4: Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. Pois a verdadeira luz, que alumia a todo homem, estava chegando ao mundo. Estava ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, e o mundo não o conheceu. Pois todos nós recebemos da sua plenitude, e graça sobre graça. Ninguém jamais viu a Deus. O Deus unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer.
Por meio de Jesus conhecemos o Autor da Criação e o instrumento Criador.
Tudo isto, vem para nos mostrar a sua imperiosa vontade, mas mesmo assim nunca deixa a vontade do homem sem resposta e sem ser compreendida.
Esta demonstração da Intervenção de Deus generalizada em todo o Universo demonstra um Eterno propósito de que a Sua Vontade suprema é sempre nos dar o melhor, a nós e toda a Terra onde vivemos. Esta Terra é o melhor do Mundo criado por Deus, ainda que traumatizada pelo pecado, mas será por Promessa divina restaurada e a ela, a própria Terra geme por esta Intervenção da qual podemos chamar de a:
VII- A ÚLTIMA E GRANDE INTERVENÇÃO DE DEUS NA TERRA.
Estamos aguardando Jesus Voltar esta é a nossa esperança, no sentido total teológico-bíblico, vivemos dias em que a Intervenção de Deus é cada dia mais sentida, demonstrada e rápida como o 'harpazo' que em breve acontecerá, aguardamos novos céus e nova Terra onde habita a Justiça. Para que isto ocorra, Jesus aguarda a hora para vir buscar a sua Igreja, quando iniciar-se-á um novo período neste Mundo em que vivemos e serão tão rápidos e dramáticos os acontecimentos que os homens desmaiarão de terror. E a Igreja? Ela diz: Marana tha!
Rm.8. 19.ss: Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus. Porquanto a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto até agora; e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.
VIII- Deus Interviu e intervém, pois é o Ser Criador e Gerador de tudo!
Deus se manifesta, de fato, na história, mas deixando transparecer, na experiência espiritual e religiosa[no sentido 'religare'] de seus fiéis, traços reveladores de quem Ele é.
Ao lermos Gênesis 1 e 2 vemos estabelecidos todos os componentes de fatos e realizações que por si só descrevem esta atividade divina em todo o Universo. Como Deus criador, como Deus Mantenedor, Como Deus determinador, Como Deus estabelecedor de sua vontade e dizendo: "E viu Deus que era bom".
Esta frase institui uma verdade divina, tal como, um arquiteto que coloca na prancheta o seu projeto e depois de vê-lo realizado tem plena consciência da: beleza, dos pontos fracos[o homem, seres frágeis, ...Ele assim os fez e os conhece, até aos seus limites:sabe que somos pó e erva ], da estrutura, dos espaços e que está preparado para ser habitado por alguém especial: o Homem, é este o conceito defendido pelo cristianismo nesta lição:
Tal qual um arquiteto, ele sabe onde pode ser alterado o seu projeto ou melhorado em função de quem o ocupa.
Aqui estão, afinal de contas, a soberania divina, a singularidade da humanidade em relação às demais criaturas, a instituição da família e do casamento, o direito de domínio do ser humano sobre a natureza.
quais já tinha declinado.
C -CONCLUSÃO:
O Deus que intervem no Tempo, Ele é o Senhor do passado e do presente e do futuro:
Deus é atemporal, é Ele quem determina tempo e estações, jamais pode ser atingido pelo tempo, por surpresas ou arrependimentos, características de quem não conhece o amanhã, mas ele não, Ele é o Senhor Eterno.
"O mundo criado por Deus na Gênesis foi detalhadamente criado, por alguém, que pode a qualquer instante intervir na obra de sua criação. Tal Criador – Deus – com suas Palavras criadoras – Haja – colocou o homem para cuidar desta criação, e aquele que dela desfaz é como um que desfigura o Obra de um Sábio Arquiteto, mutilando-a; nós que temos Cristo em nossos corações não podemos viola-las pois estaremos desfazendo a ordenação divina que superou o caos." [obedecer aos Mandatos divinos e as leis escritas nos corações dos homens – Rm.1].
Is.38.7.ss: E…da parte do Senhor como sinal de que o Senhor cumprirá esta palavra: Eis que farei voltar atrás dez graus a sombra no relógio de Acaz, pelos quais já declinou com o sol. Assim recuou o sol dez graus . Pelo que Deus se manifesta, de fato, na história, e no tempo,mas deixando transparecer, na experiência da fé dos que nele crêem, certos traços reveladores [atributos comunicáveis] de quem Ele é:
Um Deus simples, que gosta da companhia dos seus servos [por isto falou assim, com Davi, pela boca de Natã: E em todo lugar em que tenho andado com todos os filhos de Israel, falei porventura, alguma palavra a qualquer das suas tribos a que mandei apascentar o meu povo de Israel, dizendo: por que não me edificais uma casa de cedro?....] e daqueles que lhe adoram e querem servi-lo com todo o coração e bens.
Na realidade Deus nos ama, por isto, intervém na História, sempre pensando no bem-estar do homem.
Jr.29.11: Porque eu bem sei os pensamentos que penso de vós; pensamentos de paz e não de mal, para dar o fim que esperais.
'Em nome da vida assume a defesa de todos os que são vítimas de uma cultura de morte...'.
A -A MAIS AMOROSA, ESPERADA E PODEROSA INTERVENÇÃO:
A verdadeira face de Deus se manifestou em Jesus Cristo.
Após inumeráveis promessas Deus Intervém na História de forma radical e eterna pelo sacrifício salvítico e Eterno realizado por e em seu Filho Jesus Cristo.
Gl.4. 4: Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei,
O homem descobrir Jesus é descobrir Deus, não apenas em relação à história, a esse mundo, mas, em última análise, no além da história, na escatologia, pois por Ele temos agora acesso a vida Eterna no Plano Divino Através dos Séculos, por uma única e essencial Palavra : "Está Consumado". João 19.30.
João 6. 54: Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.
DEUS NÃO SÓ INTERVÉM NA HISTÓRIA COMO ESCREVE A HISTÓRIA.
Fonte:
Bíblia digital – cortesia Tio Sam
Bíblia JFA-ERC –IBB
Lição –CPAD – 4º trim.
Lawrence Olsen
Prof. Renold J. Blank
Teísmo Aberto - Teologia e lógica Ariovaldo Ramos
Considerações de Paulo Brabo sobre Calvinismo e Teísmo Aberto.
Bacia das almas
Paulo Brabo

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical