quarta-feira, novembro 12

A REBELIÃO CONTRA O DEUS DA BÍBLIA. - LIÇÃO 07-CPAD –16/11/2008.

A REBELIÃO CONTRA O DEUS DA BÍBLIA.

LIÇÃO 07-CPAD –16/11/2008. Autor: Osvarela
EXÓRDIO:

Daniel.5. 25.ss: "Mene, mene, tequel, ufarsim":
Estas palavras aramaicas, talvez sejam, em toda a Bíblia Sagrada uma das maiores demonstrações do resultado da ação Suserana do Deus da Bíblia, contra todo que se Rebela contra o DEUS DA BÍBLIA e a Sua Vontade Divina. E se imagina, que pode estar acima de todos, e até mesmo, fora da ação da Soberania e o Julgamento de Deus [Sl.139. 8: Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também.].ao lado restos do palácio de Nabucodonosor
Usei o texto para demonstrar que a semente que originou a REBELIÃO CONTRA DEUS, continuou a agir no coração dos homens - o Orgulho – basta qualquer pequena porção de poder muitos tem sido condenados por esta palavra.Todos os que se levantam, querendo ocupar, o lugar do Todo-Poderoso Deus da Bíblia estão fadados a serem pesados na Sua Justa Balança, pois somente Ele tem poder para medir toda as criaturas nos céus e na Terra.Sonda corações e mentes as trevas e o dia para Ele são a mesma coisa.
TEMÁTICA:
É este o foco do grande tema desta semana.
Nestas últimas lições temos sido prodigamente orientados pelo Espírito S
anto, através do Pr. Elinaldo Renovato de Lima, com temas que nos fazem entender um pouco da profunda distância entre o Deus da Bíblia e suas criaturas.
1- Temas como:
Livre-arbítrio;
Intervenção de Deus;
Comando divino do futuro; nos fizeram melhores cristãos e mais próximos da realidade divina, se é que
assim, podemos definir.
Mas ao mesmo tempo estamos entendendo mais da grandeza do Deus da Bíblia.

Muito embora, Ele esteja próximo daqueles que o buscam e distante daqueles que não crêem N'Ele e, portanto, biblicamente, se autodistanciam de Deus, pois a premissa é: para crer que Ele exista [resistir a sua existência], devemos nos aproximar D'Ele.
Retomando o raciocínio do parágrafo supra, há muito que entender sobre o assunto.
Há bloqueios de costumes, o que tem impedido muitos, que estão ensinando as lições não atingirem o alvo, mas, creio que até ao final deste trimestre todos nós estaremos envolvidos na profundeza do temário do Trimestre.
Há uma mentalidade de enquadrar Deus, à extensão do pensamento humano e muito daquilo que culturalmente está impregnado em nossas mentes pela cultura e tradição de nossa colonização, mas nós temos a Mente de Cristo [I Co.2. 16: Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.] e somos moradas – Templos – do Espírito Santo, que conhece as profundezas de Deus, pois é Ele que como Deus, pode esquadrinhar as profundezas divinas, e um pouco disto nos está sendo revelado domingo após domingo, com estas lições.
I
Co. 2. 9...As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. 10 Porque Deus no-las revelou pelo seu Espírito; pois o Espírito esquadrinha todas as coisas, mesmos as profundezas de Deus.11 Pois, qual dos homens entende as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? Assim também as coisas de Deus, ninguém as compreendeu, senão o Espírito de Deus. 12 Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, mas sim o Espírito que provém de Deus, a fim de compreendermos as coisas que nos foram dadas gratuitamente por Deus;13 as quais também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito Santo, comparando coisas espirituais com espirituais.
O Apóstolo Paulo nos ensina a estarmos arraigados, robustecidos no tônus do nosso homem interior, para que possamos entender as dimensões da Graça divina, através de Cristo.
Efésios 3. 14:
Por esta razão dobro os meus joelhos perante o Pai, 15 do qual toda família nos céus e na terra toma o nome,16 para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais robustecidos com poder pelo seu Espírito no homem interior;17 que Cristo habite pela fé nos vossos corações, a fim de que, estando arraigados e fundados em amor,18 possais compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade,19 e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios até a inteira plenitude de Deus.20 Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos,
I - A Hermenêutica bíblica tem por anos, discutido a questão desta possibilidade de alguém se rebelar contra Deus.
No Protoevangelho anunciado por Deus, no livro de Gênesis capítulo 3 e versículo 15, fica claro que houve uma Rebelião de um ser contra as verdades proclamadas pelo próprio Criador a Adão e Eva.
Num momento de duplo entendimento, encontramos:
Uma alimária, criação de Deus, que m tese deveria obedecer ao homem como seu ordenador [GÊNESIS 1. 26: E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os ..., sobre os animais domésticos..., e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra...Criou, pois, Deus o hom
em à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou...Deus os abençoou e lhes disse...enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre...sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra. Cap. 3.1: Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais do campo, que o Senhor Deus tinha feito.], sob a ação de um ser rebelde, é usada, como porta-voz da mensagem da Rebeldia contra Deus, para com nossa mãe Eva.
Em outro trecho bíblico, encontramos a explicação sobre as características daquele Ser enganador [satanás.que O Livro da Revelação, O Apocalipse diz no capítulo 12 e versículo 9: "E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele....Quando o dragão se viu precipitado na terra, perseguiu a mulher."
II – Discurso Principal:
A Rebelião contra Deus é um tema, que foi muito bem inserido no contexto desta lição, pois ele se enquadra dentro da questão de sabermos as grandes e profundas qualidades divinas D'O DEUS, como diz Esdras.
Em termos de conhecimento teológico global, deve-se estudar à luz da: Soberania absoluta, Poder absoluto, e todos os demais atributos, desde os mais comumente estudados na teologia básica, tais como:Onisciência, Onipresença e Onipotência, que por si só, já revelam o Domínio de Deus. Mas, podemos avançar até aos mais amplos, como: Imcompressibilidade de Deus, Imutabilidade, Infinitude, Perfeição Absoluta, Eternidade, Veracidade de Deus, Imensidade, Santidade, a Justiça de Deus [Este atributo relaciona-se estreitamente com o da santidade de Deus. Pastor Russel Shedd fala da justiça de Deus como "um modo de Sua santidade"], até chegarmos A ausência de um antônimo de Deus [entenda: Quando, por exemplo, alguns dos defensores do movimento sobre maldição ou quebra de Maldição, falam de Satanás como se fosse um poder independente, autônomo e livre para fazer o mal neste mundo, está indiretamente entrando na área que trata dos decretos de Deus e da sua maneira de governar o mundo, e definitivamente satanás é um ser criado por Deus com as limitações hierárquicas angelicais com as quais foi criado e não pode ultrapassa-las, ele não tem poder criador!]
Em termos do conhecimento teológico global, o assunto não pertence a uma área somente.
Quando falamos da polêmica e muita das vezes não compreendida:
a-REBELIÃO CONTRA O DEUS DA BÍBLIA, estamos tratando de uma área da enciclopédia teológica.
Se tivermos uma boa compreensão dos princípios e fundamentos que orientam a Teologia, poderemos mais facilmente entender tudo o que está envolvido neste importante assunto.
Quando dizemos polêmico, é que nos dias atuais, discute-se em algumas áreas, da 'alta' Teologia, de forma polêmica, esta questão:
b-Qual a extensão da ação de Deus na vida do homem, no futuro, e a discussão do livre arbítrio?
Da mesma forma, ao estudarmos o assunto "A Rebelião contra o Deus da Bíblia", temos que nos deter sobre princípios teológicos que devem partir de um Padrão que o homem deve cumprir obedecer de maneira epistemológica, isto é com conhecimento.
Este padrão nos vem através da Revelação de Deus pelos seus atributos contidos e revelados no Seu Livro – A Bíblia Sagrada – dos quais o Apóstolo Paulo nos fala em seu primeiro capítulo da Epístola aos Romanos.
Por isto declarei acima que há, ainda algumas dificuldades de entendimento, mas podemos alcançar maior entendimento na Oração e na busca da Revelação pelo Espírito Santo.
c-Toda rebelião tem necessariamente um Agente deflagrador da mesma ou um Chefe:
Ne.9. 16: Eles, porém, os nossos pais...antes endureceram a cerviz e, na sua Rebeldia, levantaram um chefe
d-O Agente do Mal e sua ação:
Quando, por exemplo, alguns falam de Satanás como se fosse um poder independente, autônomo e livre para fazer o mal neste mundo, está indiretamente entrando na área que trata dos decretos de Deus e da sua maneira de governar o mundo.
Ainda, quando alguns revelam possuir, informações extra bíblicas, sobre o mundo invisível dos anjos e demônios – como por exemplo, o nome de determinados demônios e os locais geográficos onde supostamente habitam – está entrando na epistemologia, ou teoria do conhecimento.
Essa área trata do modo pelo qual conhecemos as coisas ao nosso redor, inclusive o acesso humano ao conhecimento.
II Co.10. 5:
derribando raciocínios e todo baluarte que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo;
III - Descrevendo a Rebelião segundo o próprio Livro do Deus do Livro:
Procurei entender o que é Rebelião contra Deus e seus efeitos, com definições da própria Palavra de Deus e encontrei algumas das muitas definições daquele e à aquele que se rebela contra Deus.
a-É como feitiçaria e produz rejeição de Deus:
I Sm.15.23:
Porque a rebelião é como o pecado de adivinhação [ou de feitiçaria], e a obstinação é como a iniqüidade de idolatria. Porquanto rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou, a ti, para que não sejas rei.
b-É acrescentado além do pecado natural cometido por alguém:
Job 34. 37:
Porque ao seu pecado acrescenta a rebelião; entre nós bate as palmas, e multiplica contra Deus as suas palavras.
Daniel 9..5:
pecamos e cometemos iniqüidades, procedemos impíamente, e Fomos Rebeldes, apartando-nos dos teus preceitos e das tuas ordenanças.
c-É uma transgressão contra Deus, quando damos ouvidos à voz da rebelião:
Isaías 59. 13: Transgredimos, e negamos o Senhor, e nos desviamos de seguir após o nosso Deus; falamos a opressão e a rebelião, concebemos e proferimos do coração palavras de falsidade.
d-Leva a morte.
Jr.28. 16: Este ano morrerás, porque pregaste rebelião contra o Senhor.
e-Impede de ver os bens do Senhor, na terra dos viventes.
Nm.20.24: Arão...não entrará na terra que dei aos filhos de Israel, porquanto fostes rebeldes contra a minha palavra no tocante às águas de Meribá.
f-Tem seu nome riscado no meio do povo de Deus:
Jr.28. 16: Pelo que assim diz o Senhor: Eis que te lançarei de sobre a face da terra. Este ano morrerás, porque pregaste rebelião contra o Senhor. 32 portanto assim diz o Senhor: Eis que castigarei a Semaías, o neelamita, e a sua descendência; ele não terá varão que habite entre este povo, nem verá ele o bem que hei de fazer ao meu povo, diz o Senhor, porque pregou rebelião contra o Senhor.
g-Até sacerdotes podem sofrer com a rebeldia:
Nm.20.24:
Arão será recolhido a seu povo, porque não entrará na terra que dei aos filhos de Israel, porquanto fostes rebeldes contra a minha palavra no tocante às águas de Meribá.
I Rs.13. 26:
Quando o profeta que o fizera voltar do caminho ouviu isto, disse: É o homem de Deus, que foi rebelde à palavra do Senhor; por isso o Senhor o entregou ao leão, que o despedaçou e matou, segundo a palavra que o Senhor lhe dissera.
Mas por outro lado não ser rebelde a Deus traz vitórias para o fiel:
Nm.14.9: Tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor, e não temais o povo desta terra, porquanto são eles nosso pão. Retirou-se deles a sua defesa, e o Senhor está conosco; não os temais.
IV - Como combater a rebelião:
Ex.23.21:
Anda apercebido diante dele, e ouve a sua voz; não sejas rebelde contra ele, porque não perdoará a tua rebeldia; pois nele está o meu nome.
A - O foco:
'Grande será o regozijo dos santos naquele dia em que o Senhor irá vindicar a sua majestade, exercer o Seu domínio formidável, magnificar a Sua justiça, e derribar os orgulhosos rebeldes que ousaram desafiá-lo.' Pr.Prof. João Alves dos Santos. Ou seja, havemos de ver, quão terrível será a condenação daqueles que se rebelaram contra Deus.
Uma vez observada a origem da Rebelião é necessário estabelecer uma co-relação entre a Rebelião, suas causas e a manifestação de Deus sobre tal ato, que digo, não é uma ação apenas humana, mas também acontecida entre as hostes divinas, através de Lúcifer.
O mais intrínseco da Rebelião é o querer desordenado de realizar, atos ao seu bel-prazer, seja, entre os seres criados na esfera divina, seja, entre nós, os homens, algo infelizmente, iniciado desde o nosso pai Adão.
A rebeldia é um agente contaminador e vem atuando desde a época do Éden e se estendeu até mesmo entre o povo de Deus – Israel – de tal forma que Moisés sabedor disto deixou nas suas últimas palavras no seu quinto Livro do Pentateuco, o Livro de Deuteronômio, as seguintes palavras:
Dt.31.27:
Porque conheço a vossa rebeldia e a vossa dura cerviz; eis que, vivendo eu ainda hoje convosco, rebeldes fostes contra o Senhor; e quanto mais depois da minha morte!
Mas, esta passagem nos mostra que um homem de Deus, mesmo sendo contrariado, em alguns momentos, e tendo a Unção divina, consegue mitigar, a quase, irresistível e contumaz rebeldia natural de uma Nação, sob a ação de Deus e pode interceder por eles.
Graças à Deus, que em nossos dias, Jesus Cristo é o Libertador e Sumo Sacerdote que intercede por nós, quando caímos neste laço e ainda nos mandou um "allos" Consolador – O Espírito Santo, que nos guia em toda a Verdade.
Necessário se faz entender como Deus age antes e depois do ato da rebeldia ou rebelião.
Primeiro, quando enumerei acima, alguns atributos Teontológicos, vemos que nele estão inferidos:
a-Justiça perfeita
Juízo em função desta justiça divina, incluída:
"A ira de Deus pode ser definida como "a justa indignação, cólera ou vingança que Deus exercita contra o pecado".

O que é o pecado, se não Rebelião contra a vontade de Deus?
A ira de Deus é sua eterna ojeriza por toda injustiça.

b-Santidade absoluta:
Deus é o padrão de Santidade:

"O Deus da Bíblia é inerentemente, independentemente, infinitamente e imutavelmente santo. Como tal, Ele não é sujeito a qualquer padrão externo e objetivo de santidade, mas Ele mesmo é o padrão de Santidade."
c-Soberania de Deus:
E entre os homens, como estudamos em lição passada [entre eles atributos comunicáveis de Deus: como santidade, bondade, amor...]:
d-Livre Arbítrio – vontade própria
e-Obediência

f-Mandato de ordenação - ... domine ele sobre os...
g-Santificação –

Antigo Testamento:
Lv. 11. 7 Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus.
Novo Testamento:

I Pe.1.15:
mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento;Quando o homem perde estes valores ele está no mesmo caminho de Adão e procura esconder-se de Deus.
O homem reluta em meditar na ira de Deus, se nós começarmos pensar, quando formos praticar algo, que é Rebeldia, contra a vontade de Deus teremos uma forma de quantificar, até que ponto os nossos corações reagem à Sua influência, seja a Influência Benéfica da Sua vontade.

A - A Ira de Deus
é uma perfeição do caráter divino sobre a qual precisamos meditar com freqüência.
Diz o pastor João Alves Titular da cadeira acadêmica de Teontologia:"Cada um de nós precisa vigiar o mais possível em oração contra o perigo de criar em nossa mente uma imagem de Deus segundo o modelo das nossas inclinações pecaminosas. Desde há muito o Senhor lamentou: "... pensavas que (Eu) era como tu"(Sl.50:21)."
Definitivamente creiamos e pensemos nisto: Deus não é como nós, Ele não tolera Rebeldia contra a Sua Vontade.
Lembro-me que Paulo anuncia a Timóteo sobre este tempo:nII Tm.3. 1.ss: Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder.
V - A Rebeldia nos dias contemporâneos:
No Antigo testamento:
Ex.23.21:
Anda apercebido diante dele, e ouve a sua voz; não sejas rebelde contra ele, porque não perdoará a tua rebeldia; pois nele está o meu nome.
No Novo testamento:
João3. 4:
Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia. Na versão da Bíblia digital – cortesia Tio Sam.
VI- A bondade de Deus para com Suas criaturas em geral.
Esta pode ser definida como a perfeição de Deus que O leva a tratar benévola e generosamente todas as Suas criaturas, de tal forma, que a extensão de seu amor levou Jesus – O Unigênito – à cruz do Calvário.
Rebelde
Rebelião
Grego:
"Rebelião" no grego é "parapikrasmos".

"Un primer tema relacionado con el endurecimiento del corazón en Heb. 3. 1-4. 12 es la rebelión (gr. parapikrasmos, lit. "amargura", «exacerbación», «exasperación»; véase Heb. 3. 8; de ahí, "Altercado" (BL);«encono»; "Querella" (BJ); "rebelión" o "provocación" del pueblo creyente ante Dios." Trecho em espanhol.
Ao procurarmos a etimologia da palavra no grego, veremos que a raiz da palavra 'pikos', nos conduz a uma inferência desta raiz, que significa "amargo".
Por isto mesmo é que precisamos nos tornar leitores da Palavra do Deus da Bíblia que é "doce como mel" e dizer: "achando as tuas palavras logo as comi”.
VII - Origem da Palavra:
Hebraico:
MARAI, hebraico: levantado pelo Senhor ou rebelião.

MARAIOTE, hebraico: rebelde.
MERATAIM, hebraico: dupla rebelião.

MEREDE, hebraico: rebelião.
a-Definindo a Palavra:

Rebelião é um estado de revolta contra uma situação dominada por outrem. Pode-se entender que alguém submisso se revolte contra as condições que vive ou de domínio de alguém superior.
Mas, a rebelião contra o Deus da Bíblia foi a rebelião tipificada, não pela condição do Governo Divino, que é um governo de Amor, mas pela tentativa, gerada pelo ciúme e orgulho de um ser que queria ser o que é impossível a todos: ser igual a Deus e sentar-se em seu Trono.
Is.14.13: E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono; e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do norte; 14 subirei acima das alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo.
A minha Glória a outro não darei!
A- A Rebelião tem algumas características:
1-É sub-reptícia
2-É aglutinadora
3-É interna
4-É como uma onda, é crescente.
Torna a criatura de Deus esquecida, das bênçãos e a faz perder a audição espiritual:
Ne.9.16.ss: Eles, porém, os nossos pais, se houveram soberbamente e endureceram a cerviz, e não deram ouvidos aos teus mandamentos, recusando ouvir-te e não se lembrando das tuas maravilhas, que fizeste no meio deles.
5-É deformadora.
Ez.28.6.ss: portanto, assim diz o Senhor Deus: Pois que consideras o teu coração como se fora o coração de um deus....Estiveste no Éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a cornalina, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro...Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus..Perfeito eras nos teus caminhos, desde...que foste criado, até que em ti se achou iniqüidade....o teu coração se encheu de violência, e pecaste; pelo que te lancei, profanado, fora do monte de Deus, e o querubim da guarda te expulsou...Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor...eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu a ti, e te tornei em cinza sobre a terra, à vista de todos os que te contemplavam...os povos estão espantados de ti; chegaste a um fim horrível, e não mais existirás, por todo o sempre.
6-É enlouquecedora, isto é, tira as faculdades de pensar.
Veja o texto supra sobre Nabal, marido de Abigail, futura viúva do mesmo, e tomada como esposa por Davi.
7-É roubadora de corações, para formar um grupo contra o alvo da rebelião:
II Sm.15.6 Assim fazia Absalão a todo o Israel que vinha ao rei para juízo; desse modo Absalão furtava o coração dos homens de Israel.
8-Endurece o coração e a cerviz – endurecer: formar calo, tornar insensível.
I Sm.25.3: Chamava-se o homem Nabal, e sua mulher chamava-se Abigail; era a mulher sensata e formosa; o homem porém, era duro, e maligno nas suas ações; e era da casa de Calebe. 25 Rogo-te, meu senhor, que não faças caso deste homem de Belial, a saber, Nabal; porque tal é ele qual é o seu nome. Nabal é o seu nome, e a loucura está com ele; 37 Sucedeu, pois, que, pela manhã, estando Nabal já livre do vinho, sua mulher lhe contou essas coisas; de modo que o seu coração desfaleceu, e ele ficou como uma pedra.
Para compreendermos melhor sobre o descanso de DEUS precisamos penetrar um pouco nesses versículos que tratam da Rebelião do povo de Israel logo após o livramento da escravidão.
B - Um exemplo:
A rebelião de um povo:
A Rebelião do povo de DEUS no deserto:

A palavra "provocação" (ou rebelião) refere-se ao incidente do capítulo 15 de Êxodo versículos 22-25 e também do capítulo 17.1-7 e 32.
A palavra usada para "rebelião" no grego é "parapikrasmos".
Essa palavra ocorre somente aqui e no versículo 15 de Hebreus 3 em todo o Novo Testamento; e vem da raiz 'pikros' que significa "amargo". Mara- Ex.15.23: E chegaram a Mara, mas não podiam beber das suas águas, porque eram amargas; por isso chamou-se o lugar Mara.
Ao que nos parece, aquilo que era apenas um sintoma, tornou-se um hábito a ponto de DEUS ter se indignado contra eles durante a peregrinação no deserto.
VIII - O objetivo dessa lição é nos advertir quanto a Rebelião contra DEUS.
a-O nosso coração por natureza é de pedra.
O endurecimento do nosso coração flui da intenção depravada que existe no homem adâmico que reside dentro de nós que procura dificultar a ação da Graça de DEUS.
Somente o nosso Pai Celeste com o poder da Sua Palavra pode abrandá-lo.
A inclinação do homem natural é sempre para o mal, portanto, jamais cessaremos de resistir a DEUS. Precisamos viver constantemente uma vida de renúncia na cruz de CRISTO para que esse coração rebelde não se manifeste contra DEUS.
O escritor aos Hebreus nos mostra, assim como os Israelitas no deserto perderam a oportunidade de possuir a terra de Canaã, por Rebeldia, também, nós os Cristãos poderão perder a sua herança celestial.
Massa e Meribá (Ex 17.1-7: 2 Então o povo contendeu com Moisés, dizendo: Dá-nos água para beber. Respondeu-lhes Moisés: Por que contendeis comigo? por que tentais ao Senhor?... 7 E deu ao lugar o nome de Massá e Meribá, por causa da contenda dos filhos de Israel, e porque tentaram ao Senhor) - esses lugares são sinônimos de "prova" e "rebelião".
Conclusão:
Poderíamos ir muito além sobre este rico assunto.
Mas, o que fica de entendimento e crescimento ao povo de Deus nesta Lição-CPAD é que:
A Soberania de Deus já mais pode ser contestada por meio da cobiça, orgulho e adultério ou prostituição doutrinária e espiritual.
A tudo isto Deus cobrará pesadamente aos que assim procederem.
Primeiro:
Endurecendo-lhes o coração
Segundo:
Condenando-os ao distanciamento de sua Presença
Terceiro:
Tornando a vida dos que assim procedem amargamente, sem o doce sabor da sua Palavra e presença, pelo Espírito Santo.
Quarto:
Muda o padrão do certo em errado e o errado por certo:
Antigo testamento:
Isaías 5.20:
Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que põem as trevas por luz, e a luz por trevas, e o amargo por doce, e o doce por amargo!
Novo testamento:
Tg.3.11:
Porventura a fonte deita da mesma abertura água doce e água amargosa? 12 Meus irmãos, pode acaso uma figueira produzir azeitonas, ou uma videira figos? Nem tampouco pode uma fonte de água salgada dar água doce.
Quinto:
Produz vergonha ao rebelde e ao povo que contende contra o Senhor:
A - Note a atualidade da rebeldia em comparação aos nossos dias:
OSÉIAS 4.1.ss:...O Senhor tem uma contenda com os habitantes da terra; porque na terra não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus. Só prevalecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar, e o adulterar; há violências e homicídios sobre homicídios....e todo o que nela mora desfalece... os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar perecem. Todavia ninguém contenda, ninguém repreenda; pois é contigo a minha contenda, ó sacerdote. Por isso tu tropeçarás de dia, e o profeta contigo tropeçará de noite; e destruirei a tua mãe. O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento....rejeitaste o conhecimento...eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim...te esqueceste da lei do teu Deus...Quanto mais eles se multiplicaram tanto mais contra mim pecaram: eu mudarei a sua honra em vergonha. Alimentavam-se do pecado do meu povo...como é o povo, assim será o sacerdote; e castigá-lo-ei conforme os seus caminhos, e lhe darei a recompensa das suas obras....espírito de luxúria os enganou, e eles, prostituindo-se, abandonam o seu Deus.... Eu não castigarei vossas filhas pois o povo que não tem entendimento será transtornado.
a-No entanto, há como mudar esta Situação:
Precisamos:
b-Mudar de lugar, sair do meio da casa rebelde ou de nossa posição de rebeldia:
Ez.12.2,3: Filho do homem, tu habitas no meio da casa rebelde, que tem olhos para ver e não vê, e tem ouvidos para ouvir e não ouve; porque é casa rebelde.Tu, pois, ó filho do homem, prepara-te os trastes para mudares para o exílio, e de dia muda à vista deles; e do teu lugar mudarás para outro lugar à vista deles; bem pode ser que reparem nisso, ainda que eles são casa rebelde.
Se nos arrependermos Ele promete:
c-Nos dar um novo coração:
Ez. 11. 19: E lhes darei um só coração, e porei dentro deles um novo espírito; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne...
d-Transformar maldição em benção:
II Rs.25. 29:
Também lhe fez mudar as vestes de prisão; e ele comeu da mesa real todos os dias da sua vida.
Ex.15.25: Então clamou Moisés ao Senhor, e o Senhor mostrou-lhe uma árvore, e Moisés lançou-a nas águas, as quais se tornaram doces. Ali Deus lhes deu um estatuto e uma ordenança, e ali os provou.

f-Mitigar a condenação:
Nos renovar na doçura de sua Palavra:
Sl.119. 103:
Oh! quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! Mais doces do que o mel à minha boca. A Palavra de Deus é o padrão e antídoto Teológico divino contra a Rebelião.
Fonte:
Teontologia – Andrew Jumper.
Pr.Prof. João Alves dos Santos.
Bíblia digital – cortesia Tio Sam.
Bíblia Sagrada – JFA –ERC – SBB –1969.
Lição 07 – CPAD.
Pr. Elinaldo Renovato de Lima.
Pastor Zico
Celebrando Deus
Dr.Prof. Pastor Augustus Nicodemus.
Pequena Enciclopédia Bíblica – O S Boyer – Editora Vida – 7ª edição
Apontamentos do autor.
Recursos Teológicos
EL ENDURECIMIENTO DEL CORAZÓN - EN SEIS TEXTOS BÍBLICOS
Una tesis presentada a La facultad de la Universidad FLET
En cumplimiento parcial de los requisitos para obtener el grado de MAESTRÍA EN ESTUDIOS TEOLÓGICOS por Juan R. Gerena Ortiz - Noviembre de 2006.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical