quinta-feira, agosto 13

A Gripe do Vírus H1N1[suína] e os Cultos. Gripe suína leva rabinos a sugerir mudança de hábitos religiosos em Israel

Gripe suína leva rabinos a sugerir mudança de hábitos religiosos em Israel

A gripe suína está afetando as relações entre as comunidades.

Sejam as relações no trabalho, na vida social diária e agora já chegou às religiões.

Rabinos fazem oração em avião contra gripe suína

Os rabinos líderes em Israel, mesmo os mais ortodoxos preocupados com o alastramento do vírus H1N1 já pensam em rever alguns hábitos da religião judaica, um deles extremamente importante refere-se ao beijo dado na mezuzah, todos os dias ao sair e entrar de suas casas, como nós os cristãos temos o hábito de orar ao sair e entrar em nossas casas.

A questão é relevante pelo peso ainda real ligado aos mandamentos da Lei Mosaica e por ser um hábito/Mandamento baseado no Livro do Deuterônomio.

A mezuzah é uma caixinha que contém a Palavra de Deus.

E nós como faremos nas nossas Igrejas em que se acumulam, por vezes, milhares de pessoas?

Qual é a nossa posição?

Salmo 91, Salmos 34....

Eis aí uma questão para nos debruçarmos nela e verificar como agir em nome da nossa fé ou em nome da dúvida de alguns?

Será que você já não pensou nisto?

Primeiro, Confie em Deus, mas faça a higienização recomendada pelos sanitaristas, alimente-se bem, não tussa sobre os outros; ao sentir algum sintoma procure um médico; se você ficar gripado use uma máscara indicada, pois além da própria Igreja, você anda e entra em locais públicos e deve demonstrar AMOR pela vida dos outros, NÃO SEJA UM VETOR DA DOENÇA.

No meu estudo/livreto, sobre os Presbíteros, ensino, que na liturgia da consagração do pão e do vinho, os ministros e obreiros orem com as bandejas e utensílios acima do nível de suas bocas, para que se preze com o devido respeito a membresia que vai participar do ato.

Afinal, alguém que vir a cena, sabe que ali está alguém com boa orientação ministerial e respeitando o próprio ato.

A Bíblia e a questão médica e sanitária:

Lc.5. 31 Respondeu-lhes Jesus: Não necessitam de médico os sãos, mas sim os enfermos;

Deus deu aos seu povo regras de higiene e sanitárias:

Lv.15. 11. Também todo aquele em quem tocar o que tiver o fluxo, sem haver antes lavado as mãos em água, lavará as suas vestes, e se banhará em água, e será imundo até a tarde.

Dt.23. 9-13. Quando te acampares contra os teus inimigos, então te guardarás de toda coisa má. Se houver no meio de ti alguém que por algum acidente noturno não estiver limpo, sairá fora do arraial; não entrará no meio dele. Porém, ao cair da tarde, ele se lavará em água; e depois do sol posto, entrará no meio do arraial. Também terás um lugar fora do arraial, para onde sairás[lugar para necessidades fisiológicas]. Entre os teus utensílios terás uma pá e quando te assentares lá fora, então com ela cavarás e, virando-te, cobrirás o teu excremento; [este texto se refere a soldados em situação de guerra, longe das famílias, esposas, etc.].

Para que não fossem transmitidos vermes, ou doenças aos outros soldados que estavam no campo de batalha.

Mc.7. 3. Pois os fariseus, e todos os judeus, guardando a tradição dos anciãos, não comem sem lavar as mãos cuidadosamente;

As nossas Igrejas devem manter boa ventilação, que permitam uma mínima circulação do ar, msmo que seja com ventiladores[ventilação forçada], ou manter portas e janelas abertas.

Veja o que dizem as autoridades de saúde sanitária brasileiras:

O diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage:

a tendência observada em outros países é que a influenza A (H1N1)substitua gradativamente a influenza sazonal ou gripe comum, o que deverá também acontecer no Brasil. Diário da Saúde/com Agências.

Nota do editor: este tipo de gripe deve ser comum nos próximos anos,.

No Brasil os Institutos de pesquisas de vacinas, já estarão entregando milhões de doses nos próximos meses.

AGORA:

Tome o cuidado para que a influenza, leve você deixar de ir à Casa de Deus usando o vírus H1N1 como desculpa, para não cultuar a Deus!

Até porque Deus, ainda continua curando os enfermos!

E mais, até agora, nenhuma notícia foi dada sobre a ocorrência de transmissão do vírus em lugares como auditórios ou Igrejas....E mais, quem entre nós deixou de ir trabalhar em seu ambiente de trabalho, às vezes, um escritório fechado ou com ar-condicionado que circula por todo o prédio?

Ou aquele que atende público em bancos, repartições públicas, exceção as escolas por prevenção, pois veja o que diz o Diretor Dr. Hage:"Já sobre o adiamento do retorno às aulas na tentativa de conter a doença, Hage admitiu que ainda não há dados que comprovem a eficácia de tais medidas".

Ou seja, foi uma medida meramente preventiva, até porque as crianças continuam em contato com seus vizinhos de rua, de prédio e em Shoppings...

Leia a Notícia:

Gripe suína leva rabinos a sugerir mudança de hábitos religiosos em Israel!

Guila Flint

De Tel Aviv para a BBC Brasil

13 de agosto, 2009

foto do vírus H1N1.[crédito diário da saúde]

O alastramento da gripe suína em Israel está levando líderes religiosos a rever costumes profundamente arraigados na tradição judaica e instruir seus seguidores a mudá-los para impedir a propagação da epidemia.

O rápido aumento no número de casos de gripe suína em Israel gera dilemas de caráter religioso.

Um deles se refere a um antigo costume da tradição judaica, de beijar a mezuzah.

A mezuzah é um objeto instalado no umbral das portas de residências judaicas que contém um pergaminho dobrado, escrito em hebraico, com trechos da principal oração do livro Deuteronômio, do Velho Testamento.

Pessoas religiosas costumam beijar a mezuzah ao entrar e sair de casa e o objeto tambem é colocado nos umbrais de portas de instituições públicas, inclusive em hospitais.

O beijo não é direto, as pessoas costumam tocar na mezuzah com a mão e depois levá-la aos lábios.

Colônia de bactérias

De acordo com o medico Ilan Yungster, do hospital Assaf Harofeh, a mezuzah pode ser uma "colônia de bactérias" e portanto o costume não é recomendável.

O médico também disse que, “por ser um objeto religioso, existe um receio de desinfetar a mezuzah”.

Segundo o site de notícias Ynet, vários médicos afirmaram que bactérias podem sobreviver por longos periodos na superficie de todos os tipos de objetos, mas se negaram a mencionar especificamente a mezuzah, “por não querer complicações com os rabinos”.

O grão-rabino de Israel, Shlomo Amar, afirmou que pessoalmente pretende continuar com o costume mas disse que “se há perigo, deve-se beijar ‘o ar’”.

O rabino mencionou a possibilidade de que as pessoas não toquem diretamente no objeto e afirmou que, se o Ministério da Saúde emitir uma instrução oficial contra o beijo à mezuzah, “recomendo colocar a mão perto dela e depois beijar, para não perder esse costume bom e importante”.

Visita a hospitais

Com o agravamento da gripe suína, as autoridades médicas recomendaram que o público evite visitas aos hospitais.

Essa recomendação também gera um dilema para o público religioso, que costuma seguir outro preceito bastante arraigado na tradição, que é o de visitar os doentes.

A rádio religiosa Kol Hai informou que vários rabinos autorizaram seus seguidores a cumprir as instruções das autoridades médicas e não ir visitar os doentes nos hospitais.

De acordo com o Ministério da Saúde, nas últimas duas semanas o número de infectados pela gripe suína em Israel aumentou mais de três vezes.

Desde julho, as autoridades instruíram os hospitais a realizarem exames específicos da gripe apenas em caso de doentes crônicos ou de mulheres grávidas, portanto não se sabe o número exato de pessoas infectadas no país.

Foram registrados sete casos de morte pela doença desde o início da epidemia e atualmente 13 doentes infectados encontram-se hospitalizados em estado grave.

DO MESMO ASSUNTO:

Rabinos fazem orações em avião contra gripe suína

12 de agosto, 2009

Cerca de 50 rabinos e líderes religiosos de Israel sobrevoaram o país com a missão de lançar suas bênçãos das alturas para espantar a gripe suína.

Os religiosos cantaram orações e tocaram a tradicional corneta Shofar, feita com chifre de carneiro.

Em entrevista ao jornal israelense Yedioth Aharanot, o rabino Yitzhak Batzri disse que o objetivo do voo foi "interromper a pandemia para que as pessoas parem de morrer da doença".

A gripe suína é geralmente chamada de H1N1 em Israel, onde os porcos são considerados animais "impuros".

Segundo o Ministério da Saúde de Israel, já há mais de 2.000 casos de gripe suína no país, com cinco mortes até agora.

O que é a Mezuzah:

A Mezuzah é um símbolo da fé judaica merecedor de grande respeito. A mezuzah é uma caixa tubular de madeira, vidro ou metal, em geral de 3 a 4 polegadas de comprimento, contendo um pedaço pequeno de pergaminho, no qual em 22 linhas estão escritas passagens bíblicas que fazem parte do "shemá" (oração da unicidade de D'us). Tem uma pequena abertura na parte superior com a palavra Shadai (um dos nomes místicos de D'us), impressa no verso do pergaminho. É fixada na batente direita das portas de cada quarto de uma residência ou escritório (incluindo garagens), mas nunca deve ser colocada na entrada de casas de banho e em espaços com uma área inferior a 1,8 metros quadrados. Ela é afixada no terço superior do batente direito, na parte mais externa do umbral e em posição oblíqua, com a parte superior apontada para o interior do aposento, para os ashkenazim, e em posição quase reta para os sefaradim.
Costuma-se beijá-la quando se sai ou entra em casa, tocando-a com as pontas do dedos e em seguida tocando os lábios. O significado religioso mais profundo do seu simbolismo seria lembrar ao homem a unicidade de D'us e induzi-lo a amá-lo. Essa contemplação desperta-o e o conduz ao caminho certo.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical