quinta-feira, agosto 27

LIÇÃO 09 - O CRENTE E AS BENÇÃOS DECORRENTES DA SALVAÇÃO


O CRENTE E AS BENÇÃOS DECORRENTES DA SALVAÇÃO
LIÇÃO 09 – CPAD AUTOR: Osvarela


Texto Áureo: Fp. 2.12. “DE SORTE QUE, MEUS AMADOS, ASSIM COMO SEMPRE OBEDECESTES, NÃO SÓ MUITO MAIS AGORA NA MINHA PRESENÇA, MAS MUITO MAIS AGORA NA MINHA AUSÊNCIA, ASSIM TAMBÉM OPERAI A VOSSA SALVAÇÃO COM TEMOR E TREMOR”.
Leitura Bíblica em Classe:
I João 3.6-10.
Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu. Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo. Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus.
Pensamento:
A Obra vicária e salvítica de Jesus Cristo tem sido por vezes, mal-entendida por alguns crentes, desde os tempos de João, O Apóstolo.
O fato de Jesus realizá-la não dispensa o que Paulo nos quer dizer, no Texto Áureo: “ASSIM TAMBÉM OPERAI A VOSSA SALVAÇÃO COM TEMOR E TREMOR”.
Alguém falou a certo pastor: "A Escritura afirma que 'Não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim'. Não temos que fazer mais nada por nossa santificação, mas simplesmente nos rendermos a Deus e deixarmos que Ele faça tudo".
Na verdade esta pessoa estava refletindo o ensino de um movimento nos Estados Unidos, chamado "Vida Mais Profunda" (deeper life). Do texto de John F. MacArthur Jr.
O quietismo, ou seja, achar que não precisamos de mais nada ou de fazer algo para que alcancemos todas as Bênçãos decorrentes da Salvação, para alguns crentes, tem sido uma forma de paralisia espiritual que, impede-os de receber ou colher muito mais do que possamos pensar ou imaginar, neste lugar que espiritualmente fomos alçados “nas regiões celestiais”.
Em vários trechos a Bíblia Sagrada nos exorta a realizar algumas ações, que não desmerecem, pelo contrário, demonstram o quanto foi valioso o Sacrifício de Cristo pela Nossa salvação, de tal modo, que devemos zelar por este feito. Hebreus 6:11-12: “Mas desejamos que cada um de vós mostre o mesmo cuidado até ao fim, para completa certeza da esperança;Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas”.Tt. 3.8. Fiel é a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens.a palavra do Apóstolo Paulo exorta a Tito e aos seus leitores que, existem coisas boas e proveitosas a serem desfrutadas na Salvação.
Etimologia:
Onésimo quer dizer útil ou proveitoso no grego.
Sarx X Soma: S. Paulo lista os trabalhos da carne em Gal. 5:19-21, ele menciona coisas como sedição, heresia e inveja, que não têm conexão especial com o corpo.
Ainda em outro sentido, carne denota o todo da estrutura alma-corpo na medida em que um homem é redimido. A alma assim como o corpo se torna carnal, assim como o corpo e também a alma pode se tornar espiritual.
Operar - verbo transitivo – agir, por em funcionamento ou realizar uma tarefa. Proceder a uma operação.
Agir - andar, fazer, operar, praticar, proceder...
Agir - ativo – ação.
A sua obra vicária tenha sido somente para disponibilizar a salvação e suas bênçãos decorrentes (como a vida em abundância, por exemplo) para quem quiser usufruir (mas só para quem quiser).
A característica do gênio filosófico grego pode-se compendiar em alguns traços fundamentais: racionalismo, ou seja, a consciência do valor supremo do conhecimento racional; esse racionalismo não é, porém, abstrato, absoluto, mas se integra na experiência, no conhecimento sensível; o conhecimento, pois, não é fechado em si mesmo[nota do autor do texto: quando João escreve, o conhecimento era uma arma dos gnósticos, para manter sob seu comando, aqueles crentes que os acompanhavam, pois ter o conhecimento era considerado ser superior, no entendimento gnóstico.] mas aberto para o ser, é apreensão (realismo); e esse realismo não se restringe ao âmbito da experiência, mas a transpõe, a transcende para o absoluto, do mundo a Deus, sem o qual o mundo não tem explicação; embora, para os gregos, o "conhecer" - a contemplação, o teorético, o intelecto - tenham a primazia sobre o "operar" - a ação, o prático, a vontade - o segundo elemento todavia, não é anulado pelo primeiro, mas está a ele subordinado; e o otimismo grego, conseqüência lógica do seu próprio racionalismo, cederá lugar ao pessimismo, quando se manifestar toda a irracionalidade da realidade, quando o realismo impuser tal concepção[1Co 1:18 - Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.]. Entre as raças gregas, a cultura, a filosofia, são devidas, sobretudo, aos jônios, sendo jônios também os atenienses [lembre de Paulo no areópago].
Quietismo:
Sistema místico que afirmava a inutilidade do esforço humano para a salvação e a santificação. Criado pelo padre espanhol Miguel de Molinos no final do século XVII. Fénelon ; Heresia ; Malebranche, Nicolas
Doutrina de origem visivelmente iluminista, o quietismo teve grande repercussão por toda a Europa no século XVIII e foi condenado como herético.
Quietismo foi um sistema místico que afirmava a inutilidade do esforço humano para a salvação e a santificação. Embora seus elementos principais estejam presentes em vários movimentos religiosos cristãos e não-cristãos, o termo é usualmente aplicado à doutrina difundida na Europa a partir do Guia espiritual (1675) do padre espanhol Miguel de Molinos, cujos preceitos opunham-se ao rigor da ascese jansenista.
Todos os atos de piedade eram considerados dispensáveis e a alma deveria se manter em absoluta passividade para se comunicar com Deus e alcançar a perfeita contemplação. O desejo de agir era visto como ofensa a Deus, pois só a inatividade poderia trazer a alma de volta a seu princípio divino. Somente aqueles que experimentassem tal anulação mística poderiam sentir a vontade de Deus, pois sua própria vontade teria sido destruída.
No fim do século XIX surgiu no Reino Unido uma comunidade que integrava doutrinas budistas com as idéias de Molinos.
O Oposto e a discussão entre os adeptos de cada Sistema:
Não confundir com a expressão “tenhamos uma vida quieta e sossegada” I Tm.2.2.
O oposto do quietismo é o "pietismo", que ensina que os crentes devem trabalhar muito e praticar uma autodisciplina extrema para conseguirem piedade pessoal. Devemos fazer estudos bíblicos enérgicos, ser auto-disciplinados, obedientes, diligentes para conseguirmos vidas santas. Mas não pára aí; adota padrões legalistas no seu modo de vestir, de comer, no seu estilo de vida, etc.
Muitos quietistas e pietistas concordam em que a salvação é pela graça, por meio da fé, mas a discordância deles é na área da santificação. Os quietistas desprezam o esforço do crente e arriscam-se a promover a irresponsabi1idade, a apatia espiritual. Os pietistas exageram o esforço humano e tendem a provocar o orgulho e a cair no legalismo.
Conseqüências da Salvação:
Rm.5.10. Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.
I - Regeneração:
Tt.3.5. Não pelas
obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo...
Operação que transforma aquele que estava morto pelo Novo Nascimento em Cristo regenerando toda a densidade espiritual [mudança de estado espiritual do homem], antes dominada pela concupiscência, maldade, iniqüidade, malignidade, pela nova Vida em Cristo, livre dos danos do pecado, que condenam o homem em vida à morte.
A regeneração trabalha na consciência humana, regenerando-a e promovendo um bem-estar, mesmo em situações difíceis, é a
É a idéia central da Salvação em contraposição a maldição constatada em Rm. 6.23, Efésios 2.1:“Ele vos deu VIDA estando vós MORTOS em vossos delitos e pecados”.
Regenerar o espírito e alma do homem significa mudança de comportamento:
Regenerar, segundo Apóstolo Paulo significa a desconstrução do velho homem, para que, não mais sirvamos a velha “sarx” [significando toda a natureza caída e pecadora imersa na maldade e iniqüidade inerente ao homem natural], mas andemos em novidade de vida.
Soma – corpo.
É o destronar do pecado e a entronização de Deus.
Rm.6.6.ss.
Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.
O ANTIGO E O NOVO:
Vendidos
Agora comprados
Escravos do pecado
Agora livres do pecado
Antes carnal
Agora espiritual
Antes ávido e praticante do pecado
Antes servo do pecado
Agora vivendo Salmos 1 e servo de Jesus, com toda a aparência que Ele nos transmite pela ação dos seus atributos á nos comunicados e comunicáveis.
O Exemplo de Cristo:
Quando comparamos, nos comparamos com o exemplo maior da realização ou desenvolvimento da Salvação, Jesus.
Todos os exemplos que nos levam a entender o que seja este operar, ou agir, em consonância com a Obra Transformadora da salvação.
É necessário:
Agir
Trabalhar
Deixar:
Ato 4:20 - Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido.
2Pe 1:14 - Sabendo que brevemente hei de deixar este meu tabernáculo, como também nosso Senhor Jesus Cristo já mo tem revelado.
Físico – Mat 6:24 - Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
Convívio – João 7.5. Porque nem mesmo seus irmãos criam nele.
O mundo - 2Co 5:8 - Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor.
Tomar a Cruz de cada dia – A cruz de Cristo e seu fardo que é leve e suave.
Aceitar
Negar-nos.
Humilhar-nos.
Sermos odiados -
João 15.18. Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim.
Ouvir a voz do Pai. Heb 3:7 - Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz,
Procurar seguir o exemplo do Filho - Jesus Cristo.
Ser mal-entendido pelo Mundo, mas entendido por Deus. 1Co 1:18 - Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
1Co 1:21 - Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.
Ser considerado lixo pelo mundo. 1Co 4:13 - Somos blasfemados, e rogamos; até ao presente temos chegado a ser como o lixo deste mundo, e como a escória de todos.
Mas ser especial para Deus. Seja pela condição de Igreja e como Deus nos vê como individualmente Salvos, por Ele.
A - Passamos da Morte para Vida.
Rm. 8.1: agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, mas passaram da Morte para a Vida.
É o AVIVAMENTO: É o ato de tornar vivo.
Tornar vivo outra vez, a todo que aceita a Jesus como Salvador:
A questão da Salvação, tal como escrevemos no texto da lição anterior, envolve a questão da vida e da morte.
O homem que tinha vida morreu pela sua desobediência a ordem divina, o que lhe trouxe morte e a todos os homens nascidos de mulher, pelo Processo federativo, do qual, o cabeça, desta Dominação mortífera é Adão, o primeiro da espécie.
Mas, a salvação, que veio também por um homem mortal, mas em tudo obediente ao Pai, nos trouxe uma oportunidade especialmente adquirida na Morte pra nos dar Vida Eterna e esta faz parte das Bênçãos auferidas ou decorrentes da Salvação.
Rm. 6. 8.11. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências;
B – Mudança interior:
Etenebrecidos em nossos pensamentos pela transformação do mesmo, podemos, agora, deixar todos os frutos da carne, que são expressos na lista da Epístola escrita por Paulo a Tito, identificando os erros do homem, sem a Benção da Salvação.
Tt.3.3. Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.
C - De escravos a Herdeiros, por Jesus:
"O pecador é propriedade de Deus, não somente fugiu do seu Mestre como, também, O roubou. A lei não proporciona nenhum direito de asilo, mas, a graça concede o direito de apelar. Ele foge para refugiar-se em Cristo, a Quem, Deus tem como sócio. N’Ele, o pecador nasce de novo, e, como filho, tem nEle um intercessor como um Pai; ele volta para Deus e é recebido, não como escravo, mas como Cristo mesmo, e toda a sua dívida é posta na conta de Cristo". Bíblia em Esboço - On-line -
Um escravo no tempo de João era alguém com poucas esperanças, uma delas, era ser remido por alguém, assim, tanto Paulo quanto João, situam a condição salvítica de todos os homens á remissão por alguém com este poder, que não era passível ou possível de ser realizada, como na vida secular, por dinheiro, ouro ou prata, mas tão somente por sangue Imaculado de um homem, e este, Filho de Deus: Jesus Cristo.
Assim uma das bênçãos da Salvação é deixar de ser escravo e passar a usufruir dos direitos inerentes aos Salvos em Cristo Jesus.
A Bíblia através da Epístola do Apóstolo São Paulo narra de maneira rápida a modificação que a Salvação traz à vida de um escravo fugitivo, chamado Onésimo – que quer dizer Útil.
Paulo até faz uso deste nome, para numa forma gramatical de escrita, envolver o nome e a mudança comportamental e de atitude, do escravo após salvo por Cristo, para dizer que, o outrora Útil [Onésimo],mas anteriormente Inútil, pela fuga, se tornara realmente Útil, não só para seu Senhor Filemon (membro influente da igreja em Colossos), e como as Bênçãos Decorrentes da Salvação, o tornara um outro homem, agora realmente, fazendo jus ao seu nome Útil, não só para o Evangelho.
Agora se fazendo espiritualmente igual a seu Senhor Filemon, como membro do Corpo de Cristo, tanto quanto, para a Sociedade da época que, desprezava este tipo de escravo fugidio.
Filemon. 10 Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões;
11 O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar.
13 Eu bem o quisera conservar comigo, para que por ti me servisse nas prisões do evangelho; [utilidade de Onésimo é apontada; mudança pela Benção da Salvação]
15 Porque bem pode ser que ele se tenha separado de ti por algum tempo, para que o retivesses para sempre,
16 Não já como servo, antes, mais do que servo, como irmão amado, particularmente de mim, e quanto mais de ti, assim na carne como no Senhor?
Se olharmos para este mérito gratuito alcançado por Cristo, para nosso deleite e vida, podemos entender o significado da tão propalada e bem-aventurada Salvação, que é questionada por muitos, com a célere pergunta: “ser salvo de que?”. Salvos da Ira, da Morte e do Inferno.
Sem dúvida a maior Benção da salvação é nos livrar da Ira Futura destinada a exterminar e lançar no Inferno e no Lago de Fogo Satanás e seus anjos decaídos.
I Ts.1.10. E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.
Como esperamos e entendemos este livramento como Benção da Salvação:
Deus nos destinou não para a Ira, mas para a Salvação e tudo o que provém da mesma:
Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação.
I Ts. 5.8-9.
Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo,
A Herança:
Tt. 3.4.
Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna.
Somos herdeiros da Esperança: Hb.6.18. Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta;
Herdar as promessas:
Se não negligenciarmos a Nossa Fé alcançaremos aquilo que nos foi proposto.
Hb.6.12. Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas.
Ganho concreto, nesta vida e por fim o maior de todos os ganhos: A Vida Eterna com Deus:
Quando pensamos nas lutas e tribulações, quando como os discípulos, vemos gente rica e poderosa desprezando a mensagem de Cristo, ainda que, ele mesmo faça o chamado ao homem, somos tomados pelos discípulos por dúvidas, como:
O que ganharemos?
Luc 18:30 - Que não haja de receber muito mais neste mundo, e na idade vindoura a vida eterna.
O que fizemos em resolver seguir a Cristo, principalmente um Cristo que sofreu aqui na Terra [vamos nós para morrer com ele. João 11:16. Disse, pois, Tomé, chamado Dídimo, aos condiscípulos: Vamos nós também, para morrermos com ele.], um Cristo aparentemente fragilizado que, foi pregado num madeiro romano e mesmo ressurreto e ascendendo aos Céus, parece que, a vida aparentemente fácil daqueles que não assumiram o mesmo compromisso com Jesus [ver Salmos 73], é tranqüila.
I Co.15.19.Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.
A esperança
O exemplo, Pedro e a sua conversão:
Lc. 22.35. Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos.
O que ele era e o que se tornou com sua verdadeira Conversão.
A ação da Salvação é transformadora de tal forma que Deus aproveitando os atributos da personalidade de Pedro o incentiva a ser alguém impetuoso na Propagação do Evangelho, o que se confirma em Atos dos Apóstolos, em Gálatas, com o Apóstolo Paulo em Jerusalém e também nas Escrituras petrinas [I Pe. e II Pe.].
Aquele que cortou a orelha de Malco se torna um ancião da Igreja primitiva e será cingido e levado por outros sob o querer destes, segundo o próprio Jesus declara-lhe.
João 21.14-18. E já era a terceira vez que Jesus se manifestava aos seus discípulos, depois de ter ressuscitado dentre os mortos. E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. Na verdade, na verdade te digo que, quando eras mais moço, te cingias a ti mesmo, e andavas por onde querias; mas, quando já fores velho, estenderás as tuas mãos, e outro te cingirá, e te levará para onde tu não queiras.
A BENÇÃO DA SALVAÇÃO nos faz sem malícia, nos torna meninos:
O crente verdadeiramente salvo é uma nova mente, uma nova criatura, no renascimento do Espírito que, limpa todo o ser: corpo, alma e espírito, das Obras da iniquidade.
Jesus disse: "Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus" (Mt 18.3). "Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado" (Lc 10.21).
Tudo aquilo que caracteriza os "eruditos de boa formação" opõe-se à atitude que devemos ter em nossa humilde caminhada com o Senhor, nos tornando meninos na malícia e no amor, mas sendo prudentes quanto a retenção das Bênçãos inerentes à Salvação, que nos transforma.
Podemos pedir e ser ouvidos:
Entre as bênçãos da Salvação estão o pedir, receber e obter resposta à nossas petições:
Joa 16:24 - Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra.
Por que recebemos?
I João 5.13-15
. Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus.E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos.
Coisas que acompanham a Salvação:
I Ts. 5.23.
E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
Este ‘ser’: menino, na realidade é uma forma de santificação da mente que, alcança o restante do ser, impulsionando os crentes a uma vida pura, casta e sincera.
A Lição desta semana, na realidade consolida o que a Bíblia nos ensina a esperar quando permanecemos N’ele e não pecamos, ou seja, nos tornando participantes, por completo das Bênçãos da Salvação:
Hb.6.9. Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos.
É um assunto que, a Bíblia nos ensina que, seremos pessoas transformadas, daremos frutos, seremos parte de um Corpo celestial, teremos bênçãos nesta vida e na Vida Eterna.
Tudo isto são coisas que acompanham a salvação.
Quem quiser se considerar salvo deve perceber que deve haver estas demonstrações na sua vida deste o dia que aceitou Jesus Cristo como Salvador de sua alma.
Esperança
Cuidado até ao fim
Temos segurança, forte como uma âncora. Hb. 6.19. A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu...
Certeza da Esperança. Hb. 6.11. Mas desejamos que cada um de vós mostre o mesmo cuidado até ao fim, para completa certeza da esperança;
Temos paciência. Hb.6.15. E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.
Temos confiança em Deus pois Ele não mente, esta é a garantia dada pela certeza da Salvação:
Hb. 6.12.Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas.
Somos multiplicados:
14 Dizendo: Certamente, abençoando te abençoarei, e multiplicando te multiplicarei.
Tornamos-nos simples e considerando uns aos outros em maior honra:
16 Porque os homens certamente juram por alguém superior a eles, e o juramento para confirmação é, para eles, o fim de toda a contenda.
Deus não muda, de maneira, que estamos seguros que, as Bênçãos serão imutáveis e não acrescentam dores:
A imutabilidade de Deus nos concede:
Hb. 6.20. Onde Jesus, nosso precursor, entrou por nós, feito eternamente sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.
Condição de herdeiros eternos.
17 Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento;
Uma Divina e eterna Consolação:
18 Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta;
Conclusão:
As Bênçãos da Salvação são confirmação de que o crente está em Cristo e Cristo em nós.
I João 4.15. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus.
Ela nos concede habilidades, como a Pedro para combater o bom combate com as armas que nos são concedidas a cada jornada, mais perto de Deus, de Seu Filho Jesus e da presença do espírito Santo em nós que somos seu Templo.
Fonte:
IPB – Artigo: Reavivamento – Por: Presb. Fábio Correia
-Portal da Igreja
Unidade e Avivamento – Unity and Revival
Sophia – Bem vindo
Glossário Philokalia
Bíblia em Esboço - On-line -
BÍBLIA CHAMADA
Lição CPAD – 3º TRIM.
Apontamentos do autor
Crédito da foto: IEAD – Bairro Santa Cecília – Pires do Rio – Go -Br

2 comentários:

Anônimo disse...

[url=http://www.pi7.ru/raskazy/2959-sluchaynaya-istoriya.html ]Как отвадить бывшую [/url]
Месяц назад я приняла предложение о работе на позицию рук-ль отдела (без какого-либо управленческого опыта). Сама довольно мягкая по натуре и для меня очень сложно поднять голос, тем больше без повода. Сейчас ощущаю, что подчиненные начинают садиться на шею и грубить. Хочу провести с ними разъяснительную беседу. НО мой новый руководитель (женщина) буквально каждый день, когда раздает задания, раздает их напрямую им и буквально всецело меня игнорирует. С такими воздействиями с ее стороны я вообще не могу позиционировать себя перед ними, как их рук-ль.
Как вы думаете, могу ли я напрямик ей заявить про то, что это меня не устраивает? В каком виде это лучше преподнести?
Мне очень хочется стать неплохим руководителем, адекватным, справедливым, но и строгим, когда нужно...

Osiel Varela disse...

Будьте добры со всеми, как добрый христианин.
многие люди нуждаются в добрых слов, когда они говорят плохо для других.
ласковое слово, смягчает сердце грубо.
другие находятся в состоянии, что посадил его, а другие не знали, как реагировать, и поэтому ведут себя агрессивно, опасаясь позиции и ответственности.
Римляне 12:21:21 Не будь побежден злом, но побеждай зло добром.

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical