sábado, junho 19

A OPÇÃO PELO POVO DE DEUS. LIÇÃO 12 – CPAD – 2º Trimestre


A OPÇÃO PELO POVO DE DEUS.
LIÇÃO 12 – CPAD – 2º Trimestre                  Autor: Osvarela
TEXTO ÁUREO –
Hb. 11:25-26. Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo.
Leitura Bíblica em Classe.
Jeremias
40.1-6.
1 A PALAVRA que veio a Jeremias da parte do Senhor, depois que Nebuzaradã, capitão da guarda, o deixara ir de Ramá, quando o tomou, estando ele atado com cadeias no meio de todos os do cativeiro de Jerusalém e de Judá, que foram levados cativos para Babilônia.
2 Tomou o capitão da guarda a Jeremias, e disse-lhe: O Senhor teu Deus pronunciou este mal, contra este lugar.
3 E o Senhor o trouxe, e fez como havia falado; porque pecastes contra o Senhor, e não obedecestes à sua voz, portanto vos sucedeu isto.
4 Agora, pois, eis que te soltei hoje das cadeias que estavam sobre as tuas mãos. Se te apraz vir comigo para Babilônia, vem, e eu cuidarei de ti, mas se não te apraz vir comigo para Babilônia, deixa de vir. Olha, toda a terra está diante de ti; para onde parecer bom e reto aos teus olhos ir, para ali vai.
5 Mas, como ele ainda não tinha voltado, disse-lhe: Volta a Gedalias, filho de Aicão, filho de Safã, a quem o rei de Babilônia pôs sobre as cidades de Judá, e habita com ele no meio do povo; ou se para qualquer outra parte te aprouver ir, vai. E deu-lhe o capitão da guarda sustento para o caminho, e um presente, e o deixou ir.
6 Assim veio Jeremias a Gedalias, filho de Aicão, a Mizpá; e habitou com ele no meio do povo que havia ficado na terra.
Pequeno glossário.
Dir. Direito de opção, faculdade, concedida por lei, de preferir uma de duas ou mais coisas, um de dois ou mais direitos.
opção (op-ção) -  s. f. Faculdade, ação de optar, de escolher entre duas ou várias coisas.
Opção - e optare
Época do evento- 586 a.C.
Exórdio.
Jeremias possivelmente foi levado para a concentração dos prisioneiros, em Ramá [vs.1 A PALAVRA que veio a Jeremias da parte do Senhor, depois que Nebuzaradã, capitão da guarda, o deixara ir de Ramá, quando o tomou, estando ele atado com cadeias no meio de todos os do cativeiro de Jerusalém e de Judá, que foram levados cativos para Babilônia.], mas devido a sua condição profética em relação ao que a Babilônia alcançou, cumprindo-se todas, Nabucodonozor o separou dos demais, não só por medo, ou respeito ou por reconhecimento, que dissera a verdade.Isto agradou ao rei e exaltou o nome do Senhor, apontando Jeremias entre os demais, sem que isto lhe configurasse uma traição entre os seus, mas uma confirmação de que era um verdadeiro profeta e que o Senhor era um Deus Verdadeiro.
Optamos por estar próximos de alguém ou de algo, a adoção entra na decisão, ou seja, Jeremias mais uma vez adota seu povo para ser seu ajudador como pai espiritual e lhes proclamar as novas do Senhor.
Esta era uma situação sem volta para Jeremias.
Após anos sendo a voz profética de Deus o profeta é instado a fazer a sua escolha.
Viver livre, longe do povo, sem o peso e responsabilidade de proclamar os juízos do Senhor e viver a sua vida de um hebreu normal, sem ninguém a lhe desejar mal, sendo por prisão ou por agressões físicas.
1-Uma oferta para escolha.
O ‘mitte’ desta lição é a decisão do profeta Jeremias.
É a Lição de vida de um homem que sofreu agruras diversas, odiado pelos sacerdotes, pelo rei, pelos príncipes do seu povo e até pelos seus irmãos de Anatote e da gente de sua linhagem sacerdotal.
Porém decide continuar a despeito de todas as circunstâncias adversas que, bem sabia ele, poderia vir enfrentar.
Preferiu ficar no meio do povo pobre e o resto que ficou na sua terra.
Jr.39. 9,10. Então, ao resto do povo, que ficara na cidade, aos desertores que se tinham passado para ele e ao resto do povo que havia ficado, levou-os Nebuzaradã, capitão da guarda, para Babilônia. Mas aos pobres dentre o povo, que não tinham nada, Nebuzaradã, capitão da guarda, deixou-os ficar na terra de Judá;
2-Quem opta por Deus é ajudado até pelo ímpio.
Embora Nabucodonosor tenha sido um instrumento do Senhor para realizar o juízo da ira de Deus, agora em sua tomada final de Judá ele vai ser usado por Deus e por meio de seu representante Nebuzaradã, liberta a Jeremias da cadeia imposta pelo seu próprio povo.
Eis uma lição:quando estamos realizando a Obra de Deus ele usa todos os meios para nos ajudar em nossas ‘cadeias’ que muitas das vezes, nos são impostas por gente de nosso próprio meio.
Assim, Deus usa quem ele quer para abençoar o justo profeta e liberta-lo da prisão fedida [indiretamente] e depois do átrio da guarda.
Tudo porque disse a verdade e anunciou a fúria que viria do norte.
3-Quem opta em deixar o povo de Deus tem os olhos furados.
Quando Zedequias [Sedecias] vê a derrocada final de Judá tenta fugir, mas é detido e tem os olhos vazados pelo exército de Nabucodonosor, ele fez a opção errada, fugiu ao invés de ficar com seu povo.
4-Qual é atua opção ficar com os grandes e ter os olhos furados?
A Boa opção.
Há uma lição direta nesta narrativa que começa no capítulo 38.
Um Rei dominador, alçado a Rei Mundial, ímpio, mau e violento, basta ver: 39.6,7.
Em meio a toda a violência da situação ele tem um ‘espasmo’ de bondade.
Manda trata-lo bem, diferente de seu próprio povo, que lição moral.
Manda libertar Jeremias.
39.13.14. Pelo que Nebuzaradão, capitão da guarda, Nebusazbã, Rabe-Sáris, Nergal-Sarezer, Rabe-Maeue, e todos os príncipes do rei de Babilônia mandaram retirar Jeremias do átrio da guarda, e o entregaram a Gedalias, filho de Aicão, filho de Safã, para que o levasse para casa; assim ele habitou entre o povo.
Ele dá ao povo que não acreditava no Profeta Jeremias e a nós em nossos dias, uma Lição moral e espiritual. Em meio ao deserto moral, nacional e de impiedade ele mostra o erro de Judá ao prender e tentar calar seu Profeta.
Nabucodonosor diz em palavras e atos que Jeremias era um Profeta de Deus e que ele não queria que deus se voltasse contra seu reinado, haja vista, o que ele mesmo realizara em sua ação bélica contra um povo que fizera a opção de não ouvir o profeta do Senhor, assim ele se blinda, uma palavra atual, perante o Senhor, deixando o Profeta Jeremias livre e sem restrições para proclamar os Oráculos divinos.
Ele e seu comando daquela batalha reconheceram que Deus muitas vezes é entendido pelo ímpio ao ver as suas profecias se cumprirem de tal modo que o Comandante declara isto: “E o Senhor o trouxe, e fez como havia falado; porque pecastes contra o Senhor, e não obedecestes à sua voz, portanto vos sucedeu isto.4 Agora, pois, eis que te soltei hoje das cadeias que estavam sobre as tuas mãos”. Deus é exaltado e reconhecido pelas nossas palavras, quando somos fiéis em revelar ao povo a sua verdade, sem medo das prisões e sem medo dos que nos atacam internamente.
Jr.19.11.12. Ora Nabucodonosor, rei de Babilônia, havia ordenado acerca de Jeremias, a Nebuzaradão, capitão dos da guarda, dizendo: Toma-o, e trata-o bem, e não lhe faças mal algum; mas como ele te disser, assim procederás para com ele.
5-O Valor da Opção pelo Povo de Deus.
E mais, ainda da liberdade apara que Jeremias faça o que lhe parecer bem aos seus olhos.
Vemos aqui, que o Profeta vê realizada a promessa de Deus em sua vida, a sua voz ultrapassara fronteiras nacionais, pela opção em ficar ao lado do Seu Povo e do Senhor.
Mostra que Jeremias havia obtido fora de sua Pátria o reconhecimento que não tinha em sua terra.
Nabucodonosor conhecia alguém que era desprezado, mas cuja profecia era agora reconhecida como Voz do Senhor, trouxera o temor até a Babilônia.
II Co.20. 20. Pela manhã cedo se levantaram saíram ao deserto de Tecoa; ao saírem, Jeosafá pôs-se em pé e disse: Ouvi-me, ó Judá, e vós, moradores de Jerusalém. Crede no Senhor vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas, e sereis bem sucedidos.
Com toda a violência inerente a sua impiedade e formação guerreira e dominadora Nabucodonosor atinge a moral espiritual da nação dominada, através da libertação de Jeremias e ainda dá ordem para que o Profeta possa realizar a opção que lhe for mais favorável.
Deus tem seus meios para nos ajudar a sair de uma situação de ‘cadeias’, ás vezes, em nosso ministério, alguns ‘líderes’ querem nos aprisionar, mais Deus não nos deixará sem nos usar no meio do seu povo, antes levantará alguém usado por ele, alguém com visão para nos abençoar, não será um Nabucodonosor, mas um servo autêntico.Glória a Deus!
Neste ponto podemos entrar com outro exemplo.
José e sua opção pelo Senhor.
Quando nos lemos a história de José, o filho amado, de Jacó podemos ver, que ele teve. que realizar algumas opções.
Entre elas:
Aproveitar a ausência de Potifar e dar ouvidos a mulher de seu senhor.
Vingança contra seus irmãos
Desprezar sua família e maltratá-los sob seu tacão, como segundo governante do Egito
Mas, como fez a opção correta pela sabedoria e o amor ele foi abençoado, inclusive profetizando a volta de sua família para suas terra, ainda que isto durou 400 anos, mas Moisés levou seus ossos para a Terra da Promessa.
Quem faz a opção pelo povo é como José inicia a e faz aumentar a sua família a ter ser uma Nação dentro do próprio do cativeiro.
6-A Trajetória de José é similar a de Jeremias: do cativeiro a liberdade.
Em casa sem ser ouvido, na cadeia é ouvido.
Gn.39. 20-23. Então o senhor de José o tomou, e o lançou no cárcere, no lugar em que os presos do rei estavam encarcerados; e ele ficou ali no cárcere. O Senhor, porém, era com José, estendendo sobre ele a sua benignidade e dando-lhe graça aos olhos do carcereiro, o qual entregou na mão de José todos os presos que estavam no cárcere; e era José quem ordenava tudo o que se fazia ali. E o carcereiro não tinha cuidado de coisa alguma que estava na mão de José, porquanto o Senhor era com ele, fazendo prosperar tudo quanto ele empreendia.
Caso de Jeremias e o capitão da guarda40.1-3.
Não espere como Servo de Deus que o homem se lembre de ti, mas deus levantará um Rei para te exaltar.
Gn.40.16-23. Quando o padeiro-mor viu que a interpretação era boa, disse a José: Eu também sonhei, e eis que três cestos de pão branco estavam sobre a minha cabeça....as aves os comiam do cesto que estava sobre a minha cabeça...respondeu José: Esta é a interpretação do sonho: Os três cestos são três dias; dentro de três dias tirará Faraó a tua cabeça, e te pendurará num madeiro, e as aves comerão a tua carne de sobre ti. E aconteceu ao terceiro dia, o dia natalício de Faraó, que este deu um banquete a todos os seus servos; e levantou a cabeça do copeiro-mor...; e restaurou o copeiro-mor ao seu cargo de copeiro, e este deu o copo na mão de Faraó;...O copeiro-mor, porém, não se lembrou de José, antes se esqueceu dele.
7-Deus sempre levanta alguém para cuidar daquele que faz Opção pelo Seu Povo.
Gn.40.21-22. O Senhor, porém, era com José, estendendo sobre ele a sua benignidade e dando-lhe graça aos olhos do carcereiro, o qual entregou na mão de José todos os presos que estavam no cárcere; e era José quem ordenava tudo o que se fazia ali.
Compare com a situação, em meio ao terror da Invasão de Judá, do profeta Jeremias.
39.11-12. Ora Nabucodonosor, rei de Babilônia, havia ordenado acerca de Jeremias, a Nebuzaradão, capitão dos da guarda, dizendo: Toma-o, e trata-o bem, e não lhe faças mal algum; mas como ele te disser, assim procederás para com ele.                                                                                                          8-A Opção dada por palavra Real.
Jeremias tem uma experiência nova em seu ministério.
Nabucodonosor entendendo, como já dissemos, que Jeremias era um Profeta, aliás o verdadeiro profeta [a Bíblia não nos indica o que aconteceu com outros profetas, mas devem ter ido com Zedequias, presos] e  lhe da a Opção de escolha, a seu bel-prazer e com liberdade, que no momento era restrita.é assim que o Senhor age com o seus servos fiéis, no meio da tempestade ele nos da um escape inimaginável, como deu a Jeremias.
Quem era mais livre em Judá agora?
Opção (op-ção) -  s. f. Faculdade, ação de optar, de escolher entre duas ou várias coisas. Faculdade, concedida por lei. Preferir um de dois ou mais direitos.
Quem era a lei?
No sistema imperial o próprio Nabucodonosor!
É assim que Deus age.
9-A Opção de Escolha.
A oportunidade dada por Nabucodonosor é uma opção irrevogável e tem um caráter de ajuda, não só a Jeremias, mais ao próprio povo de Judá que ficara na terra.
A ida de Jeremias, parece-me uma possibilidade boa, aos olhos de
O que me chamou a atenção na Ordem real é que há uma condicionalidade:
mas como ele te disser, assim procederás para com ele.”
É a escolha livre, sem pressões dos seus antigos opressores, na liberdade concedida no meio do domínio de um gentio!
Muitas vezes, Deus nos da oportunidade de escolha mas não sabemos como proceder.
Não sabemos usa-la.
Não sabemos nos comportar a altura da dádiva que nos foi dada.
Assim, Jeremias mais uma vez nos dá um exemplo de vida ministerial, se nós nos havermos dentro da égide da Palavra de Deus, seremos tirados da ‘cadeia’, seremos verdadeiramente livres e corresponderemos à expectativa que foi lançada sobre a nossa vida, por aquele, que tem seus olhar sobre nós [os olhos de Nabucodonosor em Judá, eram os olhos de [39.vs.11] Nebuzaradão, capitão dos da guarda...Nebusazbã, Rabe-Sáris, Nergal-Sarezer, Rabe-Maeue, e todos os príncipes do rei de Babilônia.
Podemos escolher ficar com o poder, mas Jeremias ficou com: 10. Mas aos pobres dentre o povo, que não tinham nada...”.
Jr.1. 18.19. Eis que hoje te ponho como cidade fortificada, e como coluna de ferro e muros de bronze contra toda a terra, contra os reis de Judá, contra os seus príncipes, contra os seus sacerdotes, e contra o povo da terra. E eles pelejarão contra ti, mas não prevalecerão; porque eu sou contigo, diz o Senhor, para te livrar.
Não seguir para a Babilônia era ir contra a vontade de Deus e seguir junto com gente que se tornaram traidores do seu Povo.
39.8.9. Os caldeus incendiaram a casa do rei e as casas do povo, e derribaram os muros de Jerusalém. Então, ao resto do povo, que ficara na cidade, aos desertores que se tinham passado para ele ...levou-os Nebuzaradão, capitão da guarda, para Babilônia.
Jeremias fez a escolha para continuar a ajudar ao povo que ficou na terra
A Mitigação.
39.10. Nebuzaradão, capitão da guarda, deixou-os ficar na terra de Judá; e ao mesmo tempo lhes deu vinhas e campos.
Deus mitiga aos moradores da terra com a ordem através de Nebuzaradão e Jeremias sabia, pois profetizara, que haveria uma redenção para Judá.
Jr.5.18. Contudo, ainda naqueles dias, diz o Senhor, não farei de vós uma destruição final.
10-Qual será o nosso Comportamento.
Alguns ao se sentirem objeto da escolha das Lideranças se tornam irrequietos e sensíveis como ‘primas-donas’ no meio da Igreja.
Mas, Jeremias, não agiu assim, até poderia ter tomado uma atitude deselegante, em função do que sofrera nas mãos do homem dos olhos arrancados, mas não ele prefere se comportar sob a égide de seu tutor e ficar como Paulo nos ensina em 2 Tm.2.2. tenhamos uma vida tranqüila e sossegada, em toda a piedade e honestidade.
CONCLUSÃO:
A opção pelo povo de Deus em qualquer situação que ele esteja é uma obrigação profética e ministerialmente correta que denota:
Conhecer que o povo precisa de um guia que os direcione a Deus
Que a Profecia – Palavra de Deus – se cumprirá, seja qual for o teor da mesma, mas no final diremos como Jeremias:
Jr.29. 10-12. Porque assim diz o Senhor: Certamente que passados setenta anos em Babilônia, eu vos visitarei, e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando a trazer-vos a este lugar. Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança. Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei.
Que somos chamados para estar com o povo em qualquer situação
Que a opção nos foi dada pelo Rei, cabe a nós definir sempre pela chamada que recebemos.
O vitupério de Cristo é melhor que o gozar o sprazeres e glórias efêmeras deste mundo.
2 Tm.2. 9. pelo qual sofro a ponto de ser preso como malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa.
1 Tm.1. 12. Por esta razão sofro também estas coisas, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia.
6 Assim veio Jeremias a Gedalias, filho de Aicão, a Mizpá, e habitou com ele no meio do povo que havia ficado na terra.
O melhor lugar é ficar com o povo em Mizpá.
Jeremias é um tipo messiânico, assim como Jesus Cristo ficou ao lado do povo.
A verdadeira demonstração de qual lado você quer estar é quando o terror está instalado.Isto demonstra a tua confiança no Senhor.
Fonte:
Apontamentos do autor
Bíblia Plenitude
PEB-O.S.Boyer
Bíblia Dake
Bíblia explicada – CPAD
Bíblia digital – cortesia Tio Sam
Verbetes – def. 17884
Bíblia de Estudo – Aplicação Pessoal - CPAD

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical