sexta-feira, novembro 5

A Importância da Oração na Vida do Crente - LIÇÃO 06 CPAD

LIÇÃO 06-CPAD -4º TRIM. 2010                                                Autores: Osvarela
Texto Áureo.
Hb. 4.16. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.
Leitura Bíblica em Classe.
Fp. 4.4-9.Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos.
5 Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor.
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.
7 E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.
8 Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
9 O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco.
Texto Reflexão:
Is. 65.24. E acontecerá que, antes de clamarem eles, eu responderei; e estando eles ainda falando, eu os ouvirei.
J. B. Phillips diz: Efésios 6:18:"Orai sempre com toda a sorte de orações..." -
Bíblia Amplificada: "Orai em todo tempo - em cada ocasião, em cada época - no espírito, com toda (maneira de) oração e súplica."
Bíblia de Jerusalém: "Com orações e súplicas de toda a sorte orai em todo o tempo..." 
I- INTRODUÇÃO:
Ef.3. 14. Por esta razão dobro os meus joelhos perante o Pai...
Orar é falar com Deus.
Mas, precisamos entender a Importância deste falar.
Assim como o alimento da palavra, a vida do crente só pode crescer com a Oração.
Muito se tem escrito sobre a Oração.
Mas, porque o crente Ora?
1-A Bíblia e a Oração.
No sentido espiritual a oração está relacionada com a maior ou menor forma de uso e manejo das Escrituras Sagradas.
Oração deve obedecer ao ensino geral bíblico, o que torna a Oração tão importante.
Ou seja, não há condição de orarmos de qualquer maneira, mas sob a égide bíblica e seus princípios.
Disto Destacamos.
Por isto, a Oração é algo tão importante para a vida do crente.
É algo sério.
Tem sua especificidade
Tem que ter objetivo
Segue regras próprias das Escrituras.
2-A Bíblia é um Livro que nos ensina a Orar.
Desta forma, cada vez que a lemos somos envolvidos pelas orações, no sentido lato, de suas palavras, que se expandem por todas as linhas sagradas, desde o Livro de Gênesis até ao Apocalipse, vamos encontrar Orações, intermitentes e intermináveis trechos de Oração.
Até porque estes trechos nos mostram que podemos orar através da Bíblia em algumas situações, quando não sabemos faze-lo.
Mt.21:22...e tudo o que pedirdes na oração, crendo, recebereis.
Esta é uma das visões, de entendermos a Importância da Oração na Vida do Crente.
3-A Bíblia é o livro que nos concita a Orar.
1 Tm.2.8. Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda.
Nos ensina a quem Orar.
Sl.65.2. Ó tu que ouves a oração! A ti virá toda a carne.
Sl. 66:18. Se eu tivesse guardado iniqüidade no meu coração, o Senhor não me teria ouvido;
Pv. 15:8b."A oração dos retos é o Seu contentamento".  [8. O sacrifício dos ímpios é abominável ao Senhor; mas a oração dos retos lhe é agradável.].
A outra vertente, é que o crente sempre está em sintonia com o celestial, até mesmo nos erros, o Espírito Santo, nos faz lembrar de nossos compromissos com Deus.
Pv.28.9. O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração é abominável.
Assim, mesmo que tenhamos propósito para Orar, se estivermos fora dos ditames bíblicos da comunhão e sinceridade, em iniqüidade, nossa oração se torna algo vazio e sem efeito, não que não seja ouvida, mas será respondida, quando nos convertermos de nossos maus caminhos.
2 Cr.7.14. E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.
4-A Bíblia - Orienta-nos em que lugar Orar.
1 Tm.2. 8. Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda.
5-A Bíblia nos orienta a Orar nas Aflições.
Tg. 5.13. Está aflito alguém entre vós? Ore.
A Bíblia nos orienta nas doenças..
Tg.5. 14-15. Está doente algum de vós? Chame os anciãos da igreja, e estes orem sobre ele, ungido-o com óleo em nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.
À exemplo das ações de Jesus, a Oração pela cura é a única na Bíblia a perdoar o pecado do doente.
A Bíblia nos ensina a orar e ter uma posição correta, indicando, que a Oração é de tal importância, que para seu êxito é necessário, um pouco mais, no caráter do que Ora.
1 Pe.4.7. ...portanto sede sóbrios e vigiai em oração;
Portanto nós podemos Orar a Bíblia.
Jd.20. Mas vós, amados, edificando-vos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo,
Podemos Orar as Escrituras Sagradas em espírito e no Espírito.
1 Co.14. 15. Que fazer, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento;
‘Orar sem cessarinfere isto, em todo o tempo meditando sobre a Palavra e falando dela com Deus para nossa proteção, exortação, animo, fortalecimento espiritual, condicionando a carne ao espírito [que é forte], abrindo caminho para a ação do Espírito nos momentos em que a mente humana é limitada para expressar-se diante da sabedoria de Deus. Rm.8. 26. Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
Infere Isaías 62.6.7. ...atalaias, que não se calarão nem de dia, nem de noite; ó vós, os que fazeis menção [trazei a mente;meditam sobre o senhor;tem retido as promessas do Senhor em suas mentes; aqui  como - algo de extrema importância, nas lembranças do nome do Senhor, até alcançar o objetivo] ao Senhor, não haja silencio em vós, nem estejais em silencio, até que estabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.
II- A Oração e o Crente.
A oração sempre tem que estar na vida do crente, por todas as situações, que vivencia.
A Bíblia nos mostra situações em que o crente, de hoje e de ontem, orou a Deus:
Nos montes, nos vales, nas guerras, pelejas, no exílio, no ventre de um animal – grande peixe [baleia – Jn. 2.1-2.E OROU Jonas ao Senhor, seu Deus, das entranhas do peixe. E disse: Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz.], nas prisões, no tronco de tortura, na hora da morte [Estevão - At.7.56-60. E disse: Eis que vejo os céus abertos [...]o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo.E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.]
III- SITUAÇÕES E A ORAÇÃO:
Fp.4.6. Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças;
Nós os crentes vivemos situações, em nossa caminhada cristã, que nos levam a necessidade de comunicar estes momentos, ao Senhor.
1-Assim Oramos.
Na alegria – agradecemos
Na tristeza – pedimos forças
Nas doenças – pedimos a cura.
Nas aflições – orara é a indicação.
Nas tribulações – vitória
No deserto – uma saída
Na vitória – humildade
Na saída – proteção
Na chegada – agradecemos
No caminho – orientação
No falar – direção
No calar - forças
No ensino – sabedoria
No ouvir – mente santa
À noite – sono com a sua presença
Ao acordar – agradecer pela noite e pelo novo dia
IV- Pilares da Oração do crente.
A relação oração do crente com Deus tem que ser fundamentada no processo dialogal:
O diálogo de Deus com Abraão. Gn 18.17-33 
O diálogo de Deus com Moisés. Ex.3
Orar é falar com Deus, seja para ouví-lo, ou seja para ele nos ouvir em nossas necessidades.
1-Falar
2-Ouvir
3- Sistematizar, sem sacralizar [no sentido de prática repetitiva] um tempo para oração.
Orar não é dar ordens a Deus;
Orar não é dizer a Deus o que queremos que nos faça rápida e positivamente;
Orar é ter comunhão com Deus;
Orar não é opção e sim, um dever do cristão;
Orar para glorificar a Deus.
Orar em nome de Jesus Cristo. João 16.23. Em verdade, em verdade vos digo que tudo quanto pedirdes ao Pai, ele vo-lo concederá em meu nome.
É bom esclarecer que na Lei, e mesmo após a ascensão de Jesus, havia a hora da Oração. Assim, este tempo era dedicado a Oração. At.3.1. Pedro e João subiam ao templo à hora da oração, a nona.
Ainda em nossos cultos, temos cultos específicos de Oração, e neste sentido não pode ser confundido com a questão apontada, acima.
Muitas das vezes, esta forma dialogal, pode ser invertida:
Por Deus falar conosco, necessitamos de falar a Ele e dar atenção a sua fala.
1 Sm3.4;10.O Senhor chamou a Samuel, e disse ele: Eis-me aqui. Então veio o Senhor, e pôs-se ali, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel. E disse Samuel: Fala, porque o teu servo ouve.
Fé – 1 Ts.3.10. ... rogando [orando] incessantemente, de noite e de dia, para que possamos ver o vosso rosto e suprir o que falta à vossa fé?
Confiança -
Perseverança
Comunhão
Continuidade
Espera
Crer
Parece que há itens repetidos nos quesitos acima, mas o crente que ora ao Senhor Deus, o faz, pois em primeiro lugar:
Creu2 Co. 4.13. E temos, portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos.
Sl. 116.10. Cri, por isso falei. Estive muito aflito.
IV-1- da certeza de sermos ouvidos.
1 Jo.5.14,15. E esta é a confiança que temos nele, que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. e, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que já alcançamos as coisas que lhe temos pedido.
Deixando estes parâmetros e transformando a Oração em algo de mero abrir de boca e momentos pré-definidos, a Oração passa a ser algo frustrante para quem Ora.
O crente que ora como diz Tg. 1, será frustrado em toda a sua petição.
Tg.1. 6,7. Peça-a, porém, com fé, não duvidando; pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, que é sublevada e agitada pelo vento. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa...
Mt.6.7,8. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
Porém, mesmo esta oração não é a única feita por Jesus.
IV-2- O que a faz preciosa são itens inseridos, os quais devem segundo este modelo, permear toda a Oração do Crente:
-Perdão
-Reconhecimento do poder de Deus, o único a quem devemos orar.
E demais itens...
Outras orações pessoais não devem ser utilizadas como esta.
-Pelo poder de quem a ensinou
-Pela autoridade de Jesus
-Pela Nova aliança, por Ele com Deus.
Temos encontrado na Internet, este meio fantástico de alcançar as pessoas, uma nova maneira de ‘orar’.
As pessoas nos mandam uma “oração” e nos intimidam a enviar a oração para tantas pessoas ou para seus amigos, sob a alegação, de que fazendo aquela oração, tais e tais pessoas foram abençoadas, tornando esta “oração”, um padrão de “benção” para todos; e se você não enviar a “oração” estará quebrando a benção de outros.
Ora! A única oração ensinada e possível de ser orada em grupo e por várias vezes, é a Oração perfeita – O Pai Nosso -
Contrastes.
V- O Lado Místico Negativo do Uso da Oração.
-A Oração que determina o que Deus deve fazer;
-A Oração de outro, como cópia ou modelo.
V-1-Oração e Oração.

Oração pode ser utilizada, como vários propósitos.
Pergunte a si e aos seus alunos quais delas é ouvida ou é biblicamente correta.
As motivações é a chave para a Importância da Oração.
Objetivos da mesma maneira.
-A Oração que obriga Deus fazer – lançando em Seu rosto a Sua própria Palavra;
Vide Oração de Jabez. "A liberalidade de Deus é limitada somente por nós" (p. 31) (p. 66); Deus espera o nosso convite para derramar as suas muitas bênçãos (p. 45, 92) [A Oração de Jabez (Resenha do Livro) por Heber Carlos de Campos].
Deus nunca é forçado a fazer algo pela repetição de qualquer oração, seja ela bíblica ou pessoal!” – A Espada do espírito – análise da mesma oração.
-A Oração contrária – existe?
-A Oração que pede vingança...[vide textos do autor neste trimestre]
V-2- Oração e Oração.
-A Oração, que pela confissão, isenta-nos da culpa, diante de Deus. Oração de Davi. Sl. 51.
-A Oração de Comunhão – ou Oração de Concordância. Mt.18.19-20. ...Se dois de vós na terra concordarem acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Pois onde se acham dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
-A Oração em Secreto.Mt.6. 6. Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto;
At.4.29-31. Agora pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a intrepidez a tua palavra, enquanto estendes a mão para curar e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo Servo Jesus. E, tendo eles orado, tremeu o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com intrepidez a palavra de Deus. A Oração Congregacional, para mim, deve ser incluída na oração da concordância, mesmo que muitos ainda não tenham entendido esta forma de oração.
a-A Oração Congregacional é uma Oração de Poder, quando Deus atinge além do que pedimos ou possamos imaginar e sua presença se manifesta com Batismo com o Espírito Santo, curas, milagres e maravilhas...
At.1. 24. E orando, disseram: Tu, Senhor, que conheces os corações de todos, mostra qual destes dois tens escolhido
Há a oração coletiva de petição, ou de agradecimento, quando cada qual ora pelos seus assuntos, ou por intercessão por outrem, mas há a Oração coletiva de concordância, quando o Ministrante escolhido, para Orar, está como canal da Oração para pedir a Deus, por alguma causa; e nós os demais devemos nos portar de forma a concordar, ou interceder, até mesmo com améns, glorificação como co-participes desta Oração tão Importante.
b-A Oração da fé. Especial, [veja cura, acima]
VI-Oração e Deprecação.
A- Estendendo o Conceito.
1- Oração imprecatória. Vide lições anteriores e outras – subsídios do autor [inserir termo, e buscar na página do autor].
s.f. Ato de imprecar; maldição, praga.
v.t. Expressar o desejo de que recaiam sobre alguém males (ou bens). Pedir, rogar com insistência; V.i. Rogar pragas, soltar pragas.
1 Tm.2.1. Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens;
Trata-se de Orações objetivas, com rogos por algum assunto latente, como estamos vivendo esta quadra na sociedade brasileira e mundial;
-Casos de orações por governos que combatem o Evangelho e a Igreja;
-Oração para que o Evangelho seja uma ferramenta de uso social pelos governantes, permitindo a sua disseminação como ferramenta divina para sarar nossa terra;
-Orar para que haja uma conformidade mínima aos ensinos morais, civis, políticos bíblicos, de tal forma que haja certo nível de justiça entre o povo da nossa cidade, estado ou país;
-Oração pela mantença da Ordem;
-Pela maturidade dos fundamentos da fé na Igreja, sem extrapolar para uso cível do que é espiritual;
-Orar pelos líderes da Igreja para manutenção da Doutrina, com base na fé;
-Ensinar a Igreja a orar pelas suas lideranças, e que estas venham a ser dignas diante de todo o povo.
s.f. Ação de deprecar; súplica de perdão; deprecada, rogativa.
s.f. Direito Documento pelo qual um juiz ou um tribunal requer a outro o cumprimento de um mandado ou a realização de uma diligência; deprecata.
v.t. Pedir com instância; suplicar, rogar. Direito Pedir um juiz ou tribunal, a outro, cumprimento de um mandado ou uma diligência.  V.i. Fazer súplicas.
Deprecação: é a expressão de um desejo acompanhado de um rogo dirigido a alguma pessoa para que aceda às súplicas.
Deprecação: súplica, rogo, pedido.
Pedir com instancia;rogo a alguém para liberar seu pedido;termo utilizado na Justiça, como pedido de uma comarca para outra.
As Grandes Orações.
Modelo para os crentes.
As grandes Orações das Escrituras Sagradas contêm em seu arcabouço, algumas informações, que devem ser observadas pelos crentes, para serem usadas como exemplo, não como repetição, mas como devemos colocar nossas orações diante do Altar de Deus.
Vamos usar o exemplo de Jesus.
Mas, podemos incluir.
Oração de Ana
Oração de Zacarias
Oração de Maria
Oração de Salomão
Orações de Davi. Vide Sl.51
Jo. 17.1-10. Depois de assim falar, Jesus, levantando os olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o Filho te glorifique;[...]: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer. Agora, pois, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse. Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus, e tu mos deste; e guardaram a tua palavra. ... sabem que tudo quanto me deste provém de ti; porque eu lhes dei as palavras que tu me deste[...] e creram que tu me enviaste. Eu rogo por eles; ... porque são teus; todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles sou glorificado.
Conclusão.
Temos manifestado o Nome do Filho ao Mundo?
Oramos para que outros se salvem?
Oramos para fazer a Obra que Deus nos deu a fazer?
Oramos para que a Glória de Deus, no Filho, manifesta na Igreja seja apresentada ao Mundo?
Guardamos a Sua Palavra?
Sabem, que pelas nossas Orações tudo provém de Deus?
Para você obter sucesso e entender a Importância da Oração, você deve saber.
Por Cristo somos atendidos;
O Espírito Santo nos auxilia em nossas parcas palavras;
O Pai está sempre atento as Nossas Orações, sob este Padrão:
Salvos pelo Filho e pelo seu sangue.
Limpos pela Palavra
Coração iluminado pelo Espírito Santo.
- Pai, Filho, e  Espírito Santo.
Quando oramos a Deus, ele entende que nós cremos que só Ele pode nos atender, não há outro em quem buscarmos.
-Devemos nos lembrar.
Podemos orar coletivamente, mas sempre devemos Orar de maneira privativa ou pessoal, pois só assim estaremos a sós com Deus, nas nossas dificuldades ou vitóris, reconhecendo e sendo reconhecidos na sua presença, ao entrarmos com ousadia neste Santo Lugar. Hb.10
Para dar mais Importância a Oração, esta deve ser acompanhada de Jejuns; Leitura da Bíblia; vida consagrada e outros itens do ensino Bíblico sobre o tema, demonstrado nas Escrituras.
Oração e Jejum, resultam em manifestações de poder. At 13.1 a 14.28 - 3 Então, depois que jejuaram, oraram e lhes impuseram as mãos, os despediram...ss...
Pois, há casos que só a Oração não resolve.Mt.17. 21 [mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.]
Oração, sob  a vontade de Deus. 1 Jo 5.14,15
Fonte.
UFMBB - Helga Repler Fanini, RJ- Educadora Religiosa, esposa de pastor e presidente da MCA da Igreja Batista Memorial em Niterói (RJ). A UFMBB é um órgão executivo da Convenção Batista Brasileira, CBB.
Série escola de Oração - Valnice Milhomens
Bíblia Plenitude
Bíblia cortesia Tio Sam
O.S.Boyer – P.I.Bíblica
Elias R. de Oliveira
Vivos
Apontamentos do autor

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical