quarta-feira, março 23

E no Japão .... A Situação Crítica Está em Crescente ...Infelizmente...Atualização 24/03

A Situação do Japão é Critica.
Água com restrição...não dar água para as crianças!

Total de mortos e desaparecidos: 24.100 pessoas.
A capital, Tóquio, registrou nível de radiação acima do adequado na água de torneira, e as autoridades orientaram para que ela não seja consumida por bebês. Famílias com crianças começaram a receber água engarrafada.

Três trabalhadores do reator 3 da usina nuclear de Fukushima Daiichi, no Japão, afetada pelos desastres naturais do último dia 11 de março, foram hospitalizados depois de exposição excessiva à radiação, anunciou nesta quinta-feira (24) a agência japonesa de Segurança Nuclear.
Os funcionários instalavam cabos de energia no reator 3. 
Eles receberam uma radiação entre 170 e 180 milisievert.
A rede de TV local NKH informou que os técnicos foram levados a um hospital em Fukushima. Dois deles foram isolados, internados e seriam transferidos a um instituto especializado em radioatividade na cidade de Chiba.
FUMAÇA
Na usina de Fukushima, os técnicos enfrentam dificuldade de conter as altas temperaturas e pressão nos reatores.
Os técnicos que trabalhavam no reator 3 foram retirados da região nesta quarta-feira devido a uma fumaça preta que começou a sair dessa unidade, uma das mais afetadas pelas explosões da semana passada.
Por volta das 16h30 (4h30 de Brasília), uma espessa fumaça preta foi vista saindo do danificado reator 3 da usina. A operadora disse não saber a origem.
"Não sabemos se a fumaça sai do edifício que protegia a turbina ou da área de confinamento do reator", declarou um porta-voz da Tepco.
Esta é a segunda vez em dois dias em que é observada fumaça escura saindo do reator 3, o que indica, segundo os especialistas consultados pela emissora de TV NHK, que não se trata de vapor d'água.
A unidade 3 é uma das mais perigosas, porque funciona com uma mistura de urânio e plutônio, mais difícil de controlar.
Na noite de terça-feira, os operários da central conseguiram restabelecer a eletricidade do painel de controle da unidade, o que permitiria iniciar algumas funções internas e medir a temperatura e a pressão da instalação.
A região foi afetada ainda por um terremoto nesta quarta-feira. No entanto, não havia informações imediatas de novos danos.
O sismo desta quarta-feira tinha magnitude de 4,7 e profundidade de 10 quilômetros, informou a agência meteorológica do Japão.
No inicio de meus textos sobre o desastre do Japão, infelizmente previ, o que está acontecendo, com a vida diária dos habitantes daquele país.
Desde a capital Tóquio, até Sendai, uma das cidades mais atingidas, começa a ser apontados os danos e possíveis prejuízos a saúde humana.
Como relatamos:
Contaminação humana, pela radiação advinda da nuvem das explosões dos reatores atômicos – vide Fukushima.
Contaminação do solo – vegetais, animais e outros.
Contaminação sem controle.
A alegada dissipação dos vapores radioativos preconizada pelas autoridades japonesas, na realidade, pelo menos para nós, é na realidade mais prejudicial, a longo prazo e distancias.
Assim, ainda creio que outras regiões do planeta poderão sentir os efeitos radioativos do Desastre Japonês.
As notícias são alarmantes e nós do Ocidente, moradores da UE, da Outra América devemos solicitar às autoridades que nos informem os futuros danos.
Já destaquei aqui:
Os brasileiros vindos de Sendai, uma das mais atingidas [vimos vários jogadores de futebol chegando ao Brasil e inúmeros 'dekassegis' e turistas, sem passar por inspeção médica ou nuclear] ou Miyagi, não foram submetidos a testes de possível contaminação radioativa, ao chegarem ao Brasil, logo após o Desastre.
Outros países estão realizando testes de detecção radiotiva nas roupas e objetos e nas próprias pessoas, que chegam vindo do Japão.
Com a palavra a Vigilância Sanitária e a Infraero.
Qual é o procedimento estabelecido, para estes casos?
Fora tudo isto, o Japão está entrando, sem sair da crise, em um buraco negro econômico, que vai passar de US$ 1trilhão, haja fôlego!
"A crise nuclear e a devastação causada pelo terremoto de magnitude 9 do último dia 11, seguido por um tsunami, pode ser o desastre natural mais caro do mundo."dizem as vozes da economia mundial.
Daí, que haverá repercussão no Mundo todo, ou não, espero que não, agora que as economias dos grandes do G7 começaram a entrar em rota de ascendência, com geração de empregos nos EUA, e equilíbrio na Alemanha.
Seria um risco Mundial, muito grande a ser enfrentado por toda a Comunidade Financeira Mundial, entrelaçada, pelos Fundos, custo das commodities, derivativos, o mercado futuro vai para o espaço...o petróleo [vide situação no Oriente Médio e países muçulmanos], contaminação de alimentos seria o caos.
Militares enterram nesta quarta o corpo de uma vítima do terremoto seguido de tsunami na província japonesa de Miyagi.
Notamos a Preocupação Mundial, não é apenas especulação nossa.
Radiação aumenta e Tóquio pede que crianças não bebam água de torneira.
Inferência: vamos preservar nossas crianças, é positivo, mas e nós outros?
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS
A radiação por iodo chegou nesta quarta-feira ao dobro do recomendado na capital do Japão, Tóquio, e as autoridades pediram que as crianças não bebam mais a água de torneira. A recomendação causa medo entre os japoneses, após detecção de radiação em leite, vegetais e na água do mar da região próxima à usina nuclear de Fukushima Daiichi.
Com os temores de uma ampla contaminação por radiação dos alimentos cada vez maiores, os avanços nos esforços para conter o superaquecimento dos seis reatores da usina ainda são lentos.
Depois de toneladas de água lançadas nos reatores para esfriar a piscina de contenção do combustível nuclear usado, uma nuvem de fumaça negra saía nesta quarta-feira do reator número 3, o que obrigou a retirada dos funcionários, anunciou a Tokio Electric Power (Tepco), que administra o local.   Go Takayama/AFP                                                                                                                                                                                                        
A crise nuclear e a devastação causada pelo terremoto de magnitude 9 do último dia 11, seguido por um tsunami, pode ser o desastre natural mais caro do mundo.
O governo japonês estimou que a reconstrução do país deve custar até US$ 309 bilhões.
Mas antes da reconstrução, as equipes continuam a busca por vítimas sob os escombros na área devastada.
O último balanço da Polícia Nacional indica que mais de 9.400 pessoas morreram e mais de 14.700 estão desaparecidos.
Na capital Tóquio, onde moram cerca de 13 milhões de pessoas, as autoridades detectaram uma concentração de iodo de 210 becquerel por quilo na usina de Kanamachi --que abastece as regiões central e oeste da capital japonesa. O nível é mais que o dobro do limite de 100 becquerel por quilo considerado seguro para as crianças com menos de um ano.
O governo recomendou assim que as crianças de 23 bairros do centro da capital e outros cinco distritos vizinhos (Musashino, Machida, Tama, Mitaka e Inagi) não consumam água de torneira.
A água ainda é segura para os adultos, para quem o limite de iodo é de 300 becquerel por quilo. Mas o temor já se espalhou e os japoneses estão em uma corrida por água mineral nos supermercados --onde o produto está sendo racionado.
"É muito assustador. É como um ciclo vicioso negativo do desastre nuclear", disse Etsuko Nomura, mãe de duas crianças com 2 e 5 anos. "Nós temos leite contaminado e agora água de torneira em Tóquio. Eu fico pensando o que vem a seguir".
custará US$ 309 bilhões                                                                                                 
Câncer.
As crianças são especialmente vulneráveis ao iodo radioativo, que pode causar câncer de tireoide.
Os limites, contudo, se referem ao consumo prolongado da água ou alimento contaminado e as autoridades pediram calma. A orientação é que não se dê mais água de torneira aos bebês, mas não há risco se eles consumiram pequenas quantidades.
"Mesmo se você beber esta água por um ano, não afetará a saúde das pessoas", disse o porta-voz do governo, Yukio Edano.
Especialistas dizem que o iodo-131 se dissipa rapidamente no ar, com metade dele desaparecendo a cada oito dias.
O prefeito de Tóquio, Shintaro Ishihara, pediu "calma" e indicou que as autoridades sanitárias de Tóquio estão medindo a qualidade da água da capital de forma constante.
No último sábado, o governo japonês havia reconhecido que detectara indícios de iodo radioativo na água de Tóquio e em seus arredores, embora em níveis muito abaixo do limite legal.
Nesta quarta-feira, o Executivo japonês recomendou que não sejam consumidas verduras como espinafre, brócolis e couve produzidas na província de Fukushima, onde está localizada a usina nuclear na qual se luta para conter o vazamento radioativo desde o terremoto do dia 11.
Além disso, foi pedido que a população não consuma leite e salsinha da província vizinha de Ibaraki devido a níveis de radiação superiores ao normal. Segundo indicou em entrevista coletiva Yukio Edano, porta-voz do Executivo japonês, se trata de uma medida de precaução.
VÍTIMAS
Em meio à crise nuclear, o Japão registra 9.408 mortes confirmadas pelo terremoto e tsunami que devastou o leste do país. Além disso, 14.716 pessoas estão oficialmente desaparecidas e 2.746 ficaram feridas.
Milhares de refugiados estão abrigados em instalações provisórias.
O governo japonês, no entanto, teme um aumento do número de vítimas.
Este é o maior desastre natural ocorrido no Japão desde o terremoto de Kanto em 1923, no qual morreram 142.000 pessoas.
PEDIDO DE DESCULPAS
Norio tsuzumi (centro), vice-presidente da Tokyo Electric Power Company (TEPCO), pede desculpas as vítimas em um abrigo de Koriyama.
Um vice-presidente da Tepco pediu desculpas na terça-feira à população que se viu obrigada a abandonar a região.
"Sinto muito sinceramente, nossa empresa provocou ansiedade e prejuízos aos habitantes das proximidades das centrais, aos do município de Fukushima e aos do país em seu conjunto", declarou Norio Tsuzumi, que se inclinou profundamente, como exige a tradição do país.
Os diferentes organismos públicos repetem que o nível de radioatividade detectado na chuva, na água corrente e em alguns alimentos não representa uma ameaça para a saúde.
As operações foram iniciadas após os primeiros incidentes registrados em 12 de março, apesar do risco que representam para a saúde dos bombeiros e técnicos expostos a fortes radiações.
*AGÊNCIA DE ONU RECLAMA *
A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) reclamou na terça-feira da falta de informações liberadas pelo governo japonês sobre a situação do vazamento de material radioativo.
 Jogos estudantis-silêncio pelos mortos
 pássaros voando a procura de comida...
Gn.8 7-11. soltou um corvo que, saindo, ia e voltava até que as águas se secaram de sobre a terra. Depois soltou uma pomba, para ver se as águas tinham minguado de sobre a face da terra; mas a pomba não achou onde pousar a planta do pé, e voltou a ele para a arca; porque as águas ainda estavam sobre a face de toda a terra; e Noé, estendendo a mão, tomou-a e a recolheu consigo na arca. Esperou ainda outros sete dias, e tornou a soltar a pomba fora da arca.À tardinha a pomba voltou para ele, e eis no seu bico uma folha verde de oliveira;
Leite contaminado jogado fora ...aonde? no solo, vai contaminar o solo?


Os sistemas de monitoramento da agência da ONU detectaram hoje níveis de radiação 1.600 vezes maior do que o normal numa área de 20 km ao redor da usina de Fukushima.
"Nós não recebemos informações válidas já faz algum tempo sobre a integridade dos conteúdos do reator 1. Estamos preocupados por não saber o status [atualizado]", disse Graham Andres, um oficial de alta patente da AIEA.
O órgão disse ainda que o Japão precisa fornecer mais informações sobre os reatores 1,3 e 4.
Com a Efe Yun

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical