sábado, março 21

Não Cobiçarás – 1ª Parte - Texto Áureo - Lição 12 CPAD - 1º TRIMESTRE 2015

Não Cobiçarás – 1ª Parte
Texto Áureo
Lição 12 CPAD 1º TRIMESTRE 2015
Estudando o 10º Mandamento
Edição e estudo Pr Osvarela
 “De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste Atos 20.33
“Quando desejamos mais do que o suficiente, estamos cobiçando. Agostinho
Leitura Bíblica em Classe
Êxodo 20.17 
Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo”.
I Reis 21. 1-5
E SUCEDEU depois destas coisas que, Nabote, o jizreelita, tinha uma vinha em Jizreel junto ao palácio de Acabe, rei de Samaria.
Então Acabe falou a Nabote, dizendo: Dá-me a tua vinha, para que me sirva de horta, pois está vizinha ao lado da minha casa; e te darei por ela outra vinha melhor: ou, se for do teu agrado, dar-te-ei o seu valor em dinheiro.
Porém Nabote disse a Acabe: Guarde-me o SENHOR de que eu te dê a herança de meus pais.
Então Acabe veio desgostoso e indignado à sua casa, por causa da palavra que Nabote, o jizreelita, lhe falara, quando disse: Não te darei a herança de meus pais. E deitou-se na sua cama, e voltou o rosto, e não comeu pão.
Porém, vindo a ele Jezabel, sua mulher, lhe disse: Que há, que está tão desgostoso o teu espírito, e não comes pão?
I Reis 21. 9-10
E escreveu nas cartas, dizendo: Apregoai um jejum, e ponde Nabote diante do povo.
E ponde defronte dele dois filhos de Belial, que testemunhem contra ele, dizendo: Blasfemaste contra Deus e contra o rei; e trazei-o fora, e apedrejai-o para que morra.
I Reis 21. 15,16
E sucedeu que, ouvindo Jezabel que já fora apedrejado Nabote, e morrera, disse a Acabe: Levanta-te, e possui a vinha de Nabote, o jizreelita, a qual te recusou dar por dinheiro; porque Nabote não vive, mas é morto.
E sucedeu que, ouvindo Acabe, que Nabote já era morto, levantou-se para descer para a vinha de Nabote, o jizreelita, para tomar posse dela.
- chamado a koinonia – sem exploração dos pobres pelos ricos e pelo rei; estudado na lição – A Vinha de Nabote.
Textos auxiliares:
"Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis."  Tiago 4: 2
"Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores."  I Timóteo 6: 10
"Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo." Romanos 13: 9
"E cobiçam campos, e roubam-nos, cobiçam casas, e arrebatam-nas; assim fazem violência a um homem e à sua casa, a uma pessoa e à sua herança." Miquéias 2: 2
"Porque vos envergonhareis pelos carvalhos que cobiçastes, e sereis confundidos pelos jardins que escolhestes." Isaías 1: 29
"O cobiçoso cobiça o dia todo, mas o justo dá, e nada retém." Provérbios 21: 26
“Ensina-me, ó SENHOR, o caminho dos teus estatutos, e guardá-lo-ei até o fim. Dá-me entendimento, e guardarei a tua lei, e observá-la-ei de todo o meu coração. Faze-me andar na vereda dos teus mandamentos, porque nela tenho prazer. Inclina o meu coração aos teus testemunhos, e não à cobiça”. Salmos 119. 33-36
"E tu entre os presos vires uma mulher formosa à vista, e a cobiçares, e a tomares por mulher," Deuteronômio 21: 11
Etimologia
Cobiçar poderia ser traduzido também por “ansiar por”.
Cobiçar - significa desejar ou ter ambição. Querer algo não é errado, mas querer isso, às custas dos outros ou por causa de ciúmes ou inveja.
אוה - ’avah; v.  desejar, inclinar-se a, cobiçar, esperar pacientemente, querer, suspirar, ansiar, ambicionar, aspirar, preferir; desejar, ansiar por (comida e bebida); desejar, ansiar por, desejar com ardor (referindo-se aos desejos corporais).
חמד - chamad – v. desejar, cobiçar, ter prazer em, deliciar-se em; desejar; ser desejável; agradar-se muito, desejar muito; n. f. desejabilidade.
επι θυμεω - epithumeo; v. girar em torno de algo; ter um desejo por, anelar por, desejar; cobiçar, ansiar; daqueles que procuram coisas proibidas
επι πο τεω - epipotheo; v. almejar, ter saudades de, desejar; dedicar-se com amor, desejar ardentemente; cobiçar, abrigar desejos proibidos.
Introdução
No original grego, é "epithumia". Portanto, etimologicamente a Cobiça está dentro dos parâmetros dos pecados originados pela concupiscência, seja visual ou psíquica:
Gálatas. 5:16 “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne”. - concupiscência - no original grego, é "epithumia" que pode ter um sentido positivo ou um sentido negativo. Assim, pois, pode indicar um desejo intenso e bom. (Fil. 1:23,24).
Como o texto bíblico, bem nos informa:
O cobiçoso cobiça o dia todo, mas o justo dá, e nada retém”. Provérbios 21: 26
Corpo - A Cobiça é um sentimento doentio, que toma forma e domina o homem, por todo e qualquer momento, tal como uma doença depressiva e obsessiva, pois faz quem o tem almejar alo que outro tem e faz este doentio ser, desejar de todas as formas obter coisas, propriedades até mesmo amores do próximo, como a mulher.
Mente - A cobiça domina a mente do cobiçoso e o impedem de trabalhar, para conquistar, aliás o mandamento de Deus para o homem.
 “Então Acabe veio desgostoso e indignado à sua casa, por causa da palavra que Nabote, o jizreelita, lhe falara, quando disse: Não te darei a herança de meus pais. E deitou-se na sua cama, e voltou o rosto, e não comeu pão”. Torna o homem depressivo: “Que há, que está tão desgostoso o teu espírito, e não comes pão?”
Pensamentos - O cobiçoso fica tão envolvido em seus pensamentos que sequer observa que neste modo de pensar nada alcança ou produz, suas energias construtivas são usadas, de forma improdutiva. Não se lembra de Deus para buscar sabedoria na aquisição de seus bens, Ele que nos dá tudo.
"Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis."  Tiago 4: 2
O pior da Cobiça: “Nada podeis alcançar”
Nada tendes...” - o engano de que se apropriando mentalmente ou em pensamento dos bens de alguém, o homem, atingido por ela torna-se um ser improdutivo, incapaz de realizar algo de sua própria lavra e pensamento.
E deitou-se na sua cama, e voltou o rosto, e não comeu pão”
Quando um simples gesto de humildade e conhecimento do Deus do Monte Sinai, pode fazer tudo mudar.
Eis uma das razões para a Declaração do Mandamento “Não cobiçarás”: o reconhecimento de que todos podem ter tudo, basta apenas pedir a Deus.
“...nada tendes, porque não pedis. Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites...” Tiago 4:2-3
Quando O Senhor insere o Mandamento sobre a Cobiça, ele sabe que a vizinhança é dominada pela visão do produto alheio.
Assim tudo parece ser melhor no quintal do vizinho, as rezes do vizinho são, ou parecem, mais gordas, mais sadias. Em uma sociedade que viveria em condições particulares de vizinhanças, era necessário estabelecer o limite, para que cada um sentisse, que o seu também era bom, e era o melhor de Deus para cada um.
Discurso
A Cobiça envolve:
Êxodo 20.17 
Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo”.
Casa alheia – poderíamos inferir, que este termo inclui a vida intima alheia, a felicidade de uma família, a forma construtiva e operacional bem-sucedida de um Clã, como tantos que viviam entre a nação hebreia. Tudo quanto uma família, ou um chefe de família tem, está no contexto da “casa”, incluindo todos os seus bens, entre eles os servos, rebanhos, filhos e filhas e sua esposa.
Muitas vezes, as frustrações pessoais podem levar uma pessoa a desejar ter, até mesmo, quanto for possível, a vida de outrem, como a sua esposa, seus filhos, suas propriedades e conquistas e muitos por este fato, acabaram indo pelo caminho do mal e destruição do próximo, com Caim!
Inveja
Morte
São os frutos da cobiça: “E sucedeu que, ouvindo Acabe, que Nabote já era morto, levantou-se para descer para a vinha de Nabote, o jizreelita, para tomar posse dela”.
A prata
O ouro
A veste
Mulher
Rebanhos
Morte
Combates
Guerras
Dinheiro - "Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores."  I Timóteo 6: 10
Todo e qualquer tipo de bens materiais, como: fazenda, propriedades, pomares e plantações
- "E cobiçam campos, e roubam-nos, cobiçam casas, e arrebatam-nas; assim fazem violência a um homem e à sua casa, a uma pessoa e à sua herança." Miquéias 2: 2
Traz vergonha e confusão, ao cobiçoso:
"Porque vos envergonhareis pelos carvalhos que cobiçastes, e sereis confundidos pelos jardins que escolhestes." Isaías 1: 29
- tudo que é alheio atrai o cobiçoso.
Deus ao ditar este mandamento o coloca de tal forma, que impede que tudo que o outro tem seja observado por alguém como algo a ser conquistado, o alheio não deve ser algo de nossos planos futuros, ou imediatos. A cobiça leva o homem a planejar o mal e ser vitimado, eternamente, se não se arrepender, embora tenha que pagar pelos erros, a cometer desatinos.
Então vieram dois homens, filhos de Belial, e puseram-se defronte dele; e os homens, filhos de Belial, testemunharam contra ele, contra Nabote, perante o povo, dizendo: Nabote blasfemou contra Deus e contra o rei. E o levaram para fora da cidade, e o apedrejaram, e morreu. Então mandaram dizer a Jezabel: Nabote foi apedrejado, e morreu. E sucedeu que, ouvindo Jezabel que já fora apedrejado Nabote, e morrera, disse a Acabe: Levanta-te, e possui a vinha de Nabote, o jizreelita, a qual te recusou dar por dinheiro; porque Nabote não vive, mas é morto. 1 Reis 21:13-15
A Escritura Neotestamentária confirma a utilidade deste Mandamento;
De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste Atos 20.33
A cobiça tem, no sentido moral a sua condenação, como toda ambição ilícita :
“Não levantarão, pois, todos estes contra ele um provérbio, um dito zombador? Dirão: Ai daquele que acumula o que não é seu (até quando...”! Habacuque 2.6
A cobiça é uma desordenação espiritual e uma forma de ação da carne contra o Espírito, querendo impedir a ação benéfica na vida do homem.
“Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis”. Gálatas 5:17
A Morte é o destino dos cobiçosos.
A nossa mãe Eva foi vitimizada por ela.
Jacó, idem.
A seriedade da cobiça se vê no fato de que foi a causa da queda - Gênesis 3:6.
 “E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela”.
É a cobiça que gera o desprezo pela virtude e o pecado.
 “Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. Descansa no SENHOR, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos”. Salmos 37:1,7
O parto gerado pela cobiça:
 “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria cobiça. Depois, havendo a cobiça concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte”. Tiago 1:14,15
Espírito - Seguir a orientação do Espírito é obter um duplo livramento: por um lado, o livramento dos maus apetites e das paixões da carne; e por outro lado, o livramento do domínio exercido pela lei. É fácil determinar qual dessas duas coisas - a carne ou o espírito - está exercendo domínio em alguém. IBRN
Satisfazer - Vem do grego "teleo" que quer dizer levar ao fim, terminar, consumar. O crente sofrerá tentações, é certo, mas poderá impedir que o pecado obtenha sua vitória (Gn 4:7). As obras pecaminosas não se manifestarão e nem se completarão no crente. Ele sempre encontrará forças para derrotar e frustrar a tentação, não chegando a ceder à mesma, praticando atos pecaminosos. IBRN
A cobiça transforma o que é santo em profano, assim como aconteceu com Acabe:
E escreveu nas cartas, dizendo: Apregoai um jejum...
No contexto Neotestamentário, a Cobiça é um exemplo dos pecados oriundos da perversão da mente humana, não regenerada.
É comparável à Idolatria.
Para entender: “Querer algo não é errado, mas querer isso, às custas dos outros ou por causa de ciúmes ou inveja”.
A cobiça ou avareza é idolatria, e que aquele cobiçoso é um idólatra.
A cobiça é a arma do avarento, comprar, adquirir o que é de outrem, o satisfaz, mesmo que isto não lhe sirva para acrescentar, nada.
Idolatria... – por isto, os hebreus consideravam esse pecado, como o motivo básico da corrupção do homem aquele que aliena o homem de Deus, servindo de alicerce para todos os demais pecados.
A Idolatria é uma obra da carne. Idolatria é tudo aquilo que usurpe o lugar que por direito cabe a Deus. Sim. Pois, é Deus quem concede a porção para cada um viver, segundo sua fé, ou direito obtido, pelo seu trabalho.
E pela tua ciência perecerá o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu. Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo a sua fraca consciência, pecais contra Cristo”. 1 Coríntios 8:11-12
Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais.” 1 Coríntios 5:8-11
A palavra diz-nos que a cobiça ou avareza é idolatria, e que aquele cobiçoso é um idólatra. Então dinheiro, posição social, prestigio e outros prazeres carnais é muitas vezes o motivo da cobiça de muitos que acabam morrendo espiritualmente.
Algumas pessoas adoram o dinheiro, outras adoram a posição social, outras ainda, o prestígio, e ainda outras, os prazeres carnais. Existem inúmeras formas de idolatria, e quase todas as pessoas, se não sempre, pelo menos ocasionalmente, se tornam culpadas desse pecado.
É a plena manifestação de obras da Carne – Sarx - Carne - Com freqüência significa o corpo físico. (paixões carnais). A própria conversão tem por intuito transferir o indivíduo do terreno onde tais coisas dominam para o terreno celestial ou espiritual, na forma de pensamentos e expressões exteriorizadas, o que torna o crente um membro real do reino celeste.:
 “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”. Gálatas 5:19-21
OBS.: Os idólatras são os violadores do direito mais alto, isto é, de Deus. Essa é a instância mais antiga que se conhece do uso dessa palavra.

Continua...
Obras Da Carne E Fruto Do Espírito –
Igreja Batista Regular do Bairro de Santa Catarina, Natal
Apontamentos Do Autor
Bíblia Plenitude

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical