sábado, setembro 3

O Poder da Evangelização na Família Lição 10 - CPAD - Setembro de 2016

O Poder da Evangelização na Família
Lição 10 - CPAD - Setembro de 2016
Estudo subsídio Pr. Osvarela
TEXTO ÁUREO
"[...] Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa." Atos dos Apóstolos 16.31 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Atos 16.25-34
25 - Perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.
26 - E, de repente, sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos.
27 - Acordando o carcereiro e vendo abertas as portas da prisão, tirou a espada e quis matar-se, cuidando que os presos já tinham fugido.
28 - Mas Paulo clamou com grande voz, dizendo: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos.
29 - E, pedindo luz, saltou dentro e, todo trêmulo, se prostrou ante Paulo e Silas.
30 - E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?
31 - E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.
32 - E lhe pregaram a palavra do Senhor e a todos os que estavam em sua casa.
33 - E, tomando-os ele consigo naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi batizado, ele e todos os seus.
34 - Então, levando-os a sua casa, lhes pôs a mesa; e, na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa.
Exórdio
Uma das características da Igreja primitiva, a Igreja de Tiago, Pedro, João e Paulo é sem duvida alguma as reuniões nos lares e a evangelização das famílias, que em sua unidade, quase sempre seguindo ao chefe da família aceitavam a Jesus em seus corações e sendo batizados.
“Dou graças a Deus, a quem desde os meus antepassados sirvo com uma consciência pura, de que sem cessar faço memória de ti nas minhas orações noite e dia; Desejando muito ver-te, lembrando-me das tuas lágrimas, para me encher de gozo; Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti; Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.” 2 Timóteo 1:3-5;3:14,15
Mesmo quando não se acha um grupamento familiar totalmente convertido, a família tinha no seu seio pessoas de sua base estrutural familiar que foram e eram evangelizadas, neste processo de evangelização na Família.
Temos os do texto de leitura, como no segundo caso temos a família de um dos filhos espirituais de Paulo, Timóteo e Tito.
Ou, como, a Igreja em casa de Filemon: “Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador, E à nossa amada Áfia, e a Arquipo, nosso camarada, e à igreja que está em tua casaFilemom 1:1,2
Era o espírito evangelístico que levou Paulo a afirmar da importância que ele dava a evangelização nas casas, independente de raça ou origem dos evangelizados.
“Porque já Paulo tinha determinado passar ao largo de Éfeso, para não gastar tempo na Ásia... E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja. E, logo que chegaram junto dele, disse-lhes: Vós bem sabeis, desde o primeiro dia em que entrei na Ásia, como em todo esse tempo me portei no meio de vós, Servindo ao Senhor com toda a humildade...Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas casas, Testificando, tanto aos judeus como aos gregos, a conversão a Deus, e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo.” Atos 20:16-21
Evangelizar a própria família é um dos destaques dos textos, supracitados.
Lóide, a avó de Timóteo, mesmo ele sendo filho de um pai grego, manteve o menino, seu neto, filho de Eunice, que se casara com o grego, dentro dos ditames da Palavra de Deus.
Esta figura é importante para nosso Estudo sobre a Evangelização na família, pois inclui importante modelo de família a ser evangelizada.
Timóteo é um exemplo do filho, ou neto que seguiu os passos das suas progenitoras.
“E eis que estava ali um certo discípulo por nome Timóteo, filho de uma judia que era crente, mas de pai grego; Do qual davam bom testemunho os irmãos que estavam em Listra e em Icônio.” Atos 16:1,2
É exemplo de muitos filhos de mães cristãs, que mantém, a despeito de tudo, seus filhos no Caminho do Senhor.
Tudo isto, está dentro da ótica de ganhar a família sem disputa ou porfia com os demais familiares não crentes.
A mulher crente santifica seu marido.
“Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos.” 1 Coríntios 7:14
A mulher crente ganha seu marido, com seu comportamento.
“Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra; Considerando a vossa vida casta, em temor. ...no incorruptível traje de um espírito manso e quieto...Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam sujeitas aos seus próprios maridos; ... da qual vós sois filhas, fazendo o bem, e não temendo nenhum espanto”. 1 Pedro 3:1-6
Saber evangelizar os parentes é uma missão importante para nós. Não há que contender, mas agir como Pedro nos ensina, quando mesmo no seio de nossa família somos obstinadamente contra a fé que assumimos, e que não devemos responder a este ato, de maneira irada:
“...e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo.” 1 Pedro 3:15,16
Saber que será assim mesmo, seremos inicialmente vistos, como alguém que “negou” a fé familiar, muitas vezes passada desde antepassados mais antigos, quando aceitamos a Fé em Cristo.  
I- Evangelizando Famílias
A obrigação de Evangelizar famílias é antes de tudo uma forma de atender a uma determinação divina, pela qual, todas as famílias são herdeiras, potencialmente, do Nome de Cristo. Assim estaremos ampliando esta benção Abraâmica, e crística a todas as famílias da Terra.
εθνος - ethnos; n. n. a família humana; tribo, nação, grupo de pessoas;
“Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Do qual toda a família nos céus e na terra toma o nomeEfésios 3:14,15
“E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção... e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” Gênesis 12:2,3
Em fazendo discípulos de Cristo no seio das famílias estaremos os convocando para participar destas bênçãos.
Etimologia
בית – bayith; n. m. casa; moradia, habitação; lar, casa no sentido de lugar que abriga uma família; membros de uma casa, família; aqueles que pertencem à mesma casa; família de descendentes, descendentes como corpo organizado.
משפחה -mishpachah; n. f. clã, família; povo, nação; sociedade
γενεα - genea; n. f. paternidade, nascimento, natividade; aquele que foi gerado, homens da mesma linhagem, família; os vários graus de descendentes naturais, os membros sucessivos de uma genealogia; metáf. grupo de pessoas muito semelhantes uns com os outros nos dons, ocupações, caráter; época, (i.e. espaço de tempo normalmente ocupado por cada geração sucessiva), espaço de 30 - 33 anos.
γενος - genos; n. n. parentes; prole; família; raça, tribo, nação; i.e. nacionalidade ou descendência de um pessoa em particular; o agregado de muitos indivíduos da mesma natureza, tipo, espécie.
εθνος - ethnos; n. n. multidão (seja de homens ou de animais) associados ou vivendo em conjunto; multidão de indivíduos da mesma natureza ou gênero; a família humana; tribo, nação, grupo de pessoas; Paulo usa o termo para cristãos gentis.
Cremos no modelo estabelecido por Deus: o fator gerador da família é o casamento entre homem e mulher!
E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a”Gênesis 1:27,28
E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.”Gênesis 2:22-24
Somos chamados de Alas Conservadoras.
Dizem os relativistas e libertários da nova sociedade que não aceita os valores bíblicos:
       "Alas mais conservadoras da sociedade e de diferentes religiões não compartilham dessa visão e mantém o entendimento de que o fator gerador da família é o casamento entre homem e mulher, os filhos gerados dessa união e seus demais parentes."
Descaracterizando a Família:
Há uma tentativa de descaracterizar a família, com a mesma visão dos idos de Noé e dos tempos de Paulo, ao escrever Romanos 1, afastando as pessoas de Deus e as arrastando a concupiscência e pecado, contra seus corpos, e contra a Imago Dei, fundamento da Obra de restauração após o pecado adâmico para o qual Deus, o primeiro Evangelista, perpetrou um Plano salvífico para a Humanidade, dando a Vida de Seu Próprio Filho Jesus O Cristo.
Observe a afirmação, abaixo:
“Conforme Engels, na obra A origem da família, a família burguesa tradicional, ou seja, a família nuclear, passa a predominar entre os séculos XVIII e XIX, com a propriedade privada e o Estado”. Nayara Hakime Oliveira, professora do Departamento de Serviço Social da Unesp de Franca e membro do grupo de pesquisa “Família, Sociedade e Educação: perspectivas e tendências
Para isto, o Estado brasileiro, ainda que, se dizendo laico, influencia religiosamente e tem contribuído, sob a visão destas inserções familiares.
O IBGE, para realizar o Censo em 2010, definiu como Família o grupo de pessoas ligadas por laços de parentesco, que vivem numa unidade doméstica.
Essa unidade doméstica pode ser de três tipos:
-unipessoal (quando é composta por uma pessoa apenas),
-de duas pessoas ou mais com parentesco ou
- de duas pessoas ou mais sem parentesco entre elas.
É necessário caracterizar a família no momento atual no Mudo. Há um desvirtuamento da família segundo as Escrituras indicam o núcleo principal da Sociedade.
Querem colocar como família grupos que fogem ao padrão bíblico: Homem, Mulher e Filhos.
Mesmo que as leis, no caso do Brasil continuem inmodificadas nesta posição, mantendo família como este núcleo sob o modelo bíblico, alguns Juízes e grupos fazem uma interpretação relativista tentando inserir no conceito família, agrupamentos e ajuntamentos diferentes.
Constituição de 1988
...promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.
§ 1º O casamento é civil e gratuita a celebração.
§ 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. (Regulamento)
§ 4º Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes [obs.: monoparental].
Continuando:
Acho importante que saibamos, um pouco sobre isto. Já escrevi alguns estudos envolvendo estes aspectos sobre a família.
Assim precisamos responder: O que é Família?
A Família é unida por múltiplos laços capazes de manter os membros moralmente, materialmente e reciprocamente durante uma vida e durante as gerações, sob a orientação do padrão divino.
Uma família tradicional é normalmente formada pelo pai e mãe, unidos por matrimônio ou união de fato, e por um ou mais filhos, compondo uma família nuclear ou elementar.
Designa-se por família o conjunto de pessoas que possuem grau de parentesco entre si e vivem na mesma casa formando um lar. Isto sob a égide bíblica.
31 - E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.
32 - E lhe pregaram a palavra do Senhor e a todos os que estavam em sua casa.
A Família é considerada uma instituição responsável por promover a educação dos filhos e influenciar o comportamento dos mesmos no meio social.
O papel da família no desenvolvimento de cada indivíduo é de fundamental importância, por isto a Evangelização de família é fundamental para que todos sejam alcançados pelo Evangelho, pois é no seio familiar que são transmitidos os valores morais e sociais que servirão de base para o processo de socialização da criança, bem como as tradições e os costumes perpetuados através de gerações. Entre estes a religião, no sentido de ‘religare’, o que infere Salvação para todos em uma casa [bayith].
Não gosto que venham me dizer como pensar, que palavras e expressões devo ou não usar. Para mim, esta é a origem do totalitarismo. Hoje,o totalitarismo vem começando de novo, no campus das universidades,nos Estados Unidos, sob o disfarce politicamente correto. Temos de lutar – muito! - contra este fenômeno, antes que o totalitarismo disfarçado de posições politicamente corretas se estabeleça de verdade”. Paul Johnson
O ambiente familiar é um local onde deve existir harmonia, afetos, proteção e todo o tipo de apoio necessário na resolução de conflitos ou problemas de algum dos membros. As relações de confiança, segurança, conforto e bem-estar proporcionam a unidade familiar.
Em Biologia, a família é uma categoria da classificação sistemática que fica entre o gênero e a ordem.
Cremos no modelo estabelecido por Deus: o fator gerador da família é o casamento entre homem e mulher!
E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou...Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra...E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” Gênesis 1:27,28;2:22-24
Tipos de Família que o Mundo tenta inserir ou criar na Sociedade.
Movimentos relativistas contra a vontade de Deus.
Mas, há um movimento que quer, sob a visão do politicamente correto, mudar o conceito, e até Dicionários querem ou já mudaram o verbete família para incluir, outra palavra utilizada pelos relativistas, estes “modelos” anti-bíblicos, que a Sociedade tem tentado construir, contra a vontade de Deus.
Que devem ser alvo da Evangelização, ainda que não, biblicamente reconhecidas, necessitam de cura espiritual sob o aspecto da salvação de Almas e regeneração espiritual.
Leia o texto do conceituado Jornal paulista O Estadão:
Dicionário vai alterar o conceito de família ‘Houaiss’ prepara novo verbete com base em contribuições feitas via redes sociais.
O Grande Dicionário Houaiss terá uma nova definição para a palavra ‘família’. O verbete está sendo construído com base nas contribuições dadas pelas redes sociais e vai substituir o atual, segundo o qual “família é um grupo de pessoas vivendo sob o mesmo teto (esp. o pai, a mãe e os filhos)”, entre outras acepções”.
Além da tradicional estrutura familiar, denominada nuclear ou elementar, as transformações sociais e culturais, proporcionaram a existências de diferentes agrupamentos que alguns insistem em chamar de “família”, são grupos que estão inseridos no relativismo quanto à Família, alguns tipos que a Bíblia não os inclui como Família, aos olhos divinos na Sua Criação edênica:
Família monoparental: composta por apenas um dos progenitores: Pai ou Mãe. Os motivos que possibilitam essa estrutura são diversos. Englobam causas circunstanciais (morte, abandono ou divórcio) ou ainda, a decisão (na maior parte dos casos, uma decisão da mulher) de ter um filho de forma independente [o que não é biblicamente aceito, mas se ocorrer, a Salvação está disponível, e a Evangelização deve buscar alcançar este tipo de Família].
Embora, certas condições, entre elas a condição de Divórcio [embora, condenado, na visão geral, biblicamente, a Igreja tem aceitado e acolhido estas pessoas, sob a Luz do que Jesus disse sobre o assunto e pelo valor das Almas], este tipo de família, pode ser constituída, e aceita biblicamente, pela Igreja, se há viuvez e decisão de não ter novo casamento, ou por fortuitos casos de abandono de um dos pares e filhos advindos de algum tipo de relacionamento não completado, por decisão ou impedimentos  outros. Há ainda, envolvida, possível esterilidade e problemas de saúde, desde que não seja por decisão de não ter filhos.
E por isto mesmo esta família deverá ser buscada e alcançada pela Evangelização.
Ao lermos texto seguinte, veremos uma mulher, sob condição de erro, mas que ao ter um encontro com Jesus foi evangelizada e se tornou uma Evangelista, sua condição a colocava como alvo de Jesus, e é um exemplo para nosso plano de evangelização, como Igreja, alcançar grupos discriminados, como família:
Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; ... E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; ... Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo? E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo.” João 4:16-18; 27-29;42
Família Contemporânea: é caracterizada pela inversão dos papéis do homem e da mulher na estrutura familiar passando a ser a mulher a chefe de família. Abrange a família monoparental, constituída por mãe solteira ou divorciada. Sob os mesmo aspectos, arrazoados sob a luz da Bíblia, da monoparental.
Família Comunitária: nesta estrutura, todos os membros adultos que constituem o agregado familiar são responsáveis pela educação da criança. Não bíblica, mas alvo da Evangelização.
“...mudaram a verdade de Deus em mentira... Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza...também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens...” Romanos 1:25-27
Família arco-íris: é constituída por um casal homossexual (ou pessoa sozinha homossexual) que tenha uma ou mais crianças ao seu cargo. Totalmente fora dos padrões bíblicos, mas alvo da Evangelização.
Como trabalhar a Evangelização neste ambiente é uma das novas Missões da Igreja de hoje. Olhar para estes agrupamentos, como alvo da Evangelização e direito de serem alcançados pela Luz do Evangelho é uma questão a ser incluída no Plano da Igreja.
É necessário que os que se envolvem em evangelizar alguns agrupamentos tenham preparo espiritual e conhecimento do Espírito santo para que possam envolver-se neste tipo de evangelização.
 “Não gosto que venham me dizer como pensar, que palavras e expressões devo ou não usar. Para mim, esta é a origem do totalitarismo. Hoje,o totalitarismo vem começando de novo, no campus das universidades,nos Estados Unidos, sob o disfarce politicamente correto. Temos de lutar – muito! - contra este fenômeno, antes que o totalitarismo disfarçado de posições politicamente corretas se estabeleça de verdade”. Paul Johnson – Historiador britânico
Quanto ao que considero o Mal do atual do Século XXI, leiamos um trecho da entrevista do recentemente falecido, jornalista Geneton a Paul Johnson, na virada do século XX, um ardoroso combatente do relativismo:
GMN: Qual foi o pecado capital do século XX?
Paul Johnson: “É o que chamo de relativismo moral: a negação de que haja valores absolutos. Acontece que há coisas que são absolutamente certas e outras que são absolutamente erradas, sim!. O relativismo moral afirma –pelo contrário - que todo bem ou todo mal é relativo.Todos os valores seriam relativos,portanto.Vejo o relativismo moral sob toda maldade totalitária e todo tipo de pecado do século XX. Precisamos voltar - acho que já estamos voltando - a cultivar valores absolutos”.
GMN: O senhor diz que já não há uma idéia absoluta sobre o que é errado e o que é certo.Pode dar um exemplo do que é certo e do que é errado,no mundo de hoje ?
Paul Johnson : “O exemplo mais comum é o da sexualidade humana. A maioria das pessoas da minha geração - que viveu a década de trinta - foi educada para acreditar que havia certos e errados absolutos na sexualidade humana. É um fato que o relativismo moral esconde e ofusca. Crianças de hoje não aprendem que há certos e errados ! Aprendem que devem fazer o que os outros fazem. Isso é relativismo moral ! É um grande mal. Devemos lutar contra ele... Devemos dizer: "Isso é moral? É Justo? É algo que se encaixa no plano divino para a Humanidade? Ou é algo que vai contra ele?". O fator "Deus" na ciência é, hoje,mais importante do que nunca”. Quando, a bordo de um avião, a cerca de doze mil metros de altura,vejo o amanhecer,esta cena, para mim, é uma revelação da existência de Deus. De qualquer maneira,não preciso estar no espaço para fazer esta constatação. A maioria das pessoas,igualmente,não precisa : basta que tenham imaginação para que Deus venha à tona”.”. Site geneton.com.br de 18 de março de 2010.
Após estes posicionamentos entendemos que a Família é um ponto central da visão do IDE do Evangelho, desde os primórdios da Igreja.
“E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo.” Atos dos Apóstolos 5.42
Foi nos lares que a igreja alavancou a evangelização discipular e apostólica.
Fosse, na casa de Maria, mãe de João Marcos, ou na casa de Filemon, o núcleo familiar, sem duvida alguma, se constituiu do alvo dos primeiros cristãos.
“E, considerando ele nisto, foi à casa de Maria, mãe de João, que tinha por sobrenome Marcos, onde muitos estavam reunidos e oravam. E, batendo Pedro à porta do pátio, uma menina chamada Rode ..., anunciou que Pedro estava à porta.” Atos 12:12-14
Assim a estrutura familiar é alvo da evangelização e propagação do evangelho.
Lembro que desde as Escrituras Veterotestamentárias Josué ensina a viver a vida com Deus no núcleo da família.
Uma questão de escolha
εθνος - ethnos; a família humana; Paulo usa o termo para cristãos gentis.
A escolha de servir a Deus é importante para toda a família, se a liderança do lar se põe de pé para aceitar a palavra da Evangelização toda a família sempre seguirá a sua posição, assim como as mulheres e crianças, acabam sendo canal para a Evangelização da família.
“... escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” Josué 24:15
Lembrando que família é um termo para identificar o agrupamentos dos que tem fé.
Paulo destaca a família que batizou.
“E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro.” 1 Coríntios 1:16
A qual prosperou na Evangelização de outras tantas famílias, o que indica que ao Evangelizar uma família estaremos semeando uma semente que sem dúvida se multiplicará.
“Agora vos rogo, irmãos (sabeis que a família de Estéfanas é as primícias da Acaia, e que se tem dedicado ao ministério dos santos)” 1 Coríntios 16:15
Somos feitos profetas da Nova Aliança em Cristo para anunciarmos e Evangelizarmos todas as famílias, que desconhecem as Boas Novas.
Lucas escreve e destaca isto ao escrever:
“Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus fez com nossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão benditas todas as famílias da terra.” Atos 3:25
Ao lermos o texto, abaixo veremos que há algumas importantes lições a serem observadas, seja no comportamento e na importância de receber a salvação no seio da família
30 - E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?
31 - E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.
32 - E lhe pregaram a palavra do Senhor e a todos os que estavam em sua casa.
33 - E, tomando-os ele consigo naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi batizado, ele e todos os seus.
34 - Então, levando-os a sua casa, lhes pôs a mesa; e, na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa.
Há desconhecimento da forma de se salvar
Há necessidade de pregar
É no momento das dificuldades que aparecem as motivações para evangelizarmos as famílias. Sejam dores pessoais, que nos faz encontrar famílias necessitadas do evangelho, seja num momento de dificuldade de uma família que socorremos.
A Pregação evangélica muda corações.
Vemos o que a pregação faz:
Um carcereiro sob ordens da Coorte italiana, que há poucas horas tinha tentado suicídio, pelo peso da sua responsabilidade e muito endurecido pelo labor diário de tratar com presos e os afligir com acoites, conforme a lei determinava, agora, se torna o enfermeiro cuidadoso de presos libertos pelo poder de Deus, que assistiu e ao ouvir o Evangelho, muda sua atitude, a ponto de querer que este Poder alcance toda a sua família. Ele os levara para sua casa para mantê-los sob sua guarda, juntamente com seus soldados.
O Evangelho torna as Famílias Felizes.
A alegria de conhecer as Boas Novas mudou a casa do carcereiro e eles transbordavam em alegria. Este deve ser um dos motivos acessórios para atendermos a convocação para Evangelizar famílias. Teremos compartilhado a alegria da Salvação desconhecida de muitas famílias.
E, havendo-lhes dado muitos açoites, os lançaram na prisão, mandando ao carcereiro que os guardasse com segurança. O qual, tendo recebido tal ordem, os lançou no cárcere interior, e lhes segurou os pés no tronco. Atos 16:23,24 
34 - Então, levando-os a sua casa, lhes pôs a mesa; e, na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa.
Examinando o texto vemos que a sua crença em Deus mudara o interior do lar, a ponto de todos os seus verificarem o quanto ele havia mudado. Assim, há uma inferência de que ele deveria ser alguém embrutecido, que agora todos os seus [entendendo que os seus, inclui: esposa, filhos, escravos e servos, como era costume determinativo de uma família]
A felicidade entrou pela palavra pregada e se espalhou pala família. É cena que muitos podem testemunhar em nossas igrejas e lares que são alcançados pela Evangelização.A felicidade entrou pela palavra pregada e se espalhou pala família, que se alegrou com a alegria de seu líder. Agora a alegria era compartilhada.
Evangelizando sua casa:
O carcereiro não quis o Evangelho, apenas para si, mas quis também incluir a sua família, tal qual Josué.
Eis, um perigo, que ronda as famílias evangélicas é não pregarmos o Evangelho para nossa própria família. Não nos deixemos esquecer disto:
“Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” 1 Timóteo 5:8
Se o carcereiro atentou para sua família e nós, o que devemos fazer?
Fonte:
Bíblia online
Citações no corpo do Texto
Constituição Federal do Brasil
IBGE
Bíblia Dake
Apontamentos do autor
PAUL JOHNSON - OS petardos do homem que nunca foi a um show de música pop, nunca assistiu a um jogo de futebol e se recusa a ver novela de TV. Site geneton.com.br; Joel Silveira - Mino Carta.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical