sábado, outubro 29

As Consequências das Escolhas Precipitadas 1ª Parte Lição 5 – CPAD – ATUALIZAÇÃO - Outubro de 2016

As Consequências das Escolhas Precipitadas 1ª Parte
Lição 5 – CPAD – 30 de outubro de 2016
ESTUDO E SUBSÍDIO: Pr Osvarela
TEXTO ÁUREO
"O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura." Pv 14.29
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Gênesis 13. 7-18
7 - E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os ferezeus habitavam, então, na terra.
8 - E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti e entre os meus pastores e os teus pastores, porque irmãos somos.
9 - Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda.
10 - E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem-regada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar.
11 - Então, Ló escolheu para si toda a campina do Jordão e partiu Ló para o Oriente; e apartaram-se um do outro.
12 - Habitou Abrão na terra de Canaã, e Ló habitou nas cidades da campina e armou as suas tendas até Sodoma.
13 - Ora, eram maus os varões de Sodoma e grandes pecadores contra o SENHOR.
14 - E disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta, agora, os teus olhos e olha desde o lugar onde estás, para a banda do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente;
15 - porque toda esta terra que vês te hei de dar a ti e à tua semente, para sempre.
16 - E farei a tua semente como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, também a tua semente será contada.
17 - Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei.
18 - E Abrão armou as suas tendas, e veio, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao SENHOR.
“Consequência é simplesmente um efeito originado por uma causa.”
Exórdio
Há um axioma bíblico: “tudo que o homem plantar ele também ceifará”. Gálatas 6:7
Assim, as consequências são de ordem direta a tudo que fazemos. Por isto, um sinônimo de consequência é decorrência, algo que decorreu de uma atitude.
Na origem precipitação tem sentido negativo, advindo de algum ato, atitude que realizamos sem reflexão ou inteligência, daí se transforma em uma precipitação, aquilo que se torna contra nossa vida, e que foi semeado ainda, que há anos atrás.
Aquilo que estudamos no texto bíblico deste estudo, foi em algum momento vivenciado por Abraão, antes e após a experiência com Lot.
O grande conflito existente no ser humano, assim como, aconteceu com Abrão foi sentir a necessidade de cumprir por si mesmo, as promessas divinas.
Precipitação inicia uma corrente de elos fracos que, vão se romper em algum dia, com prejuízos severos, chamados de consequências, ao longo de uma vidaOsvarela
Ainda nestes dias, somos tentados a assumir o lugar de Deus tentando de forma precipitada dar andamento ao que Deus nos prometeu, seja assumindo posição que não nos compete, como pastores, como crentes e como homem.
Não temos paciência para aguardar o cumprimento da Promessa.
Mas, imaginemos um homem que aos 75 anos e a sua esposa de idade aproximadamente idêntica estéril aguardando a promessa mais aspirada, do que a própria terra da promessa, o que naqueles dias era fundamental, para um casal um herdeiro para todas as suas conquistas. Não imaginava, ele, que ainda teria que aguardar por pelo menos, 25 anos tal promessa.
A lógica humana, se prevalecer em nossas atitudes nos trará consequências imensuráveis e eternas.
Certos acontecimentos da vida pessoal se transformam em consequência real que vão determinar novos acontecimentos, na nossa vida e na dos nossos descendentes.
Cenas da vida de Abraão:
“...dize que és minha irmã”.
“...desceu Abrão ao Egito, para peregrinar ali, porquanto a fome era grande na terra. E aconteceu que, chegando ele para entrar no Egito, disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher formosa à vista; E será que, quando os egípcios te virem, dirão: Esta é sua mulher. E matar-me-ão a mim, e a ti te guardarão em vida. Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti. E aconteceu que, entrando Abrão no Egito, viram os egípcios a mulher, que era mui formosa.” Gênesis 12:10-13,14
“...Não desças ao Egito; habita na terra que eu te disser” Gênesis 26:2
“E perguntando-lhe os homens daquele lugar acerca de sua mulher, disse: É minha irmã; porque temia dizer: É minha mulher; para que porventura (dizia ele) não me matem os homens daquele lugar por amor de Rebeca; porque era formosa à vista.” Gênesis 26:7
Efeito Multiplicador da Precipitação
Três Homens e Uma Promessa
Abraão – Isaque – Jacó e Esaú [unidos pelo ventre]
“Então se chegou Jacó a Isaque seu pai, que o apalpou, e disse: A voz é a voz de Jacó, porém as mãos são as mãos de Esaú. E não o conheceu, porquanto as suas mãos estavam cabeludas, como as mãos de Esaú seu irmão; e abençoou-o. E disse: És tu meu filho Esaú mesmo? E ele disse: Eu sou...E amava Isaque a Esaú, porque a caça era de seu gosto, mas Rebeca amava a Jacó. Gênesis 25:28; Gênesis 27:22-24
Mesma raiz com sementes idênticas, determinadas por suas ações, que se transformaram em consequências, que se perpetuaram em suas vidas. Esaú também foi desprezível e precipitado, por causa da fome, e viu por prato de lentilhas, perdida as suas bênçãos, e primogenitura. Abraão plantou em sua descendência uma semente de variação e guerra, que vai dividir sua descendência ao longo dos séculos!
Interferindo na Promessa
Precipitação – Esquecendo da Promessa.
9 - Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda.
Tirando a iniciativa das mãos de Deus.
Pense antes de agir, pergunte à Deus se é de sua vontade.
Quando nós interferimos, Deus tira as suas mãos, e aguarda o livre-arbítrio de quem faz esta ação, atuar.
Céticos, mas recebendo a promessa, pois Fiel é o que prometeu: “Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?” Gênesis 18:12; “Então caiu Abraão sobre o seu rosto, e riu-se, e disse no seu coração: A um homem de cem anos há de nascer um filho? E dará à luz Sara da idade de noventa anos?” Gênesis 17:17
A queixa de Sara, que vai se mostrar cética ao longo da narrativa bíblica, em vários momentos, a condena por precipitar-se e tirar a iniciativa das mãos de Deus. Embora, Abrão tenha inicialmente a mesma atitude, contudo ela só é notificada pelas palavras de seu marido, das promessas e o acompanha na mesma fé, enquanto ele ouve as promessas diretamente da boca de Deus, inclusive o nome do menino, que será fruto dos “risos” para receber o nome : Isaque - יצחק - Yitschaq; “ele ri; Ισαακ- “para rir”. Até no nome as ações de Abraão e Sara mostram a soberania do que prometeu: “E disse Deus: Na verdade, Sara, tua mulher, te dará um filho, e chamarás o seu nome Isaque Gênesis 17:19
Sem uma palavra de Deus, a autorizar seu plano, Sara propõe algo fora do plano divino: “E disse Sarai a Abrão: Eis que o Senhor me tem impedido de dar à luz; toma, pois, a minha serva; porventura terei filhos dela. E ouviu Abrão a voz de Sarai. Assim tomou Sarai, mulher de Abrão, a Agar egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abrão seu marido, ao fim de dez anos que Abrão habitara na terra de Canaã.E ele possuiu a Agar, e ela concebeu; e vendo ela que concebera, foi sua senhora desprezada aos seus olhos. ” Gênesis 16:2;4
Sara já estava com cerca de 75 anos, ela chega à conclusão de que o descendente que o Senhor prometera a Abraão não viria de seu ventre. O mais impressionante é que Abraão atendeu ao conselho de Sara, como Adão, Abraão concorda coma sugestão ‘incrédula’, mas preocupada com o íntimo de seu marido, como chefe tribal, sem filhos da sua esposa e no meio dos que o seguiam e onde ele passava, embora muito rico, talvez questionado por esta falta, aos 75, 80, 90 anos. Já meditaram, que m todas as etapas da vida de Israel e no Plano de Deus, o Egito está envolvido?
De maneira precipitada ele, Abraão, anuiu a voz de sua mulher, a formosa Sara e toma uma escrava, Agar, para com ela conceber um filho sobre os joelhos de sua mulher. Não pensou nas consequências “Denomina-se consequência ao efeito de um determinado acontecimento, decisão ou circunstância. A partir desta perspectiva, pode-se afirmar que uma consequência é simplesmente um efeito originado por uma causa.”:
Um filho da escrava, ainda que na cultura daqueles dias e de sua origem fosse como um filho de Sara, a sua “promessa” não estava sendo cumprida por aquele que a fez.
Um filho da escrava o ligava a sua escrava corporalmente, emocionalmente, ainda que em relação a herança nada ela teria em direito. Note que nos dias da morte de Abraão quem o sepultou foram seus dois filhos: “E Isaque e Ismael, seus filhos, sepultaram-no na cova de Macpela, no campo de Efrom, filho de Zoar, heteu, que estava em frente de Manre” Gênesis 25:9
Esta parece ser uma boa história que deveria ter uma forma de desculpa inexorável. Mas, não diante de Deus, pois a precipitação, inferiu e infere erros e consequências:
Desobediência
Aparente Impaciência, ainda que o escritor da Epístola aos Hebreus destaque sua paciência, na espera. Entendo que divinamente inspirado tenha se referido a vida de Abraão de forma geral, como uma vida de paciência, tendo em vista que, Abraão não comprou ou adquiriu a não ser a sepultura em Macpela, ao longo de sua vida, mesmo sendo um grande e rico dono de rebanhos. Assim, como a Bíblia não erra ele foi realmente um paciente homem de Deus, pois a Terra Prometida só foi tomada, após mais de 480 anos, quase 5 séculos posterior a promessa. “Porque, quando Deus fez a promessa a Abraão, como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo, Dizendo: Certamente, abençoando te abençoarei, e multiplicando te multiplicarei. E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.” Hebreus 6:13-15
Falta de Fé Naquele que fez a Promessa
Ansiedade
Desesperança
‘Ajudar’ a Deus
Síndrome Egoísta
Abraão E Lot
10 - E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem-regada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar.
11 - Então, Ló escolheu para si toda a campina do Jordão e partiu Ló para o Oriente; e apartaram-se um do outro.
Egoísmo – Abraão embora crente na Promessa, sempre pensa em si mesmo, em ter um filho para gerir e herdar sua herança, mas Deus pensava em toda a Humanidade, para cumprir a promessa através do Justo Abraão: E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” Gênesis 12:2,3
Muitos de nós agimos, desta forma, porque não alcançamos a visão de Deus, ainda que ele nos mande contar as estrelas, não conseguimos vislumbrar o horizonte mais próximo e ligar a prova com o final abençoador que Ele nos propôs e mesmo quando andamos com alguém que nos abençoa não compreendemos que ali está a benção...
“E livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis” 2 Pedro 2:7
“...disse Abrão: Senhor DEUS, que me hás de dar, pois ando sem filhos, e o mordomo da minha casa é o damasceno Eliézer? Disse mais: Eis que não me tens dado filhos, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro. E eis que veio a palavra do Senhor a ele dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, este será o teu herdeiro. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência.”Gênesis 15:2-5
...e sobretudo a proteção de Deus, ainda que sejamos justo a “vista, no sentido de visão” pode nos impedir de ver o futuro amedrontador que teve Ló em Sodoma e Gomorra, pois o Egoísmo embaçou a sua visão sobretudo que ele estava sobre a proteção do Deus que ele crera, ao seguir seu tio Abrão e que lhe dera provisão até aquele momento, sua visão foi egoísta e personalista.
12 - Habitou Abrão na terra de Canaã, e Ló habitou nas cidades da campina e armou as suas tendas até Sodoma.
13 - Ora, eram maus os varões de Sodoma e grandes pecadores contra o SENHOR.
Criar conflitos que não serão mais impedidos por nós mesmos
“...como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo”! Mas, como diz o texto supra, Deus sempre vai interferir para que a nossa mente se mantenha firme na Promessa, pois Ele é o Fiel e Fiel da Promessa e sabe que como no Pacto Abraãmico, foi por si mesmo quem jurou.
Garantia da Promessa: “Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta” Hebreus 6:18
A precipitação pode se tornar evidente quando nós deixamos a nossa vista física, atuar nas nossas decisões.
Aconteceu com o profeta Samuel, ao iniciar a escolha do rei de Israel, na casa de Jessé, olhou para Eliabe e viu a sua aparência, mas foi repreendido pelo Senhor “Eu não vejo como vê o homem”.
Da mesma forma aconteceu com Lot ao “ver” com os olhos físicos, sem consultar ao Senhor de seu tio.
Não deu preferência a seu tio, um ancião.
Não pensou em sua família. O que Abraão sempre fez.
Não pensou no futuro, apenas atentou ao desejo das verdes campinas, antes deveria buscar conhecer os moradores de Sodoma. Haja vista que, os moradores daquela região eram ferozes, idólatras.
Embora, o seu futuro posterior, tenha sido profundamente, afetado pela sua decisão, o início de Lot em Sodoma foi aparentemente de honra, como lemos no texto, à seguir. Mas, sua posição de honra, logo seria um atalho para o pecado da cidade oatingir a si e sua família:
Habitou Abrão na terra de Canaã e Ló habitou nas cidades da campina, e armou as suas tendas até Sodoma. Ora, eram maus os homens de Sodoma, e grandes pecadores contra o Senhor. E tomaram todos os bens de Sodoma, e de Gomorra, e todo o seu mantimento e foram-se. Também tomaram a Ló, que habitava em Sodoma, filho do irmão de Abrão, e os seus bens, e foram-se. E vieram os dois anjos a Sodoma à tarde, e estava Ló assentado à porta de Sodoma; e vendo-os Ló, levantou-se ao seu encontro e inclinou-se com o rosto à terraGênesis 14:11,12;3:12,13; Gênesis 19:1
Perdas de Lot, por sua escolha:
Perdeu a mulher
Perdeu suas filhas
Perdeu o moral diante de suas filhas
Perdeu a sua honra, ao ficar bêbado e se tornar pai incestuoso, pois a bebida lhe tirou a sobriedade.
Ganhos de Abraão, após Lot, o deixar:
Deus lhe confirmou a promessa
“E disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o lado do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente; Porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre. E farei a tua descendência como o pó da terra; de maneira que se alguém puder contar o pó da terra, também a tua descendência será contada. Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei. E Abrão mudou as suas tendas, e foi, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao Senhor.” Gênesis 13:14-18
Alargou a expansão a ser dada a sua descendência
Deus o fez caminhar por toda ela, simbolicamente ele pisou, com a planta de seus pés toda a terra tomando posse de cada pedaço. “Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado...Josué 1:3
Adorou a Deus e edificou um altar para formalizar a promessa
Formou um exército
Venceu cinco (5) reis
Socorreu Lot – não havia nenhuma rusga de amargura em seu coração
Preocupava-se com os seus
Confirmou a sua promessa e proclamou o nome do Senhor: “E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo. E o rei de Sodoma disse a Abrão: Dá-me a mim as pessoas, e os bens toma para ti.
Abrão, porém, disse ao rei de Sodoma: Levantei minha mão ao Senhor, o Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra, Jurando que desde um fio até à correia de um sapato, não tomarei coisa alguma de tudo o que é teu; para que não digas: Eu enriqueci a Abrão”
Gênesis 14:20-23
Foi fortificado na Fé
Tornou possível a nominação de Pai de tantos quanto têm Fé
Foi justificado e imputado como salvo
“E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus, E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer. Assim isso lhe foi também imputado como justiça.” Romanos 4:20-22
Criar conflitos que não serão mais impedidos por nós mesmos
“...como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo”! Mas, como diz o texto supra, Deus sempre vai interferir para que a nossa mente se mantenha firme na Promessa, pois Ele é o Fiel e Fiel da Promessa e sabe que como no Pacto Abraãmico, foi por si mesmo quem jurou.

Garantia da Promessa: “Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta” Hebreus 6:18
I – Etimologia e Contemporeidade
εκλογη - ekloge; n. f. o ato de selecionar, escolher; do ato de livre arbítrio
ευδοκεω - eudokeo; v. parecer bom para alguém, ser a satisfação de alguém; achar bom, escolher, determinar, decidir; fazer de boa vontade; estar pronto a, preferir, escolher; estar satisfeito, ter prazer em, estar inclinado em favor de alguém
ευδοκια - eudokia; n. f. vontade, escolha; boa vontade, bom intento, benevolência; deleite, prazer, satisfação; desejo; de prazer em alguma coisa ausente que facilmente produz desejo por ela.
μεταμελομαι - metamellomai; v. estar posteriormente preocupado com alguém ou algo; estar arrependido, arrepender-se
18 - E Abrão armou as suas tendas, e veio, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao SENHOR.
Já comentei, em estudos anteriores, sobre os povos que habitavam a região da peregrinação de Abrão, em Canaã.
“...e saíram para irem à terra de Canaã; e chegaram à terra de Canaã. E passou Abrão por aquela terra até ao lugar de Siquém, até ao carvalho de Moré; e estavam então os cananeus na terra.Gênesis 12:5;6
A palavra cananeus é a denominação para os povos que viviam na Terra Prometida na época da chegada de Abrão. Compunham sete nações distintas: os fenícios, os filisteus, os amonitas, os heteus, os jebuseus, os amorreus e os heveus - Deuteronômio 7:1 – apontamento nosso no link:
Consequência: s.f.  Designação daquilo que resulta ou é causado na sequência de; efeito ou resultado espontâneo, presumível ou inevitável de algo; Sequela ou resultado negativo que atinge a saúde de alguma pessoa ou ser vivo; lesão ou ferida;
Produz resultado ou efeito de enorme relevância; designação do resultado de relevância ou peso descomedido; alcance, influência ou valor de algo.
תולדה - towl êdah ou תלדה - tol êdah; n. f. pl. descendentes, consequências, condutas
עון   `avon ou עוון  `avown (2Rs 7.9; Sl 51.5); n. m. perversidade, depravação, iniquidade, culpa ou punição por iniquidade; iniquidade; culpa de iniquidade, culpa (como grande), culpa (referindo-se a condição); consequência ou punição por iniquidade.
עקב - `eqeb; n. m. consequência; ganho, recompensa
- fim adv.  como consequência, por causa de, consequentemente conj. como conseqüência de, visto que, porque.
Αφρων - aphron; adj. sem razão; sem sentido, tolo, estúpido; sem reflexão ou inteligência, precipitação.
Vocábulos e tempo dos verbos: O imperfeito é empregado para expressar o “futuro”, referindo-se não só a uma ação que está para ser realizada, mas a uma que ainda não começou. O imperfeito segue palavras de ligação que expressam “transição”, “propósito”, Em consequência disto: “consequência” e assim por diante, como “a fim de que”, “para que não”; por exemplo:
Denomina-se consequência ao efeito de um determinado acontecimento, decisão ou circunstância. A partir desta perspectiva, pode-se afirmar que uma consequência é simplesmente um efeito originado por uma causa. Assim, costuma-se dizer sobre as consequências das ações pessoais, de um acontecimento ou de uma relação lógica. Quando a expressão se refere às ações humanas, inevitavelmente se situa no plano da moral e da ética. Durante muito tempo a tradição filosófica tem sido confiada à tarefa de esclarecer em que medida as ações que dependem do homem o levam para uma situação de felicidade ou o afastam dela. Esta reflexão sobre as consequências da ação do homem se apresenta nas religiões, obras de arte, etc.
Efeito Multiplicador da Precipitação
Três Homens e Uma Promessa
Abraão – Isaque – Jacó e Esaú [unidos pelo ventre]
“Então se chegou Jacó a Isaque seu pai, que o apalpou, e disse: A voz é a voz de Jacó, porém as mãos são as mãos de Esaú. E não o conheceu, porquanto as suas mãos estavam cabeludas, como as mãos de Esaú seu irmão; e abençoou-o. E disse: És tu meu filho Esaú mesmo? E ele disse: Eu sou...E amava Isaque a Esaú, porque a caça era de seu gosto, mas Rebeca amava a Jacó. Gênesis 25:28; Gênesis 27:22-24
Mesma raiz com sementes idênticas, determinadas por suas ações, que se transformaram em consequências, que se perpetuaram em suas vidas. Esaú também foi desprezível e precipitado, por causa da fome, e viu por prato de lentilhas, perdida as suas bênçãos, e primogenitura
No que se refere à relação de acontecimentos, o termo consequência aponta as relações causais existentes na natureza. Este tópico tem sido, por sua vez, amplamente debatido pela epistemologia, à medida que é necessário para a ciência determinar si a consequência de uma determinada situação pode ser repetida no futuro quando a mesma for repetida.
Toda e qualquer transgressão de uma imposição se encaminha para uma consequência que será aplicada pelo estado ao transgressor, desde que esta circunstância seja possível de provar.
Revendo todos os conceitos que o termo consequência pode ter, o certo é que sempre se mantém presente a ideia de sucessão de dois casos distintos, um como evolução natural e outro como esperado.
9 - Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda.
10 - E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem-regada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar.
Precipitação – Esquecendo da Promessa.
Uma Atitude Precipitada é Contrastante Com Uma Vida de Fé Nas Promessas de resultados serão a colheita da iniciativa precipitada:
 O resultado imediato é desavença no lar, e a longo prazo é a bênção mista de numerosa progênie que herdará o espírito insolente de Agar, que queria ser senhora sobre sua benfeitora e se foi lançada fora, por duas vezes, pela precipitação de suas atitudes!. “Eis que concebeste, e darás à luz um filho, e chamarás o seu nome Ismael; porquanto o Senhor ouviu a tua aflição. E ele será homem feroz, e a sua mão será contra todos, e a mão de todos contra ele... Gênesis 16:11,12
II -Efeitos da Precipitação [continuação do tema]
 “Porque a promessa de que havia de ser herdeiro do mundo não foi feita pela lei a Abraão, ou à sua posteridade, mas pela justiça da fé. Porque, se os que são da lei são herdeiros, logo a fé é vã e a promessa é aniquilada. Porque a lei opera a ira. Porque onde não há lei também não há transgressão. Portanto, é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade, não somente à que é da lei, mas também à que é da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós” Romanos 4:13-16
A geração de um só filho legitimo, do casal Sara E Abraão, produziria um efeito messiânico para a Humanidade é o que eles em algum momento não entenderam [nem  mesmo os profetas, entenderam, o Mistério revelado Em Jesus, aperfeiçoado na Igreja - Efésios 3:5; Colossenses 1:26;Gálatas 4.4]: Abraão geraria muitos descendentes, tanto eleitos como não eleitos. Judeus e Gentios seriam salvos da sua semente! Os nãos eleitos também serão protegidos por Deus e transformados em grande nação (vs. 10).
16 - E farei a tua semente como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, também a tua semente será contada.
“E disse: Agar, serva de Sarai, donde vens, e para onde vais? E ela disse: Venho fugida da face de Sarai minha senhora. Então lhe disse o anjo do SENHOR: Torna-te para tua senhora, e humilha-te debaixo de suas mãos. Disse-lhe mais o anjo do Senhor: Multiplicarei sobremaneira a tua descendência, que não será contada, por numerosa que será. Disse-lhe também o anjo do Senhor: Eis que concebeste, e darás à luz um filho, e chamarás o seu nome Ismael; porquanto o Senhor ouviu a tua aflição...E ela chamou o nome do Senhor, que com ela falava: Tu és Deus que me vê; porque disse: Não olhei eu também para aquele que me vê?” Gênesis 16:8-13
Apesar de não eleitos, na semente de Abraão, mas na eleição da Graça, Deus tem, para nóse todos gentios, um futuro dentro do seu plano para Agar e Ismael. A queixa de Sara contra Agar, a condenava, por sua própria iniciativa ao precipitar-se e tirar a iniciativa das mãos de Deus.
Sem uma palavra de Deus a autorizar seu plano, Sara propõe algo fora do plano divino.
Conflito doméstico
Divisão da família
Depressão da esposa
Disputa entre irmãos
Divisão de dois grupos de doze tribos, de Isaque e Ismael.
O mais impressionante é que Abraão atendeu ao conselho de Sara, como Adão assentiu a voz de Eva, Abraão concorda coma sugestão incrédula da sua esposa.
Qual a escolha?
As escolhas determinam nosso futuro. Ao longo de nossas vidas, teremos que fazer e vivenciar uma série de escolha, e isto de maneira ininterrupta, quase diariamente, nos colocamos diante de uma decisão. O importante é saber usar o que temos “a mente de Cristo”!
Temos de dois pontos importantes para colocar nestes momentos de escolha: agradar a Deus, e escolher aquilo que Ele tem de melhor para nossas vidas ou, sermos egoístas e  usar o sentimento humano para agradar a nós mesmos, nossa carne, nosso desejo e escolher aquilo que achamos ser bom para nossa vida.
Esta é a importância da escolha.
As  escolhas, e nunca a sorte, é o que determinam nosso futuro.
Caráter – Abraão e Lot - as nossas escolhas sempre devem ser um meio de atestar o nosso caráter. São elas que vão indicar para qual direção, a nossa mente involuntariamente se move e nosso destino se guia.
Se é um verdadeiro cristão que, tem sua mente transformada, sendo “revestida do novo homem”, isto será mostrado por fazer as melhores escolhas.
As suas atitudes nem sempre têm correspondido com o que a Bíblia tem ensinado.
As implicações da aliança Abraâmica tem implicação, direta, para nossa vida hoje, por isso, o texto de Gênesis 12.1-3 é um texto validador deste Estudo..
Paulo entendeu e nos ensinou que se o Deus que está sendo apresentado, hoje, é o mesmo Deus da Aliança Abraâmica – e que estamos dentro do mesmo Pacto sob a tutela da Graça, anterior a Lei – a qual chamou Abraão, ou que o levou a mudar-se e mudar ajustando-se a alguma situação contemporânea de Filhos de Abraão, Pai dos que Têm Fé.
Os capítulos de Gênesis 12 a 36 apresentam três indivíduos (um pai - Abraão; um filho – Isaque; e um neto - Jacó) que representam as primeiras três gerações de uma família que Deus escolheu para abençoar.
A eleição, ou escolha não foi por mérito, mas pela Graça e soberania divina, mas nossa aceitação depende de nosso livre-arbítrio.
Somo Eleitos na base do juramento soberano de Deus – ou seja, a Soberania de Deus, feito na Aliança Abraâmica, “em ti serão benditas...famílias...nações...os que te abençoarem...
Ética – “Até mesmo, porque em algumas situações, são eles culpados por terem um comportamento pouco ético, como vemos, ao longo deste estudo, não obstante, Deus se mantém leal à promessa dele.”
Quando Abraão obedece pela fé, em reposta ao chamado de Deus, ele recebe graciosamente várias promessas, tanto espirituais, quando materiais. Assim, também, nós, possamos entender que, o Senhor nos chama, nos convence de nossas necessidades espirituais, e muda nossa natureza, lugar e forma nossa família do nada, pois Ele prometeu e não pode negar a esta intrínseca característica: Ele é Fiel!
Santificação nos guarda da precipitação:
Quando Deus nos separa, ele exige santificação negativa e positiva.
Santificação negativa: nos devemos abster de toda forma do mal, e até de sua aparência 1Tessalonissences 5:22
Na santificação positiva: devemos obedecer aos preceitos do Senhor:
- Trabalhar ativamente,
- Praticando o que é bom e agradável ao Senhor.
- Obedecendo e levando outros a obedecerem também.
- Sendo luz para iluminar,
- Sendo imitadores de Cristo para que outros vejam em nós o referencial de vida divino, e nos imitem, não como modelo de perfeição, mas de transformação de vida.
1ª Parte
Fonte:
Mais um Ensaio sobre a Aliança, Sérgio Paulo de Lima
Meditações em Gn 20: A mentira de Abraão e suas terríveis consequências e a graça de Deus e seu maravilhoso livramento - Manoel Coelho Jr.
A Precipitação de Sara e Abraão-Gn 16: 1 – 16
Via conceitos.com
Bíblia on line

Estudando a palavra – Sítio na Internet, do autor

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical