sexta-feira, novembro 30

CAPA DE LIVRO FEITA COM A PELE DE UM CONDENADO...?









29/11/2007



Verdade, Crueldade, Intolerância, Acusação com viés religioso ou Lenda?
Um livro do século XVII vai a leilão no próximo domingo (2). Até aí, nada espetacular, né?

Mas a obra que tem o título enorme de "A True and Perfect Relation of The Whole Proceedings against the Late most barbarous Traitors, Garnet a Jesuit and his Confederats", de 1606, é uma relíquia do bizarro. Ela traz o relato da execução de Henry Garnet, padre jesuíta executado sob acusação de conspiração para assassinar o rei Jaime I, em 1605.
E o mais impressionante: "acredita-se" que capa do livro, de Robert Barker, o tipógrafo oficial do rei, tenha sido feita com a pele do próprio condenado, uma prática conhecida como encapamento antropodérmico.
A técnica macabra teria sido empregada até o século XIX, notadamente para livros sobre anatomia e processos judiciais "bárbaros". Muitos acreditam ver na capa do livro a imagem do religioso torturado.
Há quem diga que nazistas retomaram a prática de usar para diversos fins a pele de cadáveres dissecados nos campos de concentração, mas nunca houve prova disso.
O jesuíta, que na verdade não esteve envolvido no plano católico para matar o rei e aristocratas protestantes, soube da intenção dos rebeldes em confissões, o que o obrigava a manter segredo. Apesar da recomendação do padre para que os fiéis desistissem, o plano foi adiante. Garnet não escapou da condenação por traição.
Conta a lenda que o rosto do padre surgiu em uma mancha de sangue no cenário da execução, em maio de 1606.
Daily Telegraph

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical