quarta-feira, fevereiro 13

Minha Posição contra a Astrologia, e imagens! Ao meu público e irmãos em Cristo. Texto corrigido em 14-02-08

Autor deste comentário: Osvarela
Desde a Antiguidade os homens procuraram estudar os astros e estrelas.
Até o nascimento de Jesus foi anunciado, por uma estrela, vista no Oriente pelos magos, que a seguiram até a Palestina e comentaram com todos, até mesmo com Rei Herodes - O Magno, sobre a Estrela vista, na Mesopotâmia.Mt.2.2: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Pois do Oriente vimos a sua Estrela e viemos adorá-lo.
Foi Deus quem colocou, os astros celestes aonde eles estão, como está na descrição da Gênesis, porém, como explica a Bíblia, eles se tornaram, pela corrupção e curiosidade, dos sentidos dos homens, alvo de estudo dos povos, para o mal e tentativa de conhecer o destino das pessoas, algo que só Deus conhece, como Senhor e Criador do Tempo. Gn. 1.16: Deus, pois, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez também as estrelas.
O próprio Jesus Cristo, cita que os homens conhecem, os tempos e as estações e sabem predizer, se vai chover ou fazer sol. Mt.16.1 ss; Então...pediram-lhe que lhes mostrasse algum sinal do céu. Mas ele respondeu, e disse-lhes: Ao cair da tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro.E pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Ora, sabeis discernir o aspecto do céu...
Da mesma maneira, cita que os eventos escatológicos serão anunciados com ocorrências dos astros:
Mt.24.29 Logo depois da tribulação daqueles dias, escurecerá o sol, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados.Lc.21.25: E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas.
Como, já dissemos na inicial, desde a mais remota Antiguidade, as Nações, pelo sua Cosmogonia ou Cosmologia, se desviaram, daquilo que Deus deixou como testemunho de sua grandeza e existência, para procurarem elaborar estudos sobre a influência dos astros, sobre as vidas dos seres terrestres.
Assim aconteceu, com o povo do Antigo Egipto, um dos primeiros povos, a criarem um sistema baseado em um grupo de 36 estrelas, separadas por um período de 10 dias (decano - termo usado hoje na magia do Tarô), sendo que, cada período, foi concebido como um espírito com poder sobre o tempo, dando a forma inicial, por assim dizer, do dito "estudo" astrológico.
O que era inicialmente, para marcar o Tempo, pela passagem das estrelas (um fenômeno natural, até nos nossos dias e nos de então), escondia a adoração a deuses pagãos.
É, portanto, daí que vem a identificação da astrologia com deuses pagãos, o que a Bíblia condena duramente. Basta vermos na Bíblia no livro de I Reis, a emblemática e dura luta de Elias contra os profetas de Baal, que era a principal divindade masculina dos cananeuse fenícios; que à grosso modo, era adorado pelo povo como o deus que determinava as estações de plantio e chuvas, ou seja, simbolizava as forças produtivas da natureza.
Saltando no tempo,o que os magos da Mesopotâmia, do período do nascimento de Jesus, utilizavam era o estudo dos astros como ciência astronômica, como existe até hoje.
Porém, a vinda anterior, desta ciência daquela região, para o mundo helenista (Grécia antiga ou Império Grego), já veio sob a forma, de se contemplar os planetas e astros, como deuses, que regiam a vida da Terra e dos homens, os conhecidos de todo estudante de história geral, os deuses pagãos.
Veja o que diz o profeta Amós em 5.26: Sim, levastes Sicute (Moloch), vosso rei, e Quium, vosso deus-estrela, imagens que fizestes para vos mesmos.(citado em um de meus comentários da lição da EBD), Deus está falando contra este tipo de conceito astrológico.
A Bíblia, até cita a atuação das estrelas contra um homem, sobre o qual discorreremos em outra oportunidade:
Jz.5.20: Desde os céus pelejaram as estrelas; desde as suas órbitas pelejaram contra Sísera.
Agora! A Nossa posição sobre o assunto Astrologia, é radical: somos contra, este tipo de engano e adivinhação e nos atemos ao que, a Bíblia diz através de seus profetas Inspirado.
Moisés, o salmista e Paulo falam à respeito destas criações espetaculares de Deus, e não vamos além daquilo que a Bíblia fala das mesmas, não as adoramos, não as procuramos como Oráculo de nossos destinos:
Dt.4.19 e para que não suceda que, levantando os olhos para o céu, e vendo o sol, a lua e as estrelas, todo esse exército do céu, sejais levados a vos inclinardes perante eles, prestando culto a essas coisas que o Senhor vosso Deus repartiu a todos os povos debaixo de todo o céu.
Salmos 8.3: Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que estabeleceste...;
Jr. 31.35 Assim diz o Senhor, que dá o sol para luz do dia, e a ordem estabelecida da lua e das estrelas para luz da noite, que agita o mar, de modo que bramem as suas ondas;
Paulo deixa bem claro, tanto quanto Moisés, que estes astros teem sim, função uma entre Deus, homem, e a Terra:
Primeiro:
Determinar tempos e estações, "Gn.1.14 ss:E disse Deus: haja luminares no firmamento do céu, para fazerem separação entre o dia e a noite; sejam eles para sinais e para estações, e para dias e anos; e sirvam de luminares no firmamento do céu, para alumiar a terra...Deus, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez também as estrelas.E Deus os pôs no firmamento do céu para alumiar a terra, para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas."
Segundo:
O Apóstolo Paulo, indica que aqueles que utilizam estes poderes celestes, para outras atividades, (inferência do texto), são inescusáveis diante do Deus Todo-Poderoso, pois mudam a finalidade da criação de Deus e passam a amar mais a Criação do que o Criador, passando a ser réus da condenação divina.
Rm.1.19 ss: Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis;
Continuaremos em outra oportunidade.Aguarde a continuação.
Escrevi este texto, por causa do amor , em Cristo, para comigo, de meu pastor (Pr. Nivaldo Rodrigues) pois, tendo sido, procurado por alguém, creio que, bem intencionado e preocupado com nossa posição sobre astrologia, devido, ao espaço chamado: Perfil, que dá, na tela, um curto e pequeno "curriculum pessoal", mas que ao ser aberto fornece maiores informações pessoais.
Verificou, que continha dados astrológicos, do editor deste site, no caso, Eu.
No Perfil detalhado, por desatenção ou inexperiência, estavam dados astrológicos ocidentais e do horóscopo chinês, que foram gerados, automaticamente, no momento da criação do site (blog).
Graças a Deus, que o alerta veio em boa hora e o povo de Deus, pode ficar tranqüilo quanto a nossa posição em relação a astrologia: somos contra, conforme toda a base bíblica citada e só ficou no nosso Perfil, pelo motivo descrito acima.
Se alguém, infelizmente, pensou ao contrário, pelo erro não-intencional, que Deus o abençoe, desde já e ilumine o vosso coração, com o Espírito Santo, e eu peço perdão, a você, se lhe causei algum dano espiritual.
Os site (blog's), hoje em dia são uma ferramenta, que
básicamente, já vem formatada e cabe a você só o trabalho de inserir seus dados pessoais, tais como, data de nascimento,só este dado pode gerar, se você não perceber, as informações astrológicas ou outras, que nós combatemos.
Felizmente, conseguimos desabilitar estas informações e os queridos irmãos podem ler o meu Perfil e ver que não mais as contém.
Agradeço a Deus, que usou o meu pastor para este importante alerta, que pode ter criado dúvidas em alguns irmãos.
Ao irmão que anônimamente, me mandou um comentário meio jocoso, sobre o assunto, fique à vontade, quando encontrar algum erro em nosso site (blog) para nos ajudar.
À época, como foi escrito de forma jocosa, me desculpe!
Mas, imaginei que fosse alguma brincadeira, destas que acontecem em sites abertos na Net, e desconsiderei pela forma apresentada; sequer procurei verificar o Perfil..
Tenho uma forma de agir na Net: respondo à todos que nos escrevem, mesmo que não seja uma crítica agradável, mas não posso deixar,
no ar, certos comentários, às vezes, até de pessoas mal intencionadas.
Assim, dentro do possível, procuro dar resposta ou pelo site ou por e-mail, a todos; mas como, você querido, não deixou nenhuma forma de contato, não pude respondê-lo, mas fico agradecido da mesma forma.
Ainda, resta um outro item a ser reparado, que também é gerado automáticamente, mas preciso de tempo, para verificar como excluí-lo ou alterá-lo.
É a questão de mensagens de compra de medalhas, de Igreja dita Cristã, mas que normalmente usa este tipo de adereço.
Minhas desculpas, à todos que porventura, neste período, estiveram em dúvida sobre nossa posição, à respeito destes dois itens.
Fonte:
Revista Defesa da Fé-n.º 9-ICP;
Bíblia Plenitude-IBB;
Apontamentos do autor.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical