quinta-feira, março 6

OS MILAGRES DE JESUS.LIÇÃO 10 – CPAD 09/03/2008

LIÇÃO 10 – CPAD 09/03/2008
Autor do comentário-subsídio: Osvarela
Sobre milagre:
O grande triunfo do cristão é acreditar em Milagres.
Por isto, tudo pode estar ruindo ao seu lado, sem ter saúde, desenganado, falido, desacreditado, sem teto, sem comida, sem abrigo, sem amigos, mas com Jesus, então basta um segundo, e...
..... Um Milagre acontece e tudo muda na vida do cristão verdadeiro!

Verbetes:
Palavra derivada do latim miraculum, que em sentido lato se aplica a qualquer acontecimento maravilhoso, extraordinário, que não se explica pelas leis da natureza. Entretanto, na Bíblia, é usado em sentido restrito, significando "um ato sobrenatural de Deus, que dum modo visível manifesta o seu poder, com o fim de autenticar a mensagem divina, ou para outros propósitos".
Diversas palavras em hebraico, mopheth, péle, oth, se traduzem no Antigo Testamento por milagre, maravilha e sinal.
No Novo Testamento, usa-se no grego, palavras como dunamis (poder) para significar milagre (Mc 9.39); e semeion (sinal) também com o mesmo sentido (Lc 23.8); é este o termo característico que se emprega no Evangelho de João. Os milagres de Jesus são também descritos por erga "obras" (Jo 10.25), e terata "prodígios" (At 2.22). Nenhum milagre, seja qual for o seu caráter, pode ser considerado como mera manifestação do poder, mas todos, naturalmente, ocorrem segundo as circunstâncias, e para um fim benéfico em relação com a obra do Senhor Jesus.
Milagroso – a que se atribuem milagres, ou o que os faz; Maravilhoso, prodigioso, miraculoso.
INTRODUÇÃO:
Quando João encontrava-se encarcerado, a mando de Herodes, ouviu falar os feitos ou sinais que Jesus andava realizando por toda Galiléia.
Então manda dois de seus discípulos, para perguntar a Jesus: “És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?”
Aliás, tal pergunta tem trazido a muita gente, dúvida se haveria dubiedade em João, sobre Jesus ser o Cristo.
Sem me alongar, neste assunto, para mim, não transparece nenhuma dúvida em João, mas apenas serve de confirmação para João que ele tinha realizado a obra dada por Deus, e Ele esperava exatamente ouvir isto de Jesus Cristo.
Aquela pergunta, Jesus Cristo manda uma resposta esperada por João, para tranqüiliza-lo, como que dizendo;”sim, informem a João o seguinte:”
Mt. 11.5: “Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o Evangelho”, bastava esta resposta para João, Jesus sabia.
O MINISTÉRIO MIRACULOSO DE JESUS:
O Ministério de Jesus Cristo, mostrou-se totalmente contrário as expectativas que os israelitas esperavam do Messias – Mashiach, um Cristo envolvido com questões que visavam apenas o bem-estar do seu povo.
Um Cristo afastado das grandes discussões de Estado, mas totalmente envolvido em restaurar os necessitados da casa de Judá, com seus feitos, sinais e milagres.
O QUE SIGNIFICARAM OS MILAGRES NO MINISTÉRIO DE CRISTO:
Os milagres foram a manifestação da qualidade divina de Jesus Cristo, em seu estado de humanidade, aliás não perca o foco do tema deste trimestre.
Para grande contradição entre Israel, e mesmo os seguidores de Jesus, entre os beneficiados pelos Milagres de Jesus, todo o conjunto de milagres de Jesus foram motivo de acusações, cruéis e insanas, e de sua condenação pelo Sinédrio em vários momentos de seu ministério.
Havia algumas particularidades no Ministério Miraculoso de Jesus, que produziam as mais variadas matizes de situações, desde da escuridão das trevas dos cegos, passando pela límpida e nova vida, de uma mulher possuída por sete espíritos imundos (demônios), alcançando o decapolitano gadareno, sem cor social, visualmente poluído pela imundície que o alcançava, fazendo-o vagar pelos túmulos caiados dos cemitérios, indo até ao brilho da cor da luz do sol visto pela primeira vez pelo cego em Jerusalém, que testemunhou: “se é pecador eu não sei, mas, eu era cego e agora vejo”.
Afinal, o que os Milagres de Jesus produziam nas pessoas e na sociedade israelita, desde os principais do povo hebreu, até a grande multidão, mas produziam, muito mais além disto.
Vejamos pela ótica dos resultados que eles produziram:
Vejamos alguns exemplos:
Voltar a Adorar a Deus e lembrar-se da Salvação:
JOÃO 5.1 ss: ... Jesus subiu a Jerusalém...em Jerusalém...há um tanque, chamado Betesda...jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados...Achava-se ali um homem que, havia trinta e oito anos, estava enfermo... Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim havia muito tempo, perguntou-lhe: Queres ficar são?...Disse-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda...Imediatamente o homem ficou são...Depois Jesus o encontrou no templo, e disse-lhe: Olha, já estás curado; não peques mais, para que não te suceda coisa pior.
Vocês notaram no texto, o homem não conhecia Jesus: “Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito e anda? Mas o que fora curado não sabia quem era;” Mas, Jesus jamais se esquece de alguém.
Após o homem ser curado, ele que ficava deitado à beira do tanque (já estivemos no local, considerado original), é agora encontrado no Templo, por quem realizara o Milagre, certamente adorando a Deus ou pagando sua oferta de agradecimento (e apresenta a oferta que Moisés determinou), pelo Milagre, o qual, esperara por 38 anos, e é aconselhado a perseverar na Adoração a Deus, por Jesus Cristo, para que cuidasse de sua vida espiritual, servindo a Deus, afim de conquistar a sua salvação.
Acho importante nesta passagem, o fato de Jesus reconhecer o homem, mesmo depois da cura ou mudança de vida, agora, talvez limpo, asseado, andando normalmente, e preocupou-se com a sua Salvação e o aconselha a cuidar de sua vida espiritual.
Muitos podem interpretar, que Jesus referia-se à vida física do curado, mas Jesus sabia que o homem é mortal e pode ter todo o tipo de doença, enquanto aqui viver.
Jesus sem sombra de dúvida, referia-se a questão da vida eterna, para o qual o homem deveria preparar-se, como cita Mt. 10. 28: E não temais (doenças, enfermidades, ou homens maus) os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.
Resgatar os excluídos da sociedade;
Os milagres de Jesus iam além do própria grandeza do Milagre, eles revelavam e ainda revelam, coisas preciosas, como o resgate do homem como criatura de Deus – porque Deus amou o mundo... e quer todos os homens se salvem-
É desta maneira que podemos fazer a releitura da citação das Escrituras por Nosso Senhor Jesus Cristo.
Leprosos;
Prostitutas;
Endemoninhados, que andavam nus, pelas ruas, moravam em sepulcros
Até mesmo os ricos que a oprimida sociedade israelita da época detestava, Jesus abençoava com seus milagres.
Esta é uma visão que devemos trazer, ao ensinar ou estudar esta Lição 10.
No texto, à seguir, temos uma destas muitas figuras excluídas pela Lei Mosaica do convívio da sociedade, um leproso.
Jesus cônscio de sua autoridade, e de seu poder, se encontra com ele e o purifica, tocando-o;
Esta atitude de Jesus, mostra o grande amor pelo homem.
Numa sociedade em que um leproso, tinha por obrigação, ao encontrar-se com uma pessoa sã, gritar em alta voz: “leproso, leproso...” Jesus simplesmente o toca, para pavor dos Fariseus e principais de Israel, e até mesmo para espanto da multidão que sempre o acompanhava.
Mas, com Jesus acontece assim, o que é impuro ele torna puro, simplesmente pelo seu toque.
Você pode ensinar esta lição particular aos seus alunos e descrever-lhes a beleza do amor de Deus, Ele não faz acepção de pessoas e não despreza ninguém.
Mt 8.1 ss: Jesus desceu do monte.. grandes multidões o seguiam...E veio um leproso e o adorava, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo.Jesus, pois, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. No mesmo instante ficou purificado da sua lepra.Disse-lhe então Jesus: Olha, não contes isto a ninguém; mas vai, mostra-te ao sacerdote, e apresenta a oferta que Moisés determinou, para lhes servir de testemunho.
Aprendemos:
Quando Jesus quer, nada pode impedir a sua ação, nem Lei, nenhuma regra, nenhum homem, nada, se Ele quer, isto será feito pelo “Haja” de Gênesis, pelo Pode de Sua Palavra.
Produz Fé:
A fama de Jesus corria a Galiléia, entre todas as camadas da cidade, mas esta passagem que lemos abaixo, mostra que não era produzida apenas fama, mas havia um produto muito maior, que isto, o qual alguns de nós temos esquecido, não nos basta ter fama, e fazê-la aumentar diariamente, mesmo em nosso Ministério, mas temos que fazer produzir, e brotar nos corações, dos que nos ouvem ou lêem, algo bem superior no Reino Espiritual Divino, a Fé, nisto vemos que Jesus produzia naqueles que ouviam, viam ou tinham contato com Ele.
Muito interessante neste texto é um outro produto que Jesus angariava, entre seus seguidores:
Reconhecimento de sua divindade e autoridade.
O centurião reconhece, que ele é uma autoridade subalterna, submetido a ordens humanas, da legião roman, mas com suas palavras ele coloca a autoridade de Jesus e suas palavras acima disto tudo, ao dizer: “mas somente dize uma palavra, e o meu criado há de sarar.”
Mt 8.5 ss: Jesus...em Cafarnaum, chegou-se a ele um centurião...rogava, dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa paralítico, e horrivelmente atormentado. Respondeu-lhe Jesus: Eu irei, e o curarei. O centurião, porém, replicou-lhe: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; mas somente dize uma palavra, e o meu criado há de sarar. Pois também eu sou homem sujeito à autoridade...e digo a este: Vai, e ele vai; Jesus, ouvindo isso, admirou-se, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que a ninguém encontrei em Israel com tamanha fé.
Decepção aos seus inimigos; Confusão nos incrédulos; Transmitiam ensinamento:
As formas dos milagres de Jesus, causavam espanto entre os seus concidadãos, entre os curados, e mesmo entre seus discípulos. Jesus não tinha uma única forma de realizar seus Milagres:
Falou ao vento
Falou ao mar
Tocou no esquife
Foi tocado

Libertou um homem, permitindo que a Legião (demônios), tomasse os corpos dos porcos dos gadareno, (mostrando que o que tem valor para Deus é o homem, não as propriedades do homem: “uma alma vale mais que o mundo inteiro”), e outros milagres realizados de tantas outras formas, pelo seu poder, e do Pai.
Isto tudo, causava, espanto e admiração nos incrédulos e mesmo nos crédulos, mais ainda nos Principais dos Judeus, pois todas as formas, pelas quais, Jesus realizava os seus feitos, eram para Glória de Deus, e traziam benefícios aos que por Ele era e são alcançados.
Nesta passagem abaixo, nós podemos ver, o uso de um método e cura, que causou espanto entre os que o assistiram; se alguém realizar hoje, seria no mínimo considerado pouco higiênico, na época então, o ato de cuspir, em alguns lugares era altamente ofensivo a pessoa.
Talvez alguém pudesse pensar, ele está fazendo isto porque o rapaz é cego.
Mas qual, após o homem fazer TUDO O QUE JESUS ORDENARA, ele causou confusão, entre os que lhe conheceram mendigando, leia o texto, abaixo:
JOÃO 9.1. ss: E passando Jesus, viu um homem cego de nascença. Perguntaram-lhe os seus discípulos: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi para que nele se manifestem as obras de Deus. Importa que façamos as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; vem a noite, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. Dito isto, cuspiu no chão e com a saliva fez lodo, e untou com lodo os olhos do cego, e disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa Enviado). E ele foi, lavou-se, e voltou vendo. Então os vizinhos e aqueles que antes o tinham visto, quando mendigo, perguntavam: Não é este o mesmo que se sentava a mendigar? Uns diziam: É ele. E outros: Não é, mas se parece com ele. Ele dizia: Sou eu.
Dividindo o texto exegeticamente:
1 – Ensinando doutrina aos discípulos:
Nos dias de hoje, muitos teêm subido em nossas tribunas, e com dedo em riste, apontado para a Igreja, e acusam diretamente: “se a sua vida não melhora...se você está enfermo e não sara...se você não troca de carro..., etc”, ameaçadoramente afirmam que as causas das vicissitudes do cristão é o pecado, esquecem-se desta passagem.
2 – Maldição Hereditária:
Outros entraram pelo caminho da Quebra da Maldição Hereditária, e ficam “exorcizando” o passado dos crentes, que aceitam este ensinamento.Criam ritos, passagens, liturgiais especiais, descaracterizam o Evangelho.
Jesus nos dá uma lição, a mesma que deu aos seus discípulos: existem coisas que acontecem em nossas vidas, que só Deus sabe porque e quando vai usa-las para manifestação da Sua Glória.
3 - É tempo de trabalhar e fazer as obras da Luz:
Imagine Israel há 400 anos sem ouvir ou ver qualquer sinal de Jeová, sra que nós também, às vezes, como Igreja – Corpo de Cristo - não passamos, por este deserto de Milagres, Jesus nos ensina que é necessário aproveitar todo o tempo.
Jo.14. 12: Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai;
Jo.5. 17: Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Cap.11.9.ss: Respondeu Jesus: Não são doze as horas do dia? Se alguém andar de dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo; mas se andar de noite, tropeça, porque nele não há luz.
Não podemos deixar de fazer a Obra do Pai, e Jesus nos dá uma lição que ainda é Tempo de Milagres.
4 – Porque é Milagre:
Neste capítulo, Jesus consegue estabelecer uma situação, que deixou todos sem saída:
Entre os conhecidos do cego, entre os sacerdotes, bem como, entre os fariseus, uma confusão entre a questão de ordem legal, com base na Lei Mosaica, e o fato real e inquestionável, que acontecera.
Aí está, uma das componentes dos Milagres de Jesus, que Ele nos deixa como ensinamento:
MILAGRE É MILAGRE PORQUE, QUEBRA TODAS AS BARREIRAS, DO PRE´-FIXADO NA MENTE HUMANA, NA CIÊNCIA, QUEBRA AS LEIS DA CRIAÇÃO (porque Jesus é Suserano e Soberano, pois todas as coisas, foram criadas pelo poder da sua Palavra), NAS REGRAS HUMANAS, NAS LITURGIAS ADOTADAS, É POR ISTO TUDO QUE É UM MILAGRE!
Os Milagres de Jesus produziram muitas outras coisas e continuam produzindo, no meio do povo:
Convencimento:

Jo.11. 40. ss: Respondeu-lhe Jesus: Não te disse que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram então a pedra. E Jesus, levantando os olhos ao céu, disse: Pai, graças te dou, porque me ouviste. Eu sabia que sempre me ouves; mas por causa da multidão que está em redor é que assim falei, para que eles creiam que tu me enviaste.
Adoração ao Pai:
Jo. 9.24: Então chamaram pela segunda vez o homem que fora cego, e lhe disseram: Dá glória a Deus;
Sem entender o Milagre que ocorrera num Dia Sábado, os fariseus, mandavam o ex-cego, dar Glória Deus!
Paradoxalmente, sem visão do espiritual e da Presença Divina entre eles, povo de Israel, simplesmente eles, faziam exatamente o que era desejo e dito por Jesus: “para que nele se manifestem as obras de Deus”.
Mc.212: Então ele se levantou e, tomando logo o leito, saiu à vista de todos; de modo que todos pasmavam e glorificavam a Deus, dizendo: Nunca vimos coisa semelhante.
Alegria aos atingidos pelos seus feitos miraculosos:
Imagine o pai da menina de doze anos ressuscitada, a alegria da mulher que teve o fluxo de sangue, que a tornava imunda, segundo os preceitos mosaicos, alegria do cego ver o rosto de seus pais...
Seguidores: João perdeu alguns discípulos, que foram buscar informações, à respeito de Jesus, e ficaram Maravilhados com o que estava acontecendo.
Pasmo: o espanto dos que viram o homem, começar a ver.
União na família: Imagine os familiares do Gadareno.
União entre os amigos:
Fazia os homens, literalmente subirem nos telhados, para alcançar o Milagre de Jesus:
Mc. 2.1.ss: Alguns dias depois entrou Jesus outra vez em Cafarnaum, e soube-se que ele estava em casa. Ajuntaram-se, pois, muitos, a ponta de não caberem nem mesmo diante da porta; e ele lhes anunciava a palavra. Nisso vieram alguns a trazer-lhe um paralítico, carregado por quatro;e não podendo aproximar-se dele, por causa da multidão, descobriram o telhado onde estava e, fazendo uma abertura, baixaram o leito em que jazia o paralítico...a ti te digo, levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa...ele se levantou e, tomando logo o leito, saiu à vista de todos;
CONCLUSÃO:
Desta maneira, poderíamos continuar relatando ouros tantos pontos do NT, sobre os Milagres de Jesus Cristo.
Mas, claro e límpido está que Os Milagres que Jesus realizou, enfatizam que o homem Jesus Cristo, sob o qual desceu o Espírito Santo, tinha poder divino e autoridade para realizar todos os tipos de Milagres, durante o seu Ministério Terreno, pois para isto foi enviado, dentro do Plano Divino da Salvação.
Para Iluminar os corações dos homens, e revelar-lhes a Grandez de Deus,
Fonte:
Apontamento do autor
Bíblia – ARC – IBB
Bíblia Plenitude
Revista EBD - Lição 10- CPAD
Dicionário Aurélio.
Rev. Eronides Da Silva

Nenhum comentário:

Seguidores

Share it

Entrevista com Daniel Berg -

Daniel Berg E Gunnar Vingren
Entrevista em Santa Catarina
Parte 1 Parte 2

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical

Notícias

Loading...

Níver-fim-de-ano e outras