segunda-feira, junho 23

CONHEÇA MAIS DA COMIDA JUDAICA EM NOSSO PAÍS! VEJA AS REFERÊNCIAS BÍBLICAS. Parte I

COMIDA JUDAICA EM SÃO PAULO!
família ortodoxa come fast-food kosher!
"*Dolores Freixa: Com fortes laços religiosos, familiares, culturais e gastronômicos, as tradições da comunidade judaica são carregadas de simbologias milenares. Como a festa Pessach, que comemora a saída dos judeus do Egito e o fim da escravidão do povo hebreu. Para compreender as simbologias e tradições dos judeus é preciso entender a trajetória histórica desse povo milenar."* historiadora, professora de História e roteiros turísticos da Faculdade de Turismo da UNIP e Guia de Turismo Cultural
O povo judeu, a quem D'us deu a primazia, como diz Paulo, de receberem os oráculos divinos, ou seja a Sua Palavra, como guardiães da mesma, tem certas peculiaridades no seu modo de vida, independente se são ou não ortodoxos.
Aqui em São Paulo, que tem uma das maiores colônias de judeus no mundo, eles continuam odedecendo as Leis dadas através da Torah, a Moisés.
Exemplo disto está na alimentação.Comem sómente alimentos permitidos pela Lei, sejam aves, verduras, carnes de animais, tudo de acordo com a Lei Mosaica.
Um dos expoentes da obediência dos judeus é a sua forma de preparar a sua alimentação em estrita obediência a Lei, nos preparativos, destes alimentos seguem rígidamente as orientações da Torah, unindo o sentimento de suas raízes ao sentimento de obediência ao que D'us deixou escrito sobre o que comer e como comer, em que dia comer e qo que representa.É uma lição, afinal, não só comem por comer, mas comem em lembrança de algo ditado pelo próprio D'us.
A HISTÓRIA DOS JUDEUS NO BRASIL:
A presença de judeus no Brasil vem desde 1500, quando a esquadra de Pedro Álvares Cabral aportou na Bahia. Viajavam como conselheiros dois judeus: Mestre João, médico particular do rei e astrônomo, tinha a incumbência de realizar pesquisas geográficas e Gaspar de Lemos, intérprete, falava várias línguas e possuía grande experiência em viagens marítimas.Logo depois da chegada dos lusitanos no Brasil, o rei de Portugal Dom Manuel concedeu a exploração da nova colônia a um grupo de judeus comandados pelo novo-cristão Fernando de Noronha. Mediante um acordo de arrendamento pelo prazo de três anos, ele cumpriria os compromissos de explorar, desbravar e cultivar o litoral brasileiro construindo fortalezas e protegendo-as durante o prazo do contrato.A invasão holandesa no Nordeste, liderada pelo conde Maurício de Nassau, no século 17, trouxe um aumento da presença de judeus na região. Durante o governo holandês, passaram a praticar a religião judaica o que resultou na construção da primeira sinagoga das Américas: A Kahal Zur Israel (A Rocha de Israel), em Recife.
O nome da comida:
Esses alimentos são chamados de Kosher [ou kasher] - em yidish, dialeto judaico, que originalmente significava "adequado" ou "permitido".A comida Kosher é sempre mais cara pois existe um custo extra no ritual da morte do animal e na inspeção do produto.
O que é para nós muito comun comer um hamburger é para muitos meninos e meninas, brasileiros, da colônia judaica, pode ser uma extrema novidade.
menino come pela primeira vez um hamburger essspeeciaalll!
Dia 15 último alguns puderam comer pela primeira vez um hamburger em uma rede internacional de fastfood.
Lembra da musiquinha que ficou gravada nos nossos ouvidos, tem agora a versão kosher:
Dois hambúrgueres (com carne de um abate supervisionado religiosamente), alface (selecionada e limpa com rigor), molho especial (importado dos EUA), cebola, picles e um pão (feito somente com produtos de origem vegetal) com gergelim. Queijo? Nem pensar. A receita do sanduíche mais famoso do mundo, foi modificada no domingo (15) para atender a esta clientela especial.
"Cerca de 5.000 judeus, segundo os organizadores, enfrentaram filas de até uma hora e meia para comer uma das refeições do McDonald's na Barra Funda, zona oeste da cidade. A unidade da rede de fast food foi adaptada para o Dia Kasher. Todos os alimentos à venda foram preparados segundo os preceitos da "kashrut", a dieta judaica, conhecida como kasher ou kosher. Está na Torá o que devem ou não comer os filhos de Israel, como explica o rabino Michel Schlesinger, 31, da Congregação Israelita Paulista (CIP). "O livro sagrado não traz a justificativa para as regras, mas há teses da medicina, sociológicas, religiosas e sanitárias." Por exemplo, é proibido comer carne e qualquer laticínio na mesma refeição; por isso, o queijo ficou fora do sanduíche. "
Purificação dos equipamentos:
"Para o Dia Kasher --evento promovido pelo grupo Atid, integrante da Congregação Monte Sinai, que está na sua segunda edição--, parte do maquinário da cozinha do McDonald's foi retirada. Na manhã do domingo, sob a supervisão de um rabino, foram instaladas duas chapas para grelhar os hambúrgueres, uma fritadeira e quatro tostadeiras. Se fossem usados os equipamentos do dia-a-dia, para serem considerados kasher, eles teriam de ser esterilizados por um maçarico a 500ºC. Como os equipamentos não suportariam tal temperatura, o procedimento foi deixado de lado."
Lendo matéria da Folha inseri os versículos que orientam a tradição religiosa judaica e quero compartilhar com você, poderá nos ajudar a entender mais ainda este povo escolhido por YHWH, que longe da pátria continua mantendo suas raízes.
Veja detalhes da alimentação da comunidade judaica:
Revista da Folha
A Revista visitou três cozinhas kasher em São Paulo para entender como é preparada a alimentação dos judeus ortodoxos.
O mashguiach (supervisor de kashrur-da comida kosher, indicado pelo Rabino): É figura obrigatória. O funcionário é designado por um rabino para supervisionar as condições do lugar e está presente na cozinha durante a preparação dos alimentos, realizando uma série de tarefas. Geralmente é ele quem abre o restaurante e o fecha, tendo o controle de tudo o que entra e sai.
O fogo: É comum ver a chama acesa continuamente.
Levítico 6:12 :O fogo que está sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha
Levítico 6:13: O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará.
O motivo: somente os "mashguiachs" ou judeus ortodoxos com a permissão de rabinos é que ligam o fogão. No restaurante Nur, essa função cabe a Jairo Varella, que também leva o alimento ao fogão: "Acender o fogo é o que caracteriza o ato de cozinhar no judaísmo, e isso deve ser feito por um praticante da religião"
Levítico 1:7: E os filhos de Arão, o sacerdote, porão fogo sobre o altar, pondo em ordem a lenha sobre o fogo.
Pão: Além de usar ingredientes com a certificação kasher, a farinha usada para produzir pão deve ser totalmente peneirada. Da massa do pão, uma parte é retirada para ser feita uma bênção, explica Ariel Sisro, 36, um dos sócios da padaria Matok, em Higienópolis.
Levítico 17.21:Das primícias das vossas massas dareis ao SENHOR oferta alçada nas vossas geraçöes.
Carne: Além de ser procedente de um animal saudável e morto por judeu que conheça as leis da religião, a carne passa por um longo processo de salga para a retirada do sangue.
Levítico 4:15: E os anciãos da congregação porão as suas mãos sobre a cabeça do novilho
Levítico 7:27: Toda a pessoa que comer algum sangue, aquela pessoa será extirpada do seu povo.
Levítico 17:10: E qualquer homem da casa de Israel, ou dos estrangeiros que peregrinam entre eles, que comer algum sangue, contra aquela alma porei a minha face, e a extirparei do seu povo.
Deuteronômio 12:23:Somente esforça-te para que não comas o sangue; pois o sangue é vida; pelo que não comerás a vida com a carne; 24Não o comerás; na terra o derramarás como água.
A morte do animal deve ser a mais indolor possível. "Se ele sofre, gera toxinas", diz Morris Abadi, do açougue Livenn. Judeus ortodoxos se alimentam apenas da parte dianteira da vaca, menos nobre. O filé só pode ser consumido se forem retirados todos os nervos de uma só vez, técnica rara e cara.
Êxodo 12:9: Não comereis dele cru, nem cozido em água, senão assado no fogo, a sua cabeça com os seus pés e com a sua fressura.
Legumes e verduras: Devem ser rigorosamente limpos. Não pode haver vestígio algum de inseto.A berinjela, por exemplo, é cortada e examinada com minúcia. A "mashguiacha" Daniele Raiber, 36, do restaurante Goody, verifica legumes e verduras na mesa de luz. "É folhinha por folhinha, frCQQJHVQMNente e verso. Tem que ter muita paciência"
Ovos: A tarefa de quebrar ovos no restaurante Goody, no Bom Retiro, é da responsabilidade do "mashguiach" David Ratchinski, 33. Diariamente, ele coloca todos os ovos utilizados, um por um, dentro de um copo. Observa para ver se não há sangue. Finalmente, separa a gema da clara. David trabalha na cozinha onde são manuseados ovos, farinha e açúcar para o preparo do pão. Em outros ambientes, é feito o manuseio de chocolate, leite e carne, sempre separadamente.
Sobremesa: O chocolate parve (sem leite) pode ser consumido após uma refeição com carne. De acordo com os ortodoxos, deve-se dar um intervalo de seis horas para se tomar leite após o consumo de carne e uma hora para o inverso. A confeiteira Renata Arassiro, 37, dá consultoria para a fabricação kasher de chocolates do restaurante Goody: "É diferente porque tem muito ingrediente que não se pode utilizar. Temos que recorrer à imaginação". Leia mais:
Este texto serve para demonstração de Obediência à Palavra de Deus, mas, para nós, que já estamos na Graça, e não mais na Lei serve o texto de Atos dos Apóstolos, em que Deus fala com Pedro judeu cristão.
ATOS 11.1: Ora, ouviram os apóstolos...na Judéia que...os gentios haviam recebido a palavra de Deus... Pedro subiu a Jerusalém...os que eram da circuncisão...: Entraste em casa de homens incircuncisos...comestes com eles...Pedro, porém, começou a fazer-lhes uma exposição por ordem, dizendo: Estava eu orando na cidade de Jope... e tive uma visão:...um grande lençol, sendo baixado do céu pelas quatro pontas....fitando nele os olhos...vi quadrúpedes da terra, feras, répteis e aves do céu....Ouvi...uma voz...Pedro, mata e come...respondi: Senhor...nunca em minha boca entrou coisa alguma comum e imunda....respondeu-me do céu segunda vez: Não chames tu comum ao que Deus purificou....iisto por três vezes...E , nesse momento, pararam em frente à casa...três homens...enviados de Cesaréia...o Espírito que eu fosse com eles...estes seis irmãos foram comigo e entramos na casa daquele homem.Logo que eu comecei a falar, desceu sobre eles o Espírito Santo, como também sobre nós no princípio.Lembrei-me então da palavra do Senhor: vós sereis batizados no Espírito Santo.Ouvindo eles estas coisas, apaziguaram-se e glorificaram a Deus: Assim, pois, Deus concedeu...aos gentios o arrependimento para a vida.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical