quinta-feira, março 5

ARCEBISPO DE RECIFE E OLINDA EXCOMUNGA MÉDICOS E PARENTES DE MENINA QUE FEZ ABORTO.

Arcebispo excomunga médicos e parentes de menina que fez aborto.
A Igreja Católica Apostólica Romana tem sido coerente com os seus dogmas?
Esta é uma pergunta que está abalando os católicos em todo o Mundo.
Em tempos de um Papa não carismático, Bento XVI, mas altamente envolvido com as teses e bulas papais de todas as matizes, por seu passado Teológico, de grande status, no meio do Bispado Católico e com base em sua experiência no Tribunal da Santa Inquisição, do qual foi Presidente até se tornar Papa, a ICAR tem tentado transparecer, uma firmeza em defender sua posição:
Ser contra o aborto, um dos casos em que, o Direito canonico prevê para este ato, ao extremo de desligar, o católico da Igreja e de seus sacramentos;
Ser contra a eucarisrtia para os divorciados;
Contra o casamento de pessoas do mesmo sexo;
E outros pontos que a sociedade moderna está aceitando como praxis contemporanea.
Até mesmo no caso do Bispo Williamson, um ex-excomungado [ expulso da Argentina ], por cisma ou divisão,e que pediu perdão por causa da sua "descrença", sobre o Holocausto judeu, a ICAR exigiu do mesmo, um novo pedido de desculpas e retratação pública, com a devida demonstração de mudança e aceitação sobre seu novo pensamento e entendimento, de que realmente houve o Holocausto judeu durante a 2ª Grande Guerra Mundial, ou seja declara a verdade literal e verbaliza-la.
Muito embora, ainda falte muito a ser dito pela ICAR, sobre a atuação do Papa Pio, da época da 2ª Guerra e sobre as punições dos bispos americanos, uns presos [e um morto na prisão] e outros que obrigaram a ICAR desembolsar bilhões de US$, pelos seus erros e os muitos que continuam usando os seus direitos sacerdotais.
O que é a Excomunhão:
É uma das maiores penas que um fiel pode receber da Igreja.
O fiel fica proibido de receber os Sacramentos e de fazer parte de alguns atos Eclesiáticos.
A excomunhão faz parte das censuras no Código de Direito Canônico, sendo uma das três mais duras.
Casos para a Excomunhão da Igreja Católica:
O Código de Direito Canónico prevê, nove casos para a pena de excomunhão:
Profanação das espécies sagradas;
Violência física contra o Pontífice;
Absolvição por um sacerdote do cúmplice do pecado da carne;
Consagração ilícita de um bispo sem mandato pontifical;
Violação direta do segredo da Confissão;
Apostasia;
Heresia;
Cisma;
Aborto.
Na religião católica, consiste em excluir ou expulsar oficialmente um membro religioso.
Sanção religiosa máxima que separa um membro transgressor da comunhão da comunidade religiosa.
O mesmo que desassociação em outras religiões.
Pode ser aplicada a uma pessoa individual ou aplicada coletivamente.
Tipos de excomunhão religiosa
Excomunhão ferendae sententiae - A que é decretada pela autoridade eclesiástica, aplicando a pessoa ou pessoas determinadas as sanções que a religião tem estabelecidas como condenação da falta cometida.
Excomunhão latae sententiae - Aquela em que o fiel incorre no momento que comete a falta previamente condenada pela religião.
Excomunhão de participantes - Aquela em que incorrem os que se associam com o excomungado declarado ou público.

Excomunhão menor - É limitada apenas à privação dos sacramentos.
Excomunhão maior - É aplicada contra os cristãos que têm incorrido em heresia ou em determinados pecados de escândalo, privando o excomungado de receber e administrar os sacramentos, de assistir aos ofícios religiosos, da sepultura eclesiástica, dos sufrágios da religião, de toda dignidade eclesiástica, do relacionamento com os demais fiéis, etc.
Quando a Excomunhão Maior se pronuncia solenemente ou num concílio e vai contra a heresia, chama-se também anátema, ou seja, os excomungados são considerados amaldiçoados.
Mas, neste caso o Arcebispo de Olinda e Recife, bancou toda a mídia secular e excomungou os envolvidos no aborto.
Qual a sua opinião sobre a posição do Arcebispo?
Qual seria a posição bíblica sobre o assunto?
Um tema tão delicado e que envolve uma MENINA DE NOVE [9] ANOS, ou seja, uma criança violentada pelo padatro, não só ela, como também o foi sua irmã, doente e com deficiencia mental, de apenas 14 anos biológicos, pois mentalmente é incapaz.
Leia a Notícia
Garota de 9 anos teria sido violentada pelo padrasto.
Médico diz que havia risco de morte caso gravidez continuasse.
Quarta-feira, 04/03/2009
O arcebispo D. José Cardoso Sobrinho decidiu excomungar a mãe e os médicos que interromperam a gravidez de uma menina estuprada pelo padrasto. Para ele, houve um crime contra Deus.
O arcebispo de Olinda e Recife excomungou nesta quarta-feira (4) a mãe, os médicos e outros envolvidos no aborto sofrido por uma menina de 9 anos. Segundo a polícia, o padrasto confessou que abusava da garota. Ele seria o pai dos gêmeos que ela esperava.
Ao justificar sua ação, dom José Cardoso Sobrinho disse que, aos olhos da Igreja, o aborto foi um crime e que a lei dos homens não está acima das leis de Deus.
A menina está em uma maternidade pública do Recife.
Assim que foi internada, na terça-feira (3) à noite, começou a receber doses de um medicamento para interromper a gravidez.
No fim da manhã desta quarta, o aborto se consumou, segundo direção de hospital. "Se a gravidez continuasse, o dano seria pior. O risco existiria até de morte ou de uma sequela definitiva de não poder mais engravidar”, explica o médico Olímpio Moraes.
Mas, para a equipe médica, não foi uma decisão simples.
A realização do aborto passou a contar com oposição declarada do arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, um integrante da ala conservadora da Igreja. “A lei de Deus está acima de qualquer lei humana. Então, quando uma lei humana, quer dizer, uma lei promulgada pelos legisladores humanos, é contrária à lei de Deus, essa lei humana não tem nenhum valor”, acredita.
“Há duas indicações legais no abortamento previsto em lei, que é o estupro e o risco de vida. Ela está incluída nos dois e, como médico, a gente não pode deixar que uma menina de 9 anos seja submetida a sofrimento e até a pagar com a própria vida”, rebate o médico.
A reação do arcebispo foi imediata. Assim que soube que o aborto havia sido consumado, dom José Cardoso Sobrinho disse que a Igreja Católica considera que houve um crime e um ato inaceitável para a doutrina.
E decidiu: todas as pessoas que participaram do aborto, com exceção da criança, estão excomungadas da Igreja.Leia a integra da matéria no G1.
Veja o vídeo:

Leia ainda:
Advogado de Igreja vai denunciar mãe de menina grávida ao MP
Não podemos julgar o Bispo em suas convicções, é uma questão de dogma e ele está defendendo os seus.
Mas, qual seria a solução diante deste impasse?
Você teria coragem de emitir uma opinião religiosa sobre o assunto?
Será que todos os envolvidos são Católicos, e podem ser excomungados sem direito a defesa, de seus pontos de vista?
Muito embora, a questão, para os que são declaradamente católicos, envolvidos no fato, não dependeria religiosamente/teologicamente, de suas opiniões, mas de sua aceitação como Católicos praticantes, que como tal devem cumprir, os dogmas da ICAR!
Tenho defendido, aqui neste espaço, uma posição contrária ao aborto - A Vida é um Dom de Deus - ninguém pode tirá-la. Neste caso, sem emitir, nota de valor, seja da atitude do bispo ou da equipe multi-disciplinar envolvida [médicos, psicólogos, assistentes sociais].
Mas, conforme outras matérias escritas, por este editor, a Ciência Médica deve ser respeitada, e se tem posicionado, através de várias e conceituadas autoridades médicas, nacionais e internacionais, com o seguinte entendimento:
A vida deve ser preservada, no limite do direito a vida, até ao extremo limite de possibilidades médicas e manutenção com a garantia das vidas envolvidas.
Hoje, apenas noticio o fato, mas volto com nova matéria sobre o assunto.
Escrevo lamentando, a existência do maligno fato, ocorrido com a pequenina vítima, uma criança [ não podemos analisar este fato, sem esta importante ótica ], as quais, as Escrituras nos ensinam, a cuidar das tais, como parte do reino dos Céus, a qual, deve ser amparada pela Instituições religiosas, sociais e estatais, para TENTAR mitigar o trauma sofrido, do qual ela nem sequer ainda tinha se dado conta, pois na sua inocência, queria ou pensava, criar seus gemeos, também vitimados pela tragédia, junto com sua irmã outra vítima, portadora de deficiencias mentais, conforme os noticiários.
Que as autoridades cuidem, destas crianças vitimadas por um turbulento furacão fruto da sociedade em crise, social, familiar; é desestrurador e maligno em toda sua potencialidade, de tudo que de mais cruel que, possa existir.
Além de orar pelas vítimas e os envolvidos na questão médica, o caso requer um pensar de todos os cristãos, pois são casos, cada vez mais horripilantes como estes que passaram a ocorrer no meio da sociedade atual que as Escrituras Sagradas já nos avisavam que, viriam a ocorrer nos últimos dias.
Mt.24.10.ss: Nesse tempo muitos hão de se escandalizar...trair-se-ão uns aos outros, e...odiarão [ ódio, perversidade e terror abundam neste caso ]...e, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará [ o desamor é mola mestre desta perversidade, indiscritível ].
Mc.13.12: ...entregará à morte...um pai a seu filho;
Pv.22.5: Espinhos e laços há no caminho do perverso;

Um comentário:

Anônimo disse...

A IGREJA CATÓLICA AINDA CONTINUA COM ESSA DOUTRINA DO INFERNO,ACHANDO QUE É A DONA DA VERDADE AXANDO QUE PODE EXCLUIR AS PESSOAS DO REINO DE DEUS, PODE EXCLUIR DA RELIGIÃO MAS DE DEUS JAMAIS.

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical