segunda-feira, abril 6

TERREMOTO NA ITÁLIA - OREMOS POR ESTE PAÍS.

Destruída por terremoto, italiana L'Aquila vive noite de 'cidade fantasma'
Um forte terremoto sacudiu o centro da Itália na madrugada desta segunda-feira (6) - domingo, 5, no Brasil.
Informou um porta-voz do Centro Nacional de Terremotos às agências internacionais de notícias. Não há ainda informações sobre vítimas.
O tremor inicial, de magnitude 5,6, foi resgistrado às 19h47 (hora local), 14h47 pelo horário de Brasília, a 70 km de Pescara e a 90 km de Roma, segundo o Centro de Estudos Geológicos dos EUA.
As infomações sobre a força do tremor, que ocorreu às 3h45 desta segunda (22h45 de domingo em Brasília) ainda são confusas. Enquanto parte das agências de notícias estima magnitude de 5,8 graus na escala Richter, outras fontes afirmam que o terremoto chegou a 6,3 graus na mesma escala.
Bombeiros tentam verificar se há corpos para resgatar dentro de carro de sob escombros após o terremoto desta segunda-feira (6) na cidade italiana de L'Aquila. (Foto: AFP)
Últimas:
Trabalhos de resgate devem terminar nesta quinta-feira (9).
Esperanças de achar sobreviventes na região de L'Aquila diminuem.
Após 72 hs do terremoto o número de vítimas fatais chega a 272 pessoas.
No total, há 17.772 desabrigados em 2.962 barracas, divididas em 31 acampamentos.
Há 1.000 feridos, de acordo com a Defesa Civil. A Defesa Civil instalou 24 hospitais móveis.
Os trabalhos de resgate devem prosseguir nesta quinta-feira, mas a chance de encontrar novos sobreviventes é mínima, segundo os resgatistas.
Equipes de resgate trabalharam sob a luz de lampiões na fria madrugada de quarta-feira em busca de sobreviventes. Os novos tremores aconteceram durante toda a noite, aumentando a tensão entre a população local.O Centro Nacional de Informações de Terremotos dos Estados Unidos informou que o terremoto atingiu 6,3 graus na escala Richter, e teve epicentro a 95 km de Roma, a uma profundidade de 10 km.
O diário italiano "La República" informa, na sua página na internet, que a magnitude do tremor foi de 6,7 graus, e o epicentro teria sido localizado em Arischia, entre as regiões de Lazio e Abruzzo.
Moradores abandonaram a cidade, que está coberta de escombros.
Tremor da madrugada desta 2ª matou ao menos 100 no centro do país.
G1, com agências internacionais *
L'Aquila, no centro da Itália, prepara-se para viver uma noite de "cidade fantasma" nesta segunda-feira (6), depois do forte terremoto que a atingiu na madrugada anterior, matando pelo menos 100 pessoas e deixando 50 mil desabrigados, segundo dados do governo.
Nenhuma rua do centro histórico -praticamente vazio- se salvou, e os destroços tomam a cidade.
"Embaixo tem mortos, é proibido tirar fotos ou entrar", disse um policial em uma ruela central coberta de muros derrubados e vidros quebrados.
A cidade está em silêncio, e os moradores temem voltar para suas casas, ainda ameaçadas de ruir. Vários deles partiram dali.
Policiais patrulham os escombros e checam casa por casa, em uma tentativa de ajudar os moradores mais velhos e de evitar a ação de saqueadores.
Vários carros continuam enterrados pelos escombros, e um sino segue caído no chão depois de ter se desprendido de uma torre de igreja a 15 metros de altura.
Desabrigados em tendas na rua no início da noite desta segunda-feira (6) na cidade italiana de L'Aquila, atingida por um terremoto. (Foto: AFP)
Terremoto
A procura por sobreviventes sob os escombros prossegue, e as autoridades temem que mais vítimas sejam encontradas. Mais de 200 réplicas do tremor principal foram sentidas.
O presidente do Parlamento, Gianfranco Fini, disse que cidades inteiras foram destruídas pelo tremor.
Cerca de 50 mil pessoas estão desabrigadas, de acordo com a Defesa Civil. O número de feridos passa de 1.500. Ainda há muitos desaparecidos, segundo as autoridades.
A pequena L'Aquila, cidade de 60 mil habitantes do estado de Abruzzo, foi a mais atingida.

O tremor ocorreu de madrugada, quando a maioria dos habitantes dormia.
Os danos atingiram a maior parte do município. Pelo menos 10 mil imóveis foram danificados.Um albergue de estudantes e algumas igrejas históricas ruíram . Carros foram soterrados pelos escombros, e motoristas demoraram horas para serem resgatados."Eu acordei ouvindo um barulho que parecia uma bomba", disse Angela Palumbo, de 87 anos, moradora que estava em uma rua de L'Aquila. "Conseguimos escapar com as coisas caindo em nosso redor. Tudo estava chacoalhando, os móveis caindo. Não lembro de ter visto nada parecido na vida."
Em L'Aquila, há o registro da morte de quatro crianças, após o desabamento de uma casa. Uma idosa e outra criança morreram em Fossa, cidade próxima de Áquila, anunciou a TV local.
Estão confirmadas também mortes em Castelnuovo, Poggio Picenze e em Tormintare.
No lugarejo de Onna, dez pessoas morreram, segundo uma testemunha da agência de notícias Reuters.Milhares de pessoas estão desabrigadas ou desalojadas nas regiões atingidas. Linhas de telefone e eletricidade foram danificadas e cortadas.
Estado de emergência
O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, que cancelou sua viagem a Moscou e foi para L'Aquila, disse que o número de feridos supera 1.500. O governo italiano decretou estado de emergência na região de Abruzzo.
Desabrigados abrigam-se sob cobertor nesta segunda-feira (6) na cidade italiana de L'Aquila após o terremoto. (Foto: AFP)

Imagem divulgada pelo Google Earth mostra região atingida por terremoto na Itália (Foto: Divulgação)-Os arquivos, com extensão "kml", podem ser carregados no programa Google Earth, e depois guardados na lista "Meus lugares", para consulta rápida. Basta um clique para carregar o arquivo (ele será aberto diretamente pelo Google Earth). É possível ver os epicentros dos tremores e ver imagens capturadas depois do terremoto de segunda-feira (6).

Em entrevista, Berlusconi disse que mil barracas serão instaladas para abrigar entre 8 e 10 pessoas cada. Outras 4.000 pessoas serão levadas a hotéis da região.

Durante a entrevista, um leve tremor foi sentido por boa parte dos jornalistas presentes.

Intensidade:As informações sobre a força do tremor de cerca de 30 segundos, que ocorreu às 3h45 desta segunda (22h45 de domingo em Brasília), ainda são confusas. Enquanto parte das agências de notícias estima magnitude de 5,8 graus na escala Richter, outras fontes afirmam que o terremoto chegou a 6,7 graus na mesma escala.

O Centro Nacional de Informações de Terremotos dos Estados Unidos, por exemplo, informou que o terremoto atingiu 6,3 graus na escala aberta de momento, e teve epicentro a 95 km de Roma, a uma profundidade de 10 km, às 3h32 locais (22h13 de Brasília).
O diário italiano “La Repubblica” informa, na sua página na internet, que a magnitude do tremor foi de 6,7 graus, e o epicentro teria sido localizado em Arischia, entre as regiões de Lazio e Abruzzo.
Brasileira sentiu tremor
A brasileira Luisa Gomes Mendonça, de 42 anos, mora em Riano, na província de Roma, e contou ao G1, por telefone, que sentiu o tremor na madrugada. "O cachorro latiu e nós sentimos tudo tremendo. Até saímos na rua para ver o que era". Ela disse que a família do marido mora na região afetada pelo terremoto, mas que estão todos bem.
Veja o vídeo do novo Tremor:

A tragédia pessoal e O inesperado resgate:
Um bombeiro da cidade portuária de Pescara, que foi a L'Aquila participar do trabalho, desabou em pranto ao encontrar o corpo da sua enteada, que estudava na universidade local.
Resgatada com vida

Uma vítima foi retirada com vida após ter permanecido 42 horas sob os escombros. Segundo a agência de notícias Ansa, a moça de 20 anos foi identificada pelo nome de Eleonora Calesini e foi encontrada no centro histórico da cidade de L'Aquila (assista no vídeo acima). De pijama, a jovem estava presa em uma espécie de vão formado por pilastras de cimento armado, que permitiu que ela sobrevivesse. Segundo os bombeiros, Eleonora sofreu uma fratura em um dos braços, "estava consciente e falava durante a operação".
Roma
O forte tremor foi sentido em Roma, onde muito moradores assustados deixaram suas casas para buscar proteção nas ruas, com medo de possíveis desabamentos. Segundo a agência Efe, casas e prédios do centro histórico da capital italiana sofreram pequenos danos.
O último terremoto grave na Itália havia ocorrido em 1980, no sul do país, provocando a morte de 2.700 pessoas.
Repercussão
O presidente dos EUA, que está na Turquia encerrando sua visita à Europa, também manifestou sua condolência às vítimas.
* Com informações das agências de notícias Efe, France Presse e Reuters
06/04/09 e 05/04/09-Devido a problemas do provedor na nossa região não pudemos postar na data de ontem.
OREMOS PELA ITÁLIA E REGIÃO ATINGIDA.
Leia também matéria na coluna Notícias,ao lado.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical