segunda-feira, novembro 22

Dom Bento - arrebenta com Teses seculares... E também ataca...protestantes

O Papa e a Sua Polêmica entrevista - Um Livro em discussão.

Dom Ratzinger - O Líder da Igreja Católica Romana, com 83 anos deu uma entrevista, que está causando polêmica pelos assuntos contidos.
Entre eles:
-Uso de preservativo nas relações sexuais, inclusive, segundo algumas versões, para "prostitutos"??? - pela primeira vez admitido publicamente pelo Cardeal Bento XVI - Papa católico.
-renúncia por incapacidade física ou mental.
-o avanço dos protestantes;
- uso da burca - véu ou vestimenta usado pelas muçulmanas e que a França de maneira xenófoba, vem restringindo em seu território.
-o reconhecimento da crise da ICAR com a pedofilia, entre seus clérigos
-Pio XII e o Holocausto judeu...Entre outros temas.

Leia alguns destaques dados pela imprensa e Internet.

21/11/2010
Obs.Há erros claros de tradução, em todas as publicações, que buscamos na Internet ou periódicos.Em alguns colocamos o famoso 'sic' - ou seja, 'como foi escrito'.
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS
O livro-entrevista com o papa Bento 16 feito por um jornalista alemão, com lançamento na próxima terça-feira (23) na Alemanha e na Itália, teve alguns trechos publicados na imprensa neste domingo, repercutindo vários assuntos polêmicos.
Bento 16 chegou a dizer que o uso de preservativos é aceitável "em certos casos", especialmente para reduzir o risco de infecção do HIV, mas insiste que não é a "verdadeira" maneira para combater a Aids, já que para ele é necessária uma "humanização da sexualidade".
Hoje, o Vaticano assegurou que as palavras do papa sobre o uso do preservativo não são "uma mudança revolucionária", mas uma "visão compreensiva" para levar a humanidade "culturalmente muito pobre rumos ao exercício responsável da sexualidade".
O livro, que tem como título "Light of the World: The Pope, the Church and the Signs of the Times" (Luz do Mundo: O Papa, a Igreja e os Sinais do Tempo), é baseado em 20 horas de entrevistas conduzidas pelo jornalista alemão Peter Seewald
A agência Reuters informou que as versões em inglês, francês e alemão do livro citam o termo "prostituto masculino" enquanto o jornal do Vaticano usa "uma prostituta". A divergência na tradução ainda não foi esclarecida.
Leia alguns resposta de Bento 16 na entrevista, divulgados pela Reuters:
PRESERVATIVOS
"Há possibilidades no caso de alguns indivíduos, como talvez quando um prostituto masculino usa preservativo, no qual isso pode ser um primeiro passo em direção à moralização, uma primeira aceitação de responsabilidade, no caminho rumo à recuperação da atenção de que nem tudo é permitido ou se pode fazer de qualquer forma que alguém quiser.
Mas essa não é realmente a maneira para lidar com o mal da infecção por HIV. Isso só pode realmente mentir apenas sobre uma humanização da sexualidade.
Ela [a Igreja] não diz respeito a isso [uso das camisinhas], como um real ou moral solução, mas, nesse caso, não há nada mais com o objetivo de reduzir o risco de infecção, como um primeiro passo no movimento rumo a um forma diferente. e mais humana, de viver a sexualidade."
ABUSOS SEXUAIS NA IGREJA
"Sim, isso é uma grande crise, nós temos que admitir. É entristecedor para todos nós. De repente, tanta imundice. Foi realmente como uma cratera de um vulcão, fora da qual surgiu uma tremenda nuvem de imundice, escurecendo e desgraçando, de modo que tudo acima do clero repentinamente pareceu ser um lugar de vergonha e todo padre estava sob suspeita de ser igual também".
"Sim, se o papa realmente se dá conta de que ele não está fisicamente, psicologicamente e espiritualmente capaz de lidar com os deveres do sacerdócio, então ele tem o direito e, em algumas circunstâncias, também a obrigação, de se resignar”.
MULHERES E HOMOSSEXUAIS
"Quando, por exemplo, em nome da não discriminação, as pessoas tentam forçar a Igreja Católica a mudar sua posição sobre a homossexualidade ou a consagração de mulheres, então isso significa que ela não está mais permitida de viver sua identidade e que, em vez disso, uma religião negativa e abstrata está criando um padrão tirânico que todos devem seguir.
Isso parece ser aparentemente bem mais liberdade -- pela exclusiva razão de que isso é liberação da situação prévia.
"A Igreja não tem autoridade de ordenar uma mulher. A ponto de que nós não estamos dizendo que não queremos fazê-lo. O Senhor nos deu a Igreja na forma de doze [homens apóstolos] e, como seus sucessores, com os bispos e seus presbíteros, os padres.
"Essa forma de Igreja não é algo que nós mesmos produzimos. É como Ele constituiu a Igreja."
"O assunto em questão aqui é a intrínseca verdade do significado da sexualidade humana na constituição do ser humano. Se alguém tem inclinações homossexuais arraigadas -- e isso ainda é uma pergunta aberta se essas inclinações são realmente natas ou se surgem na primeira infância -- se, de qualquer forma, elas têm poder sobre ele, isso é um grande desafio para ele, assim como outros desafios podem afligir outras pessoas também. Mas isso não significa que a homossexualidade portanto se torna moralmente correta. Melhor, ela permanece contrária à essência do que Deus originalmente desejou".
BURCAS
"Quanto à burca, não veria razão para uma abolição geral. Alguns dizem que muitas mulheres não usariam a burca voluntariamente e que isso de fato é uma violação à mulher. Alguém pode, com certeza, não concordar com isso. Mas se elas querem usar voluntariamente, não compreendo por que deva ser proibido."
PROTESTANTES
"Nós devemos reconhecer que o Protestantismo tomou passou que levaram longe de nós[sic], mais do que próximo de nós; mulheres ordenadas e a aceitação de parcerias homossexuais são apenas dois de muitos exemplos. Há ainda outras posições éticas, outras instâncias de conformismo com o espírito da época presente, que faz o diálogo mais difícil".
Nota: uma visão papal, com um viés, de retirar o conservadorismo doutrinário das Igrejas Evangélicas.
Da mesma, forma que Dom Bento afirmou, que as Igrejas protestantes, poderiam oferecer uma salvação, se é que fosse possível, de segunda qualidade.
Agora ele generaliza [descontado o erro de tradução, ou escrita], colocando a ICAR como a única Igreja a defender a Ortodoxia, como bom Teólogo católico, se não, o melhor, atualmente, colocando todas as Igrejas protestantes, como conformadas com a situação moral na Sociedade.
Uma inverdade, pois, a verdadeira Igreja de Jesus Cristo continua observando o texto de, Romanos 12.1-3. Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Porque pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não tenha de si mesmo mais alto conceito do que convém; mas que pense de si sobriamente, conforme a medida da fé que Deus, repartiu a cada um.
Dom Bento deve atentar para o versículo 3:"Porque pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não tenha de si mesmo mais alto conceito do que convém;"
PAPA JOÃO PAULO 2º
"Eu simplesmente disse a mim mesmo que sou o que sou. Não tento ser outra pessoa. O que posso dar eu dou, e o que não posso dar não tento dar. Não tento fazer de mim mesmo algo que eu não sou. Sou a pessoa que ocorreu de ser escolhida -- os cardeais também são culpados por isso -- e faço o que posso fazer."
PAPA PIO 12
"Como no presente momento, nós temos novas pessoas sábias que dizem que, enquanto nós de fato salvamos muitas vidas, nós tivemos ideias atrasadas sobre os judeus que desabaram no 2º Conselho do Vaticano (1962-65). Mas essa não é a questão. A coisa decisiva é que o que ele fez e o que ele tentou fazer, e é nessa consideração que devemos reconhecer, creio, que ele foi um dos grandes homens honrados e que ele salvou mais judeus que qualquer outro." 
CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Bento 16 diz em um livro prestes a ser lançado que não hesitaria em tornar-se o primeiro pontífice a renunciar por vontade própria em mais de 700 anos, caso se sentisse sem condições "físicas, psicológicas e espirituais" de liderar a Igreja.
Com franqueza espantosa, Bento, de 83 anos, aventa a possibilidade de algo em que as autoridades da Igreja não gostam de falar, porque poderia desencadear discussões doutrinais indesejadas.
Intitulado "Luz do Mundo: o Papa, a Igreja e o Sinal dos Tempos", o livro já deu manchetes em todo o mundo por causa da abertura cautelosa manifestada nele pelo papa em relação ao uso da camisinha para impedir a propagação da aids.
Mas o livro, uma entrevista do papa ao jornalista católico alemão Peter Seewald, também contém muitas reflexões pessoais sobre a saúde de Bento, sua rotina diária e seu futuro.
"Sim, se um papa percebe claramente que não tem mais condições físicas, psicológicas e espirituais de encarregar-se dos deveres de seu cargo, ele tem o direito e, sob certas circunstâncias, a obrigação de renunciar", diz Bento.
O último pontífice a renunciar por vontade própria foi Celestino 5, em 1294, após apenas cinco meses de pontificado.
Gregório 12 abdicou a contragosto em 1415 para encerrar uma disputa com um candidato rival à Santa Sé.
No início deste ano, quando o Vaticano esteve envolvido em uma nova onda de escândalos de abusos sexuais, houve chamados para que Bento renunciasse, mas ele diz no livro que não "fugiria" em um tempo de crise.
"É possível renunciar em um momento de paz ou quando simplesmente não se tem condições de continuar", diz ele.
Cansaço físico
Bento 16 parece gozar de saúde relativamente boa, mas admite no livro que sente suas forças diminuindo.
"É claro que me preocupo com isso às vezes e me pergunto se vou conseguir seguir adiante, desde o ponto de vista puramente físico", diz ele, falando do esgotamento físico provocado por suas viagens.
Dispositivo Para Renúncia Papal.
Na lei canônica há um dispositivo que prevê a renúncia de um papa, mas ele nunca foi aplicado.
O dispositivo prevê que um papa pode renunciar, mas precisa fazê-lo por sua livre vontade, e não é necessário que sua renúncia seja aceita por ninguém.
Contudo, o fato de a medicina moderna possibilitar a extensão da vida suscita a possibilidade de que um papa acometido do mal de Alzheimer ou que sofra um derrame, por exemplo, possa ficar incapacitado de decidir.
Alguns papas anteriores cogitaram em renunciar, mas esse fato só veio à tona após sua morte, inclusive o papa ‘pop’ João Paulo II, a quem Bento XVI sucedeu, teve aventada esta hipótese e em seus documentos pessoais, estava esta possibilidade, já que João Paulo, sofreu atentados, quedas graves ao esquiar e tinha uma aparência debilitada, antes de morrer,o que lhe fez ter a voz frágil e a aparente coluna com desvio acentuado. Já Bento parece estar deitando as bases para tal possibilidade.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical