quinta-feira, outubro 6

STEVE JOBS IS DEAD - A MORTE DO SENHOR APPLE


Steve Jobs: "Ninguém quer morrer"
Ec. 9. 10. Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças; porque no Seol, para onde tu vais, não há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
O homem Apple morreu hoje[56 anos], após uma luta contra o câncer.
Dono da 2ª Empresa do Mundo[só é menor do que a gigante do Petróleo Exxon;Faturamento 120 bilhões-Valor de mercado 350 bilhões]

Na semana em que a seu sucessor [Steve Jobs com seu sucessor no comando da Apple, Tim Cook (Foto: Kimberly White/Reuters)] deveria lançar um novo modelo de aparelho, o que frustou os clientes e aficcionados dos produtos da empresa, símbolo da informática de comunicação imediatista e da velocidade do mundo da infomatica.
Esta Industria que lança a cada dia [metáfora] um produto, que você já compra sabendo que vai ser substituído em poucos dias, com novo lançamento:
Celulares Ipod’s, Tablets, Smartphones e outros produtos do gênero.
Steve um gênio da era digital e do marketing se tornou um ícone da Industria digital.
O lançamento de um produto era esperado, mais pela sua presença, que era garantia de algo novo, do que pelo produto.
A frase inicial foi dita em discurso a formandos da Universidade de Stanford em junho de 2005.
Jobs definiu os Rumos da Tecnologia e praticamente tirou das mãos dos japoneses o império destes aparelhos.
-“Eu acho que [a tecnologia] fez o mundo ficar mais próximo e continuará fazendo isso. Existem desvantagens para tudo e consequências inevitáveis para tudo. A peça mais corrosiva da tecnologia que eu já vi se chama televisão, mas novamente, a televisão, no seu melhor, é magnífica.” – Revista Rolling Stone, dezembro de 2003
-“Fizemos os botões na tela ficarem tão bons que você vai querer clicar neles” [sobre o Mac OS X] – Revista Fortune, janeiro de 2000
-“Entrará para a história como uma grande mudança na indústria musical. Isso é histórico. Eu não posso subestimar isso” [sobre a loja virtual iTunes Music Store] – Revista Fortune, maio de 2003
“A cura para a Apple não está no corte de preços. A cura para a Apple está em inovar o meio de sair deste problema” – Apple Confidential: The Real Story of Apple Computer, 1999
“Eu não percebi isso na época, mas ter sido demitido da Apple foi a melhor coisa que aconteceu comigo. (...) Foi um remédio com gosto horrível, mas acho que o paciente precisava dele”. – discurso durante entrega de diploma de Stanford, 2005
Sobre a Vida e a Morte:
“Eu trocaria toda a minha tecnologia por uma tarde com Sócrates” –Newsweek, 2001.
Steve perdeu a luta com a Vida, a despeito de seus milhões.
A morte foi sua perseguidora e o deixava sem sono:
Foi obrigado a lidar com a morte, que temia, como a maioria dos americanos de sua geração, desde os dias de outubro de 1962 que marcaram o ápice da crise dos mísseis cubanos. "Fiquei sem dormir por três ou quatro noites porque temia que se eu fosse dormir não iria acordar", contou, em 1995, ao Museu de História Oral do Instituto Smithsonian.
Mas, tinha conceitos sobre a vida de um rico, não era valia nada em um Sepulcro.
Mt.16. 26 Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida? Ou que dará o homem em troca da sua vida?
Ser o homem mais rico do cemitério não me interessa. Ir para a cama à noite dizendo que fizemos algo maravilhoso, isso importa para mim”–The Wall Street Journal, 1993;
Enfrentou resistentemente a onda japonesa, depois a chinesa e o seu sempre oponente maior Bill Gates - Microsoft e o Windows.
Jobs também sempre precisou de um "nêmesis", um inimigo que ele satanizava e ridicularizava em público como contraponto de suas ações na Apple. 
O primeiro alvo foi a IBM, com quem disputou o mercado de computadores pessoais principalmente no início dos anos 80. 
Depois, a Microsoft, criadora do MS-DOS e do Windows. 
Mais recentemente, Jobs vinha mirando o Google, gigante das buscas na internet cujo presidente chegou a fazer parte do conselho de administração da Apple, e que investiu no mercado de sistemas para smartphones com o Android. 
Jobs ordenou que a Apple lutasse, mesmo que judicialmente, contra o programa que ele considerava um plágio do iOS, coração do iPhone e do iPad.
Perfeccionista e workaholic:
Ec. 9. 5,6. Pois os vivos sabem que morrerão, [...]; nem têm eles daí em diante parte para sempre em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.
Jobs gostava de controlar todos os pontos da produção da Apple, resistindo, inclusive, à decisão de terceirizar gradativamente a fabricação dos produtos da companhia para fabricantes chineses - plano proposto e executado pelo agora novo comandante da companhia, Tim Cook, e que se mostrou acertado.
Jobs e a Índia.
Por coincidência a Índia, nos dias de hoje é um dos grandes celeiros da engenharia de softwares, exportando verdadeiros gênios da era digital para todo o mundo, maormente para os EUA de Steve.
Ele teve influencia da onda Beatles e seus gurus indianos, a experiência com as drogas pesadas, como o LSD e a heroinina.
A companhia que hoje briga para ser a maior do mundo foi fundada após Jobs ir à Índia em 1973 em busca do guru Neem Karoli Baba.
O Maharaji morreu antes da chegada de Jobs, mas o americano dizia que havia encontrado a iluminação no LSD.
"Minhas experiências com LSD foram uma das duas ou três coisas mais importantes que fiz em minha vida", disse, em entrevista ao "New York Times".
Depois, afirmou que seu rival, Bill Gates, seria "uma pessoa (com visão) mais ampla se tomasse ácido uma vez". Só que Gates continua vivo [aparentemente são] e bilionário.
O LSD foi a mesma droga que fascinara o inventor do mouse e precursor do ambiente gráfico, Douglas Englebart, cerca de dez anos antes de Jobs.
Sucesso
A sequência de sucessos com a quebra do paradigma de mercados importantes - inclui o MacBook, o tocador digital iPod, a loja virtual iTunes, o iPhone e o iPad.
Produtos que nasciam de ideias impostas pelo próprio Jobs.
À revista “Fortune”, em 2008, Jobs falou de sua propalada Criatividade e trabalho duro:
"Não dá para sair perguntando às pessoas qual é a próxima grande coisa que elas querem. Henry Ford disse que, se tivesse questionado seus clientes sobre o que queriam, a resposta seria um cavalo mais rápido."
É por isto que não aparece um Steve Jobs ou um Henry Ford todos os dias.
Eles sempre estão há frente de seu tempo e de seus contemporâneos.
Uma curiosidade:
Ec. 9. 5,6. Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou entregue ao esquecimento. Tanto o seu amor como o seu ódio e a sua inveja já pereceram; nem têm eles daí em diante parte para sempre em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.
Um Fundador demitido de sua própria Empresa:
Pode?
Com Jobs isto ocorreu.
O sucesso do Mac não evitou que Jobs acabasse demitido de sua própria companhia. Disputas internas entre equipes que queriam investir no mercado corporativo e as que apostavam apenas no consumidor fizeram com que John Sculley, vindo da Pepsi à convite do próprio Jobs, convencesse o conselho de administração de que era hora da empresa se livrar de seu fundador.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical