segunda-feira, outubro 3

DENUNCIA - PASTOR NÃO NEGA A CRISTO, E É PRESO NO IRÃ!


A Igreja dos Mártires no Século XXI.
- CONDENADO E PASSÍVEL À MORTE, PELA SHARIA  - 
- OREMOS PELO PR. YOUSEF NO IRÃ
O pastor evangélico Yusef Nadarjani se converteu ao cristianismo há 15 anos, aos 19 anos e atualmente é pastor de um grupo evangélico.
A Secretaria de Estado dos EUA Hillary Clinton mostrou a sua preocupação, através de um comunicado à Imprensa, ao saber da situação do Pastor Yussef Nadarjani em recente pronunciamento.
"A cada cinco minutos um cristão é morto por sua fé em Cristo. A cada ano 105 mil cristãos no mundo são condenados ao martírio. Um verdadeiro holocausto, do qual muito pouco se fala. "
Aqui estão alguns dos dados foram fornecidos na Conferência de Roma, intitulado "Os cristãos estão sendo martirizados"
"A perseguição dos cristãos no século XXI ", conforme publicado pela Agência de Notícias Zenit.
A perseguição aos cristãos
continua no mundo. E um dos principais perseguidores é o fundamentalismo islâmico, que também dita as regras em Estados em que as ditaduras da Sharia é a lei aplicada civil e religiosa obrigatória.
"No livro cristão Mundo AD Trends 30-AD 2200, o pesquisador David Barrett define o número de mártires cristãos no mundo, em 70 milhões, 45 milhões dos quais ocorreu no século XX, Introvigne disse.
O número caiu para 160 mil na primeira década deste século e é estimado em cerca de 105 mil na segunda década. Isto significa um mártir cada cinco minutos. Morto não por causa da guerra real, mais ao mesmo tempo é uma guerra armada real, e espiritual, por motivos religiosos. " 

Clinton muestra su preocupación, por condena de pastor cristiano evangélico en Iran.

"Estamos particularmente preocupados por las informaciones de que el pastor cristiano Yusef Nadarjani se enfrenta a la ejecución por cargos de apostasía", dijo Clinton en un comunicado.
Yusef não negou a Jesus mesmo sob ameaça de morte pela Lei Islâmica - Sharia:
"Perguntaram pela terceira e última vez se ele está arrependido de ter abandonado o Islã e ele respondeu que não..."
Miami Diario
Protestante digital
Voz de Vida
Cristãos no Irã
 
Desde junho de 2010, cerca de 300 cristãos foram presos em 35 cidades iranianas e muitos deles ainda estão atrás das grades, muitas vezes, em confinamento solitário, à espera de julgamento, de acordo com organizações de defesa dos direitos humanos.O Irã tem uma população de 71 milhões de pessoas entre as quais existem cerca de 300 mil cristãos. A grande maioria (250.000) são armênios, assírios e cerca de 32.000 são católicos e os restantes são convertidos famílias evangélicas, mais de um século atrás por missionários.
09/2011
Pastor evangélico pode ser condenado à morte no Irã
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS
O pastor evangélico Yusef Nadarjani, acusado de apostasia --abandono do culto religioso-- por ter deixado o islamismo há 15 anos, se negou pela terceira vez nesta quarta-feira a aceitar o Islã perante uma audiência na cidade de Rasht, capital da província de Gilan, no Irã.
Com a recusa, o pastor de 34 anos poderá ser condenado à morte de acordo com a legislação religiosa do Irã.
"Perguntaram pela terceira e última vez se ele está arrependido de ter abandonado o Islã e ele respondeu que não, pois, antes de se converter ao cristianismo, não tinha fé", disse o advogado de defesa, Mohamad Ali Dadjah, que acrescentou estar convencido de que seu cliente será absolvido.
Dadjah ressaltou que, durante a audiência, fez alusão aos tratados internacionais dos quais o Irã é signatário e, portanto, obrigado a respeitar e aplicar a liberdade religiosa.
O advogado também citou aos juízes estudiosos do islamismo que afirmam que abandonar a religião muçulmana não é motivo para ser aplicada a pena de morte, ainda que a lei iraniana a contemple.

Para Dadjah, os tribunais iranianos "não estão em posição de executar" a pena de morte nesse caso, como prevê a Sharia (lei islâmica). De acordo com essa lei, cabe a pena de morte aos muçulmanos que tiverem abandonado a fé islâmica e não tenham se arrependido, após serem questionados por três vezes sobre o arrependimento.
Na terça-feira (27), Dadjah disse que, caso o pastor seja condenado, ele vai recorrer novamente ao Tribunal Supremo do Irã. Em 5 de julho, o Tribunal Supremo anulou a pena de morte e devolveu o caso à Audiência Provincial de Gilan.
Se a pena for confirmada e o Tribunal Supremo não aceitar o recurso, Nadarjani ficará à disposição do departamento que se encarrega das condenações no sistema judiciários iraniano.
Nadarjani, que segundo a lei iraniana é originalmente muçulmano por ser filho de muçulmanos, se converteu ao cristianismo aos 19 anos e atualmente é pastor de um grupo evangélico. 
Ele foi detido em outubro de 2009 e processado por apostasia --abandono do culto religioso.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical