quarta-feira, novembro 16

CELEBRAÇÃO FINAL DO CENTENÁRIO DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS. REPERCUSSÃO NA MÍDIA...

Culto da Assembleia de Deus reúne Ministro Gilberto Carvalho [representando a Presidente Dilma], Ex- Governador SP - José Serra, Governador de São Paulo Geraldo Alckmin e Prefeito da Capital de São Paulo Gilberto Kassab.


Coloco duas reportagens de Jornais importantes de SP-Brasil - Folha de SP e O Estado de São Paulo - Estadão - sobre a Celebração do Encerramento do Centenário das Assembléias de Deus no Brasil, que se realizou ontem - 15/11/2011.
Mesmo sob chuva o povo de Deus fez a diferença.
Veja Vídeo do JN - Globo:
A maior igreja pentecostal do Brasil, a Assembleia de Deus, comemorou os 100 anos de sua fundação em São Paulo. O tempo ruim não impediu que milhares de fiéis festejassem a data.
Parabéns a todos!
Não se impressione com certas frases dos jornalistas ou o enfoque político dado em cada matéria.
E ainda alguma foto destacada pelas reportagens.
O que estou a ressaltar é:
Deus Exalta a Sua Igreja com esta Celebração!
ANNA VIRGINIA BALLOUSSIERFolha - DE SÃO PAULO - 15/11/2011 - 18h19

NOTA DO EDITOR DESTA PÁGINA:
A quantidade de pessoas no Pacaembu não foi APENAS 30.000 mas, conforme as catracas eletrônicas:
 32.940 pessoas (quantidade registrada pelas catracas) estiveram no Local.
Pode parecer pouco, mas faça a conta:Dá uma diferença de 10%. 
Isto sem contar os ministros, pessoal da Organização, Convidados especiais, parte que entrou como corporação para execução de algumas atividades.
Leia o Texto da Matéria:
Com um público de 30 mil, abaixo dos 40 mil fiéis esperados, a igreja Assembleia de Deus realizou nesta terça-feira (15) megaculto no estádio do Pacaembu (SP), em comemoração ao centenário daquele que virou o maior grupo pentecostal do Brasil.
O evento contou com a participação de políticos como o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral), o prefeito Gilberto Kassab (PSD), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o ex-governador José Serra (PSDB). Eles sentaram todos juntos.
Carvalho estava lá para representar a presidente Dilma Rousseff e seu "grande reconhecimento" pela história da Assembleia.
"Presente de Deus": assim o ministro definiu a igreja centenária. Ele comparou "Belém de Judá", terra "do salvador Jesus Cristo", a "Belém do Pará", manjedoura da Assembléia.
Carvalho ressaltou, ainda, que o programa Brasil Sem Miséria conta com o apoio da igreja. Ele fez ainda um pedido ao público: orem pela saúde do ex-presidente Lula, que está com tumor na laringe.
Questionado pela Folha sobre o pastor que liderou o culto, Pr. José Wellington Bezerra da Costa, presidente da Convenção-Geral da Assembléia de Deus - CGADB -, que estrelou a campanha de Serra à Presidência, o ministro afirmou que "não podemos olhar a posição eleitoral".
Kassab compartilhou da mesma opinião, ao dizer que "não se mistura religião e política".
Já Alckmin, católico fervoroso, chamou de "semente em terra fértil" a fundação da primeira Assembleia, em 1911, por dois missionários suecos.
Entre cantoria e pregação, o evento no Pacaembu contou com a presença de muitos jovens, além de convidados internacionais, como o pastor americano George Wood, líder do Comitê Mundial das Assembleias de Deus.
A Assembleia de Deus estima que, sob sua aba, estejam 22 milhões de fiéis --11,5% da população brasileira. Na Câmara, o grupo arrebanhou 23 dos 513 deputados.
Evento religioso reúne Kassab a tucanos em SP
Na largada para as eleições, Alckmin e Serra prestigiam festa realizada no Estádio do Pacaembu após prefeito ter desafiado decisão judicial e associação
16 de novembro de 2011 | 3h 03
FELIPE FRAZÃO - O Estado de S.Paulo
A festa do Centenário das Assembléias de Deus levou ontem ao Estádio do Pacaembu 32.940 pessoas (quantidade registrada pelas catracas) e mobilizou uma megaoperação da Prefeitura de São Paulo de limpeza, fiscalização e monitoramento de trânsito para evitar ações judiciais promovidas pela Associação de moradores do bairro, a Viva Pacaembu.
Com a proximidade das eleições, também estiveram presentes políticos de diferentes colorações partidárias, já que o voto evangélico é um dos mais disputados pelos candidatos.
Os moradores conseguiram determinação da Justiça para limitar eventos no estádio, em 2009.
"A sentença judicial tem sido atendida. Os eventos são permitidos e acredito que as limitações têm sido cumpridas", disse o prefeito Gilberto Kassab (PSD). Segundo ele, outros eventos no estádio, se acontecerem, terão a mesma fiscalização.
Além de Kassab, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e até o ex-governador José Serra (PSDB) assistiram à celebração em cadeiras reservadas na primeira fileira de autoridades religiosas no palco montado no gramado, em frente da arquibancada do tobogã.
O governador se manifestou em apoio à realização de eventos no Pacaembu, desde que atendidas as regras municipais que limitam em 50 decibéis o ruído no bairro.
Alckmin e Serra foram cercados por religiosos para tirar fotos e atenderam aos pedidos.
Para Kassab, que deixou o estádio pouco antes do fim da cerimônia, eles gritavam: "Kassab, Jesus te ama!", ao que o prefeito respondia com acenos.
"É uma Igreja importante, muito séria", disse o prefeito, que liberou a comemoração no estádio e foi homenageado pelo locutor oficial durante o evento.
Mutirão.
Os secretários municipais de Coordenação das Subprefeituras e de Esportes e Lazer, além dos subprefeitos da Lapa e da Sé, acompanharam as operações pessoalmente, por determinação de Kassab.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical