sexta-feira, novembro 4

Resumindo Neemias - Gerenciamento da Crise.Parte III

Resumindo Neemias:
Visão interna do Gerenciamento da Crise em Neemias.
Sabedoria de Restaurador, em meio à Crise.
Preparando as Portas
Reformador Constrói na Crise:
Esta é grande qualidade que Neemias nos ensina a ter.
Em tempos de crise, seja gerente dela e não paute a sua Reforma e atividade para Deus com base na Crise e nos que a querem explorar:
O que a Crise nos ensina:
Crise - Krinein - significa distinguir, separar, decidir.
1- distinguir – fala de discernimento:
a- Neemias demonstra como entrar na crise:
-Silêncio
2.16 E não souberam os magistrados aonde eu fora nem o que eu fazia; pois até então eu não havia declarado coisa alguma, nem aos judeus, nem aos sacerdotes, nem aos nobres, nem aos magistrados, nem aos demais que faziam a obra.
-Sigilo dos planos
Conhecer onde a situação está caótica
2.17 Então eu lhes disse: Bem vedes vós o triste estado em que estamos, como Jerusalém está assolada, e as suas portas queimadas a fogo; vinde, pois, e edifiquemos o muro de Jerusalém, para que não estejamos mais em opróbrio.
Neste contexto, Neemias se mostra como Jesus, tem a sua própria tropa de Elite.
Texto exegético desta Secção [e outros similares]:
2.19 O que ouvindo Sambalate, o horonita, e Tobias, o servo amonita, e Gesem, o arábio, zombaram de nós, desprezaram-nos e disseram: O que é isso que fazeis? Quereis rebelar-vos contra o rei?
20 Então lhes respondi: O Deus do céu é que nos fará prosperar; e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos: mas vós não tendes parte, nem direito, nem memorial em Jerusalém.
Axiologia (do grego άξιος "valor" + λόγος "estudo, tratado") é o ramo da filosofia que estuda os valores, etimologicamente significa "Teoria do valor".
Separar.
Fala de criar barreiras entre os que trabalham.
Entre os que estão unidos por valores de mútuo interesse, porém há uma separação de valores, para cada grupo há um interesse.
A cidade de Jerusalém, como até hoje era o alvo da disputa, pelo símbolo eterno que ela possui em si mesma, mas dado por Deus, desde os dias de Abraão, Isaque e Jacó.
Em várias era e épocas bíblicas ou não bíblicas, veremos que há mútuos interesses em tê-la em mãos diversamente interessadas.
Não deixou de acontecer, nos dias de Neemias, Esdras, Zorobabel.
Não deixou de acontecer na Idade Média;
Não deixa de acontecer em nossos dias.
Mas, Neemias soube trabalhar esta questão de interesses, sob a visão do Restaurador fiel ao seu Deus.
Neemias nos ensina a ver sob a ótica de Deus.
O versículo abaixo condensa esta sua posição.
2.20 Então lhes respondi: O Deus do céu [...] e edificaremos: mas vós não tendes parte, nem direito, nem memorial em Jerusalém.
E expurgar claramente os interessados naquilo que Deus nos colocou em nossas mãos e que é de interesse mútuo do outro lado, mas com valores morais diversos.
Axiologia - Estudo ou teoria de alguma espécie de valor, particularmente dos valores morais.
axiologia |acsi| - (grego áksios, -a, com o mesmo valor que, que tem o valor de, valioso, estimado, merecedor de, digno de + -logia) 
s. f.Filosofia dos valores, particularmente dos valores morais.
Noção do termo – valorativo – valores da dimensão humana, em suas ações e personalidade;
Decidir.
A narrativa do Livro de Neemias nos dá ampla visão de tomada de decisão, na crise.
O que é isso que fazeis? Quereis rebelar-vos contra o rei?
Gerenciando a Crise, em situação de aparente Poder Desfavorável.
Quando nós somos chamados para resolver a crise, precisamos tomar decisões, que já sabemos de antemão: poderão ser usadas por nós, pelos que querem que a crise continue instalada e nada possa acontecer.
Crise é alimentada por pessoas que ganham com o seu estabelecimento, e do estado caótico da situação: 2.17 Então eu lhes disse: Bem vedes vós o triste estado em que estamos, como Jerusalém está assolada, e as suas portas queimadas a fogo; vinde, pois, e edifiquemos o muro de Jerusalém, para que não estejamos mais em opróbrio.
Crise é Momento de Decisão.
Sabedoria:
Eu decido ser alguém, ou ser ninguém na Crise.
Eu faço na crise ou me anulo e me calo na crise.
Eu sou alguém na crise ou serei ninguém na crise.
Eu demonstro na crise, de que lado estou.
A Crise é Depuradora.
A crise distingue o homem perseverante e o homem dúbio, o que vive em incerteza.
É hora de separar o joio do Trigo!
É hora de mostrar-se firme e não vacilante!
O mau caráter, o carnal e inimigo e o caráter pacificador, mas decidido.

A crise destaca cada qualidade pessoal entre os seus pares.
Tg 1.1-8. Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo. Meus irmãos, tende por motivo de grande gozo o passardes por várias tribulações[provações], ... e a perseverança tenha a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, não faltando em coisa alguma.[...] aquele que duvida é semelhante à onda do mar, que é sublevada e agitada pelo vento. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa, homem vacilante que é, e inconstante em todos os seus caminhos.
Qual a tua posição na hora em que a Crise bater às Portas?
Continuaremos a reforma, que é espiritualmente santa, ou paramos de restaurar as Portas:
Cada porta é uma entrada ou saída de nossas almas.
Pode ser Formosa, ou pode ser saída do lixo, da iniquidade.
Ec. 3.1-5. Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derribar, e tempo de edificar;tempo de chorar, e tempo de rir;tempo de prantear, e tempo de dançar;tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar;tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de deitar fora;tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
Ou nas palavras em verso do poeta:
Dê tempo ao Tempo...
Pois só há um Tempo...
Mas, há Tempo prá Tudo...
É mais ou menos como disse...
O Sábio Rei Salomão:...
Há tempo prá Plantar...
Tempo prá Regar...
Tempo para Colher...
Há tempo prá chorar...
Tempo prá Sorrir...
Tempo para Amar...
Há Tempo prá Nascer...
Tempo prá Viver...
Tempo para morrer...
Há Tempo prá sofrer...
Tempo...Tempo prá esquecer...
Tempo prá Reconciliar...JC. 
Na questão em tela:
Valores espirituais enfrentando valores carnais.
Valores do Reino do Deus do Céu enfrentando valores de um Reino natural.
Um objeto concreto, um crivo, uma peneira para separar elementos de tamanho diferentes. 
Um homem que controla Crise.
A crise é antes de mais axiológica.
Neemias atinge esta condição quando, como reformador impede que valores sagrados e proféticos, não sejam atingidos por valores mesquinhos, como:
-Calunia
-Difamação
Contra elas:
Oração
Jejum
Confiança em Deus -
O Deus do céu é que nos fará prosperar; e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos!
Como alicerces de uma disputa simplesmente de Poder, ou Governo.
Uma disputa para manutenção do ‘status quo’ de três personagens inimigos da Paz de Jerusalém, que se vêm ameaçados em suas lideranças.
O espírito de Sambalate.
Samabalate - o acomodado com sua situação, não tem interesse em restauração de Portas, que lhe impedirão o acesso aos despojos dos hebreus, mesmo em opróbrio e miséria, o espírito dos sambalates é tirar o 'pêlo da ovelha, tosquiar até sangrar".
O espírito de Tobias
É o espírito da ameaça, do rei dos terrores, do atemorizador:
6.17 Além disso, naqueles dias o nobres de Judá enviaram muitas cartas a Tobias, e as cartas de Tobias vinham para eles.18 Pois muitos em Judá estavam ligados a ele por juramento, por ser ele genro de Secanias, filho de Ará, e por haver seu filho Joanã casado com a filha de Mesulão, filho de Berequias.19 Também as boas ações dele contavam perante mim, e as minhas palavras transmitiam a ele. Tobias, pois, escrevia cartas para me atemorizar.
É o espírito do que agregar-se em meio a Crise, ao Poder, ou Poderes, para ter privilégios e informações de dentro da Obra em andamento.
Até entre as mulheres chamadas de profetizas, perdendo a visão se encontra este espírito de terror:
6.14 Lembra-te, meu Deus, de Tobias e de Sambalate, conforme estas suas obras, e também da profetisa Noadias, e dos demais profetas que procuravam atemorizar-me.

O espírito de Gesém.
Gesém - o arábio - aquele que tem na confederação dos inimigos, alianças poderosas [mas, 'as nossas armas são poderosas em Deus', é o que eles não sabem]
Por quem?
Primeiro pelo povo que estava oprimido, ao qual espoliavam;
Segundo por alguém que tem as Cartas do Rei, mas a distancia de Susã impelia-os a pratica de seus costumeiros modo de ação:
Ne. 4.1.3. Ora, quando Sambalate ouviu que edificávamos o muro, ardeu em ira, indignou-se muito e escarneceu dos judeus; e falou na presença de seus irmãos e do exército de Samária, dizendo: Que fazem estes fracos judeus? Fortificar-se-ão? Oferecerão sacrifícios? Acabarão a obra num só dia? Vivificarão dos montões de pó as pedras que foram queimadas? Ora, estava ao lado dele Tobias, o amonita, que disse: Ainda que edifiquem, vindo uma raposa derrubará o seu muro de pedra.
Difamar;
Desafiar;
Desmerecer;
Dominar;
Subjugar;
Alianças contra o povo hebreu
Desafiar a condição espiritual de um povo
Em nome do rei
Na política de falsas informações.
Bem ou Mal.
Ne.2. 19,20. O que ouvindo Sambalate, o horonita, e Tobias, o servo amonita, e Gesem, o arábio, zombaram de nós, desprezaram-nos e disseram: O que é isso que fazeis? Quereis rebelar-vos contra o rei? Então lhes respondi: O Deus do céu é que nos fará prosperar; e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos: mas vós não tendes parte, nem direito, nem memorial em Jerusalém.
Em tempos de Restauração a crise quer nos dominar apresentando-se sob a forma de mal, mas ela esquece que é nesta hora que eu vou decidir:
Serei Reformador em Meio a Crise.
Restaurarei as porta.
Colocarei os Portais;
E Assentarei as Portas.
A Crise será expulsa sob meu mandato divino: O Deus do céu é que nos fará prosperar; e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos: mas vós não tendes parte, nem direito, nem memorial em Jerusalém.
Espiritualmente ela não tem mais espaço, território ou domínio no meu culto à Deus.
Na narrativa bíblica do capítulo 3 Neemias é apresentado como um gerenciador de Obra, sob Crise.
Ele vive um tempo sob esta dicotomia:
Vive a crise sem desistir de fazer a Obra de Deus.
Afinal?
Será que alguém que faz a Obra verdadeira de Deus, que não tenha realizado a Obra em tempo de crise.
Quem realiza a Obra não pode se deixar catatônico
É alguém especialmente escolhido, para um tempo determinado, para a execução de parte do Plano de Deus, com seu Povo.
Igreja
Família
Por que será que nascemos nestes momentos e vamos vivenciá-los enquanto outros se deleitam, e são socorridos por nossa chamada, em tempo de Crise e nosso coração não pode se abalar.
Diga-se somos os mais fracos, para que os que estão sob nosso comando se tornem os mais fortes.
Da fraqueza tiraram forças.
O restaurador – Neemias – se apaixona pela missão, só de ouvir falar das Portas queimadas, à fogo.
A Crise é boa como Jesus Cristo, para levar a decisão e mudança axiológica, seja pessoal ou de um grupo.
Esta informação na realidade era o Fogo necessário para acender o pavio de sua chamada, lá na distante e rica Susã, fortaleza fechada.
Em poucas palavras, eis que surge um homem em sua cavalgadura vistoriando as portas queimadas, da Vaidade de Deus.
Tipo de Cristo
Crise principalmente de moralidade
Crise de conspiração
Crise da calúnia
É comum falar-se em "crise" da sociedade, querendo com este termo significar momentos conturbados, de viragem, em que se impõem decisões/opções.
Esta crise social geral é acompanhada por uma sensação de perda de sentido. Para onde vamos?
Que fim devemos perseguir?
Qual é o resultado que queremos alcançar, a longo prazo?
No seu significado original, do grego antigo, o conceito de crise - Krinein - significa distinguir, separar, decidir.
Na origem um objeto concreto, um crivo, uma peneira para separar elementos de tamanho diferentes.
Por abstração, o juiz que decide separa os "prós" e os "contras".
Sambalate
Tobias
Gesém – O Arábio
Deles já falamos em Resumindo Neemias – Primeira Parte.
Como símbolo, uma balança.
Nesta acepção, crise implica uma atitude de escolha, de eleição.
A crise é antes de mais axiológica.
Ela tem, como é óbvio, importantes reflexos na educação. Com efeito, toda a ação educativa pressupõe uma escolha, mais ou menos assumida, de valores que constituem linhas de força na orientação da criança ou do jovem que é preciso educar. O "mínimo ato educativo aparentemente mais insignificante se nutre inevitavelmente de uma concepção global do mundo e da vida (Patrício, 1984, p.105)".
"Em grego, krisis, crise, significa a decisão tomada por um juiz ou um médico. O juiz pesa e sopesa os prós e os contras e o médico conjuga os vários sintomas; então, ambos tomam a decisão pelo tipo de sentença ou pelo tipo de doença. Esse processo decisório é chamado crise. O Evangelho de São João usa 30 vezes a palavra crise no sentido de decisão. Jesus comparece como a crise do mundo, pois obriga as pessoas a se decidirem."Leonardo Boff
A CRISE instalada no Interior da Cidade:
Instalando portas da Restauração em meio a crise.
1-Jaffa Gate - O Portão de Jaffa é o mais conhecido e movimentado dos portões de Jerusalém. Foi construído na direção do porto de Jaffa - Jope.
A entrada principal da Cidade Velha - O nome em árabe, Bab el-Halil ou Hebron Gate, significa "O Amado", e refere-se a Abraão, o amado de Deus, que está enterrado em Hebron . O portão do lado ocidental da Cidade Velha marcou o fim da estrada que leva à Costa marítima – Jaffa.
Atualmente leva aos bairros muçulmano e armênio.
A entrada permite a entrada de carros na Cidade Velha através de uma grande lacuna na parede entre Jaffa Gate e da Citadel. Esta passagem foi originalmente construída em 1898, quando Kaiser Wilhelm II da Alemanha visitou Jerusalém. Assim chamada porque a estrada que liga ele vai para o porto da cidade de Jaffa (Jope), esta porta é a única no lado ocidental da Cidade Velha.
Na Próxima Parte estudaremos a questão da Portas de Jerusalém. Continua...

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical