sexta-feira, dezembro 2

Islam – Conquista Espaço No Mundo Árabe - Da África a Ásia


Islam – Conquistando os Países das Revoluções.
É Tempo de Governo religioso.
Os Clérigos e os Imans terão o comando destes países?
No meu ponto de vista escatológico, sim!
Como já prevíamos o Islã está tomando o Poder no Egito.
E na forma mais radical.
O Partido da Irmandade Muçulmana está conquistando a maioria dos votos nas eleições pós-Mubarack.
Isto deslumbra um futuro difícil para os cristãos egípcios, entre eles os Coptas.
Era uma realidade que antevi na chamada Primavera oriental.
Infelizmente está sendo consolidada, em quase todos os países, nos quais as populações defenestraram seus velhos ditadores, a maioria alinhado, de uma forma ou outra como Ocidente, ou menos radicais em relação as novas forças, que formarão em breve um Estado Islâmico naquela região.
O Partido Liberdade e Justiça da Irmandade Muçulmana foi a força política mais votada na primeira fase das legislativas no Egito.
Seguem-se os salafistas do Al Nour.
Em terceiro lugar, surgem os liberais do bloco egípcio.
No entanto, o número de assentos parlamentares conquistados pelas diferentes formações ainda não são desconhecidos.
Segundo a Comissão Eleitoral, a taxa de participação superou os 60 por cento, a maior de sempre na história do país.
Cerca de 8,5 milhões de eleitores exerceram o direito de voto no arranque das primeiras eleições pós-Mubarak que se desenrolam em três fases.
A próxima está agendada para os dias 5 e 6 de dezembro.
O processo deve estar concluído dentro de quatro meses.
Na corrida estão mais de dez mil candidatos de cerca de 50 partidos políticos.
Na primeira fase, foram detectadas várias irregularidades, mas a Comissão Eleitoral garante não põem em causa a legitimidade das eleições.
Na Praça Tahrir, são muitos os que continuam a pedir contas à junta militar.
A Irmandade Muçulmana não reclama, abertamente, um Estado islâmico, mas esta ascensão foi acompanhada por um reforço do poder dos salafistas, muito maior do que o esperado.
Estes fundamentalistas sunitas, reagruparam-se em torno do partido Al Nour, graças ao trabalho social que fizeram com os mais pobres.
Mohamed Ahmed é candidato do Al Nour:
“- Temos várias organizações para alimentar os orfãos e os pobres. Muita gente nos apoia por ajudarmos os necessitados”.
Os salafistas defendem a aplicação da lei islâmica: a charia e o corão em todos os aspetos da vida.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical