sábado, junho 23

PRIMEIRO ANO DO BICENTENÁRIO - REFLETEINDO: A IGREJA QUE QUEREMOS.


Estamos No Primeiro Ano Do Bicentenário
 ANO 101
Dia 18 de Junho de 2012 completamos o Primeiro Aniversário pós Centenário, ou seja, estamos dentro do caminho sem volta, da História, que só poderá ser abortado pela Iminência.
A Assembleia de Deus se torna assim uma Igreja em caminho ao Segundo Centenário, no ano passado muitas festas, mas este primeiro aniversário pouca festa e nenhum momento de reflexão e Seminários para determinar os Rumos desta nova etapa cronológica da Assembleia de Deus no Brasil.
É hora de despertemos para esta Realidade, que está batendo, ou já bateu a nossa Porta assembleiana.
Lógico, que creio e dou credito a nossa Liderança que há uma preocupação quanto a este fato inegável e interrompível, pois é cronológico e rápido, como ao tempo é costumeiro ser.
Mas, nos preparemos para esta Etapa, que será sem dúvida, é o que creio, melhor que a primeira.
Mas, tempo fantasmas do tempo e da História Eclesiástica na qual encontramos um sem número de Igrejas nominais ou que perderam o viço e o compasso histórico do crescimento dos primeiros anos.
Até mesmo a Igreja Apostólica enfrentou este problema, porque achamos que não possa acontecer conosco?
Qual será o modelo do Bicentenário?
Há um momento de Rubicão – local da Batalha decisiva –
Decorre deste fato histórico: atravessar o Rubicão é "pensar grande", ultrapassar fronteiras, defrontar-se com um caminho sempre difícil e desconfortável. Em 11 de janeiro de 49 a.C., o general e estadista romano Caio Júlio César tomou uma decisão crucial: atravessar o rio Rubicão com seu exército, transgredindo a lei do Senado que determinava o licenciamento das tropas toda vez que o general de Roma entrasse na Itália pelo norte. César, apesar disso, atravessou o Rubicão.
É um momento em que a Igreja Assembleia de Deus está em verdadeira infusão, ou seja, vivendo dentro de um verdadeiro caldo de costumes antigos e novos.
Num caldo de lideranças jovens e açodadas, natural da idade, e as lideranças que ao longo do tempo têm dirigido com êxito os destinos da Igreja Assembleia de Deus no Brasil, mas que estão sendo questionadas por algumas lideranças, como dito acima.
Assim vivemos um momento impar e delicado em nosso meio.
Vivendo um caldo que precisa ser entendido e depurado, seja por ações ou pelo tempo, sob a direção do Espírito Santo.
Tenho uma visão particular da direção das assembleias de Deus.
É uma Igreja que só subsiste porque há um grupo de lideres anciãos, que formam um arcabouço espiritual, moral, liderança, e orientativo mesclado com lideranças de média idade, que acionadas entram em cena, com ideias e trabalho especial na práxis e dedicação das ideias que levam o Ministério Assembleiano a um benfazejo sucesso e crescimento notório.
Não há necessidade de açodamentos, mas há necessidade de motivação para dar continuidade do crescimento das Assembleias de Deus no Brasil e fora do Brasil.
I Corintios 14:33. Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos.
Não há necessidade de guerras, pois o Senhor é um Senhor de Paz e concede a Seu tempo cada líder com direção e forma de agir segundo a Progressividade natural a que a Igreja deve passar.
II Corintios 13:11. Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco.
Esperar é preciso, mas agredir é insensatez.
É necessário mudanças, sim!
Mas, só acontecerão sob a égide do Espírito Santo, que concede o que é bom para a Igreja.
O Corpo místico de Cristo é submetido as regras do Evangelho Cristológico, com isto afirmamos que não há como impedir ou ultrapassar o tempo de Deus.
I Corintios 12:18-28. Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis. E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.
Alguns poderão afirmar: trata-se de uma visão muito espiritualizada, mas ou somos Igreja e Corpo ou não somos mais Igreja e Corpo, seremos apenas uma Entidade social, um agrupamento como tantos entre outros, que permeiam e forma a Sociedade dos homens, com valores, lideranças e estatuto.
Eu ainda creio, de forma primária, conhecendo por longo tempo, o que acontece no Corpo, que Deus age em todas as áreas do Corpo Místico de Cristo em todas as suas manifestações e representações.
Tome-se como tal, o capítulo 15 de Atos dos Apóstolos.
É natural que haja discussão, apresentação de visões diferenciadas, certo disputar de ideias, mas no final devemos ouvir o relatório:
Atos 15: 7;28-40. E, havendo grande contenda, levantou-se Pedro e disse-lhes: Homens irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Deus me elegeu dentre nós, para que os gentios ouvissem da minha boca a palavra do evangelho, e cressem.
Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: [...] E tal contenda houve entre eles, que se apartaram um do outro. Barnabé, levando consigo a Marcos, navegou para Chipre.E Paulo, tendo escolhido a Silas, partiu, encomendado pelos irmãos à graça de Deus.
É tempo de repensar, cada qual como queremos entrar neste Bicentenário.
Eu quero seguir a caminhada vitoriosa, que levou a Assembleia de Deus a transformar-se num gigante mundial do Evangelho, com milhões de membros e congregados no Brasil e ultrapassando as nossas fronteiras.
Não quero a defecção, não quero a separação, não quero a disputa, não quero a dissensão, não quero a dissimulação.
Quero a Verdade e a direção do Espírito!
Sem ardis ou meios não eclesiais, como ares de sindicalismo e arroubos de um marxismo religioso e radicalismos de movimentos radicais em manifestação!
Na TV um santo, no encontro um “monstro”, o povo precisa nos ver sem máscara, mas com a verdadeira face, sejam no auditório cheio de lideranças, jovens lideranças, em formação e conduzidas [bem ou mal], de média idade e veteranos [experimentados, sejam ardilosos, ou seja, de boa mente], que merecem o nosso respeito pelo que produziram sob liderança do Eterno, nas Assembleia de Deus.
A Igreja Que Quero:
É a Igreja que cresceu.
Que continua crescendo.
Que Evangeliza e continua crescendo, a despeito de disputas internas.
A Igreja Ortodoxa nas Escrituras, sem mudança do Evangelho, mas com a Revelação Progressiva à seu tempo.
A Igreja de liderança Espiritual e dirigida por anseios de qualificar a Igreja para esta nova Era de crescimento!
Uma Igreja em que se desconsiderem certos taboos, internalizados entre nós, e que não contém base bíblica, mas são considerados ainda como parte da Tradição.
Mas, não ultrapassando a visão da decência e da Palavra e da Ordem do Ide!
Sendo orientado pelo primeiro Decreto Apostolar:
Atos 15:13-18.E, havendo-se eles calado, tomou Tiago a palavra, dizendo: Homens irmãos, ouvi-me:
Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue.
Conhecidas são a Deus, desde o princípio do mundo, todas as suas obras.
Atos 15:10-31 Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós pudemos suportar?
E por intermédio deles escreveram o seguinte: Os apóstolos, e os anciãos e os irmãos, aos irmãos dentre os gentios que estão em Antioquia, e Síria e Cilícia, saúde.
Porquanto ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras, e transtornaram as vossas almas, dizendo que deveis circuncidar-vos e guardar a lei, não lhes tendo nós dado mandamento,
Pareceu-nos bem, reunidos concordemente, eleger alguns homens e enviá-los com os nossos amados Barnabé e Paulo,
Homens que já expuseram as suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
Enviamos, portanto, Judas e Silas, os quais por palavra vos anunciarão também as mesmas coisas.
Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias:
Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá.
Tendo eles então se despedido, partiram para Antioquia e, ajuntando a multidão, entregaram a carta.
E, quando a leram, alegraram-se pela exortação.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical