quinta-feira, janeiro 17

PASSAPORTE DIPLOMÁTICO - atualizado - UM NOVO MEIO DE ATAQUE AOS EVANGÉLICOS

PASSAPORTE DIPLOMÁTICO - A NOVA FORMA [OU ARMA] DE ATAQUE!
MATÉRIAS:
Marcos 16:15. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Matéria - Terra
O Ministério das Relações Exteriores concedeu passaportes diplomáticos a mais quatro líderes evangélicos, publicou nesta quarta-feira o Diário Oficial da União.
Assinadas pelo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, as portarias referem-se a pedidos de outubro e dezembro de 2012 de membros da Igreja Internacional da Graça de Deus e da Igreja Evangélica Assembleia de Deus. 
O argumento do Itamaraty é que o documento foi concedido em "caráter de excepcionalidade", o mesmo do usado, há dois dias, para conceder o benefício a líderes da Igreja Mundial do Poder de Deus.
R. R. Soares foi um dos contemplados com a nova concessão de passaportes diplomáticos. Foto: Futura Press
DIREITOS ISONÔMICOS:
Minha posição: A Igreja não tem nada contra, como quer colocar a mídia, sobre representantes, destas minorias possuírem, e requererem o passaporte diplomático, até porque a Igreja Evangélica reconhece os direitos de todos brasileiros, uma vez entendido e aceito, pelo Itamaraty, que é a autoridade autorizadora!
cont...No documento enviado nesta quinta-feira a Patriota, Toni Reis solicita que sejam concedidos da mesma forma passaportes diplomáticos para 14 integrantes da ABGLT, "para que possam realizar um trabalho de promoção e defesa dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) nos 75 países onde ser LGBT é crime e nos sete países onde existe pena da morte para as pessoas LGBT".
Inserção da posição do representante da ABGLT:
Não precisava citar nossos direitos para obter os deles!
Após o Itamaraty conceder passaportes diplomáticos a seis líderes religiosos de igrejas evangélicas, a ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) enviou um ofício ao ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores) cobrando o mesmo direito.
"Tendo em vista que a ABGLT também atua internacionalmente, tendo status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas, além de atuar em parceria com diversos órgãos do Governo Federal, vimos solicitar que sejam concedidos da mesma forma passaportes diplomáticos para integrantes da ABGLT", diz o ofício encaminhado por e-mail.
Caso o benefício não seja concedido, diz Toni Reis, presidente da ABGLT, o Ministério Público será procurado. "Queremos a isonomia. Nem menos nem mais, direitos iguais."
"Claro que a regra diz que esse passaporte é uma excepcionalidade. Mas, se vão dar para todos os pastores evangélicos, nós também queremos. E queremos com os respectivos cônjuges, assim como os bispos e pastores", explica Reis. JOHANNA NUBLAT/DE BRASÍLIA; BRUNA BORGES/DE SÃO PAULO
Matéria: 
Nesta semana, o Ministério das Relações Exteriores concedeu passaportes diplomáticos a Valdemiro Santiago de Oliveira e Franciléia de Castro Gomes de Oliveira, da Igreja Mundial do Poder de Deus; R. R. Soares e Maria Magdalena Bezerra Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus; Samuel Cássio Ferreira e Keila Campos Costa, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.
O argumento do Itamaraty é de que o documento foi concedido em "caráter de excepcionalidade".
Segundo o Itamaraty, a concessão está dentro da lei. Pelas regras, de acordo com a pasta, é possível autorizar até dois passaportes por ordem religiosa quando ela tem atividades no exterior. Os interessados na obtenção do passaporte diplomático devem encaminhar "solicitação formal e fundamentada".
No caso dos líderes da Igreja Internacional da Graça de Deus e da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, eles alegaram "continuidade do trabalho no exterior"
Meu Comentário.
A Grande Mídia, televisiva  digital e impressa, achou uma nova maneira de confundir os brasileiros, com relação a Igreja Evangélica.
Iniciou uma Campanha para 'informar' aos brasileiros, sobre a Concessão de Passaporte Diplomático a Líderes Evangélicos, como se apenas, e tão somente, este se utilizassem, deste Documento Internacional!
Ciro Zibordi, pastor brasileiro e uma das jovens e brilhantes mentes cristãs, assembleianas, escreveu um comentário no Facebook e sobre ele eu postei outro comentário, não diria da mesma qualidade, mas com minhas considerações e pensamentos que me ocorreram no momento.
Até porque estou, ou estava pesquisando sobre o assunto, desde a publicação, mais provocativa, quanto ao Apóstolo Valdomiro Santiago, o nome mais forte na mídia, dentre os pregadores em atividade na TV e outros meios.
Porque, há grandes lideranças Evangélicas, que não são afeitas a exposições maiores na Mídia.

Logo após publicaram sobre o mesmo assunto - passaporte diplomático - concedido ao Missionário RR.Soares da Igreja Internacional da Graça.
Agora publicaram, hoje, a Concessão do mesmo tipo de passaporte, ao pastor Samuel Ferreira e sua mui digna esposa, Miss. Keila, ambos do Ministério da Assembleia de Deus no Brás - Ministério da CONAMAD.
A colocação é sempre meio jocosa, indo em direção a um notório viés de 'quem é esta gente'.
Não sabem eles, ou fazem que não sabem, que RR Soares tem trabalho Internacional, até no Oriente Médio, com cultos em países islâmicos; que Edir Macedo [não informaram  nestas últimas reportagens sobre, se ele o tem] tem centenas de Igrejas na África,Portugal e União Européia, e outros continentes.
Idem com a CONAMAD, e com outros vários líderes Evangélicos e sua Igrejas!

Querem explorar o assunto num viés de "aproveitadores e negociadores", quando de há muito a Igreja Católica Romana, já obtém para seus Bispos, este tipo de passaporte!
Nada contra, pois seria incongruente de minha parte, pois, a mesma executa seu evangelismo e Obras e tem Igrejas por todos os Continentes!

Da esq. para a dir., o arcebispo emérito de São Paulo, dom Cláudio Hummes, o presidente da CBF, José Maria Marin, e o ministro do STF, Cezar Peluso, detentores de passaporte diplomático. 
MINHA OPINIÃO:NADA CONTRA OS SENHORES ACIMA POSSUÍREM O TAL PASSAPORTE!
Mas, somente o site UOL publicou sobre a Concessão deste Passaporte a Bispos católicos, e a outras autoridades, ou ex-autoridades.
Agora à noite, outros sites estão atualizando suas edições e matérias, [enquanto escrevo estas linhas], e tomando um rumo editorial e manchetes diferentes!
Não vou, nem quero politizar o Tema, vocês já sabe a que me refiro!

[leia Inserção acima ] - Para criar mais clima, quando os defensores da causa gay, nesta semana entraram com pedido de Passaporte Diplomático, alegando, que precisam viajar e facilitar a entrada em outros países, em defesa de suas causas, a mídia apertou as manchetes sobre os evangélicos.
Bem! É um direito democrático e isonômico  mas a Mídia, coloca como um tipo de demanda, entre eles e os evangélicos:"...se eles têm, nós também temos...", o que não é a expressão da verdade!.

Nós, os Evangélicos, não pedimos Passaporte, por modismo ou vaidades pessoais (..se isto existir, problema alheio, não posso julgar ninguém!), mas para nossas Obras: 

-...não só de evangelismo, declarando Jesus, mas assistindo aos pobres!
Isto a Mídia não aponta: - a quantidade de Instituições Evangélicas, não só brasileiras, ajudando e alimentando multidões, tirando jovens das drogas, assistência médica, por todo o Mundo, além de Anunciar o Evangelho.
Temos Trabalhos Radicados, desde o mais longínquo deserto saariano, às pradarias africanas, nos guetos africanos, nos países pobres, nos países ricos, nos EUA, em apoio aos nosso conterrâneos convertidos, ou ainda não, em depressão, em isolamento por falta de documentos [devemos dizer tudo, às claras...]!
Então, a Mídia, mais uma vez, contrapõe um assunto ao outro, e cria, toda uma nova celeuma!
Cada um, de per si, deve buscar suas coisas, sem que para isto sirva ou venha para atacar, a nós, os Evangélicos!

Postado no Facebook:
Aproveitando comentário do Pastor Ciro Sanches Zibordi, de quem sempre leio e como estava preparando escrever sobre o assunto:
Passaporte Diplomático, publico parte do que escrevi, à pouco comentando, post do pastor e do que estou preparando para escrever em minha página "http://estudandopalavra.blogspot.com", pois, pesquiso antes de escrever, para não escrever, sobre o que não sei ou firmar minha própria opinião:

Já comentei em vários Jornais Diários de Grande Circulação em SP.

Esta insidiosa campanha por causa dos Passaportes Diplomáticos, concedido aos pastores vem insinuando, como SÓ OS PASTORES Evangélicos tivessem obtido este documento.

Não informam, ou qd informam o fazem no corpo da notícia 'au passant' que os Bispos Católicos Romanos já têm estes Documentos há anos. 
Agora! Ainda não firmei um Pensamento Geral sobre a Cessão do Documento, mas tenho dito que em Países, nos quais a palavra Cristão é crime, só em ser falada, o Passaporte Diplomático, sem dúvida, é útil para entrada de Pastores.
Além de servir para contatos com as autoridades dos países, ao ser abordado, em alguma vistoria sob suspeição, ou mesmo eventual tentativa de discriminação.
O certo mesmo é que vejo estas Noticias, as quais estão pipocando na Grande Mídia, como UMA CAMPANHA COM OBJETIVO ESCUSO E DISCRIMINATÓRIA! 
O IDE NÃO PODE PARAR!
Passaportes Diplomáticos
UOL – HOJE DÁ UMA MELHOR EXPLICAÇÃO SOBRE OS PASSAPORTES DIPLOMÁTICOS.
Nos últimos dois anos, o MRE (Ministério das Relações Exteriores) do Brasil concedeu 112 passaportes diplomáticos em caráter excepcional a diversas autoridades, ligadas ou não ao governo, segundo levantamento feito pelo UOL com base no Diário Oficial da União.
Além de Bispos de Igrejas evangélicas, que causaram polêmica ao receber o documento nesta semana, há outras personalidades conhecidas do público que também tiveram acesso ao passaporte diplomático, incluindo outro líder religioso, o arcebispo emérito de São Paulo, dom Cláudio Hummes. 
O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Maria Marin, e o ministro aposentado do STF (Supremo Tribunal Federal) Cezar Peluso, entre outras pessoas, também tiveram acesso ao documento.
O decreto 5.978, de 4 de dezembro de 2006, no entanto, deixa uma brecha para pessoas não relacionadas nos quesitos acima que queiram o "superpassaporte". 
No parágrafo 3º, o texto afirma que "mediante autorização do ministro de Estado das Relações Exteriores, conceder-se-á passaporte diplomático às pessoas que, embora não relacionadas nos incisos deste artigo, devam portá-lo em função do interesse do país." 
Até 2011, as pessoas que obtinham acesso ao passaporte diplomático a partir dessa regra eram desconhecidas, mas, desde 2011, o MRE determinou que os nomes deviam ser publicados no Diário Oficial da União.
O Ministério das Relações Exteriores concedeu passaportes diplomáticos a mais quatro líderes evangélicos, publicou nesta quarta-feira o Diário Oficial da União. 
Assinadas pelo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, as portarias referem-se a pedidos de outubro e dezembro de 2012 de membros da Igreja Internacional da Graça de Deus e da Igreja Evangélica Assembleia de Deus. O argumento do Itamaraty é que o documento foi concedido em "caráter de excepcionalidade", o mesmo do usado, há dois dias, para conceder o benefício a líderes da Igreja Mundial do Poder de Deus.
Pela primeira portaria, receberão passaportes diplomáticos Romildo Ribeiro Soares, conhecido como R. R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, e sua mulher, Maria Magdalena Bezerra Soares. A segunda se refere a Samuel Cássio Ferreira e a Keila Campos Costa, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus. Na segunda-feira, já havia sido contemplado Valdemiro Santiago de Oliveira e Franciléia de Castro Gomes de Oliveira, da Igreja Mundial do Poder de Deus.
O Itamaraty afirmou nesta quarta-feira que a concessão está dentro da lei. Pelas regras, segundo a pasta, é possível autorizar até dois passaportes por ordem religiosa quando ela tem atividades no exterior. Os interessados na obtenção do passaporte diplomático devem encaminhar "solicitação formal e fundamentada". No caso dos líderes da Igreja Internacional da Graça de Deus e da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, eles alegaram "continuidade do trabalho no exterior".
O Itamaraty informou ainda que nem todos os aeroportos do mundo fazem distinção entre os detentores de passaporte diplomático e comum. Em geral, os que detêm passaporte diplomático têm direito a uma fila especial e são submetidos a regras específicas para a concessão de visto, mas há exceções. De acordo com o ministério, quem tem passaporte diplomático é submetido às mesmas regras dos demais viajantes no que se refere aos tratamentos na Polícia Federal e na Receita Federal. Desde 2011, os que recebem passaporte diplomático têm o nome e o pedido publicados no Diário Oficial da União.
As regras para a concessão do documento são definidas no Decreto 5.978, de 4 de dezembro de 2006. O texto detalha condições para concessão de passaportes diplomático, oficial, comum e de emergência. O artigo 6º do decreto relaciona as pessoas que têm direito ao documento, entre elas estão o presidente da República, o vice-presidente, ex-presidentes, ministros, governadores, diplomatas, militares, parlamentares e magistrados de tribunais superiores. Porém, o mesmo artigo, no terceiro parágrafo, permite a emissão do documento "às pessoas que, embora não relacionadas nos incisos do artigo, devam portá-lo em função do interesse do País".
No documento enviado nesta quinta-feira a Patriota, Toni Reis solicita que sejam concedidos da mesma forma passaportes diplomáticos para 14 integrantes da ABGLT, "para que possam realizar um trabalho de promoção e defesa dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) nos 75 países onde ser LGBT é crime e nos sete países onde existe pena da morte para as pessoas LGBT".
Nota: pelas minhas informações, S.M.J., alguns líderes já possuíam o Passaporte, pode ter sido renovado, não tenho a informação no momento.
Nesta semana, o Ministério das Relações Exteriores concedeu passaportes diplomáticos a Valdemiro Santiago de Oliveira e Franciléia de Castro Gomes de Oliveira, da Igreja Mundial do Poder de Deus; R. R. Soares e Maria Magdalena Bezerra Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus; Samuel Cássio Ferreira e Keila Campos Costa, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.
O argumento do Itamaraty é de que o documento foi concedido em "caráter de excepcionalidade".
Segundo o Itamaraty, a concessão está dentro da lei. Pelas regras, de acordo com a pasta, é possível autorizar até dois passaportes por ordem religiosa quando ela tem atividades no exterior. Os interessados na obtenção do passaporte diplomático devem encaminhar "solicitação formal e fundamentada".
No caso dos líderes da Igreja Internacional da Graça de Deus e da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, eles alegaram "continuidade do trabalho no exterior"

Nenhum comentário:

Seguidores

Share it

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical

Notícias

Loading...