sexta-feira, maio 20

ISRAEL NO PLANO DA REDENÇÃO - 2ª Parte - Continuação Lição 8- CPAD

Israel no Plano da Redenção - 2ª Parte - Continuação
Lição 8- CPAD
Estudo e subsídio Pr Osvarela
22 de Maio de 2016
TEXTO ÁUREO
"Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!" Romanos 11.36
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Romanos 9.1-5; 10.1-8; 11.1-5
Romanos 9.1 - Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo): 
2 - tenho grande tristeza e contínua dor no meu coração. 
3 - Porque eu mesmo poderia desejar ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne; 
4 - que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e os concertos, e a lei, e o culto, e as promessas; 
5 - dos quais são os pais, e dos quais é Cristo, segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém!
Romanos 10.1 - Irmãos, o bom desejo do meu coração e a oração a Deus por Israel é para sua salvação. 
2 - Porque lhes dou testemunho de que têm zelo de Deus, mas não com entendimento. 
3 - Porquanto,não conhecendo a justiça de Deus e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus. 
4 - Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.
5 - Ora, Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas.
6 - Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu (isto é, a trazer do alto a Cristo)? 
7 - Ou: Quem descerá ao abismo (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo)? 
8 - Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, 
Romanos 11.1 - Digo, pois: porventura, rejeitou Deus o seu povo? De modo nenhum! Porque também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim.
2 - Deus não rejeitou o seu povo, que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como fala a Deus contra Israel, dizendo: 
3 - Senhor, mataram os teus profetas e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma? 
4 - Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil varões, que não dobraram os joelhos diante de Baal. 
5 - Assim, pois, também agora neste tempo ficou um resto, segundo a eleição da graça.
Continuação
3 - Porque eu mesmo poderia desejar ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne; 
4 - que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e os concertos, e a lei, e o culto, e as promessas; 
Introdução II - continuação
Embora os não-dispensacionalistas digam que nós os dispensacionalistas mantenhamos a distinção entre Israel e a Igreja, eu, pessoalmente, acredito que não é muito clara esta visão dos não-dispensacionalistas quanto a nossa visão desta co-relação de posição quanto a Israel e a Igreja.
- A Importância de Israel no Plano de Salvação.
A escolha dos Capítulos 9 ao 11, da Epístola Aos Romanos, para discutir a situação de Israel nos revela, ao longo deste discurso paulino, como era intensa a preocupação, com a comunidade cristã de Roma, mesclada de judeus e gentios.
Nestes capítulos como nos ensina Thomas R. Schreiner discutindo a situação de Israel e os gentios, esta relação horizontal, com a visão da relação vertical proposta, por Deus, em Cristo.
“E sucedeu que, posto o sol, houve escuridão, e eis um forno de fumaça, e uma tocha de fogo, que passou por aquelas metades. Naquele mesmo dia fez o Senhor uma aliança com Abrão...” Gênesis 15:17,18
Como fica a posição de Israel étnico, e suas promessas, que não poderiam ser aniquiladas, pois foram unilaterais.
5 - Assim, pois, também agora neste tempo ficou um resto, segundo a eleição da graça.
Como as Promessas não entendidas do chamamento de um grupo fora de Israel seria inserido, nesta promessa. E que acabaram sendo fundamentais para aplicar a utilidade de Israel dentro do Plano.
Podemos inferir, que a Promessa dada a Israel, não pôde ser cumprida integralmente, nos idos de Samuel, Davi, Salomão ou dos profetas, mas agora nos idos de Jesus ela servira para revelar o Mistério da Redenção à Nação étnica, pois a nação espiritual se manteve ao longo das Eras, entendendo ou não os da Casa de Israel, como fiadora e guardião do Plano de Redenção, consumado na morte de um judeu – Jesus de Nazaré.
Um Plano ou Dois planos?
Há dificuldades teológicas que se referem a existência de 2 (dois) Planos de Deus. Um para a Igreja e outro para Israel.
Entretanto, deixando as diversidades de pensamento quanto a Dispensação, cremos que quanto à salvação do Homem, não há Dois Planos, Um para Israel e outro para Igreja, mas que Há Um Só Plano, que passa por Israel, e que emboca como rio na Igreja, através de Jesus trazendo salvação à todos os Homens.
Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens...vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo; O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.Tito 2:11-14
Por isto esta lição é muito importante, pois poderemos verificar primeiro:
“O Senhor fez notória a sua salvação, manifestou a sua justiça perante os olhos dos gentios. Lembrou-se da sua benignidade e da sua verdade para com a casa de Israel; todas as extremidades da terra viram a salvação do nosso Deus.” Salmos 98:2,3
A Importância de Israel no Plano de Salvação;
- O Nascimento da Igreja e Israel;
“Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina. E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” Atos 4:10-12
A questão da Rejeição no Plano da Redenção.
Deus não rejeitou Seu Povo.
Paulo se empenha a colocar o bem espiritual do seu Povo, até mesmo com tristeza e desejo de colocar em risco/sacrificar a própria condição de sua ligação com Cristo: “...tenho grande tristeza e contínua dor no meu coração. Porque eu mesmo poderia desejar ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne;”
Os quais, como ele, seriam zelosos, porém sem entendimento, que lhes fora velado. Lembrando, talvez, de sua posição antes do encontro no Caminho de Damasco.
Com este entendimento podemos verificar a posição de Israel no Plano de Redenção.
 “Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles. Porque, assim o que santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos, Dizendo:Anunciarei o teu nome a meus irmãos,Cantar-te-ei louvores no meio da congregação. E outra vez: Porei nele a minha confiança. E outra vez: Eis-me aqui a mim, e aos filhos que Deus me deu. E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo; E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão. Porque, na verdade, ele não tomou os anjos, mas tomou a descendência de Abraão.” Hebreus 2:10-16
- Um Povo Seu – Dois Povos
“Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio” Efésios 2:14
Povo chamado - Povo adquirido
Filhos de Abraão gerados. 
Esta questão não permite inferir que haja rejeição de Israel, mesmo, após idas e vindas em séculos de relacionamento com Javé. E por não ter atendido a proposta proclamadora da ação de Javé á todas as Nações, as abençoando como foi a Promessa dada, ao pai terreno e espiritual Abraão. 
Deus não rejeitou a Israel, mas rejeitou a massa humana da Nação que se portou de maneira indevida, que tinha a circuncisão na carne, mas não no coração. Leia os versículos em Romanos 11.4,5.
A prova era o próprio Paulo, que sempre se dispôs a declarar sua descendência de Abraão: “...se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu: Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu; Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível.” Filipenses 3:4-6
A questão principal é a escolha inicial e livre pela sua Soberania, por Deus, que pode escolher quem quiser para ser instrumento da sua principal Obra, O Plano de Redenção da Humanidade.
Esta falta de ação, no tempo e a decisão nacional e sacerdotal do povo de Israel causam intensa tristeza a Paulo, pois a Nação escolhida e chamada para a proclamação não entendeu e não recebeu o Messias de Deus, Jesus O Cristo. O que causou, por parte de Deus, o endurecimento à Israel.
 “Mas para Israel diz: Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente.” Romanos 10.21
A forma de se portar como contradizente, de forma geral, pois há um Israel que se manteve como espiritualmente proclamador das novas de Javé. Israel tinha a mensagem e em alguns momentos não a proclamou, como disse o profeta Isaías a quem Paulo recorre para demonstrar a solicitude apostólica de Israel renegada ao longo dos tempos, por uma imensa parcela de Israel, razão, dele, afirmar, que:
“Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina! Eis a voz dos teus atalaias!” Isaías 6.8; Isaías 52:7,8
“Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?” Romanos 10:14
Esquecendo-se do próprio líder nomista, Moisés em seu amor pelos que pecavam: Êxodo 32.32,33Agora, pois, perdoa o seu pecado; se não, risca-me, peço-te, do teu livro, que tens escrito. Então disse o Senhor a Moisés: Aquele que pecar contra mim, a este riscarei do meu livro.”
Romanos 11.1 - Digo, pois: porventura, rejeitou Deus o seu povo? De modo nenhum! Porque também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim.
2 – “Deus não rejeitou o seu povo, que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como fala a Deus contra Israel, dizendo:” 
Filhos de Abraão pela Fé – O contraste dos Povos, na realidade se transforma numa continuação de adoração e proclamação de Deus, através do Filhos da Fé, que se tornam sem genealogia Abraãmica em filhos de Abraão, por eleição, identicamente aos de Israel, só que agora pela Graça, sem retirar de Israel o direito e lugar adquirido por promessa Abraãmica irrevogável, pois “é impossível que Deus minta” e lhe concede o direito adquirido antes no Plano Divino da Redenção. Pois, todos quanto têm Fé são filhos abraãmicos.
“E assim para vòs, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes,a pedra que os edificadores reprovaram,essa foi a principal da esquina, E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo,para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados. Mas vòs sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; 1 Pedro 2:7-10
4 - Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil varões, que não dobraram os joelhos diante de Baal. 
5 - Assim, pois, também agora neste tempo ficou um resto, segundo a eleição da graça.
A adoção de Israel é diferenciada como uma adoção terrestre, com os direitos de uma nação, como Terra, Estado, língua e bênçãos na produção, vida e gerações. É isto, que Paulo menciona quando cita esta posição nesta narrativa no capítulo 9.
A Origem Judaica da Salvação.
O sétuplo privilégio de Israel:
4 - que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e os concertos, e a lei, e o culto, e as promessas
5 - dos quais são os pais, e dos quais é Cristo, segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém!
- Jesus – filho de Davi
“E, levantando-se Paulo, e pedindo silêncio com a mão, disse: Homens israelitas, e os que temeis a Deus, ouvi: O Deus deste povo de Israel escolheu a nossos pais, e exaltou o povo, sendo eles estrangeiros na terra do Egito; e com braço poderoso os tirou dela; E suportou os seus costumes no deserto por espaço de quase quarenta anos. E ... depois disto, por quase quatrocentos e cinqüenta anos, lhes deu juízes, até ao profeta Samuel... levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também deu testemunho, e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade. Da descendência deste, conforme a promessa, levantou Deus a Jesus para Salvador de Israel;” Atos 13:16-23
A principal peça, ou o “mitte” de toda a doutrinação sobre a ação de Israel no Plano da Redenção é o Kyrius, O Senhor de todos, quer sejam judeus ou gentios: Jesus O Cristo.
Como informa L. Cerfaux, a felicidade esperada pelos judeus, O Messias, não fora entendida, por estes, pois não compreenderam, como totalidade da Nação, e por não terem fé em Cristo, principalmente um morto na cruz, e necessitavam serem esclarecidos por esta fé, o que foi realizado intensamente pelo Apóstolo Paulo. 
A morte, com valor Redentor, do Cristo.

“E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler. E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito: O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração, A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor. E, cerrando o livro, e tornando-o a dar ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele. Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.” Lucas 4:16-21
Não há Redenção sem Jesus e o Plano passava pela sua Morte sacrificial como O Messias.
              “Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José. Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê. Jesus viu Natanael vir ter com ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo.” João 1:45-47
A confirmação profética e a origem do Messias se realiza integralmente, confirmando a continuidade da razão e confirmação da plena ação de Israel no Plano de Redenção, é o próprio Cristo, o Nosso Senhor Jesus um judeu nascido de ventre judeu e chamado por todos como Jesus de Nazaré, mesmo que esta adjetivação patronímica fosse inicialmente utilizada, pelos seus próprios irmãos nacionais e étnicos, os judeus, de forma pejorativa, ela acabou por informar ao Mundo que o Messias era Filho de Davi e de Israel.
Até mesmo seus irmãos achavam que Ele era um embusteiro, mas na realidade sua manifestação se tornou a profecia completa no tempo da Plenitude para os necessitados.
“E, chegando à sua pátria, ensinava-os na sinagoga deles, de sorte que se maravilhavam, e diziam: De onde veio a este a sabedoria, e estas maravilhas? Não é este o filho do carpinteiro? E não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas? E não estão entre nós todas as suas irmãs? De onde lhe veio, pois, tudo isto? E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, a não ser na sua pátria e na sua casa”. Mateus 13:54-57
Redenção - s.f. Ato ou efeito de redimir. / Teologia Resgate da humanidade pela morte de Jesus Cristo: o mistério da Redenção (com letra maiúscula).
Λυτρωσις - lutrosis; n f. resgate, redenção; livramento, esp. da penalidade do pecado.
αντιλυτρον - antilutron; n n. o que é dado em troca por alguma coisa como preço de sua redenção, resgate.
απολυτρωσις - apolutrosis; n f. uma libertação efetuada pelo pagamento de resgate; redenção, libertação; liberação obtida pelo pagamento de um resgate.
λυτρον - lutron; n n. o preço da redenção, resgate; pago pelos escravos, cativos; para o resgate da vida; libertação de muitos da miséria e da penalidade de seus pecados.
גאלה - gêullah; n f. parentesco, redenção, direito de redenção, preço de redenção
Lembrando, ou renovando o que dissemos na 1ª parte que Deus enviou Jesus “no tempo adequado” – kata kairon” – Romanos 5.6. Porém, na “plenitude dos tempos” – “to pleroma tou chronou” conforme Gálatas 4.4.
O texto bíblico, acima, aponta para a noção da antítese, que opõe o procedimento dos judeus à intervenção divina através de Jesus, um judeu morto pelos seus irmãos, destarte .
Sacerdotes Nomeados no deserto
A posição dos 12 apóstolos e a sua tipologia com os 12 Príncipes das tribos de Israel.
 “E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem; Chamado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.” Hebreus 5:9,10
 “Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa;e quem nela crer não será confundido. E assim para vòs, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram,essa foi a principal da esquina, E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia.” 1 Pedro 2:6-10
4 - Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.
Sacerdócio real no Mundo
O sacerdócio mosaico cessou com a Consumação, com a derrubada literal e tipológica do Templo. Cessou o sacrifício, pois foi substituído pelo Sacrifício que a Humanidade aguardava desde Genesis 3.15.
Diásporas
7 - Ou: Quem descerá ao abismo (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo)? 
8 - Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, 
Ide – O Ide se tornou parte da chamada dada a Israel que foi desprezada, pelo exclusivismo dos filhos biológicos de Abraão.
“Todavia Deus é o meu Rei desde a antiguidade, operando a salvação no meio da terra.Salmos 74.12
- Há um Plano Divino Unificado De Salvação que passa por Israel
“E, levantando-se Paulo, e pedindo silêncio com a mão, disse: Homens israelitas, e os que temeis a Deus, ouvi: O Deus deste povo de Israel escolheu a nossos pais, e exaltou o povo, ...Da descendência deste, conforme a promessa, levantou Deus a Jesus para Salvador de Israel; Homens irmãos, filhos da geração de Abraão, e os que dentre vós temem a Deus, a vós vos é enviada a palavra desta salvação. Mas Paulo e Barnabé, usando de ousadia, disseram: Era mister que a vós se vos pregasse primeiro a palavra de Deus; mas, visto que a rejeitais, e não vos julgais dignos da vida eterna, eis que nos voltamos para os gentios; Porque o Senhor assim no-lo mandou:eu te pus para luz dos gentios,a fim de que sejas para salvação até os confins da terra. E os gentios, ouvindo isto, alegraram-se, e glorificavam a palavra do Senhor; e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna.” Atos 13:16,17,23,26; Atos 13:46-48
Esta mensagem de Paulo na sinagoga de Antioquia, da Pisídia, num dia de sábado, [- Atos 13:14 –] é um relato a ser observado, sobre a questão em tela, Israel e Igreja.
Em grifo (s) a escolha e a plenitude na forma do Nascimento de Jesus e a inserção dos gentios o que caracterizou a formação da um Novo Ente, diferente a nação de Israel, a Igreja.
- A Cronologia Aponta para uma Posição de Israel e A Plenitude Do Tempo
Precisamos entender esta etapa, e colocar no devido lugar a posição de Israel no tempo determinado por Deus. A qahal [idêntica expressão de ekklésia, Igreja no NT] era Israel na aliança Veterotestamentária. Assim, como no AT, Israel era “santo” – “hagios” – era eleito – “eklektos”, amado – “agapetoi” e chamado – “kaleo”. Mostrando que tinham todas as condições de propagadores da Palavra da salvação, ao Mundo dentro do Plano de Redenção.
καλεω / καλω – kaleo v. "chamar" (em voz alta); keleuo - "ordenar"'; - convidar, chamar (para fora), (quem, qual) nome (foi [chamado]);
εκκλησια/κκλησα – ekklesia; s. (propriamente) a "chamada";(concretamente) a chamada assembleia de cidadãos, (especificamente, de Cristo), a comunidade dos redimidos de Cristo na Terra ou no céu, ou ambos;usado somente para pessoas, não de uma localização, estrutura, etc de Cristo, usado somente para o redimido, não para os não redimidos que estejam no meio. 
Obs.: Na versão dos Setenta "eclesia" é usada quase que cem vezes. 
Ela traduz a palavra hebraica "qahal" que significa assembléia ou congregação. No hebreu há duas palavras usadas para a reunião do povo de Israel: ‘edhah’ e ‘qahal’. Hort diz: “ Na língua hebraica, ‘Edhah’ (derivada de uma raiz y’dh usada no Niphal = (forma de conjugação dos verbos na língua hebraica)*, com o sentido de reunir, especialmente em reunir para consulta ou acordo é correta, quando aplicada a Israel, à própria sociedade, formada pelos filhos de Israel ou seus cabeças representativos, quer reunidos ou não. Por outro lado "qahal" é corretamente a reunião em si: por isso temos poucas vezes a frase, "qahal ‘edhah" - a assembléia da congregação (Op. Cit.). 
Eclesia nunca traduz a palavra hebraica ‘edhah, a qual Hort diz poder ser "Israel quer reunido ou não", mas traduz qahal, que significa assembléia. Edward Hugh Overbey; Apud "O Sentido Da Eclesia No Novo Testamento"  por Palavra Prudente.
ISRAEL
IGREJA
Êxodo 19.6 “E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo.”; 14.2,21; 29.9; Deuteronômio 7.6 “Porque povo santo és ao Senhor teu Deus; o Senhor teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo especial, de todos os povos que há sobre a terra.” “E, quando as tocarem, então toda a congregação se reunirá a ti à porta da tenda da congregação.” Números 10:3; “Então o rei virou o seu rosto, e abençoou a toda a congregação de Israel, e toda a congregação de Israel estava em pé.” 2 Crônicas 6:3
“Vós também ... casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais ... por Jesus Cristo... Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa ... sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido ... agora sois povo de Deus;1 Pedro 2:5-10
I Coríntios 1.2 “À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo”; Romanos 1.7 “A todos os que estais em Roma, amados de Deus, chamados santos...
I Crônicas 16.13 “Vós, semente de Israel, seus servos, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.”
II Timóteo 2.10 “Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos”; “Paulo, segundo a fé dos eleitos de Deus” Tito 1:1

“E chamar-lhes-ão: Povo santo, remidos do Senhor; e tu serás chamada...” Isaías 62:12
“E será que aquele que for deixado em Sião, e ficar em Jerusalém, será chamado santo; todo aquele que estiver inscrito entre os viventes em Jerusalém” Isaías 4:3
Colossenses 3.12 “Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados
Romanos 1.6,7; 8.28 “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”


Lamentações 1.15 – LXX. “O Senhor atropelou todos os meus poderosos no meio de mim; convocou contra mim uma assembléia, para esmagar os meus jovens; o Senhor pisou como num lagar a virgem filha de Judá.”
“Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;” 1 Pedro 1:15; Romanos 1:6 O apóstolo Paulo, em sua Carta dirigida aos cristãos em Roma, diz que somos "aqueles a quem Deus tem chamado para pertencerem a Jesus Cristo".

Que nós não sejamos como Israel e sujeitos ao aviso de Paulo em Romanos sobre a questão do enxerto na Oliveira – Israel, e achemos que não possamos ser rejeitados da Boa Oliveira, pois aquele que podou a vara verdadeira e nos enxertou no tronco, por Justiça pode arrancar a todos que não executarem a Chamada santa para a qual ele nos chamou e nos enxertou em Jesus Cristo.
“E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades. E esta será a minha aliança com eles, Quando eu tirar os seus pecados.”
“Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais. Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento. Porque assim como vós também antigamente fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência delesRomanos 11:26-30
Há Salvação Para Todos – Judeus e Gentios
“E Isaías ousadamente diz: Fui achado pelos que não me buscavam,Fui manifestado aos que por mim não perguntavam.  Mas para Israel diz:Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente.” Romanos 10:20,21
Deus encerrou tudo sob a Promessa interna do Plano de Redenção.
“Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.” Romanos 11.32
Assim, Paulo estava numa forma assertiva afirmando que apesar de tudo, de erros, ou até mesmo de certa dificuldade dos judeus entenderem todas estas coisas, bem como, os acontecimentos salvíficos, entre os gentios, todos estão debaixo da Promessa que garante salvação, à toda a Humanidade, sendo assim, Israel será salvo e estava também, quando aceitaram a Cristo encerrados nesta Benção.
“E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar. Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira! Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.” Romanos 11:23-25
Por que tudo, que há no Mundo, em todas as áreas da vida humana, incluindo a espiritual só se dá pelo Pleno Poder de Jesus, no qual tudo e todos são D’Ele.
"Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!" Romanos 11.36
Fonte:
Edward Hugh Overbey - "O Sentido Da Eclesia No Novo Testamento"
Bíblia online
Cristologia na Teologia de Paulo – L. Cerfaux
Bíblia Pentecostal
Teologia de Paulo – Thomas R. Schreiner
Novo Testamento Internacional – Português – Grego

Apontamentos do autor

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical