sábado, maio 14

Lição 07 – CPAD – 2º TRIMESTRE 2016 - 2ª parte – Continuação

Lição 07 – CPAD – 2º TRIMESTRE 2016
ESTUDO E SUBSÍDIO Pr Osvarela
"O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus." Romanos 8.16
Contraponto: “Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.” Romanos 8:6
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Romanos 8.1-17
1 - Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não  andam segundo a carne, mas segundo o espírito. 
2 - Porque a lei do Espírito, (proposta de leitura: “que é”) de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. ss
13 - porque, se viverdes segundo a carne, morrereis;  mas, se pelo espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis. 
14 - Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. 
15 - Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. 
16 - O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. 
17 - E, se nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com  ele  padecemos, para que também com  ele  sejamos glorificados.
2ª parte – Continuação
Sem a regeneração não há como o homem vencer a carne e a sua lei que se opõe contra Deus.
A lei do Espírito é de vida e pode superar a atuação da lei da morte, através da carne, quando morremos para o pecado e podemos ser regenerados, ou renascidos ou revivificados para podermos viver uma Vida Segundo O Espírito.
É neste instante, que ocorre o renascimento do homem, a sua regeneração que Paulo exclama, após o longo discurso do domínio da carne sobre as ações do homem, na diatribe do domínio e peleja, Morte e vida, após declarar: “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” Romanos 7:24,25.
Ele encontra a resposta para uma nova Vida Segundo O Espírito, na expressão: “Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito.
Porque a Regeneração é “colocar na alma uma nova lei de vida que é verdadeira e espiritual, que é luz, santidade e justiça, que leva à destruição de tudo o que odeia a Deus e luta contra Ele. A regeneração produz uma milagrosa mudança interior do coração. “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” 2 Coríntios 5:17.
A Regeneração É Um Ato Onipotente De Criação.  
A Regeneração não se dá pelos sinais exteriores de uma mudança moral do coração e é muito distinta deles – Gálatas 5:6; 6:15, e só assim podemos entender quando Paulo diz: “Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” Romanos 7:25.
E é através da Graça salvífica oriunda de Deus no sacrifício de Jesus Cristo que Deus reconcilia todo o homem que aceita “livre-arbitráriamente” esta Obra de Salvação, e se dá por inteiro para ser regenerado.
“E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação.” 2 Coríntios 5:17-19
A regeneração provê a liberdade, que nos prendia o jugo, nos fazendo escravos da lei do pecado e da Morte, “15 - Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai”.   É através da dela que somos adotados como filhos de Deus, pelo “...espírito de adoção de filhos...”.
Porque através da regeneração não vivemos, mais, segundo a vida da carne e suas paixões, mas o espíreto mortifica esta ação da “sarx”, podemos ter novidade de vida ou, como diz Paulo: “porque, se viverdes segundo a carne, morrereis... pelo espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.
Qual a Promessa Para A Vida Guiada pelo Espírito
14 - Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. 
15 - Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. 
16 - O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. 
17 - E, se nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com  ele  sejamos glorificados.
O discurso paulino neste trecho aponta para um futuro, para os que mortificaram a carne e passaram a ter Uma Vida Guiada Pelo Espírito.
Uma vez mortificada a carne, passam a ter liberdade na relação com Deus, através de Jesus Cristo, não há temor, mas há esperança:
“Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus...Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo. No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor”. 1 João 4:9,13-18
A Herança Dos que Têm A Vida No Espírito
Κληρονομεω - kleronomeo; v. receber um lote, receber por fortuna ou sorte; esp. receber uma parte de uma herança, receber como herança, obter pelo direito de herança; ser um herdeiro, herdar; receber a porção designada, receber um porção loteada, receber como próprio ou como uma posse; tornar-se participante de, obter
κληρονομια - kleronomia; n f. herança, propriedade recebida (ou a ser recebida) por herança; o que é dado para alguém como uma posse.
- a eterna bem-aventurança do reino consumado de Deus esperada após a volta visível de Cristo;
- a parte que um indivíduo terá na eterna bem-aventurança.
É notório, mesmo sob a lei dos homens, que todos os que têm legitimidade de filhos são lembrados na herança do Pai. Assim, os que têm a Vida Guiada Pelo Espírito estão no grande Livro da Vida, como herdeiros de Deus, através do seu Primogênito, nos fez, adotados, para esta herança.
17 - E, se nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.
Adotados - υιοθεσια - huiothesia; n f. adoção, adoção como filhos; aquele relacionamento que Deus desejava estabelecer entre si mesmo e os israelitas em
preferência a todas nações; natureza e condição dos verdadeiros discípulos de Cristo, que ao receber o Espírito de Deus em suas almas, tornam-se filhos de Deus; estado abençoado esperado na vida futura após a volta visível de Cristo do céu.
“De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo... Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus...Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; ... todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.” Gálatas 3:24-29
Lembrando que Paulo escreve aos de Roma, aos gentios inclusive, esta afirmação de seriam considerados filhos de Deus, é impactante, pois a noção de filiação era fácil de ser entendida aos de Israel, mas é uma Godspell, para os gentios da Igreja em Roma.
Se os de Israel se consideravam e sabiam entender como Filhos de Abraão, a noticia de serem filhos de Deus, era quase uma extensão do entendimento da filiação diante de Deus.
Da mesma forma, a filiação adotiva não era incomum na noção de Direito romano.
O que alegra os de Roma, é que se tornam filhos de Deus: “
υιος - huios; n m. filho; num sentido restrito, o descendente masculino (alguém nascido de um pai e de uma mãe); os filhos de Israel; filhos de Abraão; filho de Deus
Ao podermos clamar “Aba,Pai” significa que fomos aceitos como filhos por Deus e alcançados pelo seu Amor, em Jesus Cristo a expressão do Amor divino.
C. Marvin Pate chama esta “herança” como a sexta benção do Espírito na nova aliança, ou na Aliança Neotestamentária.
 “Para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito.” Gálatas 3.14
Agora a herança, não é mais um herança terrena, mas a herança de uma Pátria celestial que se torna propriedade ou posse dos cristão que Vivem segundo O espírito.
“Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus. Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou, Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.”  Romanos 8:18-21
O custo para esta herança, assim como, os filhos sofrem enquanto o Pai providencia meios, para deixar para todos, uma herança é a tribulação e sofrimento com Cristo, que nos qualifica para obtenção final da herança, com a diferença que não sofreremos a Morte, mas a Vida já está em nós. E o resultado é de Glória.
“E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.” João 17:22
“Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” Romanos 8:18
Fonte:
Romanos – C. Marvin Pate
Bíblia Plenitude
Bíblia online
Apontamento s do autor

Dr. Andrew McGowan

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical