domingo, junho 19

Cosmovisão Missionária Lição 12 – CPAD - 2º Semestre 2016

Cosmovisão Missionária
Lição 12 – CPAD -  2º Semestre 2016
Estudo e subsídio Pr Osvarela
 “E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo foi nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio” Romanos 15.20
Leitura Bíblica
E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo foi nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio;
Antes, como está escrito: Aqueles a quem não foi anunciado, o verão, E os que não ouviram o entenderão.
Por isso também muitas vezes tenho sido impedido de ir ter convosco.
Mas agora, que não tenho mais demora nestes sítios, e tendo já há muitos anos grande desejo de ir ter convosco,
Quando partir para Espanha irei ter convosco; pois espero que de passagem vos verei, e que para lá seja encaminhado por vós, depois de ter gozado um pouco da vossa companhia.
Mas agora vou a Jerusalém para ministrar aos santos.
Porque pareceu bem à Macedônia e à Acaia fazerem uma coleta para os pobres dentre os santos que estão em Jerusalém.
Isto lhes pareceu bem, como devedores que são para com eles. Porque, se os gentios foram participantes dos seus bens espirituais, devem também ministrar-lhes os temporais.
Assim que, concluído isto, e havendo-lhes consignado este fruto, de lá, passando por vós, irei à Espanha.
E bem sei que, indo ter convosco, chegarei com a plenitude da bênção do evangelho de Cristo. Romanos 15:20-29
Texto Auxiliar
A Grande Comissão
Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:19,20
Cosmovisão – visão panorâmica do Mundo.
Cosmovisão Missionária – Alcançar todos os Povos com o Evangelho.
“E assim, quanto está em mim, estou pronto para também vos anunciar o evangelho, a vós que estais em Roma. Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé”. Romanos 1:15-17
A cosmovisão é a maneira em que encararmos a realidade. É o conjunto de pressuposições que possuímos acerca da constituição básica do nosso mundo e do nosso lugar no mesmo. Seja coerente ou confusa, seja consciente ou nunca contemplada, nossa cosmovisão determina como entendemos nós mesmos, outros seres humanos e qual o sistema de valores através do que agimos cada dia. Assim, a cosmovisão é a estrutura através do que compreendemos e avaliamos a nossa existência. A definição de Deus é o centro conceitual de cada cosmovisão básica. A partir da ideia do Ser divino (ou ausência de tal Deus), a pessoa desenvolve sua cosmológica com os princípios e valores de vida”. UMA COSMOVISÃO TRINITÁRIA - J. Scott Horrell
Cosmovisão – visão panorâmica do Mundo.
Cosmovisão Missionária – Alcançar todos os Povos com o Evangelho.
Cosmovisão Cristã – Evangélica – Divina de um Deus Trino – Pai, Filho, Espírito Santo
Cosmovisão envolve:
Salvação
Crença em Cristo
Crença na Morte Vicária de Jesus
Crença no Grande Amor de Deus – João 3.16
Crença na Salvação sem acepção de origem genética de raças, ou tribos
Definições e colocações Teológicas e Linguísticas ou da Filosofia
Cosmovisão - Sistema pessoal de ideias e sentimentos acerca do universo e do mundo; concepção do mundo.
Visão do Mundo, ou da realidade da Vida [Mundo real], sob o ponto de vista pessoal, ou de um grupo de pessoas, seja sob a visão de uma Cultura ou Religião, incluindo pontos de entendimento sobre a Antropologia, Teologia, Teogonia, e valores de crença, que formam a Visão de Mundo formatada por estas concepções. 
Quando incluo Teologia e Teogonia na minha definição, é inferente a condição “definitória” da Cosmovisão, pois é imanente ao Ser Humano a noção do Mundo, a partir, da Noção de deus ou de sua ausência! A partir da ideia da divindade ou Ser divino, ou ausência, de tal, divindade ou deus), a pessoa desenvolve sua cosmológica com os princípios e valores de vida.
Cosmovisão Cristã (um desdobramento da Cosmovisão Teísta) – O nosso entendimento passa por: Uma cosmologia cristã centralizada no conceito trinitário de Deus.
Obs.: uso deus em minúscula por se tratar de informação sobre qualquer tipo de divindade, tida por deus, em cada Teogonia ou Cosmovisão, que não o Deus Todo-Poderoso.
“Modo pelo qual a pessoa vê ou interpreta a realidade. A palavra alemã é weltanschau-ung, que significa um ‘mundo e uma visão da vida’, ou ‘um paradigma’. É a estrutura por meio da qual a pessoa entende os dados da vida. Uma Cosmovisão influencia muito a maneira em que a pessoa vê Deus, origens, mal, natureza humana, valores e destino. ”
- apud Introdução à Cosmovisão Reformada: Anotações quase aleatórias, GEISLER, Norman L. Enciclopédia de apologética. São Paulo, SP: Editora Vida, 2002. p.188. Montagem e redesenho do autor do estudo.
Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu”. Romanos 1:19-21
O Cristianismo tem um conteúdo para ser acreditado e uma visão de mundo a ser adquirida” − Perry G. Downs.
Esta Cosmovisão é o cerne do que liga e faz avançar a apologética da anunciação do Evangelho em todos os lugares do Mundo.
A Comunicação desta Cosmovisão anuncia:
Que é pela Revelação divina, que podemos entender que há um Deus [Deus Trino] existente como Três Pessoas em uma essência, ou Três Pessoas, da mesma, e uma só natureza que se relacionam, entre si, de forma mística/sobrenatural e harmônica. E que se relacionam com toda a Sua Criação.
Por isso, que entendemos que a maior apologética da fé cristã é um entendimento bíblico do Deus Triúno e uma compreensão de como a cosmovisão da Trindade, ou trinitária responde às questões básicas da existência. Desta questão surgem e embasam todas as demais noções sobre a Cosmo Visão com respeito ao homem e o universo e sua interação e futuro.
“Um falso deus leva à formação de uma falsa cosmovisão” Nancy Pearcey
Um Senhor – Jesus Cristo – “Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para apóstolo, separado para o evangelho de Deus. O qual antes prometeu pelos seus profetas nas Santas Escrituras, Acerca de seu Filho, que nasceu da descendência de Davi segundo a carne, Declarado Filho de Deus em poder, segundo o Espírito de santificação, pela ressurreição dentre os mortos, Jesus Cristo, nosso SenhorRomanos 1:1-4
Um Deus Salvador -
Um Deus que tudo passa por Ele – “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”. Romanos 11:36
Um Deus Consolador
Imago Dei – “O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação” Colossenses 1:15;
Um Livro
“Qual é logo a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão? Muita, em toda a maneira, porque, primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadas. Pois quê? Se alguns foram incrédulos, a sua incredulidade aniquilará a fidelidade de Deus?” Romanos 3:1-3
Filhos de Deus – “E sucederá que no lugar em que lhes foi dito: Vós não sois meu povo; Aí serão chamados filhos do Deus vivo”. Romanos 9:26
Um Modo de viver -
O Amor – “Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”. Romanos 5:7,8
Uma Nova Mensagem – “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.” Romanos 1.16
Uma Moralidade Nova
Vida e Morte -
O Livre Arbítrio
O Início
O Presente
O Futuro
Um Final Novo da História Humana
Os Povos
A Inclusão de Uma Instituição Universal
A menos que Deus mude a maneira de pensarmos – o que Ele faz em alguns pelo milagre do novo nascimento – nossas mentes sempre nos dirão para nos virarmos contra Deus – o que é precisamente o que fazemos James M. Boice.
Se a cosmovisão cristã pudesse ser restabelecida no lugar de destaque e respeito na Universidade, isso teria um efeito de fermentação no meio da sociedade. Se mudarmos a Universidade, mudaremos nossa cultura por intermédio dos que a moldam J.P. Moreland; William L. Craig.
Ora, se conseguirmos fazer com que os homens fiquem a formular perguntas assim: ‘isto está em consonância com as tendências gerais dos movimentos contemporâneos? É progressista, ou revolucionário? Obedece à marcha da História?Então os levamos a negligenciar as questões efetivamente relevantes. E o caso é que as perguntas que assim insistirem em formular são irrespondíveis; visto que não conhecem nada do futuro e o que o futuro haverá de ser dependerá muitíssimo, exatamente, daquelas preferências a propósito das quais buscam socorro do futuro. Como consequência, enquanto suas mentes ficam assim a zumbir nesse verdadeiro vácuo, temos nossa melhor oportunidade de até imiscuir-nos para forçá-los à ação correspondente aos nossos propósitos. A obra já realizada neste sentido é enorme” - C.S. Lewis.
Nossa Cosmovisão é constituída por um conjunto de crenças que estabelecem essencialmente a sua distinção de outras cosmovisões ainda que haja no cerne de cada cosmovisão diferenças importantes, porém, que não são excludentes.
A partir desta Cosmovisão nós revelamos o que pensamos e cremos e procuramos transmitir a Verdade do nosso pensamento, pois há uma relação indissolúvel entre comportamento e o que você crê.
Por que há uma Cosmovisão Missionária?
Porque, quando acreditamos verdadeiramente no que cremos, a decisão de atender a nossa consciência cosmo missionária se torna natural e obrigatória, por toda a Cosmovisão cristã que vivemos, sob a revelação do Espírito Santo.
Assim, somos impelidos a evangelizar o Mundo com a nossa cosmovisão cristã, sob a égide da máxima de Cristo: “Ide, por todo o Mundo e pregai o Evangelho!
A Cosmovisão Missionária se baseia no principal esteio que é o Poder do Evangelho.
Assim, Paulo escreve:
“Eu sou devedor, tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes. E assim, quanto está em mim, estou pronto para também vos anunciar o evangelho, a vós que estais em Roma. Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé.” Romanos 1:14-17
Princípio da expansão se desenvolve sobre a necessária anunciação a todos os povos do Poder de Deus, através do Evangelho. Não foi sem esta cosmovisão missionária que Paulo esteve debatendo no Areópago ateniense.
Era uma necessidade Missionária, de mostrar a outras culturas e cosmovisões o Poder divino e um Novo Modo de Vida, além do modo gnóstico, asceta, estoicos ou bárbaro de vida, como Paulo, agora, demonstra aos irmãos de Roma, em sua Epístola, no texto, acima.
A Cosmovisão Missionária nos faz:
Devedores
A quem?
A todos os povos
Estar sempre prontos a anunciar o Evangelho
Não pode ter vergonha deste anúncio
Saber e reconhecer o Poder transformador do Evangelho
Que é O Poder de Deus anunciado, ou a ser anunciado a todos os povos
A descoberta de um Mistério: A justiça de Deus, através da fé
Uma nova forma de Vida: Pela fé.
Nações e Alcance
Dados do Império e algumas cidades:
Roma 1 milhão de habitantes
Alexandria 700 mil
Antioquia 300mil
Qual o Mundo que encontramos no início do anuncio mundial do Evangelho?
Eis uma questão vital para entendermos a situação inicial com a visão do “missionismo” evangelístico cristão.
Visão do Campo:
Missões Paulinas

Cenário: Europa- Local/Região Continental, de importantes Impérios, como o Macedônico, também conhecido como Império de Alexandre, que reuniu a Grécia, a Macedônia e o Oriente Médio, e o Romano, que a partir da cidade de Roma, situada na atual Itália, unificou as regiões mediterrânicas da Europa Ocidental e Oriental, o Norte da África e o Oriente Médio. Possui uma grande diversidade geográfica e cultural. A Europa faz-se presente na Bíblia, de forma efetiva, nos livros do Novo Testamento.
País-interesse: Espanha
“Pelo poder dos sinais e prodígios, e pela virtude do Espírito de Deus; de maneira que desde Jerusalém, e arredores, até ao Ilírico, tenho pregado o evangelho de Jesus Cristo. E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo foi nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio...” Romanos 15:19,20
Além de ser um desejo missionário paulino a questão missionária é um exemplo:
“Missão é fundamentada em abrir novos campos, em áreas novas, nunca dantes evangelizadas! ”
Localização na Cosmovisão geográfica missionária:
Espanha o ponto ocidental, do Mun
do conhecido, de então, ou como disse Clemente: “alcançou os limites mais longínquos do oeste”. O que colocaria Paulo dentro da Cosmovisão Missionária cristã – Jerusalém, Samaria, Judeia e confins do Mundo, que incluía as Viagens Missionárias de Paulo, incluindo – Jerusalém, Ilírico [inclui Acaia], e Europa, Capital Roma e o ponto mais distante, a Espanha.
Ilírico - situada na costa oriental do mar Adriático, que separa a Grécia da Itália. Ao Noroeste da Macedônia e foi área dos trabalhos de Paulo (Romanos 15.19).
Dividida pelo rio Drilo a parte do norte a ilíria Bárbara, e a parte do sul a ilíria Grega. Este país compreendia a Dalmácia (2 Timóteo 4.10), que por último deu o seu nome a toda a região que se estende do Epiro às terras da Itália.
A Língua: Paulo sendo romano, conhecia o Latim por nascer numa colônia livre, o Hebraico, por aprender com Gamaliel, o Grego [koiné] por ser a língua corrente [a principal língua da metade oriental do Impéro], o Aramaico também usada no seu período.
A língua usada na Igreja em Roma era o Grego. Os judeus cristãos, dali, oravam neste idioma.
Como vemos em Romanos 11,1 e Filipenses 3,5, as citações da vida pessoal cidadã do Apóstolo Paulo, Atos dos Apóstolos 16,37-38. A noção de suas Escrituras, nos apontam muito provavelmente para um Paulo, poliglota, pois conhecia certamente o hebraico, língua que não era mais falada naquela época, mas era usada para ler as Escrituras e para o culto em geral.
Na Palestina se falava o Aramaico. Foi nessa língua que provavelmente ele se dirigiu ao povo, como contado em Atos dos Apóstolos 21,40. A língua mais usada na parte oriental do Império Romano era o Grego e Paulo o conhecia, tanto que suas cartas foram escritas nessa língua (Atos dos Apóstolos 21,37, quando impressiona por conhecer o grego).
Narra o texto Lucano ao contar sobre a prisão de Paulo em Jerusalém. Finalmente ele é levado diante do tribuno, ao qual Paulo diz:
"É-me permitido dizer-te uma palavra?" Replicou o tribuno: "Sabes o grego?". Esse diálogo mostra como a administração romana falasse grego e provavelmente não sabia aramaico. E revela também que Paulo podia facilmente falar com o responsável administrativo, em grego.
Provavelmente, como cidadão romano, conhecia também o latim.
Línguas Nativas
A citação, das Línguas de então, ou seu uso na Missão, deve estar dentro da Cosmovisão Missionária, pois é fundamento necessário. E destarte tudo isto, o pentecostalismo noviço de Parham nasce desta visão das línguas nacionais, como instrumento a ser divinamente recebido para a Obra Missionária, como ferramenta.
Alcançar os gentios, na Espanha certamente o faria alcançar línguas pouco faladas, pois iria entrar na Região Ibérica, berço do português e espanhol.
Vai fazer Missão?
Prepare-se com estudo linguístico, mínimo, da Região, a ser alcançada.
Igreja que enviaria: A Igreja de Roma
Modelo: As Igrejas mais velhas: Jerusalém e Antioquia.
“E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo. E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado. Então, jejuando e orando, e pondo sobre eles as mãos, os despediram”. Atos 13:1-3
Nenhum missionário da Cosmo visão Missionária Cristã pode dispensar a ajuda e envio da Igreja, como Corpo e Instituição:
“... partir para Espanha irei ter convosco; pois espero que de passagem vos verei, e que para lá seja encaminhado por vós, depois de ter gozado um pouco da vossa companhia”.
Afinal, o missionário deve ser reconhecido, à Igreja que o enviou, e que o manterá na sua jornada em outras Terras. Então seria uma oportunidade de ser suportado, pelos judeus e gentios no alcance missionário de outras gentes e línguas.
“Mas agora, que não tenho mais demora nestes sítios, e tendo já há muitos anos grande desejo de ir ter convosco, Quando partir para Espanha irei ter convosco; pois espero que de passagem vos verei, e que para lá seja encaminhado por vós, depois de ter gozado um pouco da vossa companhia. Mas agora vou a Jerusalém para ministrar aos santos”.
Além disto, deve saber que há uma base que deve ser honrada, onde tudo começou, “a nossa” Jerusalém: “Mas agora vou a Jerusalém para ministrar aos santos”.
É lá que nos abastecemos e vamos conferir se o Evangelho não está sofrendo modificações, com o passar de tempo na vida missionária, para confirmação das colunas. Paulo é coerente em seus escritos, pois do mesmo modo, escreveu aos Gálatas, sobre a necessidade do Missionário verificar se há alguma modificação de sua Cosmovisão Missionária.
“Depois, passados catorze anos, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também comigo Tito. E subi por uma revelação, e lhes expus o evangelho, que prego entre os gentios, e particularmente aos que estavam em estima; para que de maneira alguma não corresse ou não tivesse corrido em vão”. Gálatas 2:1,2
Esta forma de viver missionária pode afetar a nossa Cosmovisão cristã, pois viver em outras culturas, pode inferir em inserção de modos, costumes e forma de ver a realidade, por parte da Missão exercida longamente.
Havia uma realidade, para o Ministério de Paulo, que era todo o Império Romano, e suas colônias. Poderíamos traduzir, primariamente, como o Mundo, para o Ministério gentílico paulino.
A cosmovisão era alcançar com a visão cristã da libertação dos judeus, hebreus e gentios e gente de toda a raça, por uma visão salvifíca com preceitos básicos da visão sobre a santificação, e nova maneira de viver entre todos os homens, chamados a Boa Vontade divina.
Sem compaixão não há Missão.
A restauração das relações da pessoa com Deus, com o próximo e com a criação.
As multidões “cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor”.
Continua...
Fonte:
Cosmovisão – o que é? - João R. Weronka
A motivação para a missão -  René Padilha
Usos E Costumes dos Tempos Bíblicos – Gower
Indicação no Corpo do Estudo
Quanto tempo Paulo estudou as escrituras?

A Dignidade e o Cristianismo

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical