sábado, agosto 13

O EVANGELHO NO MUNDO ACADÊMICO E POLÍTICO 2ª PARTE Lição 7 - Agosto de 2016 - POLÍTICOS

O Evangelho no Mundo Acadêmico e Político
2ª Parte
Lição 7 -  Agosto  de 2016
Estudo subsídio Pr. Osvarela
TEXTO ÁUREO
"A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus." 1 Coríntio2 2.4,5
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Daniel 2.24-28
24 - Por isso, Daniel foi ter com Arioque, ao qual o rei tinha constituído para matar os sábios da Babilônia; entrou e disse-lhe assim: Não mates os sábios de Babilônia; introduze-me na presença do rei, e darei ao rei a interpretação.
25 - Então, Arioque depressa introduziu Daniel na presença do rei e disse-lhe assim: Achei um dentre os filhos dos cativos de Judá, o qual fará saber ao rei a interpretação.
26 - Respondeu o rei e disse a Daniel (cujo nome era Beltessazar): Podes tu fazer-me saber o sonho que vi e a sua interpretação? 
27 - Respondeu Daniel na presença do rei e disse: O segredo que o rei requer, nem sábios, nem astrólogos, nem magos, nem adivinhos o podem descobrir ao rei.
28 - Mas há um Deus nos céus, o qual revela os segredos; ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de ser no fim dos dias; o teu sonho e as visões da tua cabeça na tua cama são estas:
Introdução
Há, em nossos dias, imensa restrição no seio da membresia, e em alguns Ministérios quanto à atuação dos crentes na política.
Quando estudamos o texto sobre os príncipes dos jovens exilados vemos que todos se envolveram na Política babilônica.
O que faz diferença, sob o ângulo da fé dos quatro judeus no seio da política local, não foi a falta de qualidade, não foi a presunção de ser poderoso.
A diferença, ao estudarmos o texto está em uma posição essencial,para todos os querem atuar na política.
“O rei Nabucodonosor fez uma estátua de ouro...; levantou-a no campo de Dura, na província de babilônia. ... mandou reunir os príncipes, os prefeitos, os governadores, os conselheiros, os tesoureiros, os juízes, os capitães, e todos os oficiais das províncias, para que viessem à consagração da estátua ...se reuniram os príncipes, os prefeitos e governadores..., à consagração da estátua que o rei Nabucodonosor tinha levantado; e estavam em pé diante da imagem ...apregoava em alta voz: Ordena-se a vós, ó povos, nações e línguas Quando ouvirdes o som da buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério, da gaita de foles, e de toda a espécie de música, prostrar-vos-eis, e adorareis a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor tem levantado. E qualquer que não se prostrar e não a adorar, será na mesma hora lançado dentro da fornalha de fogo ardente.” Daniel 3:1-6
“...prostraram-se todos os povos, nações e línguas, e adoraram a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor tinha levantado.Por isso, no mesmo instante chegaram perto alguns caldeus, e acusaram os judeus....Há uns homens judeus, os quais constituíste sobre os negócios da província de babilônia: Sadraque, Mesaque e Abednego... não fizeram caso de ti;...nem adoram a estátua de ouro que levantaste.Então Nabucodonosor, com ira e furor...disse: É de propósito, ó Sadraque, Mesaque e Abednego, que vós não servis a meus deuses nem adorais a estátua de ouro que levantei?Agora... quando ouvirdes o som da buzina, ... vos prostrardes e adorardes a estátua que fiz, bom é; mas, se não a adorardes, sereis lançados, na mesma hora, dentro da fornalha de fogo ardente...Sadraque, Mesaque e Abednego: Não necessitamos de te responder sobre este negócio. Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos.. ele nos livrará da fornalha de fogo ardente...ó rei.E, se não, fica sabendo ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste...Nabucodonosor se encheu de furor...  ordenou que a fornalha se aquecesse sete vezes mais...” Daniel 3:7-19
É claro que havia certa irritação e emulação com a posição dos judeus, por parte dos caldeus, que faziam parte da corte, esperavam um momento para poder tirá-los da linha de preferência e de confiança real.
A Política não pode ser realizada sem a presença de Deus. A Política não pode moldar a crença do cristão que se torna político, mas Deus deve moldar a ação do cristão que se torna Político!
Era uma concorrência desleal, tendo em vista que cada povo do reino tinha sua religião, neste evento havia uma necessidade de demonstrar lealdade ao rei, mas se para todos era comum servia a deuses postes, e estátuas, os judeus só serviam e se rendiam ao Rei dos Céus.
Este é momento que faz a diferença do político crente, e o político religioso, como temos diversas Bancadas no Congresso Brasileiro.
É a hora de serem oferecidos benefícios que não são possíveis de serem negociados com a Fé verdadeira.
É a hora do Mamom, ou a hora de votar leis que ferem a Doutrina cristã.
Mamom é um termo, derivado da Bíblia, usado para descrever riqueza material ou cobiça, na maioria das vezes, mas nem sempre, personificado como uma divindade. A própria palavra é uma transliteração da palavra hebraica "Mamom" (מָמוֹן), que significa literalmente "dinheiro".
Jesus disse: “Vocês não podem servir a dois patrões: Deus e o dinheiro (mamom). Porque vocês odiarão um e amarão outro, ou vice versa. Portanto, meu conselho é: Não fiquem preocupados a respeito de coisas: O que comer, o que beber e o que vestir. Porque vocês já têm a vida e o corpo – e ele são muito mais importantes do que o comer ou o que vestir”. Mateus 6: 24-25.
Compromisso Com Deus e não com O Poder
Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus.” Romanos 13:1
Os três jovens Judeus não tiveram preocupação em pensar no cargo, no futuro e mesmo na possível execução, mas se mantiveram no pensamento, no qual Jesus encerrou a questão da lealdade a Deus: “Não fiquem preocupados a respeito de coisas”.
Eles entendiam que todo Poder só subsiste e é levantado por Deus!
“Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” Gálatas 6:7
É o que é necessário para os cristãos atuarem na Política: Lealdade à Fé!
Lealdade a Moral divina.
Lealdade com os pobres.
Lealdade aos Céus.
Lealdade a Deus.
Lealdade à Igreja.
“Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.” Mateus 18:6
Todo cristão que busca a Política e despreza a sua relação com Deus, ou não é convertido ou é apenas mais um político. Assim, os que causam escandalo para o Nome e para a Igreja saberão, mais cedo ou mais tarde que Deus não se deixa escarnecer!
Quanto a atuação Política, ela deve ser com sabedoria e conhecimento dados naturalmente a todos e na busca daquela sabedoria que só Deus pode dar, onde encontramos o conhecimento apontado pelo Apóstolo Paulo:
"A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus." 1 Coríntios 2.4,5
Não é descartada a atuação pela sabedoria humana, mas para Paulo discutir, [como dissemos na 1ª parte], mas em algum instante temos que entender, que se as autoridades são constituídas por Deus, então os eleitos devem entender que são parte desta escolha e tem compromisso com Deus.
“Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.” Mateus 18:6
Assim sendo, a atuação no campo político deverá ser assentada sobre a inspiração dos deveres morais e sociais inspirados na base de vida e valores segundo a inspiração da sabedoria humana. Sem espiritualizar a atuação do agente político.
Segundo esta lógica, temas diferentes e debatidos e sem aparente solução encontrarão resposta, assim como Daniel, pôde dar soluções aos reis, aos quais serviu, em diversas situações
24 - Por isso, Daniel foi ter com Arioque, ao qual o rei tinha constituído para matar os sábios da Babilônia; entrou e disse-lhe assim: Não mates os sábios de Babilônia; introduze-me na presença do rei, e darei ao rei a interpretação.
25 - Então, Arioque depressa introduziu Daniel na presença do rei e disse-lhe assim: Achei um dentre os filhos dos cativos de Judá, o qual fará saber ao rei a interpretação.
26 - Respondeu o rei e disse a Daniel (cujo nome era Beltessazar): Podes tu fazer-me saber o sonho que vi e a sua interpretação? 
27 - Respondeu Daniel na presença do rei e disse: O segredo que o rei requer, nem sábios, nem astrólogos, nem magos, nem adivinhos o podem descobrir ao rei.
28 - Mas há um Deus nos céus, o qual revela os segredos;
A própria atuação do Profeta Isaías, intervindo e solucionando, problemas políticos e geopolíticos deu-se no âmbito da expressão de sua relação com Deus, que lhe deu Sabedoria pelo Espírito divino.
"A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus." 1 Coríntios 2.4,5
Creio que todo agente político deverá servir a nação sob o estrito pensamento de antes de tudo ser um servo de Deus a serviço do povo, da Igreja para o bem da nação.
Sabedor que tem algo em sua formação, pela presença de Deus em sua vida, muito  orientará na sua consolidação política e junto a população.
Entendemos, que todo que atuar na esfera política, como agente político eleito ou comissionado por algum governante, como Daniel e seus companheiros não encontram nenhuma restrição para almejar a ocupação que escolheram.
“Por mim, pois, é feito um decreto, pelo qual todo o povo, e nação e língua que disser blasfêmia contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, seja despedaçado, e as suas casas sejam feitas um monturo; porquanto não há outro Deus que possa livrar como este. Então o rei fez prosperar a Sadraque, Mesaque e Abednego, na província de babilônia.” Daniel 3:29,30
Os três, Sadraque, Mesaque e Abednego se constituíram em homens que exaltaram a Deus, pois não negaram ao seu rei as suas convicções, ou seja, não se submeteram a um projeto político que feria suas crenças e assim se tornaram homens públicos que fizeram o Nome de Deus ser exaltada por suas convicções e não transigiram ao Poder, pelo poder, mas tiveram palavras sábias diante daquilo que representava o status quo do Mundo secular, sem Deus.  
Quando Daniel se apresentou diante do Poder Constituído, mostrou autoridade, bom relacionamento com seus próximos, com quem poderia cumprir a sentença, e entrar em cena para solucionar o problema sabia que tinha algo sério e certo e a revelação, além da capacidade de se apresentar como alguém preparado para situações de solução.
O comissionamento a cargos públicos, dentro da égide da legalidade, deve ser encarado como possível, no mesmo âmbito e  aspecto, basta lermos sobre a Indicação dos três companheiros de Daniel, pelo mesmo, para serem ocupantes de cargos elevados.
“Então o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitas e grandes dádivas, e o pôs por governador de toda a província de babilônia, como também o fez chefe dos governadores sobre todos os sábios de babilônia. E pediu Daniel ao rei, e constituiu ele sobre os negócios da província de babilônia a Sadraque, Mesaque e Abednego;
Daniel 2:48,49
Quando tudo é feito para louvor do nome de Deus, qualquer cristão deve analisar se sua ação no Mundo político será benéfica a sua vida espiritual, á Igreja e ao Santo Nome de Deus.
O Cristão não pode dividir sua lealdade à Deus com o Poder do Mundo.
A atuação insensata de certos cristãos na Política, ao se envolverem com casos de corrupção e escândalos de toda ordem, depõe contra a Evangelização de segmentos importantes da Sociedade e de toda sorte de pessoas que se escandalizam pelos atos de insensatez do que usam o Nome de Deus e da Igreja como objeto de captação política e sem discernimento envolvem toda a Igreja como sendo igual ao que famoso e dito cristão pratica!
Fonte:
Bíblia online
Apontamentos do autor
Lições CPAD

Strong, Dicionário

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical