sábado, março 28

A DESPEDIDA DE UM LÍDER - LIÇÃO 13 - CPAD -

A DESPEDIDA DE UM LÍDER
Lição 13-CPAD Autor:Osvarela

Texto Áureo:
Js.24.15: Eu e a minha casa serviremos ao Senhor
Leitura Bíblica em Classe:
Josué 24.14-18:
TEXTO DEVOCIONAL E BASAL:
Js.24.14: Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade; deitai fora os deuses a que serviram vossos pais d’além do Rio, e no Egito, e servi ao Senhor. Mas, se vos parece mal o servirdes ao Senhor, escolhei hoje a quem haveis de servir; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Então respondeu o povo, e disse: Longe esteja de nós o abandonarmos ao Senhor para servirmos a outros deuses: porque o Senhor é o nosso Deus; ele é quem nos fez subir, a nós e a nossos pais, da terra do Egito, da casa da servidão, e quem fez estes grandes sinais aos nossos olhos, e nos preservou por todo o caminho em que andamos, e entre todos os povos pelo meio dos quais passamos. E o Senhor expulsou de diante de nós a todos esses povos, mesmo os amorreus, que moravam na terra. Nós também serviremos ao Senhor, porquanto ele é nosso Deus.
Ponto forte da Liderança de Josué:
Josué 24.31: Serviu, pois, Israel ao Senhor todos os dias de Josué, e todos os dias dos anciãos que sobreviveram a Josué e que sabiam toda a obra que o Senhor tinha feito a favor de Israel.

HISTORIANDO:
Israel ao perder o seu líder Josué, não teve nenhuma nova indicação, advinda de Deus para um novo líder.
O povo hebreu nascido do ventre de Sara e Abraão formou-se ao longe de quase 500 anos, primeiramente através de longas caminhadas, desde Canaã, vindo de Harã, até ao Egito, e após certo período retornaram ao Egito, no processo de ajuste e providencia de Deus.
Era necessário criar uma grande Nação e preparar uma rede de subsistência daquele povo, que viria, após 4 séculos, ser um contingente humano para ser uma grande nação, o Povo de Deus.
Para isto, a própria Bíblia mostra que, Deus usou dos povos que ocuparam o território de Canaã foi por Ele utilizado em preparar estas coisas.
Durante a vida do povo hebreu, no Egito, este tornou-se de hóspedes importantes, parceiros comerciais, que ajudaram ao Egito ser o Celeiro do Mundo de então, através da benção de Eu Sou na vida de Zafnate-Paneiã e produtivos, em escravos, após a morte de José e a mudança do Faraó que conhecera José.
Após 400 anos tornaram-se escravos, sob o chicote do exator egípicio, com medo que a multidão dos hebreus se voltasse, contra o Faraó e se ajuntasse com os reis que fustigavam constantemente ao Egito para subjuga-lo.
O povo constituído sob a benção de Deus à Abraão, era um povo desbravador e próspero e aumentava em número com facilidade, além de habitar no melhor da terra, em Gósem.
Deus constituíra toda esta multidão sob uma Aliança com Abraão, instituindo os governos sob a forma de um Sistema Patriarcal, no qual o patriarca tinha a liberdade de governar e dirigir o povo e bem como, de abençoa-lo.
Esta era a forma de liderança através das Alianças Patriarcais, desde Abraão, Isaque e Jacó.
Após o Egito e a morte de Jacó, foram constituídas 12 cabeças, que formariam no futuro, as tribos, e a Confederação da Nação hebraica, com base nas 12 Tribos.
O primeiro líder, após a queda de Faraó, foi Moisés, contando com a ajuda militar do general Josué, escolhido por Deus no “exílio”, no Monte Sinai, foi chamado com uma finalidade principal:
Tirar o povo do Egito e leva-lo até Canaã.
Desdobrando a Missão de Moisés:
Tirar o povo do Egito
I
mbuir uma ordem teocrática no coração do povo
Organizar as tribos
Preparar um outro Líder.

Quando Moisés morre, este processo estava em fase de execução, pois devido a murmuração do povo, Moisés feriu a Rocha (tipo de Cristo-Nm.20.11), e só pode ver a Terra Prometida, nesta vida, de longe, do Monte.
Deus ordenou a Moisés que impusesse as mãos sobre Josué e este passou a ser a nova liderança, após sua morte, foi ele que adentrou na Terra Prometida.
Josué aparece em Êxodo 17.9: Pelo que disse Moisés a Josué: Escolhe-nos homens, e sai, peleja contra Amaleque; e amanhã eu estarei sobre o cume do outeiro, tendo na mão a vara de Deus.
E “desaparece” em Josué 24. 28.ss: Então Josué despediu o povo, cada um para a sua herança. Depois destas coisas Josué, filho de Num, servo do Senhor, morreu, tendo cento e dez anos de idade; e o sepultaram no território da sua herança, em Timnate-Sera, que está na região montanhosa de Efraim, para o norte do monte Gaás.
Após liderar ao povo hebreu, chega a hora da Morte de Josué, aos 110 anos.
Após dirigir o povo num período que durou seis anos de guerras e conquistas de seis nações, aprisionar trinta e um reis, e acabado este período, iniciou a tarefa de realizar a divisão da Terra Prometida, com o auxílio de Eleazar, despediu os combatentes para suas possessões.
E qual é o quadro de liderança, para o futuro, que a Bíblia nos mostra:
Nenhum líder único;
Nenhuma propositura;
Nenhuma indicação de Deus-Jeová;

O povo se consolidando na Terra, em suas possessões [Js.24.13: E eu vos dei uma terra em que não trabalhastes, e cidades que não edificastes, e habitais nelas; e comeis de vinhas e de olivais que não plantastes.];
Um povo agora distanciado, e preocupado com seus afazeres gerais e lutas territoriais;
Levitas espalhados por seus termos e cidades-refúgio;
A Confederação está formada, mas ainda não era um país, no termo total, nem sequer o povo havia pensado nesta situação, isto é em ser uma Nação.
Procurei entender estas causas e porque Jeová não indica, neste momento um novo líder.
Pontos para adensar o pensamento:
Não havia um líder em formação?
Não havia interesse de Deus em ter um novo eleito, seu, na condução do povo?

Não há na história do Êxodo-Terra Prometida, nenhum indicativo, (exceção quando Deus não queria ir com povo e Moisés clamou para riscar o seu nome do Livro da Vida), de Deus querer se afastar de Seu Povo e deixa-lo só.
Então, fica a pergunta:
Por que Deus não indicou um novo líder, para reger o povo?
Estudando a Palavra de Deus, podemos entender, que Jeová tinha alguns objetivos, quando preparou e tirou o povo do Egito e o colocou, na Terra Prometida:
Primeiro:
Forjar uma nação forte
Forjar uma nação teocrática
Fazer de Israel uma Nação com um Reino Teocrático-paradgima.

Para cumprir todo este processo aliançado, através das diversas e sucessivas alianças de Deus com os Patriarcas, Moisés e Josué foram artífices desta parte do Plano Divino para com Israel.
Segundo:
Deus estabelecera, com base na Aliança Sinaítica, uma Constituição Legal, para que o povo caminha-se por ela, através das suas lideranças tribais.
Terceiro:
Deus havia preparado e posto o povo na Terra de Sua Promessa.
Por esta vitória, ele tem agora o povo certo na Terra certa.
Quarto:
O povo teria um único líder, e o único que não falharia, para ser seu governo central, juntamente com o Conselho tribais, ou seja, dos anciãos, os principais das tribos.
Cuidando e julgando as causas diárias do povo, com base no conjunto de leis estabelecidas por Jeová.
Veja abaixo, como Josué foi fundamental neste processo e leia o versículo 31.
Desta forma a Governabilidade, pode ser descrita por suas etapas:
Social
Penais
Saúde
Liberdades
Fundiárias
Guerras e Defesa
Mananciais e Fontes aquáticas

Quem seria o único que poderia determinar e prover todos estes itens?
Todos eles só poderiam ser finalizados e realizados pelas mãos de Um Único Ser:
Deus!

Como Deus é um Deus que compartilha com os seus através dos Príncipes das Tribos, por Eles indicados, segundo as Promessas do patriarca Jacó [Gn. 49], haveria um comando terreno e um Líder Divino, governando a Nação hebraica como Aliançado no Livro do Êxodo, Capítulo 19.
Alguém poderia argumentar, ou alegar:
Deus estava experimentando o povo sozinho!
Correto, mas sob a sua direção.

Deus já houvera dito por Moisés que, “quando eles quisessem ter um rei, segundo o costume dos povos vizinhos...”, este deveria governar, de acordo e com a Lei, tendo a sua mão o Livro da Lei.
Dt. 17. 14-18: Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te dá, e a possuíres e, nela habitando, disseres: Porei sobre mim um rei, como o fazem todas as nações que estão em redor de mim; Será também que, quando se assentar sobre o trono do seu reino, escreverá para si, num livro, uma cópia desta lei, do exemplar que está diante dos levitas sacerdotes.
Ambas possibilidades não estão excluídas do pensamento principal:
Deus escolhera dirige o povo de maneira direta, dando-lhe experiência, para cada tribo executar seu assentamento e formação; Deus lhes deu forças e sabedoria [como a Calebe], para tal, mas quem estava no comando?
Jeová!
A visão de Deus é função dos seus atributos inigualáveis, em termos de tempo:
Deus transita no passado, presente e futuro, enquanto nós vivemos o presente, que já pode ser o nosso futuro imediato, vivemos o passado e poderemos viver o nosso futuro, ainda que seja breve, pela banalidade humana.
Então, Deus não deixou o seu povo sem um Líder, mas sabia e profetizara que na hora certa eles teriam um líder humano.
SOBRE A LIDERANÇA DE JOSUÉ:
"O grande líder é aquele que está disposto a desenvolver as pessoas até o ponto em que elas eventualmente o ultrapassem em seu conhecimento e habilidade." Fred A. Manske Jr.
Quando iniciamos este estudo-comentário, entendemos que seria necessário, um pequeno prelúdio de tudo que ocorrera, ao povo hebreu, desde o Egito.
Quando lemos o contexto próximo da Lição verificamos que Josué exercita o pensamento do povo com as lembranças de tudo quanto ocorrera, até aquele dia.
Veja que Josué lembra, em memória, até o início da caminhada desde a Mesopotâmia, eu iniciei após esta etapa.
Foi um belo discurso de quem iniciara e findava uma missão épica, quase impossível de ser absorvida por aqueles que vissem o povo no Egito, como Josué contemplara.
Parece-me que Josué está dizendo:
Agora só o Senhor vos governará, atentai nisto.
Js.24.14: Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade; deitai fora os deuses a que serviram vossos pais d’além do Rio, e no Egito, e servi ao Senhor.
Ele fala de maneira direta ao grande povo.
Ele desperta o povo quanto aos resíduos e entrada de deuses estranhos entre o povo hebreu, inclusive, após tanto exemplos citados, já apossados na Terra da Promessa.
O SUCESSO DA LIDERANÇA DE JOSUÉ:
A liderança é o exemplo, em obedecer e andar segundo os Mandamentos da lei e preserva-la:
Israel foi sempre admoestado, seja por Moisés ou por Josué a preservar e caminhar sob a Lei de Deus.
Dt. 6. 4.ss: Ouve, ó Israel...E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te. Também as atarás por sinal na tua mão e te serão por frontais entre os teus olhos; e as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas. Quando, pois, o Senhor teu Deus te introduzir na terra que com juramento prometeu a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó, que te daria...não te esqueças do Senhor, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.Temerás ao Senhor teu Deus e o servirás, e pelo seu nome jurarás...porque o Senhor teu Deus é um Deus zeloso no meio de ti; para que a ira do Senhor teu Deus não se acenda contra ti, e ele te destrua de sobre a face da terra...Diligentemente guardarás os mandamentos do Senhor teu Deus, como também os seus testemunhos, e seus estatutos, que te ordenou.
Era uma preocupação absoluta de Moisés a preservação dos mandamentos divino que preservaria o povo, se o povo zelasse pela preservação dos Mandamentos.
Esta foi a base rudimentar para que Israel se estabelecesse na Terra Prometida.
Podemos medir o sucesso da liderança de Josué pelo versículo 31 do capítulo do texto bíblico base.
Josué 24.31: Serviu, pois, Israel ao Senhor todos os dias de Josué, e todos os dias dos anciãos que sobreviveram a Josué e que sabiam toda a obra que o Senhor tinha feito a favor de Israel.
A sua liderança impactou, todo o povo de Israel que, após muitos anos, o povo se manteve fiel e não se afastou de Deus, mesmo após a sua morte, e consubstanciando o pensamento irradiador da primeira parte deste comentário: sob a liderança dos anciãos que viveram sob a sua liderança.
Josué é um exemplo do líder que Deus precisa:
Formador de líderes.

E nunca a Igreja de Deus esteve tão precisada de líderes desta estirpe, gente sem o ego inflado pela pequenez da visão.
Tt.1. 5.ss: Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem o que ainda não o está, e que em cada cidade estabelecesses anciãos, como já te mandei...tendo filhos crentes que não sejam acusados de dissolução, nem sejam desobedientes. Pois é necessário que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro de Deus, não soberbo, nem irascível, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; mas hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, temperante; retendo firme a palavra fiel, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para exortar na sã doutrina como para convencer os contradizentes. Porque há muitos insubordinados, faladores vãos...
Josué é o exemplo do líder que consegue expandir sua liderança, para além da sua presença física, o homem passa mas, o exemplo continua falando. Osvarela
Existem líderes, que de longe a sua presença é esmaecida, porque não conseguem ou não permitem que, outros sejam espelhos de suas ações.
a- A solução para que o sucesso do povo continuasse sem a sua liderança:
Josué sabia que o Senhor cobraria, como continua cobrando sinceridade em nossas ações , pois pela sua Justiça Eterna é assim que Ele age.
Antes de partir, Josué faz uma renovação da Aliança do povo com Deus, ou se quisermos ser mais fieis e darmos mais valor as qualidades de Josué como homem de Deus, realiza a Aliança de Siquém.
Primeiro, ele manda o povo fazer a escolha:
15 Mas, se vos parece mal o servirdes ao Senhor, escolhei hoje a quem haveis de servir; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.
A escolha do líder, em servir ao Senhor, é um momento de novo ânimo a todo povo hebreu:
Josué demonstra governo, desde a sua casa. Entenda que ele era um príncipe e pense não como uma família comum, de pai, mãe e quatro ou cinco filhos, pense em um grupo como uma tribo era muita gente.
Josué é neste momento de despedida o exemplo do líder que conservou a sua essência, à despeito de tudo que ocorreu no meio do povo, seja em Cades-Barnéia [prostituição, efeito de Balaão] e que acompanhou o povo até as vitória e assentamento nas suas possessões, Ele via tudo, mas, esperou a hora certa de colocar tudo em seu devido lugar.
Líder realmente, o é, aquele que se mantém sabiamente, nas decisões de Deus, sofra quais forem as condições de severidade que o atingir, não só a ele, mas também a sua família.
Por isto, Paulo fala, em sua Epístola a Timóteo:
I Tm. 3.ss: Fiel é esta palavra: Se alguém aspira ao episcopado, excelente obra deseja. É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio, ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não espancador, mas moderado, inimigo de contendas, não ganancioso; que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a sua própria casa, como cuidará da igreja de Deus?);
b-O povo aparentemente faz a escolha:
16 Então respondeu o povo, e disse: Longe esteja de nós o abandonarmos ao Senhor para servirmos a outros deuses:
17 porque o Senhor é o nosso Deus; ele é quem nos fez subir, a nós e a nossos pais, da terra do Egito, da casa da servidão, e quem fez estes grandes sinais aos nossos olhos, e nos preservou por todo o caminho em que andamos, e entre todos os povos pelo meio dos quais passamos.
18 E o Senhor expulsou de diante de nós a todos esses povos, mesmo os amorreus, que moravam na terra. Nós também serviremos ao Senhor, porquanto ele é nosso Deus.
Mas, o líder que tem a visão de Deus, e conhece o seu povo, refuta, de maneira simples e direta, sobre a conduta do povo para com Deus.
O povo deveria ter um único Deus e aparentemente isto já fora esquecido.
Para que Deus continuasse envolvido com o povo, Josué toca no ponto a ser consertado [aqui, como, consertar o que está errado] para realização do Novo Concerto.
c-Impedimento:
A resposta era boa, mas havia impedimento.
19 Então Josué disse ao povo: Não podereis servir ao Senhor, porque é Deus santo, é Deus zeloso, que não perdoará a vossa transgressão nem os vossos pecados.
d-Condição:
Sem esta condição o Senhor não poderia estar entre o povo, governando seus destinos, antes Ele estaria, por direito Eterno, consumindo o povo.
20 Se abandonardes ao Senhor e servirdes a deuses estranhos, então ele se tornará, e vos fará o mal, e vos consumirá, depois de vos ter feito o bem.
Muitas das vezes, queremos realizar uma aliança com Deus e não queremos abrir mãos daquilo que não nos permitirá realizar o nosso voto, aliança ou devoção de serviço a Deus, assim estava o povo hebraico naquele dia.
e-A Resposta Certa:
Foi dada ao povo uma oportunidade, para realmente raciocinar e pensar naquilo que Deus lhes dissera pelos seus Santos Mandamentos, e eles ao se lembrarem de tudo que o Senhor dissera, puderam, agora sim, dar a resposta com segurança e foram abençoados.
21 Disse então o povo a Josué: Não! Antes serviremos ao Senhor.
22 Josué, pois, disse ao povo: Sois testemunhas contra vós mesmos e que escolhestes ao Senhor para o servir. Responderam eles: Somos testemunhas.
Conclusão:
Josué foi, em seu pouco tempo de liderança direta, junto ao povo, um líder que ficou marcado pelo seu exemplo, que conseguiu levar o povo a continuar a servir à Deus, mesmo após sua morte.
Os seus feitos e exemplo, e unção, demonstraram que ele fora um ungido escolhido por Deus.
Nm.27.18.ss: Então disse o Senhor a Moisés: Toma a Josué, filho de Num, homem em quem há o Espírito, e impõe-lhe a mão; e apresenta-o perante Eleazar, o sacerdote, e perante toda a congregação, e dá-lhe a comissão à vista deles; e sobre ele porás da tua glória, para que lhe obedeça toda a congregação dos filhos de Israel. Ele, pois, se apresentará perante Eleazar, o sacerdote, o qual por ele inquirirá segundo o juízo do Urim, perante o Senhor; segundo a ordem de Eleazar sairão, e segundo a ordem de Eleazar entrarão, ele e todos os filhos de Israel, isto é, toda a congregação. Então Moisés fez como o Senhor lhe ordenara: tomou a Josué, apresentou-o perante Eleazar, o sacerdote, e perante toda a congregação, impôs-lhe as mãos, e lhe deu a comissão; como o Senhor falara por intermédio de Moisés.
A sua busca por Deus nos montes demonstrou toda a sua integridade desinteressada, piedade e coragem.
De Josué podemos dizer:
“O líder que Deus chama, é aquele que acima de tudo ama e pratica a Palavra de Deus. É aquele que se dispõe do seu eu, e deixa o EU SOU lhe dominar. É aquele que não aceita que outro, se não o Senhor, lhe dirija os passos. É aquele que ama as ovelhas e da a vida por elas”.
Apêndice:


SOBRE LIDERANÇA:
A Teoria das Relações Humanas constatou a influência da liderança sobre o comportamento humano. Segundo Chiavenato.
Liderança autocrática:
O líder é focado apenas nas tarefas. Este tipo de liderança também é chamado de liderança autoritária ou diretiva. O líder toma decisões individuais, desconsiderando a opinião dos liderados.
Liderança democrática:
Chamada ainda de liderança participativa ou consultiva, este tipo de liderança é voltado para as pessoas e há participação dos liderados no processo decisório.
Liderança liberal ou Laissez faire [laissez faire, laissez aller, laissez passer, que significa literalmente "deixai fazer, deixai ir, deixai passar".]:
Neste tipo de liderança o grupo atingiu a maturidade e não mais precisa de supervisão extrema de seu líder, os liderados ficam livres para por seus projetos em prática sendo delegado pelo líder liberal.
Liderança Paternalista: é uma liderança que visa o fim dos conflitos em grupos, que visa um relacionamento amável, onde o líder tem uma postura de representante paternal do grupo.
Liderança Teocrática: O líder é indicado por Deus, orientado por Deus e comanda o povo segundo as ordens de Deus, no tempo de Deus.
Estilos de liderança.
Esta teoria aponta três estilos de liderança: autocrática, liberal, democrática e para nós os crentes em Deus a liderança mais importante no meio de seu povo: a Liderança Teocrática, exercida com habilidade por Josué.
Quando se pergunta a alguém o que é ser um líder, freqüentemente a resposta tem mais correlação com as características de chefia como "estar no controle", "mandar", "comandar", "ser o número 1”, do que propriamente liderança.
Isso ocorre, pois erroneamente a liderança é confundida por fatores como ascendências genéticas ou situacionais, distinguindo o líder de seus seguidores através de seu carisma e, desta forma, ressuscitando o “mito do líder” como guerreiro solitário levando muitas vezes a formas egocêntricas de liderança.
Infelizmente na História e até hoje ainda prevalecem alguns destes modelos autocráticos, paternalistas, totalitários, manipuladores e "sabe-tudo" de liderança enfraquecendo os grupos que alegam servir. Tais formas de liderança têm como principal característica em comum a concentração do poder de decisão nas mãos de uns poucos em detrimento da maioria.
Para líderes Evangélicos:
O que o mundo precisa hoje é exatamente o contrario dessa concepção, um novo modelo de liderança que se baseie em valores e princípios morais e devota sinceramente suas capacidades ao serviço do bem comum.
Eu costumo dizer em minhas palestras que quem sustenta você em seu cargo não são as pessoas que estão acima, mas justamente aquelas que estão abaixo de você, e a sua função é de auxilia-las a serem as melhores pessoas possíveis, se conseguir fazer isso você terá grandes chances de vir a ser um líder e esta filosofia deve ser difundida por toda a organização com isso todos crescem, e a organização cresce.
Parece simples, mas não é fácil, pois algumas pessoas vislumbrando apenas o poder, acabam colocando o sistema em cheque por esquecerem que as suas decisões influenciam as decisões de outras pessoas, que por sua vez influenciam de outras mais e essa reação em cadeia acaba por desestabilizar qualquer processo de liderança compartilhada já que este que se baseia principalmente em confiança.
Cuidado com o Ego:
Cuidado com a liderança egoísta, onde as pessoas existem apenas para servir aos seus propósitos, isso tem outro nome na historia, reinado.
Roberto Recinella - M.B.A pela Fundação Getulio Vargas em “Gestão de pessoas em ambiente de mudanças.
Fonte:
Dicionário Buckland
Bíblia digital cortesia tio Sam
Wikipédia
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração: edição compacta. 2.ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000.
Céu aberto
Cris-silvano
LACOMBE, F.J.M.; Heilborn, G.L.J. Administração: princípios e tendências. 1.ed. São Paulo: Saraiva, 2003

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical