sábado, setembro 26

LIÇÃO 13 - A SEGURANÇA DO CRENTE

A SEGURANÇA EM CRISTO

LIÇÃO 13 - CPAD AUTOR: Osvarela

Texto Áureo: Estas coisas vos escrevi, para que saibais que tendes a vida eterna e para que creiais no nome do Filho de Deus. I João. 5.13.

Palavras e textos doutrinários:

Sabemos

Conhecemos

Filhos de Deus

Vida eterna

Não vive pecando

Pecado para morte

Pedir

Ser ouvido

Morte

Somos de Deus

Jaz no Maligno

Entendimento

Verdadeiro

Ídolos

Leitura Bíblica em Classe:

I João. 5.13. Estas coisas vos escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna.

14 E esta é a confiança que temos nele, que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve.

15 e, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que já alcançamos as coisas que lhe temos pedido.

16 Se alguém vir seu irmão cometer um pecado que não é para morte, pedirá, e Deus lhe dará a vida para aqueles que não pecam para a morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore.

17 Toda injustiça é pecado; e há pecado que não é para a morte.

18 Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não lhe toca.

19 Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no Maligno.

20 Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.

21 Filhinhos, guardai-vos dos ídolos.

I - Segurança é a palavra do momento no Brasil, assim como na vida todos querem estar seguros, nas suas decisões, nos seus negócios, nas suas relações pessoais, em sua vida cristã.

A lição toca exatamente neste ponto.

João nos ensina de maneira simples que há lugar para Segurança em nossa vida.

Assim por termos escolhido a Cristo, somos tirados da região sombria da dúvida para a luz da palavra regeneradora na ação do Espírito Santo.

Assim é esta Epístola do Apóstolo São João, enviada às igrejas da província da Ásia Menor, perto de Éfeso, uma Epístola Circular,um porto de esperança e confiança para aqueles que crêem. O método de João em expor os erros dos hereges e confrontá-los com a verdade. Cristo Jesus é a fonte da vida e nós podemos receber a vida eterna que Ele nos prometeu.

II - Tão fundamental como crer é amar, tão fundamental como crer e amar é crer que Jesus veio em forma de homem, amar ao próximo e não pecar.

Mais forte é crer, amar, ter entendimento e conhecermos a Verdade em Cristo, isto é, em seu Filho Jesus Cristo.

20 Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.

Quando temos todos estes elementos de fé viva, firmados, podemos dizer: nós estamos naquele que é verdadeiro...

João escreveu para nos dar a conhecer o verdadeiro conhecimento, diferente do propalado pelos gnósticos.

para que saibais

Quem pode obtê-lo:

A vós que credes no nome do Filho de Deus

Algo mais excelente do que uma vida apenas neste mundo:

Tendes a vida eterna.

Para termos firmes uma só coisa:

E esta é a confiança. Rm.10.17. Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.

Não há outro em quem confiar:

Que temos nele

Podemos pedir segundo nossas necessidades:

Se pedirmos alguma coisa

Porém tem que ser segundo a soberania Dele:

Segundo a sua vontade

Esta anterior premissa nos faz ser atendidos:

Ele nos ouve.

Nos atende:

e, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos

Nos da uma garantia e certeza, antes de pedirmos:

Sabemos que já alcançamos as coisas que lhe temos pedido.

III - A lição é importante, quando nos coloca diante de certezas, como estas que estamos estudando, e poderíamos estudar frase, palavra, textos inteiros pois, é uma orientação pedagógica do verdadeiro cristianismo bíblico, de tudo quanto João aprendeu vivenciando o Evangelho.

João 15. 7. Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito.

I João 2.24. Portanto, o que desde o princípio ouvistes, permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também vós permanecereis no Filho e no Pai.

Assim aprendemos, a amar, como algo sublime e programático na vida do crente, sem o qual não se podem obter, laços firmes e estacas forte no seio da Igreja de cristo.

A Doutrina joanina é consistente em nos dar segurança em nossa vida com Cristo.

Primeiro ao sabermos identificar:

19 Sabemos que somos de Deus...

Que somos filhos de Deus.

O que alcançamos por ser Filhos de Deus.

I João 3.10. Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão.

O que não mais praticaremos ou praticamos conscientemente, por sermos filhos de Deus:

18 Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando;

Podemos interceder por nossos irmãos, como Filho de Deus, que somos.

16 Se alguém vir seu irmão cometer um pecado que não é para morte, pedirá, e Deus lhe dará a vida para aqueles que não pecam para a morte.

Quem não é filho de Deus. Ef. 2. 2. ...nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência,

Não pode gozar as benesses de filho.

Proteção

Segurança- e o Maligno não lhe toca.

Esta no ambiente protegido, fora do mundo, no conceito já estudado do que é este “mundo”.

Contato direto

Doutrinados, somos sábios em Cristo, na verdadeira Sabedoria, que os gnósticos desprezaram:

Aprendemos a distinguir iniqüidade, pecado, cobiça, que nos impedem de ser tragados pelo adversário de nossas almas.

18-b antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não lhe toca.19-b ...e que o mundo inteiro jaz no Maligno.

É interessante a conotação e uso da palavra jaz, neste versículo.

Jaz é utilizado nas tumbas e lápides como indicativo de que ali esta um corpo morto ou seus restos.

Ef. 2. 1.5. Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados,estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),

Nasceu de Deus, nos da indicação de que há antes de tudo para o crente uma nova vida que o retirou da tumba fria que representa o mundo, e pela regeneração nos dá nova vida e o ente maligno não nos pode atingir, pois somos:

Filhos

Nascidos

Regenerados- Ef.2. 6. e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez sentar nas regiões celestes em Cristo Jesus,

IV - Ouvidos por Deus

Temos vida eterna, que a morte natural não pode atingir-nos na região celestial que estamos assentados com Cristo, e mesmo que ela – morte – fira fatalmente, o nosso corpo físico, pois ainda estamos no mundo, lhe foi retirada, pelo menos par nos que somos filhos de Deus, a capacidade peçonhenta e letal, de destruição eterna, ela passou a ser um veículo para a vida que, jamais poderá ter.

João nos fala da questão da vida eterna, a qual é parametrada, com a volta de nosso Salvador Jesus, como ele, João , nos ensina em I João 2. 27,28. E quanto a vós, a unção que dele recebestes fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como vos ensinou ela, assim nele permanecei. E agora, filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não fiquemos confundidos diante dele na sua vinda.

Ef. 2.1. Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados,2 nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência,3 entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como também os demais.4 Mas Deus, sendo rico em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,

-Primeiro por seu próprio nome:

Morte

-Segundo:

Porque foi vencida na cruz, por Jesus. Ela e o seu mentor – O Maligno.

Até mesmo quando pecamos, podemos interceder uns pelos outros, desde que não seja pecado para a morte.

14 E esta é a confiança que temos nele, que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve.

V - A blasfêmia contra o Espírito Santo:

O estudo deste domingo será um destacado pela discussão sobre os versículos 16 e 17:

16 Se alguém vir seu irmão cometer um pecado que não é para morte, pedirá, e Deus lhe dará a vida para aqueles que não pecam para a morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore.

17 Toda injustiça é pecado; e há pecado que não é para a morte.

-Primeiro:

A intercessão, neste caso só atende a necessidade de vida aos que são crentes e falharam, para o pecador não regenerado, só há um caminho – aceitar a Jesus Cristo, como suficiente e único Salvador.

A questão do pecado para morte tem sido , uma questão de debates intermináveis, porém, a Bíblia Sagrada nos dá com clareza e transparência um único caso de pecado para a morte.

Mc. 3.29. mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca mais terá perdão, mas será réu de pecado eterno.

Lc.12. 10. E a todo aquele que proferir uma palavra contra o Filho do homem, isso lhe será perdoado; mas ao que blasfemar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado.

A questão é assaz difícil, vamos encontrar outros textos sobre a exclusão da vida com Cristo, mas sem a clareza das palavras ditas, por Jesus Cristo, então fico com estas que, são claras e insofismáveis.

O Apóstolo Paulo disse:

I Tm.1. 13. ...ainda que outrora eu era blasfemador, perseguidor, e injuriador; mas alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância, na incredulidade;

Mas, não se referia a mesma questão que, Jesus aclarou, ele era um blasfemo em palavras duras, contra os homens, contra o próprio Caminho, o qual perseguia.

Muito embora o blasfemo seja condenado a destruição, pela sua constante vida de blasfêmias e dureza de língua, portanto, queremos deixar claro, que a blasfêmia leva o homem a condenação e morte, pois o blasfemador, não tem as qualidades do filho de Deus, portanto está sujeito as palavras de I João. 5.19. ...jaz no Maligno!

II Pe. 2.3-b. ...a condenação dos quais já de largo tempo não tarda e a sua destruição não dormita.

Pedro fala da destruição dos blasfemadores;

II Pd. 2.1,2. Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos, repentina destruição.E muitos seguirão as suas dissoluções, e por causa deles será blasfemado o caminho da verdade;

VI - Podemos igualmente apresentar outras situações:

Apostasia:

Hb. Meshubah – infidelidade;desertar;voltar a uma antiga posição voluntariamente.

Shub - é voltar, apostatar é voltar a volta; é geometricamente dar um giro completo de 360º, voltar a posição onde estava; porque voltar-se é dar um giro de 180º.

Parapipto – cair, apostatar, deixar. Abandonar a fé; negar as experiências, com o Deus Uno.

Kataleipo – deixar, esquecer, abandonar, desistir.

Planao – vaguear; desviar. Ver II Pe.2.20-22.

Os apóstatas estão nivelados aos blasfemos, pois, para chegarem a ser apostatas, é necessário que, tenham conhecido ao Senhor em toda Sua plenitude,: Pai, Filho, Espírito Santo.

Sendo assim, eles são obrigados, para apostatar, a descrer e desprezar as três divinas Pessoas [O Pai – pelo seu Amor; O Filho – pelo Seu Sacrifício e humilhação voluntária; O Espírito Santo – pela Sua Graça e Unção e poder atuante do convencimento.], donde, ficará clara, a sua condenação para morte.

Cabe lembrar que, a Bíblia está falando da morte espiritual, mas como a morte física é inferior a esta, há casos de morte física que, pelo assunto em tela leva ao herético, apóstata, ou blasfemo a morte física, pelo engano, como fosse possível , enganar a Deus – na Plenitude esclarecida acima - [Ananias e Safira].

Hb.6. 4-6. Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro, e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério.

Leia os textos, examine-o e veja que a figura do Espírito Santo é presente, aliado a sua ação determinada pela anterior ação sacrificial de Jesus Cristo – O Filho de Deus - no conceito da apostasia sem volta.há uma relação fundamental e rudimentar na ação conjunta de deus que se realiza no homem, através da divina e doce figura do Espírito Santo, princilpalmente, no plano da terra. E isto, é comprovado desde a criação do Mundo. Gn.1.2

Parece-me, ao meu entendimento, que não há mais como gerar de novo, o que foi uma vez regenerado [regenerar – gerar de novo – gerar = é ligado a dor; quando o Espírito Santo regenera, ele cria um novo ciclo de vida, no plano espiritual do ser humano, que não poderá, mais ser novamente recriado, pois nasceu da crença..], só há uma possibilidade e oportunidade para este ato do Espírito Santo, que uma vez rejeitado, o impede de agir ma vida daquele que cair nesta miserável situação.

Hb.10.26-29. Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários. Havendo alguém rejeitado a lei de Moisés, morre sem misericórdia, pela palavra de duas ou três testemunhas; de quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue do pacto, com que foi santificado, e ultrajar ao Espírito da graça?

VII - Mas, que fique claro:

Enquanto houver clamor como o de Davi no Salmo 51[10-12. Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável. Não me lances fora da tua presença, e não retire de mim o teu santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.], o Espírito Santo gemerá, no interior do homem, levando-o a reconhecer os seus erros, este é o sinal da sua contínua ação em nós. O próprio João assim nos orienta no versículo 16. “cometer um pecado que não é para morte, pedirá, e Deus lhe dará a vida”.

VIII - Por fim:

21 Filhinhos, guardai-vos dos ídolos.

João encerra sua carta com uma exortação concluindo o cenário da epístola com a necessidade de Adorar só a Deus e nos guardar da idolatria.

Ídolos

I Ts. 1.9. e como vos convertestes dos ídolos a Deus, para servirdes ao Deus vivo e verdadeiro...

Não há nenhuma outra coisa tão desprezível aos olhos de Deus, do que a adoração aos ídolos.

I Co.12. 2 Vós sabeis que, quando éreis gentios, vos desviáveis para os ídolos mudos, conforme éreis levados. João ouviu e transcreveu as palavras de Jesus:

Amar a Deus sobre todas as coisas, este é o fundamento basal da fé do crente, sem ele não há garantias de vida.

Agradecimentos:

Agradecemos aos nossos seguidores, leitores, editores, a CPAD, pela Lição que, nos fez conhecer a verdadeira face dos fundamentos da fé cristã, ao Pr. Eliezer de Lira e Silva.

Desculpamo-nos pelas dificuldades, em editar nossos textos e na manutenção da nossa página, foram quase intransponíveis, originadas em mudanças significativas em nossa vida ministerial e pessoal, e por, ainda, motivos técnicos, com Telefonia e Internet banda larga. Orem por nós para que, tudo se resolva o mais rápido possível.

Graças a Deus é apenas, na área técnica e, uma questão de acesso e tecnologia, gerados pelas empresas que lidam com estas áreas na nossa região.

Fonte:

Bíblia Dake – CPAD – Atos

Bíblia Plenitude

Bíblia digital – cortesia Tio Sam

Apontamentos do autor

Estudo sobre I Epístola do Apóstolo São João - Osvarela

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical