quinta-feira, agosto 12

OS FALSOS PROFETAS - Lição 07 – CPAD- 3.º Trimestre 2010

OS FALSOS PROFETAS

Lição 07 – CPAD- 3.º Trimestre 2010                                                  – Autor. Osvarela

Texto Áureo: Dt.28.22. Quando o tal profeta falar em nome do SENHOR, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou o tal profeta; não tenhas temor dele.
Leitura Bíblica em Classe:
Jr. 28.2-4;12-15.
Verdade Pratica:- O alvo dos falsos profetas é desconstruir a verdade do evangelho e combater os autênticos arautos do Senhor.
Leitura Bíblica em Classe:
Jr. 28.5-12,16,17.

Glossário.

Reino vassalo – diz-se do reino que está sob o domínio de outro reino mais poderoso, que lhe impõe rei, mandatários, tributos onerosos e domínio militar evidente. Definição do autor deste texto.

INTRODUÇÃO:
Há tempos atrás eu publiquei um texto sobre este assunto.
Com o mesmo título.
O texto citado era com base nos trechos bíblicos.
1 João 4.1-6. Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
Nesta lição, eu me preocupei inicialmente sobre o fato de re-escrever sobre o assunto, mas me lembrei de que a Palavra de Deus é de inspiração própria e para o mesmo assunto pode ser concedida a Inspiração do Espírito Santo.
A análise desta situação hoje considerada pelo escritor trimestral da CPAD nos confere um posicionamento textual sobre um confronto.
A- O VERDADEIRO PROFETA - Jeremias
B- O FALSO PROFETA - Hananias
1- Posição Bíblica de cada um:
Profeta
2- Posição Social de cada um:
-Um de linhagem sacerdotal e Profeta convocado para toda a nação e povos/ povo. Jr.1. 5. Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta.
-Outro profeta cúltico e/ou do rei. Jr.28.1. E sucedeu no mesmo ano, no princípio do reinado de Zedequias, rei de Judá, no ano quarto, no mês quinto, que Hananias, filho de Azur, o profeta que era de Gibeom, me falou na casa do SENHOR, na presença dos sacerdotes e de todo o povo, dizendo:
3- Perfil na Sociedade:
a-Jeremiasave de mau agouro; traidor; colaboracionista do inimigo; mal querido até entre seu povo de Anatote; sob a ótica do povo pessimista; profeta do desastre; além da esperança [em quase todo o seu manifesto profético]; Escarnecido, sempre desacreditado, aprisionado, flagelado, condenado à morte; visual ridículo, com uma canga no pescoço...; singelo, mas sem sorrisos; ao lado do povo; risco de morte pela verdade; cônscio do que está e irá acontecer.
Nenhum outro profeta bíblico pertenceu tão inteiramente à sua época, nenhum outro viu seu próprio
destino tão emaranhado ao destino do seu povo’
.
b- Hananias – Jeová é clemente –
RANAMYAOHU (HANANIAS) - RANAM + YAOHU - Gracioso é YAOHU;  [1 Crônicas 3.19; 8.24; 25.4.];agradável ao rei; agradando ao povo; sob a ótica do povo – otimista; profeta de uma ‘breve’ saída para a paz do povo; vestes de príncipe; acesso ao palácio; líder entre seus pares; arrogante com Jeremias; colocando um véu na situação; falando em nome do Senhor...
I- Confrontando o perfil de cada um com quem você ficaria?
Com Jeremias ou Hananias?
Num momento em que você está prestes ao desastre, precisando de uma palavra de alívio, com qual mensagem você ficaria?
Esta é uma das questões deste confronto!
c- O Confronto público.
O que caracteriza os profetas é a mensagem publica, ou seja, o que cada profeta fala e se concretiza, ou não.
II- A Falsa Profecia é uma característica inerente certas situações; Israel estava numa situação difícil geopoliticamente, como reino vassalo sob os apertos inerentes a esta situação e se misturara com outras religiões e deuses e aceitava-os como deuses a serem ouvidos, mas mesmo seus profetas alçavam a voz do próprio peito sem inspiração divina, a seu bel prazer. 2 Rs.24.1. Nos seus dias subiu Nabucodonosor, rei de Babilônia, e Jeoiaquim ficou três anos seu servo; depois se virou, e se rebelou contra ele.
Jeremias havia profetizado um período de 70 anos, como aprendemos na lição do 2º trimestre.
Jr.27.6-12. E agora eu entreguei todas estas terras na mão de Nabucodonosor, rei de babilônia, meu servo; e ainda até os animais do campo lhe dei, para que o sirvam. E acontecerá que, se alguma nação e reino não servirem o mesmo Nabucodonosor, rei de babilônia, e não puserem o seu pescoço debaixo do jugo do rei de babilônia, a essa nação castigarei com espada, e com fome, e com peste, diz o SENHOR, até que a consuma pela sua mão; E falei com Zedequias, rei de Judá, conforme todas estas palavras, dizendo: Colocai os vossos pescoços no jugo do rei de babilônia, e servi-o, a ele e ao seu povo, e vivereis.
O Profeta foi acusado de sedição, colaborador, traidor, faccionista babilônico e outros tantos vulgos.
Além disto, O Senhor lhe manda ir um pouco mais além, e para acrescentar fogo, a tudo isto, colocar uma canga, um jugo típico dos animais, sobre os ombros e andar profeticamente pelas ruas e em todo lugar comum esta peça anunciando o jugo babilônico.
Com a proximidade da destruição, cerca de 2 anos à frente, se realiza este confronto.
a- No outro lado do propósito divino está Hananias.
Enquanto Jeremias profetiza uma destruição próxima Hananias o confronta e o coloca em posição duvidosa e difícil, pelo teor de suas palavras, diante de todo o Reino de Judá.
Hananias profetiza contra, o que ele pensava em ver, para agradar ao povo e ao rei.
Aproveitador é a palavra que se liga aos falsos profetas.
Hananias aproveita-se da situação de Jeremias e profetiza falsamente, dando inclusive dados cronológicos e históricos sobre o castigo profetizado por Jeremias.
Mal sabia ele que não haveria de viver para ver.
Cuidado para que nós não caiamos no erro de Hananias.
Na verdade o tempo que ele profetiza de ‘cura’ e ‘libertação’, par usar termos utilizados em nossos dias pelos falsos profetas, aproveitadores da necessidade do povo em ouvir coisa agradável aos seus ouvidos, se torna em mais um peso sobre a sua vida e este tempo, que lê não viria será cumprido fielmente como Tempo do Juízo e castigo do Senhor sobre a Nação.
Jr.28.2-4. Assim fala o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel, dizendo: Eu quebrei o jugo do rei de Babilônia. Depois de passados dois anos completos, eu tornarei a trazer a este lugar todos os utensílios da casa do SENHOR, que deste lugar tomou Nabucodonosor, rei de Babilônia, levando-os a Babilônia. ...porque quebrarei o jugo do rei de babilônia.
III- Morte e Vida:
A- Escolha do Profeta:
Jr.28.17. E morreu Hananias, o profeta, no mesmo ano, no sétimo mês.
Hananias desfaz da profecia de Jeremias diante de uma platéia seleta, e ouve apenas uma palavra do profeta Jeremias: “Amém!” Jr.28.6.
16 Portanto, assim diz o SENHOR: Eis que te lançarei de sobre a face da terra; este ano morrerás, porque falaste em rebeldia contra o SENHOR.
B- Vivenciando a Profecia.
A profecia bíblica no AT nos ensina alguns parâmetros que vão nos levar ao entendimento da vontade de Deus em várias formas de apresentação.
1-A Oralidade
2-A Manifestação da Natureza – Elias na caverna – vento, voz suave; nuvem em forma de mão de homem.
3-O uso de Nomes em filhos – Isaías e seus filhos; Is.8.3,4. E fui ter com a profetisa; e ela concebeu e deu à luz um filho; e o SENHOR me disse: Põe-lhe o nome de Maer-Salal-Hás-Baz.Porque, antes que o menino saiba dizer meu pai ou minha mãe, se levarão as riquezas de Damasco e os despojos de Samaria, diante do rei da Assíria.
4-Oséias e seus filhos - Oséias 2:23.E semeá-la-ei para mim na terra e compadecer-me-ei de Lo-Ruama; e a Lo-Ami direi: Tu és meu povo! E ele dirá: Tu és o meu Deus!
5-A apresentação dramática visual – jugo de Jeremias; o despir de Isaías; o uso do cinto de linho;
6-A vivencia da profecia – Jeremias; Isaías;Ágabo...
7-A apresentação e uso de objetos – Jugo de Jeremias, cinta de Paulo [NT. profeta Ágabo- At.21.11. e, vindo ter conosco, tomou a cinta de Paulo e, ligando-se os seus próprios pés e mãos, disse: Isto diz o Espírito Santo: Assim ligarão os judeus, em Jerusalém, o varão de quem é esta cinta e o entregarão nas mãos dos gentios.]
Eu escrevi, em outro texto, que na realidade Hananias não quebrou o jugo do pescoço de Jeremias, na realidade ele quebrou a própria Profecia, ao despedaçar o jugo, e trouxe sobre si o peso da condenação antecipadamente, pois quebra a profecia tipificada no jugo, ou canzil, desfaz aquilo que o Senhor tinha disposto para o povo ver e entender, aqueles que quisessem voltar ao Senhor, era uma forma também, de uma continuada acusação, que talvez Hananias enfurecido e com olhos voltados ao prazer de ser visto como um bom profeta tenha quebrado para agradar a todos. 10 Então Hananias, o profeta, tomou o jugo do pescoço do profeta Jeremias, e o quebrou.
IV- A Balança profética da Justiça do Senhor.
A- Deus dá o parâmetro para a atividade profética.
Is. 8.20. Å lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles.
A Palavra de Deus não cai, nem um til se perde.
Vemos como o Profeta Isaías define e parametra, a ação de quem faz uso das palavras, que saem da boca de Deus, que é exalada pelo Pneuma Divino.
O texto destaca que há que ter inspiração, mas segundo esta Palavra.
Qual a palavra a do Senhor seu Deus.
Não se deve consultar a falsos profetas e não se deve temer, este é o fundamento desta passagem e um ensino a ser desfrutado por nossos alunos nesta lição dominical.
Jr.28.9. O profeta que profetizar de paz, quando se cumprir a palavra desse profeta, será conhecido como aquele a quem o SENHOR na verdade enviou.
Quando Deus coloca a palavra Shalom como parâmetro precisa-se entendê-la, como:
Deus está falando de algo que etimologicamente insere o sentido da plenitude de uma vida tranqüila, incluindo:
-Paz
-Conforto espiritual
-Conforto físico
-Descanso da alma
-Descanso do espírito humano
B- Por que?
Leia uma descrição definitória e descritiva desta palavra
Paz = Shalom
Shalom significa paz, prosperidade, bem, saúde, inteireza, segurança!
Shalom significa muito mais do que ausência de guerra!
Inteireza, integridade, harmonia e realização são idéias mais próximas do significado da palavra.
Em shalom encontramos implícita a idéia de relacionamentos não abalados com outras pessoas e de desejo de sucesso às pessoas nas suas empreitadas.
Em suas ocorrências bíblicas, shalom está ligada ao resultado da aliança divina (berit) e é também o resultado da retidão.
Em muitos casos descreve o estado de plenitude e realização, que é o resultado da presença de Deus!
Jr.29.1;8-11. E estas são as palavras da carta que Jeremias, o profeta, enviou, de Jerusalém, ao resto dos anciãos do cativeiro, como também aos sacerdotes, e aos profetas, e a todo o povo que Nabucodonosor havia transportado de Jerusalém para a Babilônia,
8 Porque assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Não vos enganem os vossos profetas que estão no meio de vós, nem os vossos adivinhos, nem deis ouvidos aos vossos sonhos que sonhais. Porque eles vos profetizam falsamente em meu nome; não os enviei, diz o SENHOR. Porque assim diz o SENHOR: Certamente que, passados setenta anos na Babilônia, vos visitarei e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando-vos a trazer a este lugar. Porque eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que esperais.
Então Deus define que um profeta para ser avaliado como profeta de Deus deve mesmo em caso de profecias duras e de peso ou haverá um benefício futuro a ser obtido pelos que derem ouvidos a sua voz.
Foi o que aconteceu com Judá – Reino do Sul – mesmo no cativeiro Jeremias; passada esta situação de confronto com o então finado Hananias, o Profeta lhes manda uma palavra de Esperança no capítulo 28;29 de seu Livro Profético.
V- A Reação do Falso Profeta:
O destempero do falso profeta é notório.
Se as suas palavras são rechaçadas com a verdade ele faz cena, fala em nome do Senhor, se destempera, se desespera, parte para o confronto físico, totalmente diferente do Verdadeiro Profeta do Senhor, assim agiu Hananias, e assim agem os que são confrontados com a Verdade de Deus.
Jr.28.10,11. Então Hananias, o profeta, tomou o jugo do pescoço do profeta Jeremias, e o quebrou. E falou Hananias na presença de todo o povo, dizendo: Assim diz o SENHOR: Assim, passados dois anos completos, quebrarei o jugo de Nabucodonosor, rei de babilônia, de sobre o pescoço de todas as nações. E Jeremias, o profeta, seguiu o seu caminho.
Arrependimento, humildade, não faz parte do repertório da personalidade espiritual do falso profeta.
Sensibilidade a Voz do Espírito Santo, é descartada nesta relação, mas prevalece o furtar o povo, o perjúrio, o juramento falso, o engano e o valor de uma posição religiosa de aparente força e ‘status’.
Na realidade enfatizo esta posição logo no início, para demonstrar qual é o lado escolhido e no qual  estaremos, desde o princípio deste texto, afinal é o propósito da Lição.
A realidade deste confronto é o que a Igreja vive diariamente.
-Entre dissimuladores
-Entre verdadeiros pregadores
-Entre os que sugam o povo em nome de Deus
-Entre o que fala a verdade e é atacado
Muito embora, sejamos cônscios da qualidade do verdadeiro profeta, necessitamos deixar claro:
Há uma grande parcela do povo e de obreiros que não aceita muitas posições teológicas fundamentais para qualificação do povo, se estas não forem condutoras de um apelo evangélico-comercial, que não leve a um crescimento magnífico, que não se oponha aos interesses pessoais, acima dos interesses da Igreja e do próprio Deus.
VI- Depois do desprezo do Verdadeiro Profeta e de sua humilhação pública:
Jr.28.12-16. Mas veio a palavra do SENHOR a Jeremias, depois que Hananias, o profeta, quebrou o jugo de sobre o pescoço de Jeremias, o profeta, dizendo: Vai, e fala a Hananias, dizendo: Assim diz o SENHOR: Jugos de madeira quebraste, mas em vez deles farás jugos de ferro.Porque assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Jugo de ferro pus sobre o pescoço de todas estas nações, para servirem a Nabucodonosor, rei de babilônia, e servi-lo-ão, e até os animais do campo lhe dei.E disse o profeta Jeremias ao profeta Hananias: Ouve agora, Hananias: Não te enviou o SENHOR, mas tu fizeste que este povo confiasse em mentiras.Portanto, assim diz o SENHOR: Eis que te lançarei de sobre a face da terra; este ano morrerás, porque falaste em rebeldia contra o SENHOR.
Ei! Ainda não acabou para mim e para você.
Deus ainda tem mensagem em nossos lábios para condenação do Falso Profeta, não deixe de falar a Verdade, mesmo sob pressão ou manifestação contrária da ‘corte’. [não leve estas palavras, para usá-las contra os ungidos do Senhor, nossos pastores: “Obedecei aos vossos pastores”]
VII- Morte com data marcada.
Após a palavra do Profeta Jeremias, Hananias durou pouco mais de 3 meses, foi o tempo de vida que teve, não sei se com pesar ou se com a mesma arrogância, mas assim acontece com os falsos profetas.
Fazem muito barulho e depois, ‘morrem’ em pouco tempo.
Fazem seu ‘mise-en-scéne’ e depois somem [morte] no meio do nada.
E morreu Hananias, o profeta, no mesmo ano, no sétimo mês.
Não morra antes da hora, sendo fiel a Deus.
VIII- POSSESÕES ou Apoderar-se o Espírito de Deus:
Considerações sobre a Natureza da Ação.
A Ação Não Divina.
Falsos Profetas ou Profetas desviados da Mensagem.
Mq. 3.6-8. Portanto se vos fará noite sem visão; e trevas sem adivinhação haverá para vós. Assim se porá o sol sobre os profetas, e sobre eles, obscurecerá o dia. E os videntes se envergonharão, e os adivinhadores se confundirão; sim, todos eles cobrirão os seus lábios, porque não haverá resposta de Deus. Quanto a mim, estou cheio do poder do Espírito do Senhor…
Por outro lado, há as mensagens indutivas, em geral obtidas em transe extático, por meio de sonhos, de visões e de audições.
Neste caso, trata-se de conteúdos que se formam na consciência da pessoa e que necessitam de formas para sua comunicação.
IX- O Verdadeiro Espírito agindo.
Já a ação do Espírito Santo é uma forma de comunicar verbalmente os oráculos de Deus.
Nm. 11.26.Porém no arraial ficaram dois homens; o nome de um era Eldade, e do outro Medade; e repousou sobre eles o espírito (porquanto estavam entre os inscritos, ainda que não saíram à tenda), e profetizavam no arraial. Fala da escolha, pois estavam entre os inscritos, mas lá mesmo onde estavam, por serem escolhidos, Deus enviou o seu poder…
Jeremias indica os que são falsos profetas.
1- Primeiro - os que profetizam por Baal.
Jr.23.13. Nos profetas de Samaria bem vi eu loucura; profetizavam da parte de Baal e faziam errar o meu povo de Israel.
Indução é falsidade de mensagem, era um artifício usado no seio de Israel desde os tempos de Balaão e Balaque.
Quando vemos este texto entendemos que a situação estava espalhada pela nação, falsos profetas se encontravam atuando em todo o território.
2 Rs.17.26 Por isso falaram ao rei da Assíria, dizendo: A gente que transportaste e fizeste habitar nas cidades de Samaria, não sabe o costume do Deus da terra; assim mandou leões entre ela, e eis que a matam, porquanto não sabe o culto do Deus da terra.
Mistura é produto usado pelos falsos profetas.
É uma indução agir conforme a vontade dos moradores – leia ouvintes –
Temos visto uma multidão se apinhando em locais novos recém abertos, sob a visão de algum novo ‘ministro’ e notamos que há certo misticismo profético entre eles e a multidão.
Alguns usam de misturas variadas.
X- Símbolos – leia a continuidade do texto – trejeitos que aproximam, para não ser mais enfático de cultos diferentes dos nossos cultos.
Liturgias simbólicas com sacralização de materiais.
XI- Mistura sempre traz o erro.
2 Rs.17.27.ss.Então o rei da Assíria mandou dizer: Levai ali um dos sacerdotes que transportastes de lá; e vá e habite lá, e ele lhes ensine o costume do Deus da terra.Veio, pois, um dos sacerdotes que transportaram de Samaria, e habitou em Betel, e lhes ensinou como deviam temer ao SENHOR. Porém cada nação fez os seus deuses, e os puseram nas casas dos altos que os samaritanos fizeram, cada nação nas cidades, em que habitava.Assim temiam ao SENHOR, mas também serviam a seus deuses, segundo o costume das nações dentre as quais tinham sido transportados.Até ao dia de hoje fazem segundo os primeiros costumes; não temem ao SENHOR...
Samaria – significa terra da mistura; terra da introdução de costumes não hebreus, que se introduziram junto com os costumes litúrgicos hebreus.
2 Reis 17:6. No ano nono de Oséias, o rei da Assíria tomou a Samaria, e levou Israel cativo para a Assíria; e fê-los habitar em Hala e em Habor junto ao rio de Gozã, e nas cidades dos medos,
2 Reis 17:24. E o rei da Assíria trouxe gente de Babilônia, de Cuta, de Ava, de Hamate e Sefarvaim, e a fez habitar nas cidades de Samaria, em lugar dos filhos de Israel; e eles tomaram a Samaria em herança, e habitaram nas suas cidades.
2 Reis 18:10.  E a tomaram ao fim de três anos, no ano sexto de Ezequias, que era o ano nono de Oséias, rei de Israel, quando tomaram Samaria.
Jr.23.14. Mas nos profetas de Jerusalém vejo coisa horrenda; cometem adultérios, andam com falsidade e fortalecem as mãos dos malfeitores, para que não se convertam cada um da sua maldade; todos eles se tornaram para mim como Sodoma, e os moradores de Jerusalém, como Gomorra.
Jeremias aponta para um período descrito, ainda á época da existência de Israel.
2 Reis 17:6. Até Judá não guardou os mandamentos do SENHOR seu Deus; antes andaram nos estatutos de Israel, que eles fizeram.
9. O profeta que profetizar de paz, quando se cumprir a palavra desse profeta, será conhecido como aquele a quem o SENHOR na verdade enviou.
São aqueles que falam ao povo de Deus deixando-os inertes à ação do inimigo, crendo que estão falando, ou melhor, ouvindo Deus falar, mas a mensagem não é do Senhor, mas produzida por mimetização.
Esta palavra sugere a possibilidade de atuação, dita profética, mesmo sem ser vinda da parte do Senhor Nosso Deus.
Muitos movimentos têm se levantado com aparência de evangélicos, mas trazem em seu bojo mensagens estranhas.
Curas, revelações, profecias podem ser facilmente usadas por supostos êxtases espirituais ou mensagens dadas pela divindade e trazem:
-Confusão
-Erro
-Desvio Doutrinário
-Morte espiritual
-Sequidão
-Mornidão
-Dormência
-Cauterização ao erro
Tudo isto pode ser passível de acontecer, mesmo no seio da Igreja.
É por isto, que precisamos ter alguns valores e dons espirituais para combater este espírito do erro, que nestes últimos dias virão.
João, O apóstolo os identifica e chama-nos a atenção. 1 João 4.6.Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro.
Assim como no AT, com Jeremias, que mesmo sofrendo aponta aos que são falsificadores da mensagem de Deus, dizem ‘o Senhor falou’.
Jr.23.13. Nos profetas de Samaria bem vi loucura; profetizavam da parte de Baal, e faziam errar o meu povo Israel.
Talvez até seja mais apropriado dizer que sonhos, visões, audições constituem já ‘formas comunicativas’ de conteúdos formados na consciência da pessoa por meio de processo hermenêutico.
Jr.23.9-11. Acerca dos profetas. O meu coração está quebrantado dentro de mim; todos os meus ossos estremecem; sou como homem embriagado e como homem vencido pelo vinho, por causa do SENHOR e por causa das suas santas palavras. Porque a terra está cheia de adúlteros e chora por causa da maldição divina; os pastos do deserto se secam; pois a carreira dos adúlteros é má, e a sua força não é reta.Pois estão contaminados, tanto o profeta como o sacerdote; até na minha casa achei a sua maldade, diz o SENHOR.
XII- Conceito do Falso.
Estudando a palavra vamos encontrar uma série de conceitos e definições para Falso.
Falso pode estar ligado:
Pronunciar:
Mentira
Logro
Trapaça
a-Engano – que pode estar ligado a vitimizar aqueles que ouvem o que o falso diz.
1 Tm.4.1-2. Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência,
Deturpação da verdade ou da notícia, no caso de informar.
Isto infere, que Falsos profetas estão sendo falsos porta-vozes de Deus, ao falarem do que não ouviram, ou impedir que os seus ouvintes ouçam a verdade de Deus.Caso do Profeta Hananias.
b-Iludir – Hananias iludia o povo ao dizer uma mentira quanto ao tempo do cativeiro e queda de Nabucodonosor, chamado por Deus de ‘meu servo’ – Nabucodonosor era servo de Deus no sentido de que Deus lhe concedera autoridade e sabedoria para dominar outros povos, e neste intercurso de poder conquistar o povo de Judá para ser um abrigador deste povo preservando a semente de Abraham da destruição.
c-Mistificar – serve para indicar que falsos profetas usam de mistificação da verdade para enganar ao povo, sobre a real situação de adultério espiritual entre eles, e assim como Balaão induzi-los ao erro, com base em predições da verdade.
Informar mal – deixar o povo sem a informação. Hananias sabia que a destruição viria, mas procurou minimiza-la diante do povo e do rei para manter um aparente controle sobre a situação.Hoje muitos têm se utilizado desta situação para manter o povo aos seus pés literalmente
d-Dissimular [infere iludir] – Hananias na realidade usa da dissimulação, ele dissimula em seu discurso de tal forma que todos pudessem se sentir seguros quanto ao que viria, aproveita-se, como todo dissimulador, de que certas palavras e atitudes agradam ao povo e sacerdotes, que a dureza das palavras criavam medo, ira, e da situação do Verdadeiro Profeta: Jeremias, entre o povo e a Corte não era uma situação favorável, mas cheia de pechas e ataques a sua personalidade ele dissimula diante dos povo, da Corte e dos Sacerdotes. Hananias com sua falsa profecia procurou iludir ao povo, com palavras singelas e empáticas, na qual todos se identificaram. Afinal, era tudo o que o povo queria naquele instante da quadra histórica de Judá, após verem seus irmãos do Sul serem destruídos e dizimados, eles queriam alguém que pudesse dizer-lhes que eles estavam certos, que havia uma saída rápida, que o Inimigo babilônico logo seria derrotado e tudo ficaria bem, mesmo em meio
e-Vítimizando o povo - esta Falsa Profecia de Hananias acaba por vitimizar o povo.
No sentido de deixá-los vulneráveis a ação do Inimigo próximo, em fazê-los acreditar  que haveria escape e deixando-os absortos da destruição e consequentemente sem condições de reação, não a reação bélica, mas a possibilidade sempre presente do arrependimento ou no mínimo deixarem de servir aos outros deuses e voltarem-se ao Senhor Deus de Israel.
f-Fabricar uma profecia [produzir; inventar – mesmo gênero]– falsidade infere a fabricação de algo que não é ou não existe, só na mente do falso. Na área da Profecia esta é a ação mais presente, alguém cria em sua mente uma palavra de deus e a anuncia como sendo Voz de Deus, quando não se trata da Voz do Altíssimo, foi o ato de Hananias.
g-Induzir ao erro – os falsos profetas induzem o povo ao erro, no servir ao Senhor, esta é o maior peso destes que assim agem. Servir ao senhor com negligencia, Hananias se houve desta maneira, pois o texto sagrado não o descaracteriza como Profeta, mas o condena ao afirmar que ele era Profeta do Senhor.
1 Tm. 4.16. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.
Devemos ter cuidado com esta situação, se somos profeta de Deus devemos tomar cuidado com o que falamos ao Povo de Deus, pois não podemos dizer ‘Paz, quando não há Paz’, que tudo vai bem com a Doutrina ou Vida da Igreja, só par deixa-los felizes, quando sabemos que nada vai bem.
h-Exposição falsa – Hananias tipifica o pregador, que faz uso do nome de Deus para realizar uma exposição em seu nome sobre a vontade de Deus.
i-Produzir falsidade – Hananias produziu por sua própria lavra uma profecia pessoal e pagou o preço de tê-la produzido. Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Gálatas 6:7.
10 Então Hananias, o profeta, tomou o jugo do pescoço do profeta Jeremias, e o quebrou.
XIII- Falar a Verdadeira profecia salva a vida do profeta.
Enquanto Hananias confrontador de Jeremias morreu por causa de sua falsidade profética, o Profeta Jeremias mantendo a sua honestidade, falou a verdade profética ao rei Sedecias conforme lhe ordenara o Senhor.
Isto lhe garantiu a vida, mesmo na Invasão e ele foi poupado e pode até mesmo escolher, se iria para Babilônia ou ficar em Judá, conforme lhe prometera o rei.
Jr.38.14-18. Então, enviou o rei Zedequias e fez vir à sua presença Jeremias, o profeta, à terceira entrada, que estava na Casa do SENHOR; e disse o rei a Jeremias: Pergunto-te uma coisa; não me encubras nada.
Disse Jeremias a Zedequias: Se eu ta declarar, com certeza, não me matarás? E, aconselhando-te eu, ouvir-me-ás? Então, jurou o rei Zedequias a Jeremias, em segredo, dizendo: Vive o SENHOR, que nos fez esta alma, que não te matarei, nem te entregarei nas mãos destes homens que procuram a tua morte.Então, Jeremias disse a Zedequias: Assim diz o SENHOR, Deus dos Exércitos, Deus de Israel: Se, voluntariamente, saíres, aos príncipes do rei da Babilônia, então, viverá a tua alma, e esta cidade não será queimada, e viverás tu e a tua casa. Mas, se não saíres aos príncipes do rei da Babilônia, então, será entregue esta cidade nas mãos dos caldeus, e eles a queimarão, e tu não escaparás das mãos deles.
XIV- Homem de Deus fica em lugar seguro e bem guardado.
Jeremias ficou no átrio da Guarda do rei.
Profeta tem que se relacionar através da verdade e mantê-la intocada, pois o que Deus nos entrega, muitas vezes, são revelações especiais para alguém.
Abrir a boca e falar o que Deus nos tem revelado em segredo para alguém, descaracteriza a vida do profeta e pode condená-lo à morte!
Jr.38.27. ...e o deixaram, porque não se revelou o negócio. E ficou Jeremias no átrio da guarda até o dia em que foi tomada Jerusalém e ainda ali estava quando foi tomada Jerusalém.
CONCLUSÃO.
A forma de agir de falsos profetas coloca toda uma nação em risco.
Um falso profeta entre nós se torna em parâmetro para todos os demais.
O povo muitas vezes, e mesmo nós, queremos só pensar no imediatismo da profecia generosa e não na dureza que trará benefícios posteriores e nos preservará a vida, nossa e da nação Evangélica – Igreja –
É tempo de denunciar os falsos profetas.
É tempo de nos avaliarmos para não sermos só profeta da vontade do povo, mas profetas da vontade de Deus.
Esta é uma hora difícil em que os verdadeiros homens de Deus serão experimentados e tentados com toda sorte de ofertas;
Financeiras
Facilidades
Honrarias humanas
Pleitos humanos
Vida tranqüila para tentar compensar algum desvio daquilo á que fomos chamados.
Jr.29.12-14;19. Então, me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei voltar os vossos cativos, e congregar-vos-ei de todas as nações e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei. Porquanto não deram ouvidos às minhas palavras, diz o SENHOR, enviando-lhes eu os meus servos, os profetas, madrugando e enviando; [...] e eu o sei e sou testemunha disso, diz o SENHOR.
Fonte.
Restaurando a Palavra Bíblica – Shalom – Bíblia em bytes On line.
BÍBLIA Sagrada online;
Apontamentos do autor;
Lição CPAD;
Bíblia digital – cortesia Tio Sam
Falsos Profetas – texto do editor deste texto.
Os Livros Proféticos – UPM – Professor Tarcízio Carvalho
Ralph Smith
Outros

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical