quarta-feira, setembro 22

CIÊNCIA E MILAGRE NA ROTA DOS ISRAELITAS NO ÊXODO...

A Ciência mais uma vez tenta explicar um Milagre.
Embora com um viés positivo, mas que apresenta uma possibilidade deste evento bíblico ter sido, apenas obra da natureza ou da soma de fatores das intempéries terrestres, o que pode inferir em descaracterizar um milagre, banalizando-o.
A pergunta é: – porque naquele exato dia e o tempo exato do acontecimento?
Benefício e dúvida! Quando a matéria diz: “milagre explicado”.
Ora milagre não se explica....
Ex.14. 21. Então Moisés estendeu a mão sobre o mar; e o Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite, e fez do mar terra seca, e as águas foram divididas.
Lógico que isto mostra que a Palavra de Deus e seus atos são verdadeiros.
O importante é que a Bíblia serviu de base, para este modelo da dinâmica hidráulica, e aeólica, acontecido sob a autoridade dada por Deus a Moisés, e para espanto dos egípcios e da ciência.
Argumento científico e sua base:
Ilustração do estudo.
A própria Bíblia diz que foi um forte vento Oriental, que soprou toda aquela noite.
A Bíblia, certamente lida pelos cientistas dá a informação do conjunto físico usado por Deus.
Lógicamente Deus só agiu por causa do seu povo e pela ação de Moisés, sob a sua ordem.
Explicar como uma teoria, ou seja, com um experimento digital é fácil, precisamente pela descrição bíblica.
Leia parte do texto da reportagem:

Simulação comprova teoria de que fortes ventos teriam empurrado água de volta para o rio e "aberto" o mar para os judeus.

O senão talvez, seja parte da reportagem, quando fala de uma teoria, não da para indicar.
Mas, a verdade da Palavra não é uma teoria, para nós os crentes – é a verdade - , o experimento só foi possível, s.m.j. pela descrição do mesmo no texto bíblico, de quem estava presente no ato – Moisés.

O interessante é que os hebreus passaram a pés enxuto e os carros e cavaleiros de Faraó atolaram!

Por quê?

Por causa do controle do tempo, necessário para o povo de Deus passar – “Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o mar retomou a sua força ao amanhecer, e os egípcios fugiram de encontro a ele”;

Faço como o profeta Elias: Deus deve ter dado umas aulas aos israelitas para aprender a andar no mar aberto....

A ciência pegou, uma bela carona na Palavra de Deus, o que não tira o mérito e o poder de Deus, nesta cena antológica, já produzida como filme de grande sucesso em Hollywood.

Para mim, isto só robustece a minha fé, Deus tem o controle da Criação!
E ficam faltando muitas explicações para completar o quadro bíblico....

Mt.8.26. Ele lhes respondeu: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se grande bonança.
Ex.14. 21-29. Então Moisés estendeu a mão sobre o mar; e o Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite, e fez do mar terra seca, e as águas foram divididas. E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas foram-lhes qual muro à sua direita e à sua esquerda. E os egípcios os perseguiram, e entraram atrás deles até o meio do mar, com todos os cavalos de Faraó, os seus carros e os seus cavaleiros. Na vigília da manhã, o Senhor, na coluna do fogo e da nuvem, olhou para o campo dos egípcios, e alvoroçou o campo dos egípcios; embaraçou-lhes as rodas dos carros, e fê-los andar dificultosamente; de modo que os egípcios disseram: Fujamos de diante de Israel, porque o Senhor peleja por eles contra os egípcios. Nisso o Senhor disse a Moisés: Estende a mão sobre o mar, para que as águas se tornem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros. Então Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o mar retomou a sua força ao amanhecer, e os egípcios fugiram de encontro a ele; assim o Senhor derribou os egípcios no meio do mar. As águas, tornando, cobriram os carros e os cavaleiros, todo o exército de Faraó, que atrás deles havia entrado no mar; não ficou nem sequer um deles. Mas os filhos de Israel caminharam a pé enxuto pelo meio do mar; as águas foram-lhes qual muro à sua direita e à sua esquerda.

Modelo de computador explica como Moisés separou o Mar Vermelho

iG São Paulo | 21/09/2010 19:32

Simulação comprova teoria de que fortes ventos teriam empurrado água de volta para o rio e "aberto" o mar para os judeus.
Dar explicações físicas para um milagre. Foi isso que Carl Drews e Weiqing Han do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas (NCAR), da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, fizeram ao criar um modelo que simula por computador como o movimento do vento, descrito no Antigo Testamento, poderia ter separado as águas do Mar Vermelho. O trabalho foi publicado na revista científica PLoS ONE.

As simulações de computador mostram que um forte vento leste noturno, de mais de 100 km por hora, que durasse mais de 12 horas, poderia ter empurrado a água, para uma lagoa costeira ao longo do Mar Mediterrâneo. Assim um caminho teria se aberto, permitindo que as pessoas andassem com segurança em lodaçais no meio do Mar. Quando o vento amainou, as águas recuaram.
Veja no vídeo abaixo:

Eles descobriram que um vento de 63 km/h, com duração de 12 horas, teria empurrado as águas de 6 metros de profundidade. Este fato teria exposto sapais, durante quatro horas, criando uma passagem de 3, 2 km de comprimento e 5 km de largura.
O estudo destina-se a apresentar um cenário possível de eventos que, de acordo com a Bíblia, ocorreu há mais de 3.000 anos. Mesmo assim, peritos têm dúvidas se eles realmente ocorreram. A pesquisa foi baseada em uma reconstrução dos locais prováveis e profundidades dos canais do delta do Nilo, que mudaram consideravelmente ao longo do tempo.
As simulações são bastante fiéis ao que é relatado no Êxodo", disse Carl Drews do NCAR, autor do estudo. "A separação das águas pode ser compreendida através da dinâmica de fluidos. O vento move a água de uma forma que, em conformidade com as leis da física, cria uma passagem segura de água em dois lados e, em seguida, abruptamente permite que a água retorne".
E o mar se abriu
O livro do Êxodo descreve a fuga de Moisés e dos judeus do Egito.
Enquanto eles estavam ficaram encurralados entre as carruagens egípcias e um corpo de água frequentemente identificada como o Mar Vermelho, um poderoso vento oriental soprou por toda a noite. As águas se abriram, deixando um caminho para que Moisés e os israelitas conseguissem escapar. Quando o exército do Faraó tenta persegui-los pela manhã, a água retornou abruptamente e os soldados morreram afogados.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical