sábado, setembro 25

A MISSÃO PROFÉTICA DA IGREJA. LIÇÃO 13 – CPAD - 3º Trimestre-2010

A MISSÃO PROFÉTICA DA IGREJA.

LIÇÃO 13 –CPAD                    –                       Autor. Osvarela
Texto Áureo. Mas, tardar, para que saiba como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus Vivo, a coluna e firmeza da verdade. 1 Tm. 3.15.
Leitura Bíblica em Classe.
Atos 8.4-8; 12-17.
4 No entanto os que foram dispersos iam por toda parte, anunciando a palavra.
5 E descendo Filipe à cidade de Samária, pregava-lhes a Cristo.
6 As multidões escutavam, unânimes, as coisas que Filipe dizia, ouvindo-o e vendo os sinais que operava;
7 pois saíam de muitos possessos os espíritos imundos, clamando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos foram curados;

8 pelo que houve grande alegria naquela cidade.
12 Mas, quando creram em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus e do nome de Jesus, batizavam-se homens e mulheres.
13 E creu até o próprio Simão e, sendo batizado, ficou de contínuo com Filipe; e admirava-se, vendo os sinais e os grandes milagres que se faziam.
14 Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, tendo ouvido que os da Samária haviam recebido a palavra de Deus, enviaram-lhes Pedro e João;
15 os quais, tendo descido, oraram por eles, para que recebessem o Espírito Santo.
16 (Porque sobre nenhum deles havia ele descido ainda; mas somente tinham sido batizados em nome do Senhor Jesus.)
17 Então lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo.
Textos apoio.
Atos 8.25.Eles, pois, havendo testificado e falado a palavra do Senhor, voltando para Jerusalém, evangelizavam muitas aldeias dos samaritanos.
8 Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra.
Neste trimestre aprendemos sobre o Dom de profecia.
-Sobre o Dom ministerial de Profeta
-O propósito da Profecia.
Exórdio.
Nesta última lição nos voltamos para a impressionante tarefa legada à Igreja.
Assim a Igreja jamais se furtou de aplicar a autoridade apologética, evangelística e profética concedida a ela.
Já no seu nascedouro a Igreja se fortalece e robustece pela ação profética da boca de Pedro – 8000 almas acrescentadas em dois discursos.
Seria uma mega Igreja nos nossos dias.
Qual era a diferença daqueles dias e dos nossos.
Muitos talvez sentiriam de alguma forma um desejo, ainda que não externado, como o de Simão ex-mágico, que não compreendeu a ação profética na vida dos Apóstolos e gostariam de alcançar estes números.
Alguns no entanto, entenderam, como Felipe, a Missão e saiu a realizar a proposta da Missão. - e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria... –
Jesus estabeleceu a Igreja com um propósito divino, parte do Plano de Seu Pai.
João 3. 16. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Mt.18.11. [Porque o Filho do homem veio salvar o que se havia perdido.]
I- Visão e Missão.
Missão [da Igreja] – nossa definição – é o papel proposto por Deus a ser desempenhado, pela Igreja na Terra.
Fornecer a todos os homens, o direito de conhecerem a Verdade revelada na pessoa do Salvador Único – Jesus Cristo, para que eles, venham ao pleno conhecimento da Verdade – O Próprio Jesus.
Para que todos os homens em todos os lugares, próximos o nos confins da Terra possam desfrutar da Salvação.
A função da Igreja é apoiar e transmitir ao mundo a Verdade que Deus revelou.
Visão.
Ser a agência divina da Terra a fornecer o alimento para a vida de todos os homens - Jesus o Pão vivo que desceu dos céus.-
Mc.16. 15-18. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.
No mundo empresarial e acadêmico é uma palavra em voga, nos dias atuais e indica uma proposta para a empresa com vistas a um objetivo – definição do autor do texto.
a- Uma Entidade se define pela sua Missão.
A Missão Profética é a razão da existência da Igreja.
A Igreja nasce de forma profética, nas palavras de Jesus em Mt. 16.18.ss
Sobre esta palavra revelada a Igreja se constituiu, à partir deste momento, pois vemos o Senhor Jesus falando, de como a Igreja deveria exercitar a relação entre seus membros, ainda antes de sua morte.
Mt.16.16-19. Respondeu-lhe Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Disse-lhe Jesus: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelou, mas meu Pai, que está nos céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus.
A Igreja nos lábios já existia na presciência de Jesus Cristo.
E podemos aquilatar esta evidencia em Mt.18. 15-17. Ora, se teu irmão pecar, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, terás ganho teu irmão; mas se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda palavra seja confirmada. Se recusar ouvi-los, dize-o à igreja; e, se também recusar ouvir a igreja, considera-o como gentio e publicano.
As palavras, que vamos utilizar, nesta parte do presente texto, são palavras utilizadas no mundo moderno, mas já conhecidas e parte integrante da Igreja, desde a primitiva.
2 Tm.1. 9. que nos salvou, e chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e a graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos eternos...
B-Propósitos divinos para a Missão da Igreja.
-O que a Igreja deve realizar?
-O que a Igreja pode realizar?
-Onde deve realizar?
-Para quem ela deve realizar?
-Para quê a Igreja deve realizar?
Ef.3. 9-11. ... e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou, para que agora seja manifestada, por meio da igreja, a multiforme sabedoria de Deus, seja conhecida, dos principados e potestades nas regiões celestes, segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor...
A Missão profética da Igreja está contida nesta proclamação, como parte da sua Missão.
Como realizar?
Lendo o Apóstolo Paulo em Efésios – cap.3
Interessante, que a Igreja já nasce com todos estes quesitos incluindo uma noção importante.
Responsabilidade social.At.2. 42-46. ...e perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. [...] estavam unidos e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um. ... partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração,
II- Além da Missão – Visão - temos.
1-Valôres – determinados no mais completo manual de vida, para a humanidade – A Bíblia Sagrada, nas palavras de Jesus.
Mas, tardar, para que saiba como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus Vivo, a coluna e firmeza da verdade. 1 Tm. 3.15.
a-Quais eram e são os valores da Igreja.
Aonde estão os valores da Igreja verdadeira.
Quando lemos esta pergunta precisamos de entender que:
Se há uma missão, há necessidade de a realizarmos sobre os valores dados por Jesus Cristo.
A base dos valores da Igreja é o Novo Mandamento, dado por Jesus Cristo e demonstrado na Cruz do Monte do Gólgota [Caveira]. Mc. 12.31,33. E o segundo é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que esses. ...e que amá-lo de todo o coração, de todo o entendimento e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo,
É dar a vida por almas, que precisam conhecer a Visão da Igreja.
1 Tm.2. 4. ... o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.
Se hoje, somos a agencia divina da Salvação em operação na Terra até a volta de Jesus, depois seremos aprovados e nossa missão se encerra e passamos ao galardoamento anunciado nas Escrituras.
2-Equipe – Na fundação 12 apóstolos e mais de 500.
Esta equipe dos 12 tinha o entusiasmo dado pelo Espírito Santo, a força das Palavras de Jesus, a experiência discipular de vivenciar o poder do próprio Cristo, durante três anos e meio de convívio diário.
E durante todos estes séculos milhões e milhões que deram as suas vidas a Cristo.
Temos a obrigação de anunciar e exercer a nossa Missão Profética pois Paulo nos concita, a isto, em virtude da nossa responsabilidade, para com os homens e para com Deus.
Interessante, que neste texto Paulo utiliza-se da palavra profética de Isaías, um profeta do AT.
Rm.10. 13-16. Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como pois invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? assim como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam coisas boas! Mas nem todos deram ouvidos ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem deu crédito à nossa mensagem?
17 Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.
Você faz parte desta equipa?
3-Para continuar atendendo a Missão proposta tem que ter um objetivo.
Alcançar o alvo.
Fp.3.14. ... prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.
Capacitação – dada pelo Espírito Santo, em nome de Jesus Cristo.
a- At.1.8. Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo,
b- Mc.16. 15-18. E disse-lhes: [...] Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados.
3-Confiabilidade – é concedida no poder profético da Igreja, na concordância entre seus partícipes e sob o nome de Jesus.
Cuidado com os falsos em ‘missão’, dita ‘profética’ – Mt.24.5. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; a muitos enganarão.
3-1- Mt.18.18-20. Em verdade vos digo: Tudo quanto ligardes na terra será ligado no céu; e tudo quanto desligardes na terra será desligado no céu. Ainda vos digo mais: Se dois de vós na terra concordarem acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Pois onde se acham dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
Neste texto bíblico enunciado por Jesus Cristo, temos a própria essência desta lição, capacitados profeticamente para uma Missão e realização da mesma, com capacitação de cunho espiritual divino.
Assim, a Igreja é objetivamente iniciada pelo seu fundador Jesus Cristo, como parte de um Plano divino eternal, que a incluía, antes mesmo da fundação dos séculos, antes de todas as eras virem a existir.
3-2- A Missão necessitava de instrumentalidade.
Jesus Cristo, indica aos santos apóstolos, que eles receberiam a instrumentalidade necessária para realizar a proposta da Missão - 8 Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo... –
Este poder é a dotação carismática profética, que lhes dá a Visão necessária para que, utilizando-se do poder do Espírito eles alcançarem, o Alvo proposta à Missão. - Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra. –
Dentre esta instrumentalidade, nos foi concedido o dom profético, concernente à Missão profética a ser desenvolvida pela Igreja.
III- Felipe e Samaria.
Quando a perseguição acontece vemos Felipe descendo a Samaria.
Ali a instrumentalidade do poder do Espírito Santo é demonstrada como capacitadora para realização daquilo que Jesus falou.
5 E descendo Filipe à cidade de Samária, pregava-lhes a Cristo.
6 As multidões escutavam, unânimes, as coisas que Filipe dizia, ouvindo-o e vendo os sinais que operava;
7 pois saíam de muitos possessos os espíritos imundos, clamando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos foram curados;
Felipe é a tipologia da ação da igreja, que não fica só em Jerusalém e precisa descer, de uma forma ou de outra, até a Samaria.
Samária fala de mistura de gente, povos e religiosidade difusa.
A Igreja hodierna deve procurar atentar para que muitos não sejam envolvidos pela religiosidade, aparentemente igualitária a da Igreja, [porém com cultos misturados e sacerdotes conformados] mas procurar estas massas para que a verdadeira manifestação da instrumentalidade profetizada sobre nós, seja conhecida entre esta ‘Samária’ atual, eivada de cultos nos montes, distante da verdadeira Jerusalém, que desce do alto, com demonstrações da autoridade recebida.
IV- Missão profética.
Quando falamos em missão profética vemos a Igreja utilizando esta dotação do Espírito para realizar a sua Missão.
Assim, após reunir-se me Jerusalém a Igreja pode enviar homens segundo ‘pareceu bem ao Espírito Santo’ e a eles...
É um aprendizado exclusivo nosso, como Igreja.
O Espírito Santo nos fala ao coração e nós tornamos a ação em fato.
Falamos em tipologia, logo acima.
Paulo escrevendo a Igreja de Éfeso, usa deste tipo de figura metafórica [Igreja], passando do uso da figura mística do corpo, para a figura de um edifício com sólido fundamento [Cristo], ele fala em estar fundados.
Paulo conhecia as grandes construções e sabia como colunas eram vitais e intensamente estudadas procurando, um equilíbrio para o edifício e posteriormente podemos verificar, que há certa questão, religiosa-filosófica, nas colunas, como a procura do infinito, apontando para um ponto acima de todos os homens.
Quando ele fala de coluna, ele está certamente utilizando-se deste pensamento – Igreja – Edifício – Estrutura [domus], sustentação.
“Quase dizendo sustentados em toda a verdade podemos aguardar a Iminência prometida”. Osvarela
V- Coluna.
Mas, tardar, para que saiba como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus Vivo, a coluna e firmeza da verdade. 1 Tm. 3.15.

Em lições passadas, deste 3º trimestre de 2010, já escrevi algo sobre os fundamentos da Igreja.
Nesta lição temos como texto de ouro, o texto acima que cita três elementos vitais para a Igreja.
1- Primeiro.
A Igreja é estabelecida como coluna.
É um elemento estrutural de apoio posicionado verticalmente.
Toda coluna precisa se sustentar sobre um solo firme.
1 Pe.2. 6. Por isso, na Escritura se diz: Eis que ponho em Sião uma principal pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido.
A nossa prospecção espiritual, após sermos iluminados pela sonda de Deus nos leva ao entendimento, de quem é, ou qual é a Rocha secular, sobre a qual a Igreja está estabelecida.
Jesus Cristo. – vide texto acima de Mt.16.
Mt.21.42. Disse-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta como pedra angular; pelo Senhor foi feito isso, e é maravilhoso aos nossos olhos?
Segundo.
2- Firmeza da verdade.
A Igreja é estabelecida sobre duas vertentes de uma Verdade em um único ser celestial divino.
a-O Verbo – A Palavra de Deus, a estabeleceu. JOÃO 1.1.No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
b-A Verdade viva e eficaz - procurada por Pilatos, que não pode vê-la ali bem ao seu lado. João 18.38. Perguntou-lhe Pilatos: Que é a verdade?
Ele deveria ter perguntado: Quem é a Verdade?
Mesmo alertado pela Verdade, não pôde compreendê-la.
João 18.37. ... Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.
É um exemplo, de que na Missão profética da Igreja está implícita, a Revelação profética da Verdade – Jesus Cristo.
A Verdade fala sobre si.
Εγώ ειμί η αλήθεια - Egó̱ eimí i̱ alí̱theia
Eigo eimi  - veritas.
João 14.6. Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
Conclusão.
A Missão Profética da Igreja nos leva a entender, o que o Apóstolo Paulo escreve aos Romanos, sobre a videira verdadeira e o arrancar dos antigos ramos originais – Israel e a nossa substituição em seu lugar.
Rm.11. 24. Pois se tu foste cortado do natural zambujeiro, e contra a natureza enxertado em oliveira legítima, quanto mais não serão enxertados na sua própria oliveira esses que são ramos naturais!
Isto não infere, no Plano Geral de Deus e sua Aliança ou Pacto com aqueles, que estejam fora do propósito redentivo.
Mas, podemos entender que a nossa Missão é substitutiva, em uma nova forma de manifestação profética, em proclamar, exortar e sermos atalaias, desta Nova Aliança.
Através da Igreja, se realiza a profecia.
Lc.4. 18. O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para anunciar boas novas aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos, e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos,
Que sejamos atentos a nossa Missão Profética.
Atingindo a humanidade, perto, distante ou mais longínqua de nossa ‘Jerusalém’, pois a Igreja está colocada como coluna e firmeza da verdade.
Não estejamos despreparados para a Iminência.
Ele virá.
Esta lição encerra o trimestre com uma chamada alertadora a todos nós.
Agradecimentos.
Agradeço ao Senhor Jesus, ao Espírito Santo e ao Deus Eterno, que nos deu sabedoria para escrever mais um Trimestre.
Agradeço a cada leitor que nos ajuda com orações e com a leitura destes estudos bíblicos, que não são meus, mas de Deus.
Parabenizo a Casa, que conheço desde a infância pessoalmente, na antiga localização em Benfica, para qual costurei, ainda criança algumas harpas cristãs.
Parabéns a este ilustre homem de Deus, Pr. Esequias Soares.
João3. 30. É necessário que ele cresça e que eu diminua.
Fonte.
PAGNONCELLI, Dernizo; VASCONCELLOS Filho, Paulo. Sucesso empresarial planejado. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1992.
Peter Drucker
Bíblia digital – cortesia Tio Sam.
Lição CPAD – 3º Triestre 2010.
Bíblia Plenitude - SBB 

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical