segunda-feira, novembro 15

ANJOS OU DEMÔNIOS?

Mais uma vez a ICAR – Igreja Católica Apostólica Romana, abre o espaço da sua Doutrina, dita cristã, para novo culto.
Desta vez, cultos aos anjos.
“O Vaticano reconhece que, no geral, esta orientação é positiva”, diz Dom Filippo Santoro e membro da Comissão para Doutrina da Fé da CNBB.
O que é um anjo?
Jó 4. 18. Eis que Deus não confia nos seus servos, e até a seus anjos atribui loucura;
Vamos rapidamente falar, sobre o assunto, em cima do texto da matéria publicada esta semana, em iG matérias, de Carina Martins.
Cl.2.18. Ninguém atue como árbitro contra vós, afetando humildade ou culto aos anjos, firmando-se em coisas que tenha visto, inchado vãmente pelo seu entendimento carnal...
A Palavra de Deus não dá aos cristãos, nenhum subsídio, para tal tipo de adoração.
Certamente usarão a etimologia para descaracterizar a ‘adoração’, usando o batido argumento da ‘dulia’, ‘hiperdulia’, e ‘latria’, veneração; também para o verbo adorar, e outros termos, para aprovar, deixar e não impedir aos católicos, que forçaram a entrada desta nova ‘crença’, vinda do povo para o cardinalato da ICAR.
Quando o Antigo Testamento, e mesmo o Novo Testamento, demonstram cabalmente que cabe, aos pastores da Igreja doutrinar, e dar direção ao rebanho e não o povo obrigar aos cardeais responsáveis pela Congregação receber uma postura do povo, em relação a doutrina da Igreja.
Ex.32.1-9. Mas o povo[...] acercou-se de Arão, e lhe disse: Levanta-te, faze-nos um deus que vá adiante de nós; [...]E Arão lhes disse: Tirai os pendentes de ouro que estão nas orelhas de vossas mulheres, de vossos filhos e de vossas filhas, e trazei-mos.[...] ele os recebeu de suas mãos, e com um buril deu forma ao ouro, e dele fez um bezerro de fundição. Então eles exclamaram: Eis aqui, ó Israel, o teu deus, que te tirou da terra do Egito. E Arão,...,edificou um altar diante do bezerro e[...] uma proclamação, disse: Amanhã haverá festa ao Senhor. ...levantaram-se cedo, ofereceram holocaustos, e trouxeram ofertas ... e o povo sentou-se a comer e a beber; ... folgar.[...]se desviou do caminho que eu lhe ordenei; eles fizeram para si um bezerro de fundição, e adoraram-no [...] é povo de dura cerviz.
A ICAR aceita agora, em seus ensinos, os ensinos da austríaca Gabrielle Bitterlichou - “Mãe Gabrielle” - , como é conhecida entre os devotos, a fundadora do Movimento Obra dos Santos Anjos.
Paulo escreve aos Gálatas, sobre este tipo de mudança doutrinária.
Gl.1. 5-8. ... a quem seja a glória para todo o sempre. Amém. Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho, o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema [maldito].
Muito embora, eu a longo tempo venha defendendo, que a Igreja Católica, deixou de há muito de ser uma Igreja cristã, mas uma Igreja de crença mística com envolvimento do Nome de Jesus Cristo, ao lado de outros nomes ‘santos’, dentro de seu CREDO.
Agora aparece esta nova ‘adoração’ – aos anjos.
O que é um anjo?

Mt.25.31. Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
Anjos são seres criados por Deus, para atenderem aos propósitos divinos, em seu séqüito celestial, criados com hierarquia de força, de ação, de magnitude.

Contudo, só agem sob a ação determinadora de Deus.
Sl.91. 11. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
São seres com livre-arbítrio, mas só atuam com autorização irrestrita de Deus.
Foram criados inclusive para atender a Igreja, em suas necessidades, porém só o fazem até o limite da ordem que lhes der o Senhor.
Sl.103. 20. Bendizei ao Senhor, vós anjos seus, poderosos em força, que cumpris as suas ordens, obedecendo à voz da sua palavra!
São fortes, pois são superiores aos homens, e realizam salvamentos espirituais e batalhas espirituais, com potestades decaídas, sob a ordem de Deus e são enviados, para atender as nossas súplicas, sob a ordem do Senhor.
Dn.10. 11-13. E me disse: Daniel, homem muito amado, entende as palavras que te vou dizer, e levanta-te sobre os teus pés; pois agora te sou enviado. Ao falar ele comigo esta palavra, pus-me em pé tremendo. Então me disse: Não temas, Daniel; porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras, e por causa das tuas palavras eu vim. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu o deixei ali com os reis da Pérsia.
Não recebem adoração, pois sabem, o que ocorreu com aquele que quis subir além das alturas e se tornar maior, como fosse possível, do que o que o Criou e ir Além do trono de Deus.
1 Pe.1.12. Aos quais foi revelado que não para si mesmos, mas para vós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos bem desejam atentar.
Assim, nós os homens fomos criados um pouco menor do que ele, e eles quiseram até realizar a Obra que a Igreja – isto é, nós – realizamos – a Evangelização, mas foi-lhes impedido.Sl.8. 4,5. ... que é o homem, para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Contudo, pouco menor que os anjos o fizeste; de glória e de honra o coroaste.
6 Deste-lhe domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés:
Quem ‘adora’ anjos, está a caminho, de adorar anjos caídos, que se manifestam como anjos de luz, mas são anjos de trevas.[Mt.25. 41. Então dirá também ...: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos;]
Estes, serão julgados por nós, como Igreja: 1 Co.6.3. Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?
É um absurdo, que isto tenha até mesmo similaridade, dentro de nossas Igrejas Evangélicas, na forma de ver a ação angelical.
Que Deus ilumine as nossas mentes.
Apocalipse diz: “Adora a Deus”.
Serviço dos Anjos.
Servindo ao Senhor Jesus na Terra.
Mt.4.11. Então o Diabo o deixou; e eis que vieram os anjos e o serviram.
Servindo aos céus.
No arrebatamento.
Mt.13.49. Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos,
Mt.24.31. E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.
Não tem conhecimento e onisciência.
Mt.24.36. Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai.
Os anjos e o mundo vindouro.
Hb.2.5. Porque não foi aos anjos que Deus sujeitou o mundo vindouro, de que falamos.
Os anjos e a sua posição diante dos homens.
Hb.2.7. Fizeste-o um pouco menor que os anjos, de glória e de honra o coroaste...
O trecho fala do homem – Jesus de Nazaré, feito homem, como nós, o qual deixou a sua glória para se tornar um homem, como nós.
Hb.2.9. ... vemos, porém, aquele que foi feito um pouco menor que os anjos, Jesus, coroado de glória e honra, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos.
Muitos desconhecem, que por sua natureza criada e mesmo em sua densidade espiritual, os anjos podem pecar e pecaram.
2 Pe.2.4. Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo;
Jd. 6. ...aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia,[...] havendo-se prostituído como aqueles anjos, e ido após outra carne, foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.
Estão sujeitos a Glória e Nome de Jesus Cristo, pela Obra da Salvação.
Por isto mesmo, eles não tem autonomia para realizar eventos, sem a ordem daquele a quem Deus os sujeitou.
1 Pe.3.22. que está à destra de Deus, tendo subido ao céu; havendo-se-lhe sujeitado os anjos, e as autoridades, e as potestades.
Os que entram por este caminho serão levados pelo caminho do erro levados por falsos apóstolos e suas doutrinas sem base bíblica.
2 Co.11.13-15. Pois os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, disfarçando-se em apóstolos de Cristo. E não é de admirar, porquanto o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz. Não é muito, pois, que também os seus ministros se disfarcem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.
Movimento de devoção a anjo vence luta contra demônios e rebeldes
Papa aprova movimento que promove devoção a anjos e tem representações no Brasil.
Mas alerta contra rebeldes
Carina Martins, iG São Paulo | 12/11/2010 17:58
O comunicado do papa Bento 16 aprovando a Obra dos Santos Anjos e alertando sobre membros rebeldes não virou conversa de bar em Guaratinguetá (SP). Poderia.
O catolicismo é assunto importante na cidade onde nasceu Frei Galvão, primeiro santo brasileiro, e onde, na época de vila, apareceu a imagem de Nossa Senhora que deu origem à cidade e à catedral de Aparecida, à sombra de onde está Guaratinguetá.
Cercada de missões e obras religiosas, já recebeu até visita do atual papa, e em qualquer esquina algum representante dos quase 80% de guaratinguetaenses católicos diz ter algum amigo padre.
Ainda assim, a carta divulgada pelo Vaticano na semana passada passou batido.
Talvez porque poucos saibam que o mosteiro da cidade é um dos dois únicos no Brasil a abrigar o tal movimento.
Foto: Getty Images
Estátua de anjo no Louvre, em Paris
Domingo Alberto Del Monaco Braga serve um ótimo feijão tropeiro na sua Gruta da Gratidão, onde vende também as obras de seu amigo padre Peixoto.
Apesar de tanto envolvimento com o catolicismo e a região, Domingos nunca ouviu falar da Obra dos Santos Anjos.
Conhece o Mosteiro de Belém, mas diz que os padres de lá não participam tanto da vida de Guaratinguetá. “São mais reclusos”, diz.
A Obra dos Santos Anjos é uma associação católica que nasceu da experiência mística da dona de casa austríaca Gabrielle Bitterlich.
Ela escreveu mais de 80 mil páginas baseadas nas revelações que diz ter recebido de um anjo.
Seus escritos abordam muitos temas do catolicismo, mas, principalmente, aqueles relacionados à devoção aos anjos.
Aí começou a controvérsia.
Alguns dos ensinamentos da “Mãe Gabrielle”, como é conhecida entre os devotos, falam de um mundo que é palco de batalhas espirituais entre anjos e demônios, cada um com funções específicas e nomes próprios que muitas vezes se aproximam dos usados por práticas consideradas supersticiosas para a Igreja Católica. “Essas revelações são revelações pessoais que de fato não são conforme os ensinamentos da Igreja”, diz o bispo de Petrópolis Dom Filippo Santoro e membro da Comissão para Doutrina da Fé da CNBB.
A partir de seu nascimento, em 1949, a Obra dos Santos Anjos passou por exames e ajustes do Vaticano. 
Para que seguissem católicos, deveriam banir o uso dos escritos de Gabrielle, as referências aos nomes de anjos usados por ela e o apego a práticas antigas de missa – “temos uma certa tendência a usar latim demais”, explica padre Basílio, prior do outro mosteiro brasileiro, localizado em Anápolis (GO). 
O último exame terminou em 1992, e determinou o início da verificação da adequação do movimento às normas estabelecidas. 
Enfim, no início deste mês, o veredicto: “graças à obediência demonstrada pelos seus membros”, o Vaticano considera que a Obra dos Santos Anjos está “serenamente” em conformidade com a Igreja.
Rebeldes
“O Vaticano reconhece que, no geral, esta orientação é positiva”, diz Dom Filippo. 
Mas a carta de aprovação traz também uma ressalva. 
O papa alerta contra membros do movimento, “inclusive sacerdotes”, que não aceitam abrir mão da fé na luta entre anjos e demônios e cuja atuação “é feita de forma muito discreta e se apresenta como se estivesse em plena comunhão com a Igreja Católica”. 
O bispo explica: “Do ponto de vista disciplinar, alguns membros continuam não seguindo as normas indicadas. É uma aprovação final que convida os bispos a serem vigilantes em relação a estes membros estranhos que não obedecem, porque podem ser fatores de divisão dentro da Igreja”.
Discreta é mesmo a palavra. 
Se existem membros “rebeldes” no Brasil, eles passam despercebidos. 
O arcebispo de Aparecida, Dom Damasceno, diz que não há nenhum problema com a casa de Guaratinguetá. “É um fenômeno bem limitado no Brasil”, reforça Dom Filippo.
O prior do mosteiro de Anápolis faz eco: “É uma realidade que não existe aqui, acontece mais na Áustria, Alemanha e Colômbia”. A julgar pela repercussão em Guaratinguetá, os membros regulares também passam despercebidos.
Nota do Editor deste texto.
Para maior compreensão do leitor ensiro algumas definições de termos utilizados no corpo da matéria e edição.
Etimologia e definições.
DULIA é derivado do verbo grego DOULÉUO que trás como equivalente, servir, ser escravo, subserviente. Este verbo é usado para expressar o nosso dever de servir a Deus aparecendo em passagens como Mateus 6:24 - Atos 20:19 – Romanos 12:11;14:18 e outras mais.
LATRIA aparece nas escrituras gregas cristãs como adoração no sentido de culto, ritos, cerimônias, serviços exteriores. Aparece por exemplo em João 16:2 – Romanos 9:4;12:1 - Hebreus 9:1 e 9:6 “Ora, estando estas coisas assim preparadas, entram continuamente na primeira tenda os sacerdotes, celebrando os serviços sagrados” aqui o original grego trás a palavra “LATRÉIA”.
A palavra comumente usada para adoração na Bíblia Sagrada é “PROSKYNEO”= (prostrar-se e adorar), não LATRÉIA, veja isso em Mateus 4:10 “Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás (proskyneo), e só a ele servirás (latréia).
Tanto o culto de Latria quanto o de dulia, devem ser dados somente a Deus e a mais ninguém, pois devemos prostrar-nos e servir somente a ele.
É claro que servir alguém em sentido religioso que não seja o próprio Deus, é descaradamente idolatria, e foi essa a intenção do apóstolo Paulo escrevendo aos gálatas, quando censura a vida idólatra que outrora eles viviam.
“Outrora, quando não conhecíeis a Deus, servíeis (dulia) aos que por natureza não são deuses”.
No original grego aparece a palavra “Dulia”, era este o tipo de culto que os Gálatas prestavam aos seus deuses, mas nem por isso Paulo os poupa de serem chamados de idólatras, pois aos tessalonicenses ele diz:
“...porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos entre vós, e como vos convertestes dos ídolos a Deus, para servirdes (dulia) ao Deus vivo e verdadeiro”
Veja que dulia deve ser prestado com exclusividade a Deus! CCAP
Fonte.
Apontamentos do autor
Ministério CCAP
Apologética Católica - lepanto

Nenhum comentário:

Seguidores

Share it

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical

Notícias

Loading...