segunda-feira, janeiro 10

Massacre de Arizona - Uma Tragédia .. armas liberadas...mortes esperadas

O Caso Giffords - A Tragédia do Arizona
Personagens de uma Tragédia que abalou os EUA.
Deputada e os atingidos pelos assassinos.
Pv.2. 18. ...pois a sua casa se inclina para a morte, e as suas veredas para as sombras.

A semana iniciou-se com o Mundo estupefato com o massacre do Arizona, quando uma simples reunião política, comandada por uma jovem deputada, terminou em um massacre inesperado, produzido por uma ou mais assassinos, atingindo, desde uma criança de 6 anos de idade, até um juiz federal.
Tea Party – um discurso pode justificar o massacre?
Entenda um pouco sobre a atual situação política nos EUA.
A direita ultraconservadora, tem atacado o Governo Obama, com discursos e uma frente combatendo aos candidatos democratas, afim de criar uma situação desfavorável ao governo Obama.
Um destes líderes é Sarah Palin, que disputou as eleições nas quais Obama saiu vencedor.
Veja o que dizem as partes sobre os ataques de Sarah, figura discutida nos EUA, vindo do pequeno Estado do Alaska, mas com mídia favorável e já mirando na disputa presidencial.

 - O tiroteio que deixou seis mortos e uma deputada democrata gravemente ferida no último sábado no Arizona indignou a esquerda americana, que denunciou a "retórica envenenada" dos ultraconservadores como um dos elementos que podem ter desencadeado a tragédia.
O senador democrata de Illinois, Richard Durbin, disse no domingo à cadeia de televisão CNN que alguns slogans do movimento ultraconservador Tea Party durante as eleições legislativas de novembro podiam levar a "pessoas instáveis a pensar que atos de violência são aceitáveis".
Durbin citou frases utilizadas por Sarah Palin, ícone da direita norte-americana, dirigidas à deputada vítima do ataque, Gabrielle Giffords, que conseguiu sua cadeira na Câmara dos Representantes por uma estreita margem no Arizona frente a um candidato do Tea Party.
A ex-candidata republicana à vice-presidência, Sarah Palin, favorita do Tea Party, inseriu o nome de Giffords no que ela chamou de "lista negra", devido ao apoio da congressista à reforma da saúde de Obama.
Teriam as palavras de Palin poder de atiçar fogo em um assassino?
Quanto pode ter de verdade, nisto?
Há uma escolha explícita nos EUA, há muitos anos, que o está levando ao caos.
Jr. 21.8. E a este povo dirás: Assim diz o Senhor: Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte.
                                              A deputada democrata Gabrielle Giffords, baleada neste sábado (8) em supermercado no Arizona
Composição de fotos mostra a deputada democrata Gabrielle Giffords junto com as seis pessoas que morreram durante um ataque a tiros lançado por jovem de 22 anos de idade durante um evento político em Tucson, Arizona, EUA. 
Ez.18.32. Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus; convertei-vos, pois, e vivei,
A congressista, que seria o alvo principal do ataque, está em estado grave no hospital 
 
 O[s] assassino[s] frio, não teve dó da pequena Christina Taylor

Uma das seis vítimas mortas no ataque deste sábado no Arizona, Christina Taylor Greene, de 9 anos, nasceu no fatídico 11 de setembro
Jr.9. 21. Pois a morte subiu pelas nossas janelas, e entrou em nossos palácios, para exterminar das ruas as crianças, e das praças os mancebos.
 Obama a frente de uma homenagem aos atingidos um minuto de silêncio.
Ao lado da primeira-dama Michelle, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, liderou um minuto de silêncio nacional em memória das vítimas do atirador do Arizona, que no último sábado (8) realizou vários disparos durante um ato político na cidade de Tuscon, matando seis pessoas e deixando outras 14 feridas

 O Marido - Ex- astronauta
 O Assassino - ainda há um suspeito em fuga. 

A promotoria explicou que Loughner havia ido a um ato político similar de Giffords em 2007. Ao revisar um cofre na casa do acusado, que vivia com a família, os investigadores encontraram uma carta de Giffords agradecendo ao jovem pela presença naquele ato, afirmaram as autoridades.
No cofre foi encontrado, também, um envelope com frases manuscritas com frases como "Planejei de antemão", "Meu assassinato" e "Giffords", segundo as fontes.
Pv.28. 17. O homem culpado do sangue de qualquer pessoa será fugitivo até a morte; ninguém o ajude.
 Jovem Congressista - mais jovem deputada eleita aos 30 anos
Jurando para posse! 
Movimento "Tea Party" -
-o nome é referência à Festa do Chá de Boston, protesto antitaxação no século 18. 
 Não é um partido, mas tem força política.
Aliás, os EUA sempre se desenvolveu nesta reórica e sobre movimentos.
A sua sociedade 'mutou' por Woodstock, New age, New Deal...
Quando perdeu seu emprego em uma empresa do ramo audiovisual em agosto último, a americana Kathy Boatman, 47, viu um lado positivo: poderia ajudar a impedir a "tomada socialista" que crê que o presidente Barack Obama planeja para o país. 
E a autointitulada "teapublicana" --republicana militante do movimento conservador "Tea Party"- já tem o caminho para isso: "limpar" o partido de oposição nos EUA dos moderados.
Com esse objetivo, Boatman deixou ontem o subúrbio de Phoenix (Arizona) onde vive e chegou a Nashville (Tennessee) para participar da primeira Convenção Nacional do Movimento "Tea Party" --o nome é referência à Festa do Chá de Boston, protesto antitaxação no século 18. O evento começou ontem e vai até sábado.
"Há muita gente desencantada com os partidos", disse ela à Folha. "Mas vamos trabalhar de dentro do Partido Republicano para trazer de volta os valores conservadores. Queremos respeito à Constituição, governo limitado, responsabilidade fiscal e pessoal."
Sua receita, porém, está longe da unanimidade. Entre as florestas artificiais e o luxo desavergonhado do hotel que sedia a convenção, repórteres e participantes do movimento não param de discutir este que promete ser o maior dilema da oposição: o "Tea Party", que vem se tornando a mais ruidosa oposição ao governo Obama, ajudará o Partido Republicano ou o afundará de vez?
"A base republicana é formada por conservadores, mas essa não é a fórmula para ganhar eleições", disse à Folha o analista político Thomas Mann, do Instituto Brookings. 
E enquanto o movimento já é mais bem avaliado do que os partidos Republicano e Democrata, o Instituto Pew de Pesquisas alerta que, historicamente, independentes e indecisos --que poderão fazer a diferença nas eleições legislativas de novembro-- são atraídos pelo centro e não por extremistas.
Boa parte dos ativistas, porém, prefere ignorar as tendências. Jeffrey McQueen é um deles. Como Boatman, ele perdeu o emprego em 2009 e passou a apoiar a rede de conservadores.
"Sempre tivemos esse campo de batalha com republicanos de um lado e democratas do outro", disse ele à Folha. 
"O movimento "Tea Party" chega para reunificar o país. 
As lideranças estão apavoradas porque as pessoas estão começando a pensar como americanos em vez de republicanos ou democratas pela primeira vez."
Apavorado ou não, o Partido Republicano já deu mostras abertas de cisma. 
No dia 29, a proposta de defensores do "Tea Party" de criar um teste para a "pureza" dos políticos do partido provocou discussões ásperas em encontro do partido.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical