terça-feira, janeiro 24

2012 - O Ano Do Dragão?

Superstições e festas marcam chegada do Ano do Dragão na China.

O Mundo Oriental mais distante [e o Médio] é foco na vida de muita gente.


Apocalipse 12:3-4.E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas.E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho.
Dançarinos se apresentam em bairro chinês de Yokohama, no Japão, para celebrar o Ano Novo Lunar chinês. De acordo com o horóscopo chinês, o nono ano é representado pelo Dragão, que simboliza força e vigor. Koji Sasahara/AP
Indonésios de etnia chinesa rezam durante comemoração do Ano Novo Lunar, no templo Dharma Bakti, em Jacarta, na Indonésia. 
De acordo com o horóscopo chinês, o nono ano é representado pelo Dragão, que simboliza força e vigor. Dita Alangkara/AP 

Este foco se concentra nas superstições, tradições, religiosidade, inclusive com apoio de muitos famosos, as celebridades hollywoodianas, por exemplo, ou da música [The Beatles].

Devotos nas margens do Bagmati, durante festival em Kathmandu, no Nepal. O evento é dedicado à deusa Swasthani Navesh Chitrakar/Reuters.

Acima e abaixo, um culto a uma deusa indiana, e a um outro deus, dentre os milhões de deuses, que são adorados na Índia.

Devotos hinduístas oferecem preces ao deus do sol em Mauni Amavasya, na Índia.

Desta forma deste os anos 70 com os Beatles, que trouxeram seu ‘guru’ para a mídia ela alta popularidade, até aos nossos dias, em que Richard Gere e outros atores se tornaram, budistas, apoiadores de Dalai Lama [um líder religioso que luta pela libertação de seu povo tibetano], incluindo aos nossos atores e atrizes, que se vão banhar no Rio Ganges, como a polemica atriz, Vera Fischer.

Romanos 1:1-25.PAULO, servo de Jesus Cristo, chamado para apóstolo, separado para o evangelho de Deus.Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.

Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

Sem contar com Mike Tyson – boxeador – e inúmeros jogadores da NBA – Liga de basquete profissional americana, que mudaram seu nome para nomes muçulmanos, mesmo Tyson, que chegou a ser batizado pelo Rev. Jackson

Todo este pessoal deu uma face quase que popular, aos cultos daquela região do mundo.

Como se os mesmos, pelo apelo a circunspecção, olhar interior, e por serem milenares fossem a verdadeira busca do homem, e não Jesus.

É lógico que não posso deixar de visualizar a questão humano-divinal do livre arbítrio, inserida como contexto interno ao homem, em decidir a quem servir.

Além destas religiões, também – do Oriente Médio – vemos o aumento desproporcional de seguidores da Cabala, um dos aspectos espiritualizados entre os judeus, que fica, cada dia mais famosa, por ter como adepta a cantora Madonna.

O que quero destacar e me refirir, é que estas crenças não usam, não aceitam Jesus Cristo, como centro de sua mensagem.

Queima de incenso marca a Celebração do primeiro dia do Ano novo chinês, em Pequim. 

O Ano Novo Lunar, ou Festival da Primavera, começa no dia 23 de janeiro e marca o Ano do Dragão, segundo zodíaco Chinês.

Assim, elas tem se espalhado, deixando o nome do Filho de Deus, sem nenhuma invocação ou louvor, como mérito da salvação, até porque a base destas religiões, mesmo antevendo, alguma, um ‘paraíso’, são ligadas, a superstições, onde uma formiga, um rato, ou um macaco são adorados.

Ou então, se voltam para treinamentos mentais e corporais, para o id, para o ego.

São, portanto, centradas no ‘eu’, no home, para o home e não para Deus!

Veja, à seguir, muitas fotos da chegada do Ano Novo Chinês, que embora, a guerra com o Japão, não tenha terminado oficialmente, também é festejado pelos japoneses.

Homem durante cerimônia de queima de incenso em templo de Pequim que é parte das comemorações do Ano Novo Lunar na China. Reuters

Até em são Paulo na região da Liberdade foi comemorado.

Os anos chineses são dominados por animais, que os denominam e ‘vão dirigir’ as relações interpessoais, a vida diária, casamento, e fortuna dos que assim acreditam:

Soldados sul-coreanos fazem um memorial em homenagem aos seus ancestrais durante o Seonal, o dia que marca o começo do novo ano no calendário lunar. De acordo com o horóscopo chinês, o nono ano é representado pelo Dragão, que simboliza força e vigor. Kag Un Na-rye/Yonhap/AP

Este ano é o Ano do Dragão.

As autoridades chinesas estão preocupadas, pois apesar da Lei de controle da natalidade, muitos chineses vão procurar ter filhos, neste ano, para que a fortuna, a sorte lhes sorriam, como eles acreditam.

O que muitos não sabem que neste evento se fazem oferendas aos mortos e outras práticas ocultistas.

Leia a reportagem, à seguir:

23/01/2012

Segundo a tradição chinesa, o dragão significa fortuna, sorte. E em um ano em que a economia mundial preocupa tanto, esta crença milenar pode ser útil.

Os pais fazem questão de que seus filhos nasçam no Ano do Dragão, porque seriam pessoas de muita liderança e sorte.
Jornais divulgaram hoje que a procura nas clínicas de fertilização na China e também nos Estados Unidos - que tem uma grande comunidade chinesa - tiveram um aumento na procura de 250%.
No Japão - país atingido por várias tragédias no ano passado - o dragão é visto como símbolo de renascimento por causa da capacidade de voar.
Claro que isso tudo é superstição, "mas se traz otimismo e boas energias"(sic).
Os chineses comemoram o Ano Novo do jeito que eles inventaram e se espalhou pelo mundo: com fogos de artifício.
À meia-noite, os céus de Pequim e de outras cidades chinesas ficaram iluminadas.
A festa é sempre grandiosa, mas foi ainda mais especial, já que este é o ano do dragão, o animal mais poderoso do horóscopo chinês e símbolo do país.
A data também é comemorada em quase toda a Ásia.
Para efeitos legais, os chineses e os demais países usam o calendário ocidental, o gregoriano, o que permite que tenham duas festas de Ano Novo.
No Japão, a maior festa é na cidade de Yokohama, a 30 quilômetros de Tóquio, que tem a maior comunidade chinesa do país.
Os dragões já estão por todo o bairro chinês. Agora então, nenhuma casa pode deixar de ter um.
O dragão, segundo a tradição chinesa, traz força e sorte.
A dona de uma loja que vende imagens de dragão confia no bicho.
Ela carrega sempre uma medalha no pescoço e uma pulseira com o animal. “Dá certo, claro. Vendendo dragões, eu já consegui abrir quatro lojas”, diz. As lojas, naturalmente, se chamam "O dragão".
Os templos budistas recebem uma multidão que vai rezar e também buscar boa sorte. Como o nosso Ano Novo, o chinês também é cheio de superstições.
Ter sorte no Ano do Dragão dá um certo trabalho.
Primeiro, é preciso comprar incenso e papéis,  que são oferendas. Há um circuito pelo templo budista para ter sorte.
Depois de tocar no gongo, que também é para dar sorte, é preciso passar por baixo de um tambor para deixar para trás tudo de ruim que aconteceu no ano passado.
Depois é preciso levar o incenso até o templo e, por fim, queimar as oferendas.
É uma festa cheia de simbolismo e com milhares de anos de tradição. Diferente da nossa no Ocidente, mas com o mesmo desejo de que o novo ano só traga coisas boas.
Esta segunda-feira (23) é o primeiro dia do ano 4.710.
Bebês em profusão é o esperado.

China espera boom de bebês em Ano do Dragão

23/01/2012

Casais querem ver filhos nascendo sob signo tido como auspicioso; custos ligados a partos e serviços pós-natal sobem em Hong Kong.

Da BBC
Catherine Mok, uma mãe moderna de Hong Kong que se divide entre a vida profissional e criação da filha, sabia que dar à luz neste ano sairia caro.
Assim como muitos chineses e descendentes ao redor do mundo, ela crê que o signo do Dragão é o Zodíaco do calendário chinês mais auspicioso do ciclo tradicional que completa sua volta a cada 12 anos.
"O dragão é especial. Eu podia esperar um ou dois anos mais, mas claro, não quero esperar mais 12 anos por um bebê dragão", disso Catherine à BBC. O parto deve ser no mês que vem.
Em parte por causa do aumento da demanda, a maquiadora espera gastar cerca de 100 mil dólares de Hong Kong (cerca de R$ 22,7 mil) só em cuidados médicos relativos à gravidez - mais de 50% a mais do que gastou no nascimento da primeira filha, nascida no ano do Rato, três anos atrás.
Em Hong Kong, o governo espera um aumento de 5% no número de nascimentos em 2012 em relação a 2011. Médicos e especialistas acreditam que a elevação seja ainda maior: 10%.Catherine Mok (Foto: BBC)

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical