sábado, fevereiro 18

O PERIGO DE QUERER BARGANHA COM DEUS Lição CPAD – 08 - Janeiro 2012

O PERIGO DE QUERER BARGANHA COM DEUS
Lição CPAD – 08-Janeiro 2012
Subsídio
                                                                                                                                    Autor:Osvarela
“Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito?” Salmos 116:12 Texto Áureo.
Leitura Bíblica em Classe:
NÃO julgueis, para que não sejais julgados.
Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.
E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.
Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.
Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.
E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?
E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? Mateus 7:1-11
Exórdio:
A negatividade na barganha:
“O lema de Ashleigh Brilliant: "Eu sempre ganho. Você sempre perde. Poderia haver coisa mais justa do que isso?"
Deus nos dá sem que tenhamos lhe dado nada, o homem antropos só deu a quem o criou, Deus, trabalho, desgosto e decepção, muito embora Deus não se decepcione, pois é Onisciente, mas pelo livre arbítrio dado ao homem, a ação primeva do adâmico homem, se torna em decepção.
O homem contrariou a vontade Eterna em abençoá-lo e procurou seu caminho, através dos anos, o caminho do Mal.
Então disse o SENHOR: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos.E disse o SENHOR: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito. Gênesis 6:3-7.
O homem se considerou possível de negociar a sua existência com Deus ao ser enganado no Éden.
Mas, o que é barganha?
Na realidade, estudando sobre o termo, notei que há um termo mais forte que acompanha a palavra barganha, que é o Poder da Barganha.
O uso da palavra toma em nossos dias, a forma de negociar com troca com outrem, mas com uma das partes lucrando mais do que a outra, este fundamento da barganha é que a torna injusta para uma das partes, é uma forma de ludibriar o outro lado. Osvarela
E este não é o estilo dos negócios de Deus.
Pelo contrário Ele não aceita este comportamento: Jó 37:23.Ao Todo-Poderoso não podemos alcançar; grande é em poder; porém a ninguém oprime em juízo e grandeza de justiça.
Deus, não aceita, este tipo de relacionamento.
Por que Deus não busca lucro da sua vida[vida do homem], ou de seus atos.
Deus nos criou e nos deu o direito de sermos livres.
Pense:
O homem nasce nu, sem nada seu, mesmo que 
ele nasça em um lar rico, como ser único, nada traz a este mundo, tudo que tem foi criado por Deus. Salmos 139. 
É por isto que nada temos para barganhar com Deus.
O Livro de Job já nos alerta e ensina:
Jó 41:11. Quem primeiro me deu, para que eu haja de retribuir-lhe? Pois o que está debaixo de todos os céus é meu.
Se tudo é D’Ele como barganhar com quem é Dono de Tudo;
-Dono da vida;
-Dono do Universo;
-Dono dos seus próprios exércitos;
-Dono de tudo - Ageu 2:8. Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o SENHOR dos Exércitos.
Êxodo 19:5. Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, ... porque toda a terra é minha.
O que este ser [o homem mortal] poderia dar a Deus.
É na continuidade do Texto de ouro que encontramos a resposta:
Salmos 116:13-14.
Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do SENHOR. Pagarei os meus votos ao SENHOR, agora, na presença de todo o seu povo.
O pagar os votos não é o fundamento, o fundamento é tomar o cálice oferecido pelo Senhor, e então eu posso pagar os meus votos.
O essencial é: reconheço que a salvação é de Graça, me foi dada não por mérito, mas por Dom.
Aqui a página Veterotestamentária se junta colossalmente à página Neotestamentaria:
Efésios 2:3-;7-8. Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.
Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.
Discurso:
Deus não usa a sua Soberania para como alguns governos humanos usar de sua influencia: "Poder de governar é o poder de persuadir", na perspectiva centrada nas habilidades pessoais, a barganha dá-se através da persuasão, e o sucesso depende da capacidade individual, sob a ótica humana, mas não na ótica divina.
É isto que descobre o Salmista: “Que darei eu ao SENHOR...”.
Deus é justo em suas alianças, em Romanos Paulo nos diz no capítulo 11:35.  Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
Barganha - Do italiano Barganare, a palavra também tem a mesma acepção de permuta - Ato de troca lícita ou ilícita em que apenas uma das partes é favorecida.
A palavra é sinominizada por outra: negociata - Acordo escuso, pacto desonesto operado entre duas ou mais pessoas, em prejuízo de terceiros.ligada a corrupção de quem age desta maneira.
É a força de uma pessoa ou grupo ao discutir preços, colocando pressão e exigindo por exemplo, maior qualidade em menor preço.
O Que o Homem Tem Que Possa Cobrar de Deus, Para Pressioná-Lo?
II Co. II Corintios 11:3. Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.
Nos dias atuais, alguns usam jargões parecidos, como esta afirmação, dizendo que Deus tem que lhe dar se você faz tudo certo.
É o ‘evangelho’ da irresponsabilidade, ou o ‘evangelho’ do: ‘eu tenho direitos, pois faço tudo que ele manda’ Ele tem obrigações para comigo.
‘Dá-se o nome de barganha quando se troca de forma fraudulenta ou não um objeto por outro. O ato de barganhar envolve geralmente, negociações, licita ou não,favorável apenas a uma das partes’. Esta definição eu achei muito boa para definir o ato.
A Justeza da Justiça de Deus:
Provérbios 16:3-11.
Confia ao SENHOR as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos.
O SENHOR fez todas as coisas para atender aos seus próprios desígnios, até o ímpio para o dia do mal.
Sendo os caminhos do homem agradáveis ao SENHOR, até a seus inimigos faz que tenham paz com ele.
Melhor é o pouco com justiça, do que a abundância de bens com injustiça.
O peso e a balança justos são do SENHOR; obra sua são os pesos da bolsa.
Primeiro Fundamento:
Efésios 1:3-10. Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação, da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra;
Deus nos dará com Jesus Cristo todas as coisas, que lhe pedirmos.
A Justiça de Deus é inigualável é Única, Verdadeira e está sob seu próprio juramento e se assenta sob pilares fundamentais:
-Do seu amor eterno
-De seu propósito para com todos os homens - Jeremias 29:11. Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.
-Em Jesus Cristo, de onde provêem todas as sortes de bênçãos espirituais – vide Efésios 1.
-Sobre o manto eternal da Sua Santidade.
-Sobre a Sua Palavra - Jeremias 1:12. E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la.
-Sobre a ação do Espírito Santo confirmando e doando a Igreja o que lhe é agradável
Segundo Fundamento:
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
Deus entende o homem como a parte fraca da Aliança.
Assim foi com Abraão, que ‘aliançando’ com Deus, este lhe deu um sono, para que Abraão não pudesse percorrer o altar da aliança, como era exigido numa aliança, entre partes, mas Deus percorreu as ofertas de maneira solitária, sabendo que Abraão não teria forças de competir com Ele, então a aliança, com Abraão, nunca pode ser quebrada, por quem a referendou por ambos, foi o próprio Eterno! Gn.15
Para Deus é: “eu sempre faço você ganhar e nunca perco nada te fazendo ganhador”. Osvarela
A característica básica da barganha de propostas é que cada uma das partes defende a sua proposta sem se preocupar em entender ou aprofundar o entendimento daquilo que está sendo negociado.
O Assunto É Espiritual:
Gálatas 2:17. Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma.
Por isto, é necessário levá-lo a termo neste sentido.
Porque muitos podem ver este tema apenas sob a ótica natural da materialidade, do dar e receber.
É necessário, que mesmo assim tenhamos noção de que ainda nestes termos o assunto é inteiramente espiritual.
A Bíblia Sagrada nos dá variados exemplos desta tentativa errônea de se barganhar:
Poder de Deus;
Dons;
Todos os casos foram fulminantemente retornados, aos que isto tentaram, com repreensão da Igreja ou de Deus.
Ananias e Safira – Jerusalém.
Barganhar para parecer que ajudavam.
Tentaram levar proveito sobre a Igreja, com a aparente oferta do que venderam: Atos 5:1-5
MAS, um certo homem chamado Ananias, com Safira, sua mulher, vendeu uma propriedade,
E reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e, levando uma parte, a depositou aos pés dos apóstolos.Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.E Ananias, ouvindo estas palavras, caiu e expirou. E um grande temor veio sobre todos os que isto ouviram.
Simão, O Encantador – Samaria.
Atos 8:24-19.
Respondendo, porém, Simão, disse: Orai vós por mim ao Senhor, para que nada do que dissestes venha sobre mim.
Pois vejo que estás em fel de amargura, e em laço de iniqüidade.
Arrepende-te, pois, dessa tua iniqüidade, e ora a Deus, para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração;
Tu não tens parte nem sorte nesta palavra, porque o teu coração não é reto diante de Deus.
Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro.
E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo, lhes ofereceu dinheiro,
Dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo. A característica básica da barganha de propostas é que cada uma das partes defende a sua proposta sem se preocupar em entender ou aprofundar o entendimento daquilo que está sendo negociado.
Determinismo nas Igrejas.
determinista
(francês déterministe) -s. 2 g.1. Pessoa sectária do determinismo.
adj. 2 g.2. Relativo ao determinismo.
determinismo
(francês déterminisme)
s. m.Sistema que atribui à ação providencial as determinações humanas.
Na realidade determinismo é um estudo científico sobre causas e efeitos desde as considerações antroplógicas da vida até ao caos.
A palavra tem sido usada no caso Doutrinário, pelo uso do termo:
Eu determino.
Mas, como vemos na etimologia o determinismo atribui ação de providencia ao que o homem determina para si.
É um conceito perigoso e inaceitável, após tudo o que lemos, acima.
E é algo, que está se impregnando no seio de todas as Igrejas, mesmo que de forma não articulada ou verbalizada, mas em ações e pregações, que abalam as mentes dos cristãos.
יכח yakach- Strong; v. 1) provar, decidir, julgar, repreender, reprovar, corrigir, ser correto
-decidir, julgar
-determinar, apontar
-mostrar que está certo, provar
-convencer, condenar
-reprovar, repreender
-corrigir, repreender
-argumentar, argumentar com
Determinismo como doutrina de Receber de Deus:
É a forma como certas Igrejas, destaque para as neo-pentecostais, querem ensinar uma doutrina, aos seus membros, que Deus tem obrigação de lhes dar o que pedimos.
Assim surgiram termos, ou frase, como:
“Deus, eu não aceito isto, sou teu servo”.
 “Se você não receber eu deixo de ser crente e acreditar no que prego”.
Outros são mais incisivos: “Eu rasgo a Bíblia”.
Se até Jesus orava ao Pai, como a leitura em classe, nos ensina a saber pedir e perseverar em pedir: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.”
Conclusão:
Muitos podem pensar, daí apresentarmos o exemplo de Abraão, que Deus se deixa levar pelas condições colocadas pelo homem.
Na realidade temos um bom exemplo para este caso:
Moisés e sua fala sobre o desejo de Deus, não ir com o Povo.
Êxodo 33:4-17. E, ouvindo o povo esta má notícia, pranteou-se e ninguém pôs sobre si os seus atavios. Então lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui. Então disse o SENHOR a Moisés: Farei também isto, que tens dito; porquanto achaste graça aos meus olhos, e te conheço por nome.
Na realidade, neste caso não há barganha ou determinação do homem para com Deus.
O Pano de Fundo da decisão, a ser tomada é:
Deus tinha uma promessa a realizar com o povo, e este povo chegaria até a Terra Prometida de qualquer forma, Moisés entendia que esta aliança Sinaítica exigia a presença pessoal de Yaweh, para continuar a caminhada, mas o que ele demonstra, é que com, a presença de Deus a chegada seria com muito menos perdas para o povo e muita agrura.
Moisés sabia que o Povo e Ele eram dependentes da presença de Deus.
E ele usa a sua própria salvação para tocar no coração de Deus, como vemos na continuação do assunto do capítulo 32 para o 33.
Assim, Deus se volta a guiar ao povo pelo poder do seu conhecimento, do homem escolhido:Moisés, a quem ele até formalizou a vontade de fazer de Moises uma grande nação: “Êxodo 33:12.E Moisés disse ao SENHOR: Eis que tu me dizes: Faze subir a este povo, porém não me fazes saber a quem hás de enviar comigo; e tu disseste: Conheço-te por teu nome, também achaste graça aos meus olhos.”
Moisés se agarra a chance de continuar com o Povo e sua proposta é aceita, só que no contexto divino de uma relação íntima e vigorosa, da qual Deus é o abençoador e doador de tudo, para o Povo.
Anexo:
O Problema da Barganha ou também conhecido Problema da Negociação é uma teoria de John Forbes Nash Jr., vencedor do Prêmio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel, publicada em 1950 na revista The Econometric Society.
Barganha:
Já na solução de problemas, os negociadores seguem as etapas do processo decisório e de solução de problemas. Procuram primeiro compreender a situação para só então buscar soluções. A maneira como se decide, barganha de propostas ou solução de problemas, leva a três tipos de desfechos nas negociações. Primeiro, o acordo satisfaz aos interesses de ambos os negociadores. Segundo o acordo satisfaz aos interesses de um deles em prejuízo do outro. Terceiro a decisão é contrária aos interesses dos dois lados, ou seja, ambos saem perdendo. Quem negocia em termos de solução de problemas está buscando o primeiro dos desfechos. Sua postura é: "um acordo só é efetivamente bom quando os interesses de ambos os lados são atendidos". Neste caso, existe um processo de tomada de decisão compartilhada. Quem negocia em termos de barganha de propostas, adota a seguinte postura: "cada um que defenda os seus interesses, não importando se em detrimento dos interesses da outra parte". Seguem o lema de Ashleigh Brilliant: "Eu sempre ganho. Você sempre perde. Poderia haver coisa mais justa do que isso?"
Determinismos:
Determinismo Circunstancial - A era do determinismo circunstancial começou com nossos primeiros pais. As circunstâncias incluíam a disponibilidade da árvore e o encorajamento de Eva. Adão até poderia ter acrescentado: "Meu desejo de agradar à minha mulher me levou a fazê-lo."
Determinismo psíquico - Freud postulou que a razão porque pensamos da maneira como pensamos é que no início da vida (do nascimento até aos 5 anos) passamos pelo que ele chamou de fases psicossexuais de desenvolvimento. Em conseqüência, supostamente incorporamos nossa história humana inicial em nosso inconsciente. Freud ensinou que nossa infância então determina o que fazemos. A mesma coisa que aconteceu no Jardim do Éden, onde Adão e Eva transferiram a culpa, esquivaram-se da responsabilidade e se colocaram no papel de vítimas, dá-se também com o determinismo psíquico de Freud.
Determinismo genético - o determinismo genético, biológico e orgânico é o atual acusado dos atos e pensamentos.
Determinismo como doutrina de Receber de Deus:
É a forma como certas Igrejas, destaque para as neo-pentecostais, querem ensinar uma doutrina, aos seus membros, que Deus tem obrigação de lhes dar o que pedimos.
Determinismo é um fundamento contrário ao livre-arbítrio.
(Thomas Nagel - Que quer dizer tudo isto? Nagel dedica um capítulo à análise do livre arbítrio, confrontando-o com o determinismo.)
Assim surgiram termos, ou frase, como:
“Deus, eu não aceito isto, sou teu servo”.
 “Se você não receber eu deixo de ser crente e acreditar no que prego”.
Outros são mais incisivos: “Eu rasgo a Bíblia”.
Se até Jesus orava ao Pai, como a leitura em classe, nos ensina a saber pedir e perseverar em pedir: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.”
Se o determinismo é verdadeiro para tudo o que acontece, já estava determinado antes de nasceres que havias de escolher o bolo. A tua escolha foi determinada pela situação imediatamente anterior, e essa situação foi determinada pela situação anterior a ela, e assim sucessivamente, até ao momento em que quiseres recuar.
Fontes:
Bíblia Chamada
Bíblia Hábil
O Poder da Barganha - Elsy Myrian Pantoja
Cinco Forças - Michael Porter -
Ashleigh Brilliant – pensador americano
JOSÉ AUGUSTO WANDERLEY - CONSULTOR EM LIDERANÇA E NEGOCIAÇÃO
Dicionário Strong
Dicionário Priberam
Dicionário Informal
Dicionário de Filosofia – Determinismo.
Lição CPAD
Martin Bobgan – Circunstâncias Determinismo... – Chamada
DETERMINISMO, PREVISIBILIDADE E CAOS
Femando Lang da Silveira -Instituto de Física da UFRGS - Instituto de Física e Pós-Graduação em Educação da PUCRS - Porto Alegre - RS
Outras fontes citadas no corpo do texto.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical