terça-feira, julho 16

A Presidente recebeu nesta Segunda-feira, Ana Paula Valadão, Sônia Hernandes, Bruna Karla e outras lideranças evangélicas (sic)

A Presidente recebeu nesta Segunda-feira, 15 de Julho de 2013 uma comitiva de cantores evangélicos, ou como é moda, cantores Gospel.
Sinceramente fui pego com a notícia. 
Esperava que após tantas falas das "lideranças", sobre a Presidente Dilma, ela as houvesse chamado para conversa, no Palácio do Planalto, ao ler a Reportagem esperava ver entre os nomes do encontro, os de tais Líderes.
Mas, a Assessoria da Presidência e o Ministro da Pesca, que não se chama Pedro, mas Marcelo, preferiu gente estrelada, como cantores e cantoras, na realidade mais cantoras e a Liderança verdadeira da Bispa Sônia.
Considerar Bruna Karla liderança Evangélica, já é um pouco forte para mim, é até dorido falar, pois me agrada como cantora, diferente de algumas presentes.
Na realidade pareceu-me que o "cast gospel" da Gobo foi convocado [liderado por Ana Paula Valadão], e a ele se juntaram outras "lideranças", como Mara Maravilha, e a quase esquecida, mas atuante Líder Valnice Milhomens.
Alguém está enganado, ou o marketing é outro.
Confesso que não entendi, ainda o uso desta 'troupe' gospel!
Lógico, que Orar pelas autoridades é uma obrigação de qualquer que esteja com elas, ou seja convidado. Ser solidário na dificuldade é até generoso, porque na hora do sucesso é mais fácil.
Por isto, não recrimino o encontro, "chorar com os que choram" é bíblico.
Mesmo nas nossas Igrejas, ou em casa devemos Orar pela Presidente, e por todas as autoridades "pois, não há autoridade constituída, que não seja por Deus:
Romanos 13: 1-7 TODA a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus. Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação. Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal. Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência. Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo sempre a isto mesmo. Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.
Sem muita exegese, isto não dá direito das autoridades realizarem o mal, contra os pobres e necessitados.
Mas, o texto não foi escrito para esta análise e sim para procurar entender a causa deste encontro.
A que se deu este encontro?
Espero que tenha sido para levar conforto a Presidente Dilma, mais do que nunca ilhada no Palácio.
Confesso que é meio estranho, num momento crucial para a Igreja no Brasil, um encontro com esta turma do "GospelTV".
O que oprime ao pobre insulta aquele que o criou, mas a este honra o que se compadece do necessitado. Provérbios 14:31
Mas...espero que a Presidente não entenda que estamos: usando a palavra do momento representados como Evangélicos "in totum", por esta Comitiva canora.
Também não condeno nenhum dos que foram até ao Palácio, falar com a Presidente, afinal foram convidados, e Ela, sim, nos Representa, você tenha votado, ou não na Presidente, num estado de direito Democrático, republicano, ela tem legitimidade!
A Presidente Dilma, sabe quem são os maiores líderes Evangélicos desta Nação, [inclusive os que estavam em sua mesa hoje - (Sim! Haviam líderes verdadeiros do segmento neopentecostal evangélico!)] e pode falar com eles a qualquer momento.
Bem, oremos todos pela Presidente e que seu governo venha se recompor e ainda fazer algo mais por todos nós, pois se o Governo for mal, refletirá em todo os cidadãos e no sucesso do País.
Eu diria: Só queria entender, e ainda não entendi tudo, só um pouco!
Mas, oremos pelo Brasil e pela Presidente!
Tire   as suas conclusões.
Leia a reportagem:
Presidente Dilma Rousseff se encontra com Ana Paula Valadão, Sônia Hernandes, Bruna Karla e outras lideranças evangélicas (sic).
Por Dan Martins em 15 de julho de 2013 
Nessa segunda feira a presidente Dilma Rousseff recebeu no Palácio do Planalto, um grupo de 15 cantoras e líderes evangélicas, como Ana Paula Valadão, bispa Sônia Hernandes e Bruna Karla
O encontro faz parte de uma rodada de reuniões com movimentos sociais que se iniciou há duas semanas, em resposta às manifestações que se alastraram pelo país.
- Temos um papel espiritual de dar suporte, de dar apoio às nossas autoridades em meio a crises, em meio a confusões, tumultos. Nós estamos ali centrados, pedindo a Deus que fortaleça nossos governantes, dando a eles sabedoria do alto para vencer os desafios dessa nação – afirmou Ana Paula Valadão sobre o encontro.
- Foi um convite da presidenta Dilma à bispa Sônia Hernandes, muito respeitada e conceituada no nosso Brasil, e aí ela convidou algumas mulheres que têm feito a diferença, que têm feito um trabalho por esse Brasil, que tem um reconhecimento das pessoas – afirmou a cantora Damares, que também estava presente no encontro.
Vídeo:
Damares relatou também que cantou sua música “Sabor de Mel”, junto com a presidente e que ela e as outras cantoras presentes no encontro não foram para fazer pedidos para Dilma, mas sim “representando a igreja evangélica no Brasil e apoiando ela no que ela precisar”.
- Não viemos pedir nada. A gente veio apoiar nesse momento de tantas manifestações porque é uma carga muito pesada que ela está levando. E ela é um ser humano – ressaltou Damares, que completou afirmando que a reunião foi uma “festa bonita”, e que a presidente se emocionou e chorou junto com representantes evangélicas.
- Somos cidadãos como qualquer outro, temos nossas reivindicações, coisas que achamos que não está bom. Ela fez promessas de melhorias, ela está realmente de mãos abertas para abençoar não só a igreja, mas o povo em si – finalizou Damares.
Quem também ressaltou apoio à presidente foi a cantora e ex-apresentadora de TV Mara Maravilha, que relatou também terem feito uma oração pela saúde de Dilma Rousseff, diante desse momento de manifestações.
- A gente orou para Deus estar restaurando a saúde dela porque é um momento de muita pressão que o Brasil está vivendo. Viemos como representantes da Igreja Evangélica no país apoiando ela no que precisar – afirmou a cantora, segundo o G1.
Quem também participou da reunião foi o ministro Crivella (PRB-RJ). Bispo licenciado da Igreja Universal, Crivella disse que participou da reunião como ministro, mas também como “um articulador da presidenta Dilma junto ao público com o qual eu convivo desde os seis anos de idade, que é o povo evangélico”.
- Não foi a presidenta que pediu, foram as minhas amigas. Eu também sou cantor gospel. Foram elas que manifestaram a vontade de encontrar a presidenta, orar por ela, fazer um encontro de solidariedade feminina (sic) – ressaltou Crivella.
E ainda tem os que se sentem traídos, por não ter participado.
Ora, a casa é da Presidente, e ela não chamou nenhum outro político evangélico, a não ser seus Ministros e entre eles, o eventual aglutinador Min. Marcelo Crivella, que por acaso, também é cantor e vendedor de milhões de disco!
Apesar de ser considerado hoje o mais notório entre os parlamentares evangélicos, o deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), não esteve presente na reunião. 
Caro Deputado, só eram cantoras!!! O senhor é Pastor e por assim dizer cantor! -[nota deste editor]
De acordo com o jornalista Lauro Jardim, Feliciano teria dito que foi procurado para participar da reunião, mas não quis. O parlamentar teria afirmando ainda que, apesar de não estar presente, a reunião só aconteceu por um esforço seu.
- Eu não tenho nada a tratar com essa gente [Dilma Rousseff]. Ela só recebeu essas lideranças porque eu e Silas Malafaia fizemos pressão, mas isso era para ter ocorrido lá atrás, não agora, depois de ter conversado com várias outras lideranças políticas. A assessoria do Gilberto Carvalho até me ligou, mas preferi não atender – explicou Feliciano, segundo a revista Veja.
Participaram da reunião com a presidente, os ministros Marcelo Crivella, Gilberto Carvalho e Gleisi Hoffmann; além das representantes evangélicas Ana Paula Valadão, Bruna Karla, Cássia Helena de Sousa, Damares, Eyshila Oliveira Santos, Ezenete Alexandrina, Fernanda Hernandes Rasmussen, Irene Maria Hermenegildo Lopes Correa, Juliana Alonso Machado, Leonor Alonso Machado, Mara Maravilha, Maria do Carmo Araujo, Maurizete da Silva Catarina Acioli, Rubia Pinheiro Fernandes, Sonia Hernandes e Valnice Milhomens Coelho
Fonte: GNotícias

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical