domingo, dezembro 15

“A ILUSÓRIA PROSPERIDADE DOS ÍMPIOS” - CONCLUSÃO - LIÇÃO 11 CPAD - 15/12/2013

“A ILUSÓRIA PROSPERIDADE DOS ÍMPIOS”
Edição e autoria: Pr Osiel Varela
CONCLUSÃO
Fechando o que Deus nos concedeu.
Muito embora, tenhamos algumas questões a serem inseridas, mas o faremos em outra oportunidade.
Neste conteúdo o Pregador nos ensina algumas verdades e pensamentos divinos:
Viver é para todos!
Morrer é para todos!
A diferença só se fará, no pós- morte!
Usufruir daquilo que recebemos nesta vida debaixo do sol pode parecer tudo o que o homem pode alcançar.
Ser justo, ou ímpio parece não fazer sentido algum, quando observamos a existência de todos os homens, debaixo do sol, sob o poder do dinheiro ou da desgraça da pobreza.
A aparente vida de sucesso, luxo e riqueza é deveras agradável, mas somente sob a ótica de viver aqui e agora, ou seja, debaixo do sol.
Ponto focal - Deus condutor dos homens e do Universo.
O Pregador diz, que entendeu:"Tudo isto: que os justos, os sábios, e as suas obras, estão nas mãos de Deus".

Por isto, nada pode se realizar sem a sua presença e sem que haja um julgamento posterior das ações do homem, este Ser federativo.
Os próprios sentimentos humanos são passageiros tudo é passageiro,nada é eterno no conteúdo antropológico:
 - amor

 - ódio
Sentimentos contrastantes, mas que não são mais do que uma forma de expressar como o humano dispõe deles nesta vida.
Mas, o Verdadeiro Amor só pode ser encontrado em Deus: Deus é Amor. João 3.16. Expresso na doação do próprio Filho, Jesus Cristo à Humanidade.
Ótica e Reflexão:
Nesta terra (debaixo do Sol) tudo e todos são igualados por Deus. Não há vantagens.
Ser um leão (forte e poderoso) não faz diferença depois desta vida. Você pode ser um leão, mas, morto não é mais forte do que um cão vivo.
Onde está tua força?
“Que coisa há mais doce do que o mel? E que coisa há mais forte do que o leão?”
As abelhas farão sua casa dentro de ti e os homens Comerão mel (doçura, do que era intocável e inapetente) com a mão  e não verá, ou poderás fazer impedir e nada os impedirá de fazê-lo.
Jui 14:14 - Então lhes disse: Do comedor saiu comida, e do forte saiu doçura.
Na vida as perguntas existenciais, ou riqueza, ou conhecimento, tudo o mais, que os homens, justos, ímpios dispuserem, ou deixarem de ter...nada poderá impedir a máxima determinada por Deus – Ele, O Eterno - Hb 9:27 - E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo...
“Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento”.
Os homens, desde os primórdios bíblicos, descobriram que dar o seu nome sobre uma possessão terrena (nem que seja uma lápide, no cemitério), poderia lhes garantir o não esquecimento, mas as terras mudam de dono, as lápides são quebradas pelo tempo, as raízes daninhas revolvem os túmulos e jamais os tempos permitirão que se lembremos deles.
Sl 49:11 - O seu pensamento interior é que as suas casas serão perpétuas e as suas habitações de geração em geração; dão às suas terras os seus próprios nomes.
Uma coisa é certa: todos sabem que vão morrer.
Os ricos com suas fortunas, que muitas vezes, não lhe servirão (como apresentado) os pobres com suas mazelas (Lázaros).
Enfim, que tenhamos sabedoria para uma Vida Vitoriosa, reconhecendo que acima de nós está o sol e acima dele o Céu onde habita o que nos julgará e nos fará herdar a Eternidade com Jesus Cristo!

Boa aula.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical