quarta-feira, julho 6

Deus, o Primeiro Evangelista Lição 2 CPAD - Julho de 2016 1ª PARTE

Deus, o Primeiro Evangelista
Lição 2 CPAD - Julho de 2016 1ª PARTE
Estudo Subsídio: Pr Osvarela
TEXTO ÁUREO
"Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti." Gálatas 3.8
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Gênesis 12.1-8
1 - Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
2 - E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção.
3 - E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
4 - Assim, partiu Abrão, como o Senhor lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos, quando saiu de Harã.
5 - E tomou Abrão a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e toda a sua fazenda, que haviam adquirido, e as almas que lhe acresceram em Harã; e saíram para irem à terra de Canaã; e vieram à terra de Canaã.
6 - E passou Abrão por aquela terra até ao lugar de Siquém, até ao carvalho de Moré; e estavam, então, os cananeus na terra.
7 - E apareceu o Senhor a Abrão e disse: À tua semente darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.
8 - E moveu-se dali para a montanha à banda do oriente de Betel e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao SENHOR e invocou o nome do SENHOR.
Introdução:
"Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti." Gálatas 3.8
Um tema assaz importante. A Bíblia nos ensina por exemplos e tipologia. Deus nos concedeu um exemplo excelente, quando Ele mesmo exarou palavras evangelísticas, e nos legou o exemplo que devemos anunciar as Boas Novas a Humanidade.
O tema deste ensino nos leva a buscarmos maior proximidade com Deus, que é um Deus que quer compartilhar suas ações e modo de agir com Sua Igreja.
Há que sabermos, que o Evangelho sempre esteve no Plano Interior da Trindade, e já na Criação do Homem, Deus pela sua Presciência e Soberania guardava em Si, este Princípio Redentivo da Humanidade, sabedor de que o Homem por ele criado fora dotado do livre-arbítrio, da volição por sua própria vontade divina e criadora.
Quando estudamos sobre o Evangelho, nas Escrituras, entendemos que há um Evangelho inicial, ao qual chamamos de Proto-Evangelho, ou seja, a semente, ou broto do Evangelho, o qual Deus anuncia agora a Abraão, este Proto-evangelho pode ser encontrado, com todas as palavras divinas no primeiro Livro da Bíblia e é contém um rudimento do Evangelho, as Boas Novas de esperança, anunciada preliminarmente a Abraão e aos que o ouviram, e agora, por toda Humanidade, através da Igreja na Evangelização:
             “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” Gênesis 3.15
Proto-Evangelho
   - Proto = Início, primeiro.
   - Evangelho = Do Grego (evangelion) significa: "Boa Notícia", "Boa Nova", "Boa Mensagem", "comunicação de Deus aos homens". Isaac J.Cohen
Aquela Condenação à serpente, na qual foi incluído o Anuncio da providência de Deus, e era a promessa que se referia a Jesus Cristo. Por isso é chamada essa profecia de “O Proto- Evangelho”, por ser a primeira de todas as profecias sobre Jesus. Alguns teólogos a chamam de “a mãe de todas as profecias messiânicas”.
Ali a Redenção deu o seu primeiro sinal de vida dentro da história humana, afirmando ao Adam que Deus, apesar do pecado do homem, houvera providenciado resgate para o mesmo.
Então no Centro de toda a vida cristã e o foco do relacionamento de Aliança entre Deus e o homem o anuncio da Redenção em Cristo é divinamente inspirado e providenciado para sser anunciado a todo grupo antropológico. Cristo no Período Adâmico - Proto Evangelho - Rev. José Maurício Passos Nepomuceno
Da mesma forma, a Boa Nova do Evangelho no tempo da Plenitude desperta o sentimento entre os homens, que há algo divino, que pode livrá-los da Condenação da Morte, como Eva entendeu ao dar a luz a seu filho:
Essa promessa certamente produziu um clima de expectativa no primeiro casal, que passou a esperar pelo nascimento do seu primogênito. Quando lhes nascera Caim, exclamou Eva: “Adquiri um varão com o auxílio do Senhor”- Genesis.4.1.
Podemos propor uma releitura, sem alterar o texto, e transliterar como: “Adquiri um varão, o Senhor”.
Nossa mãe, Eva, declara a Esperança, que está implícita no Evangelho divino – GODSpell  e o de Nosso Senhor Jesus Cristo - de que sua redenção se completaria no recém-nascido, ela e o marido ouviram atentamente o que havia sido dito à serpente: “...e o seu Descendente. Este te ferirá a cabeça...”.
A Benção Abraãmica no Evangelho
2 - E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção.
3 - E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
 “Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.” Romanos 4:3
Abraão deu crédito a todas as palavras de Deus, a seu respeito e o maior mérito: ao seu futuro e sua descendência, ainda sem ter nenhum descendente!
E disse: Por mim mesmo jurei, diz o Senhor: Porquanto fizeste esta ação, e não me negaste o teu filho, o teu único filho, Que deveras te abençoarei, e grandissimamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos; E em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz.” Gênesis 22:16-18
Quando anunciamos o Evangelho através da Doutrina de Evangelismo, aos moldes da Igreja primitiva, estamos compartilhando aquilo que Deus determinou na vida de Abraão, a benção a todos que se ligam pelos traços de crença nas Promessas divinas, ao aceitarem a Fé de Abraão.
O anuncio do Evangelho a Abraão deve ser analisado sob a ótica da Aliança de Deus com o Homem, para seu resgate. O pacto de Deus com Abraão não se baseia na Lei, tampouco em méritos humanos, mas exclusivamente na Graça, assim, todos os homens podem dela participar, e podem herdar a salvação. Aliança Abraâmica
Nas palavras de Paulo registradas em Gálatas 3:18 lemos que o Senhor deu a Abraão a herança gratuitamente, devido à promessa que fizera a ele. A Graça apresentada na promessa a Abraão estende-se a todos os homens. Quem recebe Cristo pela fé torna-se herdeiro das promessas feitas a Abraão.
A Aliança Abraâmica é a precursora das Alianças Redentivas, ou redentoras, e todas as bênçãos espirituais de Deus partem desta Promessa Evangelística dada a Abraão.
Como Profecia:
Essa Aliança é um fundamento da fala divina em profecias e representa uma questão fundamental no estudo, da questão das Profecias bíblicas, e representa a meu ver, que a Graça do Evangelho do Reino de Deus, estava presente, desde a Eternidade, para que na Plenitude do Tempo – Gálatas 4.4 – fosse desvendado o Mistério pela Evangelização a todas as Nações.
 “Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.” Gálatas 1:11,12
“...estávamos reduzidos à servidão debaixo dos primeiros rudimentos do mundo. Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho... Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.”Gálatas 4:3,4,5
Efeitos do Evangelho de Deus
As três principais promessas da Aliança Abraâmica estão relacionadas com terra, semente (descendência) e uma bênção que se estenderá para todo o mundo - Gênesis 12.1-3 -, que hoje revelada pela Evangelização de todos os Povos.
Enquanto Abraão e seus descendentes diretos – Israel – são os principais envolvidos na mantença e proclamação da promessa, os gentios também foram incluídos como participantes nesta promessa pela Evangelização da Obra de Jesus Cristo.
Abraão era amigo de Deus e isto fica confirmado, desde a chamada de Ur dos Caldeus, e demais passagens entre as quais encontramos uma singular, na qual Deus mostra que seus Planos eram informados à Abraão, antes da execução:
“E disse o Senhor: Ocultarei eu a Abraão o que faço, Visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação... Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para agir com justiça e juízo; para que o Senhor faça ... o que acerca dele tem falado.?” Gênesis 18:17,18,19
É uma clara demonstração que o anuncio do Evangelho Abraãmico se daria através da nação de Abraão e resultaria numa quebra de paredes de separação, afim que todas as Nações, do Mundo pudessem ser alcançadas pelas bênçãos do Evangelho.  
“E estendeu Abraão a sua mão... Mas o anjo do Senhor lhe bradou desde os céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho. Então levantou Abraão os seus olhos e olhou; e eis um carneiro detrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.Gênesis 22:10-13
A crença Abraãmica permitiu, por ele crer no Evangelho divino, a mesma promessa, à posteridade de todos os que pelo Evangelho, tiveram a Fé no Cordeiro que Tira o Pecado do Mundo, tipologicamente confirmado na sua Fé completa em Deus, ao oferecer Isaque no altar segundo lemos no texto, acima. O sacrifício do Filho de Deus cumpriu, plenamente, esta situação vivida por Abraão, com superioridade Antítipo, formatando o Plano da Redenção, para que todas as Nações conhecessem o Evangelho pela Salvação Redentiva, pela Fé, a Fé de Abraão, formando o maior grupo de filiação da Terra. Tudo isto, pois a aliança de Abraão teve um caráter Eterno:” Por mim mesmo jurei, diz o Senhor”. O Novo Testamento declara a aliança abraâmica imutável
“... quando Deus fez a promessa a Abraão, como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo Porque os homens certamente juram por alguém superior a eles, e o juramento para confirmação é, para eles, o fim de toda a contenda. Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento;” Hebreus 6: 13,16,17
Andando nas Pisadas da Fé de Abrão – Chamados ao Evangelho
E recebeu o sinal da circuncisão, selo da justiça da fé quando estava na incircuncisão, para que fosse pai de todos os que crêem, estando eles também na incircuncisão; a fim de que também a justiça lhes seja imputada; E fosse pai da circuncisão, daqueles que não somente são da circuncisão, mas que também andam nas pisadas daquela fé que teve nosso pai Abraão, que tivera na incircuncisão. Romanos 4:11,12
Chamados pelo Evangelho Abraãmico.
Porque a promessa ... não foi feita pela lei a Abraão... mas pela justiça da fé... é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade, ... também à que é da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós, ... perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos, e chama as coisas que não são como se já fossem. O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência. Mas também por nós, a quem será tomado em conta, os que cremos naquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor... Romanos 4: 13,14;16-18;24
1ª PARTE
Fonte:
As alianças Bíblicas e a Escatologia – Aliança Abraâmica – Ger. Maranata
Bíblia Dake

Bíblia online
Apontamentos do Autor

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical