quarta-feira, setembro 14

Ciência ou Brincando com a Vida? O avanço da Ciência reprodutora de seres.

Ciência ou Brincando com a Vida?
O avanço da Ciência reprodutora de seres.
“E, quando ouvirdes de guerras e sedições, não vos assusteis. Porque é necessário que isto aconteça primeiro, mas o fim não será logo. Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino; E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas...Lucas 21:9-11
“O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;” 1 Coríntios 13:8
Já me manifestei, em Minha página na Internet sobre o fato dos Homens/Cientistas tentarem, ser deus.
O estudo e o avanço da Ciência biogenética tem se mostrado um fator, do cumprimento bíblico sobre o avanço da Ciência. Não é para nos conformarmos, mas para nos alertarmos sobre o cumprimento das Escrituras.
“4 Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.” Daniel 12:4
Afinal, Deus concedeu ao homem o direito ao conhecimento, e a descoberta de muitas coisas, desde os dias Adâmicos, ao ceder ao homem o direito de dar nome, aos animais, e posteriormente o avanço da construção [Babel], da manipulação de fogo e ferramentas.
Como já disse, acompanho estas descobertas e mais uma surge, na área vital: desenvolvimento de Seres Humanos, tudo em nome da Ciência em melhorar a vida humana, com a retirada de doenças e paliativos de muitas existentes e que continuam a aparecer no Mundo.
Eis, que agora surge um grupo de médicos/cientistas britânicos que estão desenvolvendo uma forma, de não utilizar a semente da mulher [semente feminina], para geração de seres vivos, das espécies sanguíneas, no caso a experiência é com ratos.
Na realidade Deus já criou seres vivos com certas peculiaridades na reprodução de diversas espécies.
A partenogênese (desenvolvimento de um ser vivo a partir de um óvulo não fecundado) ocorre naturalmente em pequenos animais. Insetos como abelhas e formigas dão origem assim a seus zangões. Algumas espécies de lagartos também se reproduzem dessa forma, embora seja mais raro.
Cientistas já haviam tentado introduzir partenotos em criaturas como ratos e macacos, mas a maioria dos experimentos resultou em anomalias.
Leia mais:
CIENTISTAS ABREM CAMINHO PARA CRIAÇÃO DE FILHOS COM DOIS PAIS (E SEM MÃE)
Experimento produziu prole saudável a partir de injeção de espermatozóides em embriões inviáveis. Pesquisadores introduziram espermatozóide em um partenoto, óvulo forçado a se desenvolver sem ser fertilizado e inviável, para produzir camundongos saudáveis.
Texto compilado com inserção do autor da postagem:
Em 2015 o Parlamento britânico aprovou a regulamentação de uma técnica que permite a produção de embriões humanos com material genético de duas mães e um pai, de forma a livrar as crianças do risco de doenças provocadas por defeitos nas mitocôndrias, as “usinas de energia” de nossas células.
Aproveitando a Lei aprovada, um grupo de pesquisadores no mesmo Reino Unido tentam demonstrar, que no futuro talvez seja possível criar também embriões com dois pais e sem mãe, derrubando no caminho um dogma científico de quase dois séculos, segundo o qual só um óvulo em estado natural seria capaz de ativar alterações na atividade dos genes de um espermatozóide para dar origem a uma prole saudável.
Na realidade tentam provar que, macho e fêmea, podem não ser necessários para procriação de seres humanos.
Eles tentam, na verdade, teoricamente, verificar se seria possível, criar um filho com dois pais, para o qual um deles contribuiria com uma célula normal para passar pelo processo e outro com o espermatozóide, e essencialmente dispensando a necessidade de um óvulo e a existência de uma mãe.
E que tendo apenas um óvulo “vazio” de informações de humanas totais, poderiam criar outro ser, desde que utilizando a técnica de injetar no embrião, o espermatozóide, a semente masculina.
Desfazer o ditame - Em cada par, um é de origem materna e outro, de origem paterna.
Este trabalho científico ainda está em andamento, e não se sabe quais e quantas bem sucedidas experiências ocorreram e quanto de mutações e degenerações físicas elas produziram e o que ocorrerá até chegar na execução em Embriões Humanos, se é que já não já ocorreu!
Encontrar uma maneira de remover metade dos cromossomos destas células para torná-las haplóides e depois estimulá-las a se desenvolverem em embriões.
Os embriões resultantes dessa técnica foram chamados de partenotos, da palavra grega partenogenis ou "concepção virgem".
O que na realidade bíblica deus usou na concepção virginal de seu Filho, mas Ele é o Autor da Vida e a concepção se deu pelo Espírito santo, mantenedor da Criação.
“Respondeu-lhe o anjo: Virá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso o que há de nascer será chamado santo, Filho de Deus.” Lucas 1:35
O método usado pelos britânicos é mais avançado do que o que gerou a clonagem da famosa Ovelha Dolly, que utilizou a técnica de “transferência nuclear”, ou seja, usando o núcleo das células.
É uma forma de chegar a Eugenia? Isto é, a criação de seres humanos perfeitos?
É uma tentativa de dizer que o Homem pode criar outro homem, como Deus criou!
Imagine que você pudesse pegar células da pele e fazer embriões com elas? Isso pode ter todos os tipos de utilidade — afirma. — Uma possibilidade é que, no futuro distante, células ordinárias do corpo sejam combinadas com espermatozoides para formar um embrião. Seremos capazes de fazer isso? Tudo é muito especulativo e nada disso é possível hoje, e talvez nunca seja possível. Mas eu acho que, se for possível, um dia neste futuro distante as pessoas vão olhas para trás e dizer que foi aqui que isto começou.” Tony Perry, do Departamento de Biologia e Bioquímica da Universidade de Bath. Líder da pesquisa
Usam o artifício de falar em bem estar, e melhoria dos plantéis de criação de bois e outros animais, da cadeia alimentar:
...as possíveis aplicações da experiência vão muito além disto. Uma delas, por exemplo, é aumentar a eficiência dos processos de fertilização artificial e clonagem de animais, cada vez mais usados para melhorar os plantéis das criações.”
“— Esta é uma pesquisa animadora que pode nos ajudar a entender mais sobre como a vida humana começa e o que controla a viabilidade dos embriões, mecanismos que podem ser importantes para a fertilidade Talvez essa pesquisa um dia tenha implicações na maneira como tratamos a infertilidade, embora isto provavelmente ainda esteja muito longe de acontecer.” avalia Paul Colville-Nash, gerente de programas do Conselho de Pesquisas Médicas do Reino Unido, que financiou o trabalho.
Estes limiares da vida estão sendo estudados com afinco, veremos o final destas coisas?
Quais serão, se os experimentos forem continuados, as ocorrências e efeitos na Vida Humana?
Bem. São apenas especulações, mas eu fico certo que Deus é o Autor da Vida e estas experiências são um indicativo importante para nós que aguardamos o Arrebatamento e a Volta de Jesus Cristo.
A técnica se contrapõe a outra de utilização de embriões sem espermatozóide, como se lê abaixo:
Cientistas britânicos 'fecundam' óvulo sem usar espermatozóides
Cientistas esperam ter encontrado nova fonte de células-tronco
Cientistas da Grã-Bretanha anunciaram ter desenvolvido uma técnica para criar embriões humanos sem necessidade de fertilização ou clonagem.
A equipe pertence ao Instituto Roslin, da Escócia, o mesmo onde foi criada a ovelha "Dolly", o primeiro mamífero clonado a partir de uma célula adulta.
Os pesquisadores usaram óvulos doados por várias mulheres e os estimularam com impulsos elétricos e substâncias químicas.
As células, então, começaram a se multiplicar como um embrião sem a adição de materiais genéticos de espermatozóides ou de clones.
Os embriões resultantes dessa técnica foram chamados de partenotos, da palavra grega partenogenis ou "concepção virgem". Foram criados seis partenotos dos quais os cientistas esperam extrair células-tronco.
 “Neste momento nós ainda não conseguimos obter células-tronco desses embriões, mas a nossa ambição continua sendo esta”, afirmou um dos autores do estudo, Paul de Sousa.
Anexo:
Células haplóides e diplóides
Para que as células exerçam a sua função no corpo dos animais, elas devem conter todos os cromossomos, isto é dois cromossomos de cada tipo: são as células diplóides.
Com exceção das células de reprodução (gametas), todas as demais células do nosso corpo são diplóides.
Porém, algumas células possuem em seu núcleo apenas um cromossomo de cada tipo. São as células haplóides.
Os gametas humanos – espermatozóides e óvulos – são haplóides. Portanto os gametas são células que não exercem nenhuma função até encontrarem o gameta do outro sexo e completarem a sua carga genética.
Nos seres humanos, tanto o espermatozóide como o óvulo possuem 23 tipos diferentes de cromossomos, isto é, apenas um cromossomo para cada tipo.
Diz-se então que nos gametas humanos n= 23 (n é o número de cromossomos diferentes). As demais células humanas possuem dois cromossomos de cada tipo. Essas células possuem 46 cromossomos (23 pares) no núcleo e são representadas por 2n = 46.
Nas células diplóides do nosso corpo, os cromossomos podem, então, ser agrupados dois a dois. Os dois cromossomos de cada par são do mesmo tipo, por possuírem a mesma forma, o mesmo tamanho e o mesmo número de genes.
Em cada par, um é de origem materna e outro, de origem paterna.
Partenoto; s.m. [Biologia] Indivíduo que resulta do desenvolvimento de um ovo que contém um só núcleo e que é, portanto, haplóide.
Fonte:
Só Biologia
G1
Apontamentos do autor
Bíblia online

BBC

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical