terça-feira, agosto 4

MENTES INFANTIS SOB O DOMINÍNIO DO REINO CÉTICO CONTRA DEUS - O ATAQUE ATEISTA ÀS CRIANÇAS - ACAMPAMENTO DE FÉRIAS ENSINA INFANTES A SER ATEUS...

O Ateísmo ataca novamente...
Desta feita a ação é sob a mente das crianças, seres em formação que são atraídos por acampamento, que tem programação "religiosa ateísta", para programar e incutir a idéia da não existência de Deus.
Rm.1.19,20. Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis;
Grã-Bretanha tem primeira colônia de férias para ateus.
'Além de esportes e brincadeiras, atividades incentivam crianças a pensar sobre a não existência de Deus'.
Sob um forma muito atrativa os ateus, ou adeptos do agnosticismo, de maneira subreptícia tentam conquistar os pais e as crianças destas famílias, muitas delas, sem religião ou com dúvidas sobre Deus ou qualquer crença. Além da curiosidade por alguma forma de dirimir dúvidas do sub-conscientes, está oferencendo uma nova maneira de difundir a religião do ateísmo, como eu chamo esta crença na descrença de Deus, pois fazem apologia em defesa da não existencia de um Deus criador e soberano.
Pela notícias abaixo, você vai ver que sob a falsa promessa de permitir a criança experimentar , no acampamento uma aternativa sem Deus, os divulgadores e donos do acampamento de férias, usam métodos que atingem a crença em Deus, de maneira, diria eu, até ilegal, pois é uma forma de atingir indiretamente e aguçar a dúvida no sub-consciente de crianças, sobre a existencia de Deus. Trata-se a meu ver a quebra da regra não permitida, em comerciais: o ataque ao sub-consciente de forma indireta, sem direito e desconhecimento, à escolha da mensagem sub-liminar.
Além disto a própria matéria afirma que as crianças [com 8 ou 9 anos de idade] que chegaram ao acampamento eram muito tenras para discernir a proposta.
Mas, seus pais as enviaram a este lugar!
Pv.22.6.Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.
Com várias atividades e exercícios, eles querem demonstrar a inexistencia de Deus.
O exercício central é baseado no de realizar com as crianças uma discussão sobre o Unicórnio, o qual faz parte de várias fábulas, mormente as helenicas gnósticas ou panteístas. Este exercício é baseado na oferta de dinheiro, para que as crianças acampadas, provem a não existencia deste ser, sabidamente inexistente, usando parametros, utilizados na falácia teísta sobre a inexistencia de Deus.
Para isto, utilizam um exercício sobre a existencia de um Unicornio.
Assim, os instrutores apelam e propõem às crianças e adolescentes a resolução da questão, com as premissas:
de que o Unicórnio, não é palpável, é invisível, não tem cheiro.
Os "orientadores" afirmam ainda, que este ser aparece “em um único livro muito antigo - repassado por "inúmeras gerações".
Ora, se isto não é uma ilação a Deus e a Bíblia????
Ora, qualquer mente mediana sabe que a partir desta lição, fortalecerá a mente das crianças a só crer no existente, ou no que se pode ver, mesmo que sejam verdades conhecidas a longos séculos.
Nada sutis os dirigentes do acampamento ateu!!!
A Bíblia orienta os pais a ensinar a amar a Deus ensinando as crianças sobre Ele, no quinto livro do AT.
Dt. 6.1-7. Estes, pois, são os mandamentos, os estatutos e os preceitos que o Senhor teu Deus mandou ensinar-te...que temas ao Senhor teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias da tua vida, e para que se prolonguem os teus dias...e atenta em que os guardes, para que te vá bem...o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças...estas palavras...estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.
Leia a Matéria:

Uma colônia de férias de verão britânica está oferecendo uma experiência pouco comum para jovens de sete a 17 anos. A iniciativa promove uma "alternativa sem Deus", em oposição a acampamentos de verão mais tradicionais administrados por grupos religiosos.
Algumas das 24 crianças que chegaram ao acampamento Camp Quest, na cidade de Bruton, sudoeste da Inglaterra, pareciam jovens demais para lidar com conceitos tão amplos e complexos como religião e Deus.
A colônia de férias tem uma missão ambiciosa. Ela é "dedicada a melhorar a condição humana através de questionamento racional, pensamentos críticos e criativos, e método científico [...] e pela separação entre religião e governo".
O objetivo mais imediato, segundo os diretores, é ensinar cooperação, tolerância e empatia, através de atividades esportivas e brincadeiras. Mas são as visões sobre algumas questões mais complexas da vida que a distingue das demais, sobretudo o tratamento da religião.
"Os participantes aprendem que o comportamento ético não depende de crença religiosa e doutrinas, que essas são às vezes um obstáculo para o comportamento moral e ético, que pessoas sem religião também são boas e totalmente capazes de viver uma vida feliz e cheia de significado", afirma o site do acampamento na internet.
A diretora da colônia de férias, Samantha Stein, afirma que as crianças são estimuladas a pensarem de forma independente.
"Se as crianças se depararem com uma questão como criacionismo, por exemplo, nós discutiríamos as evidências. Nós não diríamos 'Criacionismo é bobagem', diz a diretora.
O pai de uma das participantes do acampamento ateu disse que já levou sua filha a outros acampamentos cristãos e que estava em busca de uma experiência mais ampla para a criança.
Leeroy Murray, pai de três meninos em Camp Quest, disse que não descartaria mandá-los a um acampamento religioso.
"A coisa mais importante para mim aqui é dar para eles uma variedade de experiências e estimular que eles entendam o máximo possível de religiões e de ciências, e dar a eles as ferramentas para que decidam por conta própria o rumo que querem seguir", disse Murray.
Os filhos de Leeroy parecem mais preocupados com os aspectos menos filosóficos do acampamento.
"Eu quero fazer novos amigos, encontrar novas pessoas e fazer todas as atividades preparadas para nós", disse um dos filhos, de 9 anos.
"Eu gosto das atividades porque elas melhoram a sua saúde e fazem com que você esteja em forma", disse outro filho, de 8 anos.
'Unicórnio invisível'
Além das atividades esportivas, algumas brincadeiras procuram tratar de questões mais profundas.
A principal atividade "científica" do acampamento consiste em uma busca a dois unicórnios invisíveis.
Os instrutores dizem aos jovens que os unicórnios não podem ser vistos, provados, cheirados ou tocados. Eles também não conseguem fugir do acampamento e não se alimentam de nada.
A única prova da sua existência, segundo os instrutores, está contida em um livro muito antigo repassado por "inúmeras gerações".
Um prêmio de 10 libras (cerca de R$ 30) é oferecido a qualquer criança que conseguir provar que os unicórnios não existem.
Fora do acampamento, no portão de entrada, um solitário manifestante protesta contra o acampamento.
Paul Arblaster, membro de uma igreja local, segura cartazes com mensagens críticas ao Camp Quest. Ele protesta também contra o exercício dos unicórnios.
"É claro que eu acho que existe uma pegadinha aí. Eles podem dizer que o exercício dos unicórnios não tem nada a ver com Deus. Mas eu acho que é uma representação razoavelmente velada deste tipo de doutrina", disse o manifestante.
A diretora do acampamento rebate o argumento.
"O objetivo é fazer com que as crianças pensem sobre coisas como ônus da prova", diz Samantha Stein.
"Quem precisa provar que os unicórnios estão lá... é a pessoa que diz que eles estão ou é a pessoa que diz 'Não, eu acho que você não está certo'."
O Camp Quest surgiu há 13 anos nos Estados Unidos, onde escoteiros e grupos religiosos são a maioria no mercado de acampamentos de verão – muito populares entre famílias americanas nas férias escolares. A versão britânica dura cinco dias e custa 275 libras (cerca de R$ 900). BBC Brasil - BBC. 01-08-2009

Um comentário:

ATELIÊ* ARTES DA SEL disse...

Estou aqui sentindo a presença de Deus através dos louvores... e pensando como eu não conhecia este blog antes!!!
Hoje participarei de uma reunião sobre Evangelismo de crianças e procurava algum assunto sobre ateísmo ensinado para crianças... Perfeito este blog Deus os abençoe sempre!!!

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical