sábado, fevereiro 20

Lição 08 - CPAD- EXORTAÇÃO À SANTIFICAÇÃO –

Lição 08 - CPAD- EXORTAÇÃO À SANTIFICAÇÃO –

Autor: Osvarela

Texto Áureo: II Co. 7.1 ORA, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.

Leitura Bíblica em Classe:

II Co. 6.14-18; 7.1,8-10.

II Co. 6.14-18..Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor;E não toqueis nada imundo,E eu vos receberei;E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso.

II Co. 7.1,8-10. ORA, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.Porquanto, ainda que vos contristei com a minha carta, não me arrependo, embora já me tivesse arrependido por ver que aquela carta vos contristou, ainda que por pouco tempo.Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus; de maneira que por nós não padecestes dano em coisa alguma. Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.

Pequeno Glossário:

Parakalou/men (transliterado)- (nós) exortamos - O verbo parakale,w (transliterado) é aplicado para cinco significados básicos:

1. chamar alguém para o lado, convocar; pedir ajuda; convidar;

2. Apelar para, instar, exortar, encorajar (onde se enquadra o texto em estudo);

3. Requerer, implorar, rogar;

4. Confortar, encorajar;

5. Tentar consolar ou conciliar, falar de maneira amigável, pedir desculpas.

Pelo amplo uso do verbo em 2 Coríntios, pode-se notar que é uma carta onde Paulo usa de ou trata bastante sobre consolo (1.4 - 3x; 1.6; 2.7; 7.6 - 2x; 7.7; 7.13; 13.11) e exortação/pedido (2.8; 5.20; 8.6; 9.5; 10.1). Gerson Luis Linden.

Exortar – Até a etimologia do termo grego 'exortar', ajuda-nos a entender melhor esta dimensão missionária essencial. Com efeito, "parakaléo" (exortar) significa "chamar ao lado de", para ajudar e socorrer alguém (isso lembra a figura do "Paráclito" nos escritos de São João).

Belial – um dos nomes de Satanás.

Deus vivente - vs.16. – è usado no AT como uma forma de comparação com os ídolos ou deuses mortos ou que “nada são” ou “coisa alguma”, como diz Paulo.

Paulo exorta os Coríntios a uma vida santificada:Lição

Exortação é um Caminho proposto por Paulo pela seu Evangelho de Cristo.

Promessas devem motivar o crente a buscar a santificação.

Santificação – método ou processo de separar algo para Deus. Definição deste autor.

Partindo da premissa etimológica nos encontramos em meio a situação de Paulo em orientar os Coríntios sobre esta necessidade de:

1-estar ao lado de Deus;

2-sair do meio deles;

3-aparta-se das coisas do mundo;

4-não tocar em coisas imundas;

5-purificar-se do mal

6-ter temor;

7-escolher, em suma de que lado estar.

Exortar:

O verbo paideu,w pode significar “instruir, treinar, educar,” ou ainda, “disciplinar, com correção ... com punição.” Gerson Luis Linden.

Neste último sentido, utilizado por Paulo em 2 Co 6.9, pode referir-se a (mais comum no NT) uma punição dada por Deus, como um Pai o faz com seu filho; ou um castigo imposto por uma pessoa sobre outra.

Este era o momento para o qual Paulo preparou em sua exposição nesta Carta.

Havia agora, um instante no qual, uma vez, quebradas as barreiras o Apóstolo pode introduzir na mente dos Coríntios a disciplina divina:

8 Porquanto, ainda que vos contristei com a minha carta, não me arrependo, embora já me tivesse arrependido por ver que aquela carta vos contristou, ainda que por pouco tempo.

Agora Paulo revela a eles o que ocorrera é para todo o bom propósito de Deus para com a Igreja.

9 Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus; de maneira que por nós não padecestes dano em coisa alguma.

10 Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende;

O processo da Santificação:

Fp.2.12. De sorte que, meus amados, do modo como sempre obedecestes, não como na minha presença somente, mas muito mais agora na minha ausência, efetuai a [vossa salvação] com temor e tremor;

Santificação. É um mandamento de Deus.

Santificação. É o dever de todo Homem.

Na realidade da vida do cristão, a qual muitos não se dão conta ou desprezam, vivendo uma falsa vida cristã, eivada de vícios vivenciais, os quais foram trazidos de uma vida anterior, ao cristianismo, no caso dos Coríntios, então Paulo diz, que há algo a ser realizado.

Paulo orienta com esta exortação que há necessidade de manter-se obedecendo alguns pontos, sem os quais o cristão não chegará ao alvo do aperfeiçoamento da nossa Salvação.

2 Ts.13. Mas nós devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos, amados do Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a santificação do espírito e a fé na verdade...

Nós somos fruto da escolha de Deus para viver uma vida de santificação!

Muitos crentes ainda não entenderam e querem continuar como os Coríntios, a viver uma vida dentre Cristo e o Mundo, sob o desejo da “sarx”.

Santificação é alvo de vida cristã.

Santificação demonstra a qualidade espiritual que o crente deseja alcançar, mas é limite de vida com Deus: “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”...Hb.12.14.

Paulo diz isto indiretamente aos Coríntios através desta exortação, ele quer que eles entendam o quanto é necessário deixar para trás os motivos pelos quais ele escreveu suas cartas, desde a mais frágil até a mais grave, que contristou aos Coríntios.

Paulo, elenca as obras desprezíveis, as quais impedem aos cristãos, o povo de Cristo, alcançado pelo Evangelho de Jesus Cristo, que são motivos impeditivos a uma vida dos que tem a promessa de deus de uma vida além da que vivemos neste corpo.

1 Ts.4. 3. Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, 7 Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação.

Assim a “pornéia” que pode atingir a carne e o espírito do homem são impeditivos para uma vida de comunhão com Deus.

Você já tentou entender isto?

Um alerta do Apóstolo Paulo:

A vida do crente pode ser atingida em todo ser:

A alma – sede dos sentimentos –

O corpo – templo de Deus, mas que é a parte carnal da tricotomia humana.

O espírito – que aspira por Deus. Este espírito é o espírito de vida, doado a todos os homens, através da criação de Adão.

Tudo pode ser atingido quando damos lugar a obras.

O perigo que ameaça a fé: o jugo desigual.

De que forma?

Quando nos prendemos a julgo desigual.

II Co. 6.14. Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?

15 E que concórdia há entre Cristo e Belial?

A Bíblia desde o AT orienta o crente a não realizar este relacionamento.

Temos pregado este texto sob a ótica simplória do relacionamento em casamento ou até mesmo associativo.

Mas, vemos numa releitura paulina a profundidade do assunto:

É impeditiva ao crente, a relação com as obras de Belial.

Somos luz.

Não podemos nos relacionar com as trevas, pois atingirá: corpo, alma e espírito.

Paulo apela à reconciliação e comunhão: Lição

Paulo demonstra com isto a causa de ter contristado alguém em sua carta anterior, ainda que o fez sem vontade própria, mas pelo Espírito de Deus, que conhece o desejo de cada coração.

Ele dá a chance deste e dos que leram a sua carta de entenderem o que ele queria dizer, qual o seu sentimento em Cristo, o que trazia impedimento necessitava ser tirado do meio, mas com amor ele os ensina, com mais ênfase nesta exortação – que “chamar ao lado de”, além de ser necessário, tê-lo feito para ajuda-los e socorrê-los em um momento que lhes faltara o conhecimento e entendimento, das promessas em suas vidas -“9 Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento;”.

Paulo, realiza a sua missão, "ficando ao lado" da comunidade, alimentando-a com suas instruções, para que ela cresça e chegue à maturidade da fé.

Como os antigos profetas, ele não fica satisfeito com uma exposição fria da Palavra de Deus, mas quer alcançar o coração das pessoas, de modo que elas possam viver constantemente na presença divina. Continuando a tradição profética, o apóstolo não pode anunciar o Evangelho, sem exortar, isto é, sem percorrer, junto com a comunidade, o caminho da fidelidade profunda e corajosa a Deus e aos outros, sobretudo quando a vida e a história manifestam seu lado dramático.

A convicção de Paulo é tão clara que aos coríntios dirá: "É como se Deus exortasse através de nós" (2 Cor 5,20).

De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse.

Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus.

Hb. 12. 14. Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor...

15 E que concórdia há entre Cristo e Belial?

Parece que os versículos acima são antagônicos e verdadeiramente o são.

Mas, ambos apontam para a mesma coisa, o relacionamento.

Assim fica a pergunta:

Como podemos seguir a paz com todos e não nos relacionarmos com os filhos de Belial?

Não há como viver no mundo sem o relacionamento social, afinal o homem é um ser social, as relações humanas, mesmo para os crentes, é fundamental para nossa sobrevivência.

Mas, este relacionamento deve ser vivido dentro dos limites da nossa vida socialmente correta, pois sem este relacionamento como atingiremos os sem Cristo?

Mas, este relacionamento como Igreja requer atentarmos para a lista que destacamos na inicial deste texto.

Por que?

Cl.2.6,7. Portanto, assim como recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim também nele andai, arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, abundando em ação de graças.

Porque como crentes temos um relacionamento com Deus de forma direta, o qual pode ser impedido se não atentarmos para o nível deste relacionamento, como filhos, como salvos, como crentes, como espirituais, como templo de Deus.

16 E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.

Aprendemos:

Somos habitação:

Neles habitarei

Deus anda entre nós:

Entre eles andarei

Temos um Deus santo:

“e eu serei o seu Deus”

I Pe. 1. 15.16. mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento;...porquanto está escrito: Sereis santos, porque eu sou santo.

O que Paulo nos orienta é termos intimidade, no sentido de convivência que é ressaltada em Salmos 1 .1 ,2. Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores; antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite.

Como, corpo de Cristo não podemos, nos imiscuir com outro corpo espiritual, nas ofertas de ídolos, nas festas pagãs [caso dos Coríntios].

Ressalto, porém, que a mulher casada ou homem cristão casado santifica o seu cônjuge, para que não haja distorção desta verdade que Paulo nos ensina.

Por testemunho, necessário para o viver cristão correto:

Para anunciar a volta de Jesus...

2 Ts.1. 10. quando naquele dia ele vier para ser glorificado nos seus santos e para ser admirado em todos os que tiverem crido... (porquanto o nosso testemunho foi crido entre vós).

O Padrão:

Deus é o padrão que nos orienta.

Paulo diz que moraremos com Ele e para isto necessitamos viver uma vida separa, isto é santa.

Deus é por essência, Santo.

Ele é o único padrão para Santidade, não há outro, por isto ele não aceita que seus servos tenham em si mistura.

16 E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos?

Não aceitará ninguém que queira dividir o seu altar interior com outros “deuses”, os ídolos.

Deus não se encontra debaixo de uma lei de santidade, Ele por si mesmo é a lei de santidade. (C. D. Cole)

Ele não pode suportar olhar para dentro do crente e ver impureza, pois ele é todo eternamente Puro!

Seu santo ódio e para com o pecado e não para com o homem, é necessário entender isto, pela sua própria essência.

A tristeza pode ser usada para produzir aperfeiçoamento:

Enquanto alguém se entristeceu Paulo o exorta e a nós também, que isto será suprido por Deus.

Sl.51.12. Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.

Agora Paulo revela ao entristecido o objetivo das palavras severas.

Quantos de nós não aceitamos quando somos exortados ou ensinados por erro que cometemos e nos entristecemos, mas depois pela Palavra de Deus somos consolados e nos é dado o bálsamo pelo mesmo vaso de Deus para consolo de nossas almas.

2Tm. 2.25. ..corrigindo com mansidão os que resistem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade,

Pastor tem vara e óleo.

Paulo regozija-se com as notícias da Igreja de Corinto:

10 Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.

-Um interessante axioma é lançado por Paulo.

Sl.119. 28. A minha alma se consome de tristeza;

Como a tristeza pode trazer arrependimento.

Primeiro:

Tristeza por causa de um erro, não leva necessariamente ao arrependimento.

Até mesmo, na vida cristã isto é uma verdade, ainda que não absoluta.

Segundo:

Sl. 107. 39. Quando eles decrescem e são abatidos pela opressão, aflição e tristeza,

A tristeza pode levar a depressão e não a solução. A tristeza pode ser mortífera e maligna.

Aí entra a Revelação da Palavra de Deus.

Sl.119. 28. b - fortalece-me segundo a tua palavra.

Sl. 31.10.

Sl. 30. 11. Tornaste o meu pranto em regozijo, tiraste o meu cilício, e me cingiste de alegria;

Enquanto a tristeza sob a ótica do mundo é depressiva e leva a morte.

Ne. 8.10. Portanto não vos entristeçais, pois a alegria do Senhor é a vossa força....

Quando somos atingidos pela Palavra de Deus inicialmente nos parece que a exortação é desfavorável para nossa vida espiritual, é um atingir doloroso, mas na ótica da palavra de Deus concedida a Paulo, esta tristeza da parte de Deus, na realidade é uma forma de reflexão interior [examine-se] que produz de fato uma alegria nova na ação divina do Espírito Santo.

Contrariamente ao que alguém possa ensinar, tristeza no Reino de Deus é uma operação de arrependimento para a salvação, da qual jamais nos arrependeremos.

Paulo podia falar como o salmista.

Sl. 45.7. Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros.

Transliterando: o que deixa a iniquidade e ama a justiça, é ungido com alegria da Salvação!

Quem contrista o crente é Deus:

O segredo de sermos constrangido vem da ação de Deus pela sua Palavra.

9 Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus; de maneira que por nós não padecestes dano em coisa alguma.

É o Amor de Cristo que nos constrange:

2Co.5.14. Pois o amor de Cristo nos constrange, porque julgamos assim: se um morreu por todos, logo todos morreram;

Conclusão:

Paulo nos alerta como crentes, como salvos:

Sobre a novidade de vida com Deus;

O afastamento de todo mal é necessário para vivenciarmos uma vida integralmente santa, pela ação do Sangue de Jesus.

Não queremos contristar, ninguém quando estamos orientando ou ensinando ao povo de Deus, mas é necessário dizermos a Verdade, clara e explicitamente, sem o que o povo de Deus não conhecerá os parâmetros da Santidade divina, possível de ser vivida entre nós.

Exortar não é falta de amor, pelo contrário é Amor de Deus para com a Igreja

Mesmo exortando há lugar para voltarmos em algum dito.

Paulo ensina que há mudança de atitude quando a Igreja entende o que a Palavra por si mesmo pode operar.

Paulo dando exemplo de verdadeiro Apóstolo, sendo usado como Ministro de Cristo, dá exemplo vivencial de caminhar passo a passo com a comunidade de Corinto, ensinando-os e acompanhando suas vidas para crescimento espiritual , sofrendo junto com eles, “lado-a-lado” as “aflições de Cristo”, exortando-os a batalhar pela fé.

A exortação produz crescimento no Corpo, ela é mola para a Igreja progredir em número e em qualidade de vida com Cristo, sem deixar de ensinar a separação, ou seja, a santificação que é o alvo final para uma vida eterna com Cristo.

Outros apóstolos deram este exemplo e Paulo que com eles se comunicara para saber se o seu evangelho era compatível com os primeiros apóstolos [Gl.2] exercita o sofrimento em função das necessidades da Igreja.

João Batista "com muitas exortações evangelizava o povo" (Lc 3,18);

Fonte:

Santificação - A identidade do verdadeiro Cristão. Autor: Irmão Jonas S Macedo
EXORTAR para progredir (1Ts 4,1-2) - Sergio Bradanini

Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal

Bíblia digital – cortesia Tio Sam.

Apontamentos do Autor

KRUSE, C. II Coríntios: introdução e comentário. Vida Nova, 1999.

Gerson Luis Linden

2 Corintios 6.1-10.



Um comentário:

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical