quarta-feira, maio 25

CARTAS APOCALÍPTICAS - UM ESTUDO PARA HOJE...AP.2.1-7

APOCALIPSE CAPÍTULO 2 - IGREJA EM ÉFESO
ESBOÇO DE ENSINO
Data: 24/05/2011 – Diadema/SBCampo - SP.
ÉFESO ERA UM IMPORTANTE PORTO DA ÁSIA MENOR, LOCALIZADO PERTO DA ATUAL IZMIR.
A Região [ÁSIA – não confundir com a atual Ásia] onde estava Éfeso e as Igrejas asiarcas era do tamanho do Estado Brasileiro do Ceará.
As sete Igrejas estão nesta região onde se localiza a atual Turquia e imediações.
 Tratava-se de uma das sete igrejas a quem Jesus endereçou suas cartas em Ap 2-3, um fato relevante para estudar esta epístola, uma vez que ela circulou originalmente para quase o mesmo grupo de igrejas.
Para conhecer a passagem de Paulo pela Região ler Atos dos Apóstolos – capítulo 18 a 20.ss...
Paulo já havia estado em Éfeso antes (At 18.21), ministrou lá pela primeira vez no inverno de 55 dC.
Lá Ministrou por dois anos inteiros (At 19.8-10).
Criou laços estreitos nesta Igreja dos efésios, a sua mensagem de despedida a eles é uma das passagens mais emocionantes da Bíblia (At 20.17-38).
Localização:

Na extremidade ocidental da Ásia Menor;
Éfesus na costa sul da Turquia no Mar Egeu.
Facilidade e favor geográfico: acesso ao Mar Egeu
Éfeso era uma das cidades metrópoles independentes em riqueza e beleza e religiosidade;
Podia chama-la, no primeiro e no segundo séculos d.C, da quarta maior cidade do Império Romano [superada somente por Roma, Alexandria e Antioquia], capital da Ásia Menor[hoje Turquia]
Éfeso gabava-se de uma rica herança de riqueza, filosofia e lei romana.
RELIGIOSIDADE:
Templo famoso dedicado a Artemis (Diana para os romanos - deusa da fertilidade - "que toda a Ásia e o mundo" adoravam -(Atos 19:27), considerado uma das sete maravilhas do mundo antigo.
O Ponto mais atraente na cidade:
O templo a Diana, deusa da fertilidade.
Conhecida como Ártemis pelos gregos e Diana pelos romanos.
Esta deusa tinha uma seita de seguidores que praticavam a magia e a astrologia.
Turismo:
Fonte de recursos, o turismo religioso até hoje é intenso, já naquela época Éfeso tinha um fluxo significante de turistas movidos pelos adoradores de Diana; e pelas suas ofertas do porto comercial e beleza de sua região.
A adoração dessa figura também trazia para a cidade uma enxurrada de adoradores e turistas.
Edificação:
Templo de Diana:
O que era belo por fora, no interior se revelava doentio, uma doença espiritual, a Idolatria impedia a vida de comunhão, dos efésios, antes de Paulo começar a pregar, trazendo expansão ao Evangelho, com o verdadeiro Deus.
Paulo experimentou a Graça de ver a Palavra de Cristo destruir todo o suschematizo ou esquema do mundo, pelo poder do Espírito Santo.
Em mármore e coberto de ouro, o templo media 130 por 70 metros;
Era um santuário da imagem de Diana. Como muitos espalhados nos dias de hoje, enganando a muitos.
Era considerado uma das sete maravilhas do mundo.
Nessa cidade, absorvida na adoração da deusa da fertilidade, Paulo entrou proclamando "não serem deuses os que são feitos por mãos humanas" (Atos 19:26). Em outras palavras, sua mensagem atingiu o coração de tudo o que aquele povo considerava mais precioso.
A Igreja de Éfeso fora fundada pelo apóstolo Paulo, e na metade do primeiro século o Apóstolo João, uma das colunas da Igreja de Jerusalém chegou a Éfeso e onde provavelmente escreveu o seu Evangelho – o Evangelho Segundo escreveu São João.
Onde pregou, ensinou, morreu e foi enterrado, na época de Trajano.
Éfeso na 3ª Viagem de Paulo!
Paulo chegou a Éfeso para empreender o que provou ser as mais extensas e exitosas de suas atividades missionárias em qualquer localidade.
Após uma curta permanência em Antioquia, Paulo partiu em sua terceira viagem missionária no ano 52 d.C. resolveu fazer algum trabalho missionário intensivo em Éfeso, província romana.
Jerusalém, Antioquia, depois Éfeso:
Éfeso tornou-se a terceira cidade, mais importante, na História do Cristianismo primitivo.
Ele as empregava as horas da tarde no Ensino e Pregação, e também as horas vespertinas.
Isto ele fez “diariamente” durante “dois anos”.
Em sua própria descrição desses trabalhos, Paulo acrescenta que ele não só ensinava em público, mas “também de casa em casa” (At 20:20).
Teve êxito — muito bom êxito.
Somos informados de “milagres extraordinários” (At 19:11) ocorridos durante esses dias agitados em Éfeso.
A nova fé causou tal impacto sobre a cidade que “muitos dos que haviam praticado artes mágicas, reunindo os seus livros, os queimaram diante de todos” (At 19:19).
Esta ação de Paulo, em pregar o Evangelho sob o Poder de Deus, criou ódio no coração dos adoradores pagãos, temerosos de que os cristãos acabassem com sua fonte de renda e sus tradição religiosa.
Depois de três invernos em Éfeso [dois anos], foi o tempo que Paulo passou em Éfeso.
CONTEÚDO.
O Livro da Revelação – O Apocalipse do Apóstolo São João, o último Livro do Cânon Sagrado, localizado no Novo Testamento, tem como mensagem central o Deus Todo-poderoso reina (19.6).
É uma confirmação do deus Trino e Pleno em Seu Filho - O Cordeiro - que validou O Plano Histórico-Redentivo pela Vitória na Cruz, aqui Ele O Cordeiro é “O Senhor dos senhores e Reis dos reis” (17.14).
Antecedentes e Data. As evidências em Apocalipse indicam que foi escrito durante um período de extrema perseguição aos cristãos, que possivelmente tenha começado com Nero depois louco incêndio, que muitos creditam ao próprio louco Imperador, que quase destruiu Roma, em Julho de 64 dC, e continuou até seu suicídio, em junho de 68 dC.
Quando foi escrito: provavelmente foi escrito antes da destruição de Jerusalém em setembro de 70 dC.
É uma Revelação de Deus, que Jesus Cristo Revela a João o Apóstolo Amada, em circunstancias duras, preso na Ilha de Patmos, ilha dominada por víboras, serpentes e áspides – hipérbole de escrita.
Com base em declarações isoladas pelos patriarcas da igreja primitiva, alguns intérprete datam o livro perto do final do reino de Domiciano (81-96 dC), depois de João ter fugido para Éfeso.
Forma Literária. Depois do prefácio, o Apocalipse começa (1.4-7) e termina em (22.21) como uma carta típica do NT.
Embora contenha sete cartas para sete igrejas, está claro que cada membro deve “ouvir” a mensagem a cada uma das igrejas (2.7,11,17,29; 3.6,13,22), bem como a mensagem do livro inteiro (1.3; 22.16), a fim de que possam obedecer-lhe (1.3; 22.9).
A GRANDE MENSAGEM:
Está nas primeiras linhas do Livro, que descortina a brevidade da Iminência e final dos Tempos.
APOCALIPSE 1.1-3. Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e, enviando-as pelo seu anjo, as notificou a seu servo João; o qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, de tudo quanto viu. Bem-aventurado aquele que lê e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.
O assunto que iniciamos vem logo á seguir, é o envio de Cartas escritas para as Igrejas da ásia, que veremos ao longo do Estudo, se tratar da nossa prórpia Igreja atual, ao entendermos a Validade Eterna da Palavra.

APOCALIPSE 1.10-16. Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia. E voltei-me para ver quem falava comigo. E, ao voltar-me, vi sete candeeiros de ouro, e no meio dos candeeiros um semelhante a filho de homem, vestido de uma roupa talar, e cingido à altura do peito com um cinto de ouro; e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os seus olhos como chama de fogo; e os seus pés, semelhantes a latão reluzente que fora refinado numa fornalha; e a sua voz como a voz de muitas águas. Tinha ele na sua destra sete estrelas;
VERBETES OU PALAVRAS.
Sei – Ele sabe todas as coisas-
Conhece; Vê; contempla;analisa, pois fala de juízo.
Quem – Ele se move – caminha; anda; Quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas; eu sou o [Alfa] primeiro e o último [Ômega]. Eu sou o que vivo; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do inferno’.
Dextra – posição de ‘honor’ – honra
He’s the Pastor – ele é o Sumo Pastor – O Bispo de Nossas Almas – 1 Pe. 5.4.
É o ‘mene, mene, tequel, parsin[ufarsin]’ – de Daniel [Daniel e o Apocalipse são indivisíveis – is the same – uma única mensagem];
2 Tm,1.12;Dn.5.25
Ele é vinhateiro que visita sua vinha – Lc.13.6-9;
Perseverança –
Paciência – Ap.3.10;
Falsos Mestres – 1Pe.3.15;1 Tm.4
Éfeso uma Igreja Ortodoxa na Doutrina. –Ortodoxia - Chamamos Ortodoxia à verdadeira doutrina - neste caso, a verdadeira doutrina de Cristo. Ortodoxia é uma palavra grega que significa, à letra, glória (doxa) reta, direita, justa, verdadeira (orto).
Assim, chama-se Ortodoxia à Igreja que se manteve fiel à Verdade, transmitida pela Tradição, desde os Apóstolos até nossos dias. Igreja Ortodoxa é, portanto, a Igreja de Cristo, a que permaneceu sempre una e indivisa, fiel à verdade da doutrina Cristã.
Erradamente, há quem pense que a Igreja Ortodoxa é apenas a Igreja Grega ou Russa, ou ainda, as Igrejas dos países eslavos. Quem pensa assim esquece-se que a Ortodoxia não é uma questão de geografia - é uma questão de verdade, de fidelidade ao dogma e à Tradição da Igreja de Cristo. Ecclesia – site da Igreja Ortodoxa.
APLICAÇÃO DAS CARTAS ÀS IGREJAS:
Individual – podemos aplicar a cada um de nós, como Igreja, com relação as nossas falhas pessoais, como membros da Igreja e templo;
Local – situação do momento da Igreja local;
Profética – desde João, nos tempos da Igreja primitiva nascente até a Vinda; A Palavra tem o valor eterno.
Dispensacional – representando, cada Igreja em cada fase, ao longo dos séculos, com as características da época de cada fase secular da Igreja. Desde a aquecida nas línguas de fogo do  Cenáculo, passando pela Igreja dos Pais da Igreja, até mesmo pela fase da modificação doutrinaria, até chegar a nossa Era com a Igreja que estamos vivendo e vivenciando, até chegar à Igreja do Arrebatamento, que creio seja a Nossa!
APOCALIPSE 2.1 Ao anjo da igreja em Éfeso escreve: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:
Mostra o valor da Igreja, como o valor do Ouro.
Coisa preciosa.
Castiçal – luchinia – suporte para lâmpadas ou lamparinas, ou lâmpada portátil;
Candeia – Mt.5.15;25;Ap.18.23.
2 Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança;
Paulo – Timóteo e/ou o Próprio escritor do Apocalipse João são elogiados por Jesus, além do Pastor que estivesse ali á época da Revelação:
O anjo da igreja de Éfeso é elogiado pelo seu labor, perseverança, aversão aos maus, cuidado em por à prova os que falsamente se apresentam como "apóstolos" (verificando que são mentirosos - veja Atos 20:29-30), e pela perseverança no trabalho que faz, suportando provas por causa do nome de Cristo, sem esmorecer.
Candeeiro – lugar de luz.
Sete Estrelas – as Sete Igrejas.
Anjo da Igreja – os que dirigem as Igrejas;os supervisores – presbíteros – Bispos –
Os supervisores (estrelas ou anjos) de cada uma de suas igrejas derivam sua autoridade e posição dele, e ele os segura em suas mãos para os vigiar, admoestar, animar e aconselhar, como fez nas cartas que estavam sendo ditadas a João, concernentes às sete igrejas (candeeiros) entre as quais estava andando.
Nós somos os responsáveis pelo desvio, ou pelo andar correto da Igreja:
Temos que dar contas a Deus de vossas almas.
Os supervisores são responsáveis pelo comportamento de seus membros, por isto as cartas são endereçadas ao seu respectivo "anjo", contudo o Espírito fala às igrejas como um todo (Apocalipse 2:7, 11, etc.) pois cada membro é responsável pela sua parte.
Palavras importantes:
CONHEÇO
PERSEVERANÇA
2 Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança; sei que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos;
Éfeso era a típica Igreja bem erguida, em Cristo e bem ensinada.
Por ela haviam passado alguns dos mais ilustres personagens do Novo Testamento.
Apolo – At.18.24
Paulo – fundador – At.19.ss
Apóstolo São João
Timóteo - Timóteo também permaneceu ali por algum tempo com a igreja que havia se formado (1 Timóteo 1:2,3.ss 2 ...a Timóteo, meu verdadeiro filho na fé: graça, misericórdia e paz da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor.3 Como te roguei, quando partia para a Macedônia, que ficasse em Éfeso, para advertires a alguns que não ensinassem doutrina diversa,4 nem se preocupassem com fábulas ou genealogias intermináveis, pois que produzem antes discussões que edificação para com Deus, que se funda na fé...5 Mas o fim desta admoestação é o amor que procede de um coração puro, de uma boa consciência, e de uma fé não fingida;).
Obra é resultado de um trabalho.
Quem e como estamos trabalhando.
Temos plantado pouco e queremos colher muito.
Perseverança – dos crentes –
3 e tens perseverança e por amor do meu nome sofreste, e não desfaleceste.
ACUSAÇÃO:
4 Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
Ef.1. 15-16. Por isso também eu, tendo ouvido falar da fé que entre vós há no Senhor Jesus e do vosso amor para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações,
Deixar – se afastar da ação ágape – o amor está esfriando;
O ‘Phileo’ é está sendo esquecido, estamos sendo egocentristas e não cristocêntricos, na visão do Evangelho do Amor – Filho do Seu Amor;
Ef. 1.3-14
Paulo os havia elogiado pelo amor:
Uns trinta anos antes, esta igreja havia sido elogiada por Paulo pelo seu amor para com todos os santos. Efésios 1:15-16. Por isso também eu, tendo ouvido falar da fé que entre vós há no Senhor Jesus e do vosso amor para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós,
CHAMANDO A LEMBRANÇA:
5 Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres.
ÉFESO (que significa relaxar, soltar).
Solte-se do peso do pecado e arrepende-te.
Esta é uma das mensagens desta Carta.
Ao expôs este ensinamento, me veio pelo Espírito de Deus, uma palavra:
Não pense homem algum, que a tuas obras não estão sendo vistas e não serão levadas em conta, pode até ser hoje.
O duro juízo está ás portas e ele virá como um sopro na lâmpada da vida de cada um que se colocar na posição de não se arrepender, no momento em que Deus estende a sua misericórdia.
ÉFESO ERA UMA IGREJA QUE ESTAVA REGREDINDO.
Vir como juiz.
Observe que aqui é uma vinda que não é a segunda vinda presencial, apenas, mas, com o sentido de que: todo julgamento é uma vinda.
Significa, como um Pai diz: Olha! Eu vou aí...é um momento crítico para definir uma situação, com correção ou com duras penas...
Literalmente, isto significa que a igreja será afastada dos seus supervisores. Pode também ser interpretado que a igreja deixará de operar como testemunha de Cristo, ficando "morta".
DISCIPLINA: O verbo disciplinar, traduzido na Bíblia do grego paideuo tem um sentido muito mais amplo do que este: é treinar crianças, ser instruído, ser ensinado ou aprender, fazer com que alguém aprenda, castigar com palavras, corrigir o caráter mediante repreensão e advertência, ou castigar fisicamente como o pai usa da vara para castigar o filho, um juiz ordena açoites, ou Deus usa de males e calamidades.
A disciplina compreende, portanto, todo o processo de educação, amadurecimento e aprimoramento do crente em sua nova vida com Cristo. Inclui tanto a sua instrução, como o seu treinamento e a sua correção.
Em seu sentido amplo é usada por Deus, com o poder do seu Espírito, para que os Seus filhos cheguem à perfeição da maturidade espiritual (Efésios 6:4, 1 Timóteo 3:4, Hebreus 12:7-11). Percebemos que essa disciplina é do tipo que um pai usa para educar e treinar o seu filho, na sua infância e adolescência até se tornar um adulto (Deuteronômio 8:5).
ABORRECENDO A DEUS.
O que nós fazemos que aborrece a Deus?
6 Tens, porém, isto, que aborreces as obras dos nicolaítas, as quais eu também aborreço.
A Guerra espiritual que Paulo travou, com a Igreja noviça em Éfeso é uma tipologia do Reino de Deus em luta contra o mal secular.
O conflito entre Cristo e Diana é tão antigo quanto o conflito entre Cristo e Satanás. Nem sempre a guerra é sobre o que é certo e o que é errado, nem sobre quem oferece uma boa vida e quem não o faz. O conflito é um apelo pelo que é imediato em oposição ao que é eterno, o emocional em lugar do espiritual, os prazeres da vida em lugar da salvação do pecado.
Em Éfeso, os dois se puseram em confronto. Paulo estava de um lado, e Demétrio do outro, e os dois estavam apelando em nome da religião. Essa constatação ergue um ponto que não podemos esquecer: enfrentamos uma Éfeso em toda parte, mesmo no nosso coração.
NICOLAÍTAS
Adoradores de ídolos mudos – Diana dominava e a cidade era cheia de mágicos e feiticeiros, que dominavam o povo.
Eram tão grande a prática da magia, o número de praticantes e o estudo e fórmulas destas práticas, que foi necessária uma enorme fogueira para queimar, os livros de magia existentes na cidade, coisa de alto valor.
Preste a atenção:
Enorme número de livros, em uma época em que não havia imprensa.
Atos 19.17-20. E isto tornou-se conhecido de todos os que moravam em Éfeso, tanto judeus como gregos; e veio temor sobre todos eles, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido. E muitos dos que haviam crido vinham, confessando e revelando os seus feitos. Muitos também dos que tinham praticado artes mágicas ajuntaram os seus livros e os queimaram na presença de todos; e, calculando o valor deles, acharam que montava a cinqüenta mil moedas de prata. Assim a palavra do Senhor crescia poderosamente e prevalecia.
Eram altamente devotados a leitura, e conhecimento de magia, ou mágica como diz o texto sagrado.
Nicolaítas: existe um Nicolau mencionado em Atos 6:5, mas a Bíblia nada revela de mau, procedente dele, e é improvável que a palavra se refira a possíveis seguidores dele, como querem alguns; mas na língua grega, em que as cartas foram originalmente escritas, nicolaítas consiste na junção de duas palavras: nico que se traduz conquistar, destruir ou subverter, e laos que se traduz povo (donde temos a palavra leigos). Na língua em que as cartas foram escritas, portanto, nicolaitanos são aqueles que conquistam, para dominar, o povo: Diótrefes (3 João 9-11) é um exemplo desta atitude. A sua riqueza era baseadas na idolatria a Diana que tinha um templo suntuoso na cidade.
 A cidade de Éfeso tinha como um dos pilares de sua economia, a Industria de fundição, ourivesaria, artes e escultura sob a idolatria a Diana ou Ártemis!
Atos 19. 24-31. Porque certo ourives, por nome Demétrio, que fazia da prata miniaturas do templo de Diana [Nota: te lembra um certo tipo de comportamento, de certos (chamados) cristãos?], proporcionava não pequeno negócio aos artífices, os quais ele ajuntou, bem como os oficiais de obras semelhantes, e disse: Senhores, vós bem sabeis que desta indústria nos vem a prosperidade, e estais vendo e ouvindo que não é só em Éfeso, mas em quase toda a Ásia, este Paulo tem persuadido e desviado muita gente, dizendo não serem deuses os que são feitos por mãos humanas. E não somente há perigo de que esta nossa profissão caia em descrédito, mas também que o templo da grande deusa Diana seja estimado em nada, vindo mesmo a ser destituída da sua majestade aquela a quem toda a Ásia e o mundo adoram. Ao ouvirem isso, encheram-se de ira, e clamavam, dizendo: Grande é a Diana dos efésios! A cidade encheu-se de confusão, e todos à uma correram ao teatro, arrebatando a Gaio e a Aristarco, macedônios, companheiros de Paulo na viagem.Querendo Paulo apresentar-se ao povo, os discípulos não lho permitiram.Também alguns dos asiarcas, sendo amigos dele, mandaram rogar-lhe que não se arriscasse a ir ao teatro.
SEMPRE A CADA IGREJA HÁ UMA PROMESSA:
Esta é uma característica destas Cartas.
-Há a analise divina sobre a Igreja.
-Indica as qualidades
-Indica as falhas
-Indica a solução
-Oferece solução
-Há uma Promessa a todas Igrejas.
7 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.
Atos 19. 1 E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo tendo atravessado as regiões mais altas, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos,2 perguntou-lhes: Recebestes vós o Espírito Santo quando crestes? Responderam-lhe eles: Não, nem sequer ouvimos que haja Espírito Santo.3 Tornou-lhes ele: Em que fostes batizados então? E eles disseram: No batismo de João.4 Mas Paulo respondeu: João administrou o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que após ele havia de vir, isto é, em Jesus.5 Quando ouviram isso, foram batizados em nome do Senhor Jesus.
6 Havendo-lhes Paulo imposto as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e falavam em línguas e profetizavam.7 E eram ao todo uns doze homens.8 Paulo, entrando na sinagoga, falou ousadamente por espaço de três meses, discutindo e persuadindo acerca do reino de Deus.9 Mas, como alguns deles se endurecessem e não obedecessem, falando mal do Caminho diante da multidão, apartou-se deles e separou os discípulos, discutindo diariamente na escola de Tirano.10 Durou isto por dois anos; de maneira que todos os que habitavam na Ásia, tanto judeus como gregos, ouviram a palavra do Senhor.11 E Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários...
O QUE CAUSA O DESVIO DA IGREJA DE DEUS:
·  Sendo a igreja local a casa de Deus, os seus membros devem protegê-la de qualquer contaminação (1 Coríntios 5:1-13). Eles devem afastar da sua companhia e nem sequer comer com quem se diz irmão mas é:
·         Impuro, segundo os padrões bíblicos de conduta sexual
·         Avarento, para quem a riqueza material vem em primeiro lugar
·         Idólatra, que adora outras coisas com ou acima do Deus vivo
·         Maldizente, cuja língua venenosa assassina o caráter de outros
·         Beberrão, voluntariamente se entregando ao vício do alcoolismo
·   Roubador, que destitui os outros de bens, sejam materiais ou imateriais, para benefício próprio.
Para conservar a pureza da fé, é preciso:
o  "fazer calar os insubordinados, palradores frívolos e enganadores: eles devem ser repreendidos severamente, para que sejam sadios na fé " (Tito 1:10,11).
o  "evitar o homem faccioso, depois de admoestá-lo primeira e segunda vez, pois … vive pecando" (Tito 3:10,11). São os sectários e falsos mestres, que causam divisões e ofensas (Romanos 16:17-20, 1 Timóteo 6:3-5).
o  "Não receber em casa nem dar as boas vindas a todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece, pois ele não tem Deus " (2 João 1:9-10).
Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade; porém não useis da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor. Porque toda a lei se cumpre em um só preceito, a saber: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede que não sejais mutuamente destruídos.”  (Gálatas 5:13-15).
Fontes:
Vivos

R David Jones

The Message from Patmos – A Postmillennial

Site da Igreja ortodoxa

O.S.Boyer

Bíblia Dake

Carta à Igreja em Éfeso

David S. Clark 1

Outras fontes

Nota: sendo um esboço de ensino doutrinário, contem muitas informações de pesquisa advindas de outros autores.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical