sexta-feira, julho 22

A COMISSÃO CULTURAL E A GRANDE COMISSÃO. Lição 04 – CPAD - 07/2011

A COMISSÃO CULTURAL E A GRANDE COMISSÃO.
Lição 04 – CPAD-Autor: Osvarela
Texto Áureo:
Mt. 28.19.Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.
Leitura Bíblica em Classe:
Gênesis 1.26-30;Marcos 16.15-18,20.
VERBETES:
Ver Maiores Detalhes No Glossário Em Anexo, no Final do Subsídio
Mandato - do latim mandatum, i "encargo, cargo, COMISSÃO".
Mandato é aquilo de que se está encarregado; incumbência, MISSÃO, CONCESSÃO DE PODERES para desempenho de uma representação; delegação. 
Quanto à maneira pela qual é outorgado, o mandato pode ser expresso ou tácito, verbal ou escrito.
O art. 653, do nosso Código Civil é muito claro ao indicar o significado de Mandato, por isso, resolvi copiar esse artigo de lei, para esclarecer essa dúvida.
Art. 653, do Código Civil:
"Opera-se o mandato quando alguém recebe de outrem poderes para, em seu nome praticar atos ou administrar interesses. A procuração é o instrumento do mandato."
Comissão - Significado: 1. MISSÃO OU ENCARGO
Ana Beatriz S. Rein (PR).      
I – INTRODUÇÃO:
Mandato é aquilo de que se está encarregado; incumbência, missão, concessão de poderes para desempenho de uma representação; delegação. 
1 E DEPOIS disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir.
2 E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara.
3 Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos.
4 Não leveis bolsa, nem alforje, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho.
1-      PODER do Comissionado e da DELEGAÇÃO –
Comissão - s.f. Atribuição de uma função, de um encargo. Pessoas, encarregadas de tratar conjuntamente um assunto. 
A Delegação é a Igreja, aquela que recebeu a Comissão ou delegação do Filho, que é o Rei, Senhor e Cabeça:
... Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.
Assim, a Igreja só pode realizar sua Missão Integral se ela for realmente integradora de homens.
Para conhecer e ler o Pacto de Lausanne de 1974, do qual as Assembléias de Deus é signatária, você pode acessar Doutrinas em nossa página, além de ler outros assuntos Doutrinários, do Credo e que são formadores da Doutrina adotada pelas ASSEMBLÉIA DE DEUS NO BRASIL. Clique aqui.
Frase Destaque:
“De acordo com o relato da Bíblia, o mundo foi criado por Deus para sua própria glória e como habitação do ser humano, feito à imagem e semelhança de Deus. Como mordomo de Deus, o ser humano recebeu autoridade e poder sobre a criação, com o objetivo de tirar dela seu sustento, de aprender seu funcionamento e preservá-la. É a essa missão que chamamos de “Mandato Cultural”. O Mandato Cultural - Rev. Dr. Augustus Nicodemus Lopes/ Chanceler da UPM
A questão do Mandato é alinhada com a convivência dos homens, seja com relação a Criação, submetendo-a a seu domínio pelo Mandato de Deus.
2- DESTACAR:
-Sujeição;
-Domínio;
-Imago Dei;
-Tenho dado – Entregou.
-Semente;
-Mantimento.
A- Porque o Ser Humano porta a Imagem de Deus, sua função é dominar a terra, se submeter-se à vontade de Deus.
PACTO DE LAUSANNE e nosso Comentário:
3. A unicidade e a universalidade de Cristo.
“Afirmamos que há um só Salvador e um só evangelho, embora exista uma ampla variedade de maneiras de se realizar a obra de evangelização. Reconhecemos que todos os homens têm algum conhecimento de Deus através da revelação geral de Deus na natureza.”
Cuja base É determinada, na capacidade superior do homem Imago Dei, sobre tudo que Deus criou, e neste criar sujeito a questão da Inteligência humana, para determinar qualidades, forças [mesmo as indomáveis – intempéries], forças cósmicas, forças animais do mundo terreno, marinho e do ar.todas estão de alguma maneira submetidas a este Mandato de Deus irrevogado, mas comprometido, pelo pecado,o que tornou o exercício deste mandato uma luta feroz, contra a atuação deste poderes.
É por isto, que o homem Jesus se manifesta, e se impõem sobre os homens, pelo domínio sobre todas estas forças, incluindo a Morte.
Mas, porque Jesus, o pode fazer, porque Ele era sem pecado!
Mt.8. 27. E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?
Marcos 1. 27. E todos se maravilharam a ponto de perguntarem entre si, dizendo: Que é isto? Uma nova doutrina com autoridade! Pois ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!
II – Realização Conjunta.
É a Ordem.
II-1- A Igreja, Os Crentes e o Compartir do Poder de Cristo!
Jesus colocou a nossa disposição como o Pai o fez no Éden, na Aliança Adâmica, desta maneira nos dispensou do Seu Poder, que lhe foi dado em Plenitude pelo Pai, pela sua Ação salvadora, e capacitou-nos, para à partir do seu nome realizarmos ações entre os homens.
João 14. 12-18. Em verdade, ....: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; ... e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu a farei [...] Não vos deixarei órfãos; voltarei a vós.
O Sentido da Comissão para a Ação da Igreja está relacionado, a um chamado, com especificidade única, concedido à Igreja, em uma Missão Integral de colheita de vidas a serem resgatadas.
Porém só cumpre este chamado, os que ouvem, atentam para a Voz do que nos chama apara esta tarefa singela e única, que até os anjos atentaram para ela, por ser capacitadora para realizações entre homens, por outros homens escolhidos por Deus e que creram no ouvir a voz de Cristo.
E o tempo é hoje, não perca a oportunidade de fazer parte deste Comissionamento do Cristo Glorificado!
Marcos 16.15-18,20.
...e dizendo: O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. [...] E, andando junto do mar da Galiléia, viu a Simão, e a André, irmão de Simão, os quais lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. Disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e eu farei que vos torneis pescadores de homens. Então eles, deixando imediatamente as suas redes, o seguiram, e [...] o seguiram.
Isto vai ser compartilhado, como veremos, com a Igreja.
Por isto há uma Grande Comissão possível de ser cumprida, pela Igreja.
PACTO DE LAUSANNE  e nosso Comentário:
4. A natureza da evangelização
“A nossa presença cristã no mundo é indispensável à evangelização, e o mesmo se dá com aquele tipo de diálogo cujo propósito é ouvir com sensibilidade, a fim de compreender. Mas a evangelização propriamente dita é a proclamação do Cristo bíblico e histórico como Salvador e Senhor, com o intuito de persuadir as pessoas a vir a ele pessoalmente e, assim, se reconciliarem com Deus”.
Ainda se pode entender esta relação pela convivência inter-humanos, seus relacionamentos, sob a base da Justiça, moralidade.
III- A Criação do Homem E seus Mandatos Dados por Deus.
PACTO DE LAUSANNE e nosso Comentário:
5. A responsabilidade social cristã
Afirmamos que Deus é o Criador e o Juiz de todos os homens. Portanto, devemos partilhar o seu interesse pela justiça e pela conciliação em toda a sociedade humana, e pela libertação dos homens de todo tipo de opressão. Porque a humanidade foi feita à imagem de Deus, toda pessoa, sem distinção de raça, religião, cor, cultura, classe social, sexo ou idade possui uma dignidade intrínseca em razão da qual deve ser respeitada e servida, e não explorada.
O que significa "sujeitar" ou "dominar" a terra?
Ao estudarmos a Criação do Mundo temos a visão do que Deus preparou para o homem, através do ‘anthropos’ adâmico.
Ao formar o mundo Deus outorga à Coroa da Sua Criação a Gerencia deste sistema físico terreno.
O ser humano é Gerente da Criação.
Embora Deus continue sendo plenamente Soberano sobre sua Criação, ele comissionou o ser humano para que dela cuidasse.
Estas ordenanças de comando ou relacionais são chamadas de Mandatos, ou aqui nesta Lição 04 de Comissão.
Deus fez uma aliança com a criatura e estabeleceu pelo menos três diferentes mandatos para a humanidade:
Assim, nós temos.
O Mandato Espiritual (seu relacionamento com o Criador). - Efésios 5.16-20: ...usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, sempre dando graças por tudo a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo
O Mandato Social (seu relacionamento em família)
O Mandato Cultural (seu relacionamento com a sociedade).
Os Mandatos
A- Espiritual -
                        B- Mandato Social.
É atual escrever algumas linhas sobre este Mandato.
A atual sociedade na qual vivemos, e por quem a Igreja deve interceder como Abraão o fez pelos justos de Sodoma e Gomorra, necessita de intervenção da Igreja, para que sejam visitados por Deus, homens que alcancem o padrão de justos no meio de todo este drama antropológico-social.
A atual sociedade vive momento, de contrariedade à Revelação da vontade de Deus, conforme Paulo escreveu aos irmãos romanos, em sua Epístola no capítulo 1 e versículo 19 e ss. ...e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso Deus os entregou, nas concupiscências de seus corações, à imundícia, para serem os seus corpos desonrados entre si; pois trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém. Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza;
E nós como Igreja, somos os atuais mensageiros enviados em meio a um estado moral ‘sodominado’, necessitando de arrancar na força do poder do Espírito Santo e levar ao cume do monte da salvação, os que podem e devem se salvar.
O mandato social pôde ser dado porque Deus criou a humanidade não só à sua imagem e semelhança como também macho e fêmea. Van Groningen diz que “... este mandato provê a base divinamente ordenada para o casamento, para a família restrita e a família extensiva - os clãs, as nações e a comunidade da humanidade de todo o mundo”.
                      C - Cultural - Gênesis 1.26-30
A Base bíblica para este mandato está no texto:
Gênesis 1.26-30;
E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra. Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; [...]E assim foi.
A desídia, o orgulho, a experimentação tentadora, a desconfiança do que Deus dissera, levaram os Gerentes de Deus ao pecado.
Alguns teólogos utilizam no lugar de gerente, o termo vice-gerente, mas vou utiliza-lo, buscando o sentido, como algo próximo do termo mordomia, ou despenseiro autorizado de alguém, O Senhor – O Kurios, das Epístolas paulinas.
Apesar da queda, o Mandato Cultural não foi anulado.
Eles eram os proclamadores, o continuaram a sê-lo, mas já agora sem autoridade do que Deus Criara e realizara a favor dos homens.
Eles foram os únicos seres humanos – à priori - a ouvirem a proclamação
III-1- Considerações sobre a Relação Terra e Céus.
A- Terreno e Divino.
A Imago Dei une a Divindade à Terra, no sentido de proporcionar aos homens conhecerem por parâmetros inteligentes e revelacionais, a Divindade Criadora – Deus. Rm.1
No interior do Homem, podemos entender a Trindade na base do sistema bíblico comparativo, o chamado tipo e antítipo. 1 Ts.5.23. ...o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
Enquanto o tipo é terreno e natural, o antítipo é perfeito e divino.
José e Jesus
Davi e Jesus
Moisés e Jesus.
IV- ESTUDANDO O TERCEIRO MANDATO:
O Mandato Cultural é sem sombra de dúvidas o Mandato mais importante, inclusive para a Igreja, pois fala do relacionamento com a sociedade, com a ‘polis’, com os homens que nos cercam, é um Mandato ou Comissão Relacional.
Esta relação cultural, logo ao início do relato bíblico é deturpada.
Lendo a fase relacional pósedênica, podemos verificar que há um desencadear de forma dramática do erro, na relação humana.
Tudo o que de pior podia subir ao coração do homem, esquecendo-se de Deus é realizado, vivido, aglutinado, como valor moral negativo, mas não admitido como tal.
Para entendermos o sentido de uma missão necessitamos estudar também o Mandato social.
Podemos ver desde a quebra do Mandato Social – a degradação familiar – Caim e Abel.
IV-1- A Quebra do Mandato Social:
Foi na quebra do Mandato Social que as evidencias do pecado se mostraram de forma expansora entre os homens, quebrando a aliança unilateralmente, com o Criador.
Quebrou os seus elos familiares quebrados, com mentiras, acusações e esquivando-se de suas responsabilidades.
Caim e AbelGn.4.1-8. Conheceu Adão a Eva, sua mulher; ela concebeu e, tendo dado à luz a Caim, disse: Alcancei do Senhor um varão. Tornou a dar à luz a um filho-a seu irmão Abel. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra. [...] ...atentou o Senhor para Abel ..., mas para Caim ... não atentou. Pelo que irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.[...] se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar. Falou Caim com o seu irmão Abel. E, estando eles no campo, Caim se levantou contra o seu irmão Abel, e o matou.
Adão e Eva - marido e esposa.-
Caim e Abel –irmãos.
Poligamia, assassinato, brutalidade, etc.
Gn.4.19-24. Lameque tomou para si duas mulheres: o nome duma era Ada, e o nome da outra Zila.[...]; e a irmã de Tubal-Caim foi Naamá.Disse Lameque a suas mulheres: Ada e Zila, ouvi a minha voz; [...] pois matei um homem por me ferir, e um mancebo por me pisar.Se Caim há de ser vingado sete vezes, com certeza Lameque o será setenta e sete vezes.
Encontramos neste ‘canto de violencia’ de Lameque, o ápice da violência e brutalidade, no inicio dos homens.
Neste texto, ao ensinar em nossa Igreja, disse aos jovens, que aqui está o primeiro rap de apologia a violência, que a Bíblia registrou, para que aprendamos, que o mal, só busca o mal.Podemos ver ainda a Intervenção divina na construção da Torre de Babel, quando o mandato desvirtuado, inclina todos os homens contra a ação de Deus e sua soberania sobre o Mundo e a Sua Criação.
Os homens não entenderam o que eles sofreram foi fruto de seus próprios pecados e que contra Deus, a Federação Humana não tem capacidade de agir, ou fugir de seus erros e punição advinda dos mesmos.
Schaeffer: “O homem está separado, como pessoa, da [Criação] Natureza porque ele é feito à imagem de Deus. Quer dizer, ele tem personalidade, e como tal ele é único na Criação; mas ele está unido a todas as outras criaturas como ser criado”.
V- A Quebra dos Mandatos Implica em Cerceamento da Vida em Abundancia:
Deus houvera criado o homem para viver uma vida abundante e plena com a sua presença.
A Queda no Éden cerceia esta virtude da raça humana.
Mas, o avanço da quebra dos mandatos leva Deus a limitar a extensão da vida do homem na face da Terra.
V-1- A Falha de Nossos Pais:
Os Gerentes da Criação falharam em executar esta Comissão Cultural:
Qual era o propósito desta Comissão Cultural?

PACTO DE LAUSANNE e nosso Comentário:
10. Evangelização e Cultura
“O desenvolvimento de estratégias para a evangelização mundial requer metodologia nova e criativa. Com a bênção de Deus, o resultado será o surgimento de igrejas profundamente enraizadas em Cristo e estreitamente relacionadas com a cultura local. A cultura deve sempre ser julgada e provada pelas Escrituras. Porque o homem é criatura de Deus, parte de sua cultura é rica em beleza e em bondade; porque ele experimentou a queda, toda a sua cultura está manchada pelo pecado, e parte dela é demoníaca. O evangelho não pressupõe a superioridade de uma cultura sobre a outra, mas avalia todas elas segundo o seu próprio critério de verdade e justiça, e insiste na aceitação de valores morais absolutos, em todas as culturas”.
ESTE ENTROITO é apenas uma demonstração do que se pensou em Lausanne sobre cultura.
Mas, o Mandato em si é algo um pouco diferenciado,em termos de definição, como veremos a seguir”
O Mandato Cultural chama toda a humanidade na ordenança e na administração da criação, isto é, na obra da civilização e da cultura.
Era gerenciar a questão terrena com o próprio homem através do contato relacional e inspirador do Criador, e assim todos os homens fruto do mandato social manterem-se dentro de um padrão isento do pecado, sem percepção da malícia, do erro, ou do mal, mas baseado nos aspectos compatíveis de Deus aos homens, do Amor, da Comunhão, da Misericórdia, da benignidade, da mansidão.
Esta forma de vida levaria todos os homens nascidos de mulher ao pleno conhecimento de Deus.
Mas, não foi isto que aconteceu, pelas qualidades da personalidade, com as quais Deus criou o Homem – Adam – pois Deus não é manipulador da vontade humana, nem de seus anjos celestiais, mas os criou para serem livre me decisões e em amá-lo.
GÊNESIS 6.1-3. Sucedeu que, quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra, [...]; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. Então disse o Senhor: O meu Espírito não (contenderá) permanecerá para sempre no homem, porquanto ele é carne, mas os seus dias serão cento e vinte anos.
V-2- Maldade no Coração:
GÊNESIS 6.5-7. Viu o Senhor que era grande a maldade do homem na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. E disse o Senhor: Destruirei da face da terra o homem que criei...   
VI- A Criação contra o Criador:
Compreendendo que a Aliança de Deus com os homens se dá por Graça, ou favor, e ela é unilateral no sentido rudimentar.
Considerando-se que o homem é criação e Deus é o Agente Criador, com todo o Poder Divino inerente a Sua Santa e Eterna Pessoa.
Ele dotou o homem de sabedoria, conhecimento autoridade e ordenou sobre o ‘Adam’, os Mandatos a serem Cumpridos, no sentido de que são inerentes aos homens, sob uma forma aliançável.
2 Tm.2. 11-13. Fiel é esta palavra: Se, pois, já morremos com ele, também com ele viveremos; se perseveramos, com ele também reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará; se somos infiéis, ele permanece fiel; porque não pode negar-se a si mesmo.
Quando o Adam quebra de sua parte este relacionamento, Deus continua Fiel ao Mandato cedido ao gerente adâmico terrestre, fruto de Sua Criação como Soberano do Universo.
O. Palmer Robertson a define, em seu livro O Cristo dos Pactos, assim: Aliança é um pacto de sangue. Envolve compromissos com conseqüências de vida e morte.
Berith - "Laço / vínculo/ ligar, atar, aliançar".
Gerard Van Groningen: ... Deus iniciou, determinou os elementos, e confirmou a Sua aliança com a humanidade. Esta aliança é unilateral.
Mauro F. Meister define pacto assim:’Portanto, quando se trata do pacto divino-humano pode-se dizer que o pacto é um vínculo/elo de amor, iniciado e administrado pelo Deus triúno com a sua criação, representada pelos nossos pais’.
VII- Mais Uma Quebra De Mandato Entre Os Homens.
Em Gênesis 3 o Pacto da Redenção/Graça foi incorporado ao Pacto da Criação;
A Criação mantém-se apesar do pecado do Éden todo o sistema Criado continua atuando a favor de quem?
Do Homem, alvo da Criação.
Gênesis 8.22 deixa claro que a aliança de Deus com Noé reza o que segue: “sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite nunca cessarão”. 
Nem dilúvio, nem mortes, detiveram a saga do pecado entre a Federação humana, tal qual uma epidemia maligna e cruel, que os levava a estar contra a autoridade e determinações de Deus e seu domínio sobre tudo e todos.
O homem entende, que se unirem contra Deus, nada os poderia deter ou impedir seus projetos.
VII-1- A Torre de Babel:
GÊNESIS 11.1-9. Ora, toda a terra tinha uma só língua e um só idioma. E deslocando-se os homens para o oriente, acharam um vale na terra de Sinar; [...] Disseram mais: Eia, edifiquemos para nós uma cidade e uma torre cujo cume toque no céu, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra. Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam; e disse: [...] confundamos ali a sua linguagem, ... Assim o Senhor os espalhou dali ... e cessaram de edificar a cidade. Por isso se chamou o seu nome Babel...
VII-2- A Separação do Homem com Deus Contraria o Pensamento Que Deus Tinha para Humanidade:
O Mundo foi e está atingido pelo pecado – O pecado que derrubou o ser criado a Imagem e Semelhança de Deus sofreu uma ruptura.
O relacionamento entre o ser humano e Deus criou a separação, que Satanás imaginou ser irreparável.
Mas, não há nada impossível para Deus, pois tudo que existia no Éden e no Universo foi feito pela Palavra de Deus. Leia Gn.3.15.
A separação seria alvo da Trindade Divina a reparar, pois nos tempos eternais Deus, como Ser Onisciente já prepara uma Solução Divino-Celestial, pelo Filho e contando com a Ajuda do Espírito Santo [Ajuda com letra maiúscula para dar o sentido da ação do Espírito Eterno entre os homens, e não como coadjuvante, mas como Deus que Ajuda].
VII-3- Devido ao pecado o ser humano tem exercido seu domínio na criação de maneira incorreta.
Por isto esta Lição nos trás dois Conceitos.
Pelos quais somos ensinados da nossa responsabilidade como Igreja e de Salvos em Jesus Cristo.
O homem encontrou-se e muitos ainda hoje separado espiritualmente de Deus, sem reconhecer, o que está perdendo, e qual é a sua verdadeira referência, entre ele e o Criador.
Homem desconhece o que Deus espera dele em relação ao trato com a natureza, com os outros homens, com a família.
Todo o sentimento e desejo de Deus em termos relacional proposto ao homem foi afetado, principalmente o seu relacionamento com o próximo.
A Lição nos leva a procurar entender, à Luz das Escrituras, como este Mandato, à partir deste parágrafo chamado de Comissão Cultural faz parte da Missão Integral da Igreja, levando a todos nós a cumpri-lo, sob a ótica da Salvação que alcançamos em Jesus Cristo, e obedecer diferentemente de nossos pais edênicos, agora sob a Luz do Evangelho Pleno, pois o Proto-evangelho de Gn.3.15, não pode ser vivido pelos profetas, sacerdotes, reis e outros tantos homens de Deus, que viveram sob a Esperança.
Abraão;Job;Davi;Samuel;Isaias;Zacarias;Malaquias...
Hb.11. 33-40. ...os quais por meio da fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, [...] da fraqueza tiraram forças, [...]; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; [...; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados (dos quais o mundo não era digno), ...E ... tendo recebido bom testemunho pela fé, ... não alcançaram a promessa; visto que Deus provera alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados.
VII-3- Cidadão do Mundo Ou Cidadãos dos Céus?
Todos os seres humanos têm um Mandato Cultural, dado por Deus, como já demonstramos, não revogado, mas utilizado, por aqueles que não conhecem a Cristo, mas o Apóstolo Paulo diz:– Rm.1.21-22. ...porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos...
Para sermos cumpridores dignos dos Mandatos de Deus aos homens, precisamos ouvir o chamado a Convocação à Igreja.
Aliás, o termo Eclésia, um termo oriundo do mundo grego, mas canonizado e integrado ás escrituras, representa bem o que é isto, que agora vivemos como Igreja -
VII-4- Cristo Nos Chama a SER Colaboradores Na Criação.
A manutenção da Criação é fundamentada na esperança e gemido da Criação, que aguarda a redenção dos salvos.
Rm.8.19-23. Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus. Porquanto a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto até agora; e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoração, a saber, a redenção do nosso corpo.
Nesta tarefa, o homem cristão, e a Igreja estão plenamente envolvidos para exercer as prerrogativas de Sal e Luz.
Pois, sendo Sal e Luz estamos realizando a manutenção enquanto a plenitude dos salvos não for alcançada. Rm.11.25-26. Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo ....: que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado. E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador,
Muito embora, esta seja uma ação com determinação ‘cronos’ divinal e que cabe apenas à Igreja realizá-la para que se cumpre no momento da manifestação do Filho sob a ordem da Iminência emanada pelo Pai!.
VIII- A GRANDE COMISSÃO.
1- A Vida Relacional da Igreja e a Vida Relacional do Crente Sob a Ótica da Grande Comissão.
Como Igreja como podemos nos relacionar com os acontecimentos deste mundo, em relação a Grande Comissão?
Há limites impostos a serem impedimentos para esta Comissão?
Como podemos influenciar a Sociedade e a Cultura, com a Mensagem da Grande Comissão?
O que de fato tem acontecido com os cristãos na modernidade?
A Igreja precisa atentar para não falhar na sua Agenda proposta por Deus e na realização das suas tarefas na Grande Comissão.
Nós que estamos assentados nas regiões celestiais em Cristo, tirados da ignorância espiritual, quanto ao chamado à Salvação.
Nós que demos ouvido a Voz do espírito, e sua tripla ação nesta etapa da nossa entrada no Reino: Convence do pecado, da Justiça e do Juízo.
Regressamos pela Obra da Cruz à comunhão com Deus, atingimos ao verdadeiro religare, temos que demonstrar a verdadeira regeneração da personalidade, caráter e modo de viver, em uma nova moralidade, aguçada pela ação do Espírito Eterno.
O Apóstolo Paulo sofreu esta dúbia posição:o mal que queremos, fazemos, mas o bem...
Fala de domínio, para que possamos demonstrar que somos dignos agentes da Comissão divina.
A- Primeiro, a vida da Igreja deve ser regrada sob a visão da Igreja de Jerusalém, a Igreja dos Santos Apóstolos.
Cl.1.5,6. Por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual já antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,.que já chegou a vós, como também está em todo o mundo; e já vai frutificando, como também entre vós, desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade;
Atendendo a Ordem de Jesus, a Igreja não arrefeceu a união e a concordância entre os Apóstolos e discípulos.
At.2.1. E, CUMPRINDO-SE o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar;
Isto nos ensina que necessitamos de unidade para que possamos cumprir a Grande comissão.
A-1- É fator fundamental à Igreja.
Confirmado pela ajuda cooperativa de Deus com a Sua Igreja.
Atos 2.37-47.  E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. E com muitas outras palavras isto testificava, e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa. [...] E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.
B- Segundo: ainda na visão da Igreja que recebeu em si a Grande Comissão de forma verbal, devemos nos impor com a nossa forma de viver.
C- Terceiro: devemos anunciar que há uma nova forma de vivenciar os relacionamentos humanos, sob a ótica divina. Cl.1.6. ...e já vai frutificando, como também entre vós, desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade;
D- Quarto: devemos atingir todas as camadas desta Sociedade. Lc.14.21-24. ...Sai depressa pelas ruas e bairros da cidade, e traze aqui os pobres, e aleijados, e mancos e cegos. E disse o servo: Senhor, feito está como mandaste; e ainda há lugar. E disse o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e força-os a entrar, para que a minha casa se encha. Porque eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia.
E- Quinto: na Grande Comissão os atingidos não podem ser discriminados, mas transformados pela Palavra da Grande Comissão, cuja chave é:
Arrependimento!
IX- A GRANDE COMISSÃO.
O Modo de Ação da grande Comissão.
-Pelo Querigma.
-Pelo Ensino.
-Pelo Batismo.
-Pelo Recebimento do Perdão Divino.
Atos 2.38. E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados;
Mt. 28.19. “Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.
Segundo Van Groningen o homem deveria exercitar suas prerrogativas reais fazendo o seguinte:
· Governando
· Desenvolvendo
· Mantendo.
Tudo isto infere Van Groningen que o governo do homem sobre o cosmos envolve trabalho.
Assim, nós temos que trabalhar, como Imago Dei em Cristo, Pai e o Espírito Santo. João 5.17. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.
Como parte do Mandato Cultural, se impõe ao homem a proclamação do conhecimento de Deus.
Esta situação, e execução foram demonstradas por homens, aos quais, Deus Yahweh se revelava, ou pelo seu Anjo, o Anjo do Senhor, o próprio Cristo em Teofanias diversas, apresentadas ao longo da narrativa do AT.
Na duração dos tempos e séculos, chega a plenitude dos tempos, em Jesus nascido em Belém, morto em Jerusalém e ascendido aos céus.
Glorificado ele dá ordens aos seus discípulos, os orienta sobre o que deveriam realizar utilizando o que D’ele haviam recebido.
X- A Mensagem De Regeneração Do Homem.
Os atribui um Mandato Cultural, que chamamos aqui de Comissão, para anunciar a Sua Mensagem de Salvação, extensiva e expansiva a todos os homens.
Jesus declara aos seus discípulos, que os Seus Comissionados poderiam realizar tudo, o que Ele realizara, exceção clara a seus feitos vicários, pois os havia consumado
João 14. 12-13. Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Quanto à maneira pela qual é outorgado, o mandato pode ser expresso ou tácito, verbal ou escrito.
Vemos que Deus nos comissionou, tanto da maneira verbal, na presença dos discípulos com Jesus Glorificado, na sua ascensão, como também nos comissionou de maneira Escrita, pelas suas Santas Escrituras, seja no AT ou na literatura neotestamentária.
"Opera-se o mandato quando alguém recebe de outrem poderes para, em seu nome praticar atos ou administrar interesses. A procuração é o instrumento do mandato."
A manifestação expressa, podemos dizer que é tudo que não é tácito, a parte exterioriza sua vontade, seja de maneira verbal ou escrita.
É o que escrevemos acima.
XI- As Duas Dimensões do Mandato: uma horizontal e outra vertical.
Mc.16. 15-20. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados. Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. Eles, pois, saindo, pregaram por toda parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que os acompanhavam.
XI-1- Horizontal O mandato de Cristo à Igreja é missionário, e/ou evangelizador.
Eles, pois, saindo, pregaram por toda parte...
Lucas 10.16-19. Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam. E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.
A dimensão deste mandato se revela na horizontal, na relação intersocial, entre os homens, de todas as raças e regiões da Terra, como Cristo havia determinado, aos seus discípulos e a Sua Igreja.
Mas, ao mesmo tempo ela se revela de maneira vertical, pela mantença das garantias e operação dos Céus através do que cumprem o mandato de Jesus Cristo, na operação dos Céus nas pessoas do Pai, Filho, e Espírito Santo, agindo a favor da/e pela Igreja.
Como lemos nos texto acima, nos grifos, em destaque:
Mas, também se manifesta como de manifestação de poder de Deus, em maravilhas e autoridade sobre as hostes do mal, pela Igreja Comissionada.
XI-2- Vertical - Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. Eles, pois, saindo, pregaram por toda parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que os acompanhavam.
Conclusão:
Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.
Não podemos negligenciar como Igreja, esta grande Comissão, afinal ela tem o conteúdo necessário da vontade de Deus em salvar a todos os homens.
Rm.1. 16. Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê;
“Maldito aquele que fizer a obra do Senhor negligentemente,...”. é a forma de exercer responsavelmente o Mandato Cultural, renovado pelo Filho na Grande Comissão de conquistar o Mundo para Cristo!
Atos 1.8. Mas recebereis poder [vertical], ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra [horizontalidade da missão].
A Igreja deve primar em buscar a excelência em executar a Grande Comissão, segundo os parâmetros que nos foram legados pela Igreja primitiva, que primou em cumprir a Missão Integral da Igreja.
Leia Atos dos Apóstolos 2.
7. Cooperação na Evangelização.
Afirmamos que é propósito de Deus haver na igreja uma unidade visível de pensamento quanto à verdade. A evangelização também nos convoca à unidade, porque o ser um só corpo reforça o nosso testemunho, assim como a nossa desunião enfraquece o nosso evangelho de reconciliação. Reconhecemos, entretanto, que a unidade organizacional pode tomar muitas formas e não ativa necessariamente a evangelização. Contudo, nós, que partilhamos a mesma fé bíblica, devemos estar intimamente unidos na comunhão uns com os outros, nas obras e no testemunho.
Prontidão para Realização:
Rom.1. 15. De modo que, quanto está em mim, estou pronto para anunciar o evangelho também a vós que estais em Roma.
Nós, eu e você estamos prontos para atuar nesta Comissão?
Esta é a pergunta.
Fonte:
Bíblia Chamada
Bíblia Plenitude
Dicionários on-line
Prof. Marcos Maister
Prof. Dr. Chanceler UPM - Pastor Augustus Nicodemus
Pacto de Lausanne - Suíça, 1974
Vida Abundante
Teologia Bíblica, Missões e Pastorais. Josivaldo de França Pereira
O Domínio do Ser Humano sobre a Criação.
Gerard Van Groningen - In: Criação e Consumação, Vol I
Os Mandatos Sociais
Clóvis Gonçalves
A última mensagem de JOHN STOTT em Keswick;
Tradução: F. R. Castelo Branco- www.caiofabio.com.br
Breves Considerações sobre a Aliança da Criação e a Plenitude do Espírito em Efésios 5:18 - 6:9 – por Wilson de Angelo Cunha;
O SÁBADO NO ANTIGO TESTAMENTO: TEMPO PARA O SENHOR, TEMPO DE ALEGRIA NELE (II) - Gerard Van Groningen* 
Crer para ver
Jamais Desista - CONGREGAÇÃO PRESBITERIANA DE SAMAMBAIA - Pastor: Rev. Carlos Roberto Araújo.
ANEXO GLOSSÁRIO:
Mandato é quando alguém tem autorização para praticar determinadas ações em função de outros. Logo é um poder que alguém conferiu a outro, a fim de agir em seu nome.
Significa: procuração, delegação. No geral, é usado em termos políticos para designar os poderes que são conferidos a um homem que representará os cidadãos durante um período determinado. Brasil escola.
A palavra mandato tem como origem a expressão latina mandatum, que terá advindo da locução manum datum - dado pela mão - em virtude de os contratantes apertarem as mãos, após findarem o contrato. É controverso ainda se o mandato foi um negócio stricti iuris ou iuris civilis – ‘lei estrita ou direito civil’ -, ou se foi um negócio tutelado por bonae fidei iudicia – ‘juízos de boa-fé’ - (tese defendida por Arangio-Ruiz). O seu caráter essencialmente gratuito parece apontar no sentido de que era um negócio do ius civile - direito civil -. A sua tutela judicial, porém, a actio mandati – ‘a ação de seu mandato’ - aponta no sentido contrário. Advogada Ana Lucia Munari Nicolau Scalercio – ANL.
Declaração de vontade, ou manifestação expressa, podemos dizer que é tudo que não é tácito, a parte exterioriza sua vontade, seja de maneira verbal o escrita, e até por sinais.
Quanto à maneira pela qual é outorgado, o mandato pode ser expresso ou tácito, verbal ou escrito.
O art. 653, do nosso Código Civil é muito claro ao indicar o significado de Mandato, por isso, resolvi copiar esse artigo de lei, para esclarecer essa dúvida.
Art. 653, do Código Civil:
"Opera-se o mandato quando alguém recebe de outrem poderes para, em seu nome praticar atos ou administrar interesses. A procuração é o instrumento do mandato."
Indo um pouco mais além, o Código Civil, art. 656, indica que "o mandato pode ser expresso ou tácito, verbal ou escrito"
No entanto, a outorga do mandato está sujeita à forma exigida por lei para o ato a ser praticado. Não se admite mandato verbal quando o ato deva ser celebrado por escrito. (art. 657, Código Civil).
Comissão
s.f. Atribuição de uma função, de um encargo.
Ato de encarregar, de cometer. Encargo. Pessoas, encarregadas de tratar conjuntamente um assunto. 
Comissão - Significado: 1. MISSÃO OU ENCARGO
Ana Beatriz S. Rein (PR).      

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical