domingo, abril 1

Apocalipse, A Revelação de Jesus Lição 01-CPAD – 2º Trimestre



Apocalipse, A Revelação de Jesus
Lição 01-CPAD – 2º Trimestre             Autor subsídio: Osvarela
TEXTO ÁUREO
“Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profe­cia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo” Apocalipse 1.3.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE:oc 1.1-8
1 REVELAÇÃO de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;
2 O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.
3 Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.
4 João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;
5   E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,
6   E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém.
7   Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.
8   Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.
Exórdio:
O que é o Apocalipse de João?
Muitos ensinadores e escritores se reportam direto, ao introduzirem este tema, a palavra Apocalipse, sem apontar para as fases do Apocalipse conforme o desenrolar do livro, não que seja um erro reportar-se desta forma as escritas, utilizando-se a etimologia e ao sentido do Livro – revelação ou visão.
Localização cronológica:
Escrito durante um período de extrema perseguição aos cristãos, que possivelmente tenha começado em Roma, em Julho de 64 dC, até junho de 68 dC.

Segundo esta vertente, o livro foi escrito antes da destruição de Jerusalém em setembro de 70 dC, e é um profecia autêntica sobre o sofrimento continuo e a perseguição dos cristãos, que tornou-se bem mais intensa e severa nos anos seguintes. Com base em declarações isoladas pelos patriarcas da igreja primitiva, alguns intérpretes datam o livro perto do final do reino de Domiciano (81-96 dC), depois de João ter fugido para Éfeso.
Locais onde João possa ter estado, em Patmos – Mar Egeu:



O Psili - praia Ammos, único na ilha por sua areia fina, sem pedras. é muito provável que João esteve quando ele viu a visão do Apocalipse 13: "Eu estava na areia do mar" (Ap 13:1, KJV).
Aqui o apóstolo João foi exilado e recebeu as visões registradas no Livro do Apocalipse (às vezes chamado O Apocalipse de São João). Galeria arqueologia Bíblica.
Devemos entender que o Apocalipse é estudado segundo as visões escatológicas, submetidas as crenças sob a duas posições:
‘Mitte’, sob pensamento da localização do Milênio no Plano final:
Posições que serão defendidas sob a questão do Milênio dentro do plano eternal escatológico:
Mitte sob pensamento da localização da Tribulação dos últimos dias [grande Tribulação] Milênio no Plano final:
Portanto duas peças são chave para os variados entendimentos das revelações apocalípticas:
1-Arrebatamento da Igreja.1 Tss.4.15-18;
2-O advento Milênio.
As Assembleias de Deus são doutrinariamente e dentro do seu catecismo – Credo –
Pré-Tribulacionista;
Pré-Milenista
Ou seja, tendo nesta área o seu mitte de entendimento dos acontecimentos das últimas coisas o Arrebatamento, antes da Grande Tribulação e do Milênio.
Melhor explicando:
1-Todos os crentes serão arrebatados antes da Grande Tribulação;
2- A Tribulação e o Milenio são períodos de 7 anos [a igreja estará, nas  bodas com  Cristo –  2 Tss.2.8;1Co.15.52.ss] e de 1.000 anos.
Sob a questão das abordagens:
-Clássica E histórica;
E a abordagem da Interpretação Dispensacionalista, que crê na questão da vida da Igreja e dos homens sob o ângulo das Dispensações.
Não discorremos sobre estes aspectos, mas acrescentamos a questão das teorias interpretatórias:
-Preterista – ou contemporâneo-histórica; ou seja, sob uma visão dos acontecimentos ocorrendo na época da escrita, ou para os que viviam á época Sec. I [incluindo 70 d.C - Jerusalém].
-Historicista;
-Futurista
-Dispensacionalistas
-Espiritualistas
-idealista – Bem versus o Mal
E eu acrescento: Literalista.
O Apocalipse que estudaremos, em parte, sob o tema majoritário:
As Sete Cartas do Apocalipse.
E sub-título, ou bandeira:
O estudo, aponta para uma interpretação revelacionista, profética, de um tempo, o século [aqui ciclo] eclesial de 7 espaços ou vivenciados da igreja em estágios, segundo a condição espiritual personificadas, na Revelação apocalíptica, que nos mostra a condição estagial, seja ao longo dos séculos (inserindo um pouco de uma parte conceitual de pensamentos) e espiritual nestes estágios, através da situação de cada Igreja, receptora de cada Carta:
1-Éfeso;
2- Esmirna;
3- Pérgamo;

4-Tiatira;
5-Sardes;
6-Filadélfia -   o Tipo a ser paradigmático para as demais igrejas.
7-Laodicéia – outro paradigma, porém contrario a posição filadelfiana;
 A Mensagem Final de Cristo à Igreja.
Neste trimestre nós estudaremos com ênfase as Revelações ditadas a cada Igreja, das sete da Ásia.
Prólogo
Ap.1.1[Bíblia Plenitude-Bíblia Aplicação Pessoal]
Local:
9. Eu, João, que também sou vosso irmão, e companheiro na aflição, e no reino, e paciência de Jesus Cristo, estava na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo.
Esta pequena ilha (Ap 1:9), vulcânica fica no mar Egeu, 60 km da cidade turca de Mileto.

I. As cartas às sete igrejas 1.9-3.22
O cenário: Um semelhante ao Filho do Homem 1.9-20
As 7 Cartas 2.1-3.22
Ou seja, em sua grande parte do trimestre ao prólogo do Apocalipse, e mais alguns trechos como:
O Governo do Anticristo;
A inclusão dos demais temas, em duas ou três lições é inevitável, sem os quais, o texto trimestral, não se completaria.
O Evangelho do Reino no Império do mal; que eu prefiro chamar Império parasita do mal atuante de maneira exposta e visual.
Lembramos aqui, que a Ásia referida no Apocalipse, como nas escritas lucanas e paulinas, se refere a grande maioria, do atual espaço territorial ocupado pela Turquia. .
Mesmo não sendo um erro, o Apocalipse que estudaremos não se trata apenas de uma palavra etimológica, em sua natureza.
O que estudaremos neste segundo trimestre trata-se das mensagens de Jesus Cristo, tal como, se apresenta na Ilha de Patmos, ao Apóstolo João.
Texto compilado [Curiosidades do Planeta Terra - Portugal], sobre João e o local onde recebeu a Revelação, leia o texto abaixo, compilado pelo autor:
“O mais famoso ex - morador da ilha que há quase 1.900 anos, foi exilado nesta pequena ilha grega da Àsia Menor. O famoso personagem foi condenado a morar na ilha provavelmente pelo imperador romano Domiciano, por ter falado de Deus e dado Testemunho de Jesus, que lhe revelou o que a de acontecer mandou pegar um rolo e escrever e disse eu sou o Alfa e o Ômega o Principio e o  Fim de tudo. Esse era João Apóstolo de Jesus, que lhe disse: ‘o que vês,escreve num rolo’. Esse Rolo ( ou livro ) veio a ser  epílogo do maior "best seller" de todos os tempos. Tem sido descrito por alguns como uma das obras mais incompreendidas já escrita, trata-se do último Livro do Cânon Bíblico chamado Revelação ou Apocalipse, o último livro da Bíblia. Seu escritor foi João, apóstolo de Jesus. “As Visões que João recebeu sobre o cataclismo final do mundo iníquo têm despertado o interesse de leitores ao longo dos Séculos”.
APOCALIPSE:
Trata-se de:
REVELAÇÃO de Jesus Cristo;
...as notificou a João seu servo;
-Uma Revelação de Jesus Cristo
-Da Parte de Deus
-Uma Notificação
-Com remetente identificado e autorizadas, a serem escritas:
Ap.1.19. Escreve as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de acontecer;
Remetente: de: v t remeter [ʀəmə'ter] - enviar, mandar;remeter uma carta.
Adj. e s.m. e s.f. Que, ou quem remete.
O remetente é o indivíduo ou entidade que remete (envia) uma mensagem para um destinatário que o recebe;
subst. m+f. 1. pessoa que remete ou envia: o remetente da carta
1- remetente significa: Para envio, como por um meio de comunicação: mandar uma mensagem
2- remetente significa: Para envio de alguém para transmitir uma mensagem:
3- remetente significa: Para enviar um pedido ou ordem
4- remetente significa: Para transmitir uma mensagem ou mensagens:
5- remetente significa: Para fazer chegar ou ser entregue ao destinatário: enviar uma carta
- Ap.1.5. ...da parte de Jesus Cristo
...da parte daquele que é, e que era, e que há de vir
- a fiel testemunha,
- o primogênito dentre os mortos
- e o príncipe dos reis da terra.
- Àquele que nos amou,
- em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,
Sob a inspiração para atuação e ação conduzida por sete espíritos de Deus.
Graça e paz seja convosco da parte [...] e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;
A um Servo Especial:
João – é uma escolha para dar substancia textual e prática, pela convivência e conhecimento dos ensinos do próprio Jesus Cristo, a quem recebe a revelação e é autorizado a escrevê-las e a ainda escrever, as sete igrejas para que sejam informadas, sobre a sua situação espiritual, em relação aos acontecimentos da Iminência, e possam se prepara para receberem aquilo para que foram chamadas, a tempo de se corrigirem e receber as promessas Individuais, e locais.
E que passam, a ser sob a visão dispensacionalista, um quadro da Igreja Universal, para vivenciarem antitipicamente sob a égide da revelação uma linha de vida espiritual sob as regras e correções de trajeto e vida espiritual, necessárias, e requeridas para obterem o tão esperado e prometido galardão.
Evangelho segundo escreveu São João. 21.20-24. E Pedro, voltando-se, viu que o seguia aquele discípulo a quem Jesus amava, e que na ceia se recostara também sobre o seu peito, e que dissera: Senhor, quem é que te há de trair? Vendo Pedro a este, disse a Jesus: Senhor, e deste que será? Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu. Divulgou-se, pois, entre os irmãos este dito, que aquele discípulo não havia de morrer. Jesus, porém, não lhe disse que não morreria, mas: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Este é o discípulo que testifica destas coisas e as escreveu; e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.
As igrejas de uma região densamente evangelizada:
4 João, às sete igrejas que estão na Ásia:
Objetivo:
...para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer;
Mostrar à igreja as coisas que em breve hão de acontecer.
Nesta lição nos reportaremos às Cartas encaminhadas sob ordem de Jesus Cristo, aqui se identificando a si mesmo como:
Ap.1.4. João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; 5 E da parte de Jesus Cristo
O apocalipse é:
Um livro proclamatório – profético no sentido da ação do profeta anunciar e proclamar, o que há de vir; como também o é, no sentido, ainda, da ação profética, prega o que Deus irá realizar, deslinda, ainda que tipologicamente em alguns longos trechos, como e sobre de qual maneira isto acontecerá
Um livro profético no sentido de prevê acontecimentos futuros – ação do nabi, ou navi.
Continuação...

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical